15601
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 4º ano > Produção de textos

Plano de aula - Revisão de texto e Fanpage da turma

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 4º ano do EF sobre Revisão de texto e Fanpage da turma

Plano 15 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Andréia Cristina Berretta Martins

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é décima quinta aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero lendas indígenas e no campo de atuação artístico-literário. A aula faz parte do módulo de Produção de textos (escrita autônoma e compartilhada).

Materiais necessários: Textos digitados e impressos produzidos pelos alunos na aula anterior desta sequência. Texto e roteiro impressos para revisão e correção textual, disponível nos materiais complementares.

Informações sobre o gênero: Lendas indígenas são narrativas de tradição oral que tratam de questões vinculadas à existência e a sentimentos como o medo, a coragem, a dúvida, o amor… tratam de erros, acertos e sobre os enfrentamentos da vida, questões nem sempre fáceis de ser elaboradas. No Brasil, estas lendas inicialmente foram escritas por não indígenas, no intuito de fazer conhecer esta cultura, em um momento histórico em que se buscava construir uma identidade nacional. Entretanto, estes primeiros escritos, de caráter folclórico, muitas vezes trouxeram ideias genéricas sobre os índios. Desde os anos 1990, a literatura indígena escrita pelos próprios índios vem ganhando força, e é por meio dela que buscaremos proporcionar aos alunos o conhecimento da pluralidade cultural do país, além do distanciamento de pré-julgamentos baseados em visões estereotipadas e pejorativas. Portanto, a leitura destes textos deve proporcionar a reflexão sobre como o outro vê e lê o mundo e como conta suas histórias. Nestas obras o texto é interativo e multimodal: as narrativas são permeadas de referências a sons, olfato, tato e sensações que podem ser mais bem descritas por quem de fato viveu ou esteve mais próximo dessas experiências, além de geralmente conter desenhos tradicionais (como os grafismos) e paratextos com informações adicionais relacionadas a cultura, língua e localização da etnia em questão. Estes textos literários provocam o imaginário e a fantasia, a curiosidade, o sentido de descoberta e ao mesmo tempo promovem aprendizagens e questionamentos.

Dificuldades antecipadas: Ao revisar e corrigir uma produção textual é possível que os alunos sintam dificuldades em reler e observar o seu próprio texto para aprimorá-lo, mediante à presença de vários aspectos a serem considerados. Isso pode acontecer devido à falta de foco e ou pouco entendimento dos indicadores que foram desenvolvidos no estudo do gênero em questão.

Referências sobre o assunto:

DOLZ, J. GAGNON, R. DECÂNDIO, F. Produção escrita e dificuldades de aprendizagem. Campinas: Mercado das Letras, 2010.

NOBREGA, Maria José. Redigindo textos, assimilando a palavra do outro. Revista Acadêmica de Educação do Ise Vera Cruz, São Paulo, v. 1, n. 1, p.1-13, 2011. http://dx.doi.org/10.14212/veras.vol1.n1.ano2011.art3 . Acesso em 08 de dez, de 2018.

LEAL, T. F. BRANDÃO, A. C. P. (orgs). Produção de textos na escola: reflexões e práticas no Ensino Fundamental. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

LEAL, Telma Ferraz; LUZ, Patrícia Santos da. Produção de textos narrativos em pares: reflexões sobre o processo de interação. Educação e Pesquisa, [s.l.], v. 27, n. 1, p.27-45, jun. 2001. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s1517-97022001000100003. Acesso em 08 de dez, de 2018.

CASSANY, Daniel. Decálogo Didáctico de la enseñanza de la composición. Glosas Didacticas, Barcelona, n. 4, p.1-3, 2001. Universitat Pompeu Fabra. Disponível em: <https://repositori.upf.edu/bitstream/handle/10230/21216/Cassany_GD_2001.pdf?sequence=1> . Acesso em: 6 dez. 2018.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto

Orientações:

  • Apresente a proposta da aula para os alunos.
  • Os textos que serão revisados e corrigidos durante esta aula foram produzidos na aula anterior desta sequência, portanto, para realizá-la é necessário que tenha desenvolvido as atividades da aula de produção textual LPO4_02SQA14.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 4 minutos

Orientações:

  • Inicie a aula fazendo os seguintes questionamentos:
  • O que poderemos publicar na fanpage da turma além dos textos? (É esperado que os alunos respondam: as ilustrações que fizeram após a produção, a filmagem de contação das lendas que foram feitas durante a sequência, também poderão citar curiosidades e informações sobre os povos indígenas) Caso publique as filmagens de contação de lendas é imprescindível pedir o preenchimento de autorização de imagem aos familiares dos alunos.
  • O que é necessário fazer para publicarmos os textos que foram produzidos pelas duplas? (É provável que os alunos percebam a importância de fazer a revisão e a correção ao produzirmos um texto. Para um texto ser compreendido deve ser bem escrito, ter coesão, coerência, etc...)

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 40 minutos

Orientações:

  • Explique aos alunos que no próximo slide farão a revisão e correção de um texto de aluno que teve a mesma proposta da aula anterior, ou seja, produzir um final diferente para a lenda indígena “Juruá vira peixe”, seguindo o esquema de planejamento. E, para fazer essa revisão e correção deverão levar em consideração os seguintes indicadores:
  • Manutenção do narrador em primeira ou terceira pessoa (Atente a turma que precisam verificar se o texto iniciou em primeira ou terceira pessoa e se isso permaneceu até o final)
  • A concordância verbal ou nominal (Houve concordância? Os verbos concordam com a pessoa? Ex: “Juruá e Anhangá foi embora” ou “Juruá e Anhangá foram embora”?)
  • Evitar a repetição de palavras e fazer uso de pronomes (“Anhangá viu Juruá e Anhangá foi conversar com ele, de repente Anhangá…” A palavra Anhangá poderá ser substituída pelo pronome “ele” ou pelo substantivo animal, por exemplo)
  • Diálogo entre os personagens (Lembrar que na narrativa não poderá faltar a conversa entre os personagens)
  • Utilizar a pontuação adequada (Para compreendermos o diálogo entre os personagens é essencial o uso da pontuação adequada, além de separar as falas dos personagens, sendo uma em cada linha)
  • Uso de verbos de enunciação (dicendi) ( Dê exemplos de verbos de enunciação que devem aparecer no diálogo como: disse, falou, respondeu, murmurou, gritou, dentre outros)
  • Uso de parágrafos e de pontuação para organizar o texto.
  • O desfecho envolveu os personagens principais da história e foi coerente com o conflito inicial (Para a narrativa ser coerente o desfecho deverá envolver os personagens principais e ter coerência com o conflito inicial da história)
  • O título está coerente com o enredo (É importante que os alunos percebam a importância do título estar coerente com o desenrolar dos fatos na história)

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido:

Orientações:

  • Projete o slide para a turma ou distribua uma cópia para cada aluno do texto que será revisado coletivamente.
  • Leia o texto em voz alta para os alunos (o trecho em negrito marca articulação do início da história original com a história inventado por um aluno).
  • Depois faça os questionamentos do slide anterior, revisando e corrigindo um indicador por vez junto com os alunos. Você poderá fazer as correções no próprio slide utilizando outra cor ou mesmo reescrever o texto com as devidas correções no quadro)
  • Houve a manutenção do narrador em primeira ou terceira pessoa? (É esperado que os alunos percebam que o texto iniciou em terceira pessoa e permaneceu até o final)
  • A concordância verbal ou nominal está adequada? (É esperado que os alunos não encontrem problemas de concordância).
  • Houve a repetição de palavras e uso de pronomes? (Provavelmente os alunos vão perceber que houve a repetição das palavras: mais, mas, encontrá-la, dificuldades, todo. No caso da palavra mais em “Logo mais quando Juruá acordou, tentou matar a sucuri que era Anhangá, mais quando percebeu que a cobra na verdade era Anhangá tentou matá-la, mais quando foi dar o último golpe a cobra desapareceu pois oque ele não sabia era que essa cobra era uma imagem, mas continuou lá batendo em nada. Em “Logo mais” a palavra poderá permanecer, em “mais quando percebeu” ela foi empregada incorretamente e deverá ser substituída pela palavra mas. Em “mas quando foi dar o último golpe…” a palavra mas poderá ser suprimida. E em “mas continuou lá batendo em nada” a palavra mas poderá ser substituída pela palavra então. No início do parágrafo “Mas logo apareceu…” a palavra mas também poderá ser suprimida sem perder a coesão no texto, sendo assim iniciando diretamente com a palavra “Logo”. Já no caso da palavra encontrá-la, você poderá sugerir que os alunos substituam a segunda palavra encontrá-la por: vê-la, deparar-se com ela. Na repetição da palavra dificuldades, é esperado também que os alunos substituam a segunda palavra por: obstáculos, apuros… Os alunos também poderão citar a repetição da palavra todo, é esperado que alguns deles percebam e alertem a turma que no caso dessa palavra, a repetição foi empregada propositalmente para dar a ideia que foram sempre felizes e retirar ou substituí-la, eliminaria esse efeito.

Comentário: Destaque para a turma que os verbos: matá-la, que se refere à sucuri, e, encontrá-la, que se refere à mãe Kamakuã, foram muito bem empregados com o uso do pronome oblíquo átono “la”, além do pronome “o” no caso do trecho “Quando você o matou” referindo-se ao cervo).

  • Houve diálogo entre os personagens? (É esperado que os alunos percebam que sim, porém notem que algumas falas estão empregadas no lugar inadequado)
  • A pontuação foi utilizada adequadamente? (É provável que os alunos percebam que neste texto alguns sinais de pontuação foram omitidos, outros não estão empregados corretamente e algumas falas de personagens não estão separadas, encontram-se na mesma linha da voz do narrador. O segundo parágrafo inicia com um travessão que está inadequado, porque não indica fala de personagem e sim a voz do narrador, portanto ele deverá ser excluído. Logo abaixo neste mesmo parágrafo, foram omitidos os dois pontos após a frase “Ele disse sozinho: “ E a fala de Juruá deverá ser redigida na outra linha precedido de travessão e letra maiúscula “- Apareça Anhangá verdadeiramente! - Juruá gritou.” No terceiro parágrafo, a fala de Anhangá aparece logo após os dois pontos, porém ela deverá estar na outra linha precedida também do travessão. O mesmo acontece na fala de Juruá “Sim - disse Juruá.” que deverá aparecer na outra linha. E, na última fala de Anhangá o autor do texto mudou de linha, mas foi omitido o travessão no seu início “-Quando você o matou…” Em “Logo depois de passar por várias, muitas dificuldades...!” Mudou para a voz do narrador que não poderá aparecer junto com a fala de Anhangá e sim iniciar um outro parágrafo.
  • Uso de verbos de enunciação (dicendi) (Provavelmente os alunos vão perceber que os verbos dicendi aparecem como : disse, gritou, dizendo, respondeu. Questione os alunos se o verbo dizendo poderia ser substituído para dar mais sentido ao texto. Por preceder uma pergunta os alunos poderão substituí-lo pelos verbos: perguntando, questionando, indagando.
  • Uso de parágrafos e de pontuação para organizar o texto? (É esperado que os alunos percebam que o texto foi organizado em alguns parágrafos, iniciados com letra maiúscula e finalizado com ponto final. Já os parágrafos que organizariam o diálogo não foram tão bem empregados).
  • O desfecho envolveu os personagens principais da história e foi coerente com o conflito inicial? (É esperado que os alunos percebam que os personagens principais estão presentes. Houve um desfecho coerente porque Anhangá conta a verdade para Juruá, e o índio consegue encontrar a sua mãe, vivendo feliz ao lado dela)
  • Para finalizar leia novamente o título e questione se ele está de acordo com a lenda que foi produzida. (Provavelmente os alunos perceberão que sim, porque Juruá descobriu que não havia matado a sua mãe e foi desenganado pelo próprio Anhangá)

Comentário: Finalize fazendo uma reflexão com os alunos a respeito do equívoco que se repetiu várias vezes nesta produção, de não separar as falas dos personagens em outra linha, permanecendo-as junto com a voz do narrador. E complete ressaltando a importância dessa separação para um bom entendimento do texto.

Materiais complementares: Para impressão do texto a ser revisado, clique aqui.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Divida os alunos em duplas (sendo as mesmas da aula anterior)
  • Distribua os textos já produzidos pelos alunos e o roteiro impresso (Os textos foram produzidos na aula anterior da sequência, é recomendado que digite e imprima os textos das duplas para facilitar a revisão e correção deles)
  • Explique que agora cada dupla irá fazer a revisão e correção dos textos que foram produzidos na aula anterior. Para que seja feita a revisão é necessário que preencham o quadro primeiramente.
  • Leia os indicadores, peça para que façam a leitura do seu texto e preencham com um X no roteiro seguindo as respostas: sim, não e às vezes ( no caso de ora foi cumprido o indicador, ora não foi cumprido)
  • Logo após preencherem o roteiro, solicite que os alunos façam a reescrita realizando as devidas correções de acordo com as respostas da tabela.
  • Circule pela sala, tire as dúvidas e faça as orientações necessárias conforme a necessidade dos alunos.
  • Ao finalizarem a correção, recolha as produções e avise os alunos que haverá uma aula específica para editarem e publicarem na fanpage da turma.

Materiais complementares: Para acessar o roteiro para impressão, clique aqui..

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

  • Reproduza o slide, faça o questionamento para a turma e registre em papel kraft ou metro as respostas para serem expostas na sala de aula.
  • O que está faltando para publicarmos os textos na fanpage da turma? (Nesse fechamento é importante que os alunos percebam que não foi corrigida a ortografia das palavras, além da importância de editar os textos na fanpage para serem publicados)

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido:

Orientações:

  • Explique para a turma que este é um momento para planejarem as próximas aulas para a finalização da sequência.
  • Agendem uma data para edição dos textos (Isso poderá ser feito numa sala de informática. Caso não disponha desta sala em sua escola, reserve uma aula para a correção da ortografia das palavras e como tarefa os alunos poderão digitar o texto, salvar em pendrive e levar na próxima aula para publicarem na fanpage com a sua ajuda, ou você mesmo poderá digitar os textos já corrigidos pelos alunos)
  • Agendem a data do evento com as famílias (Esta aula deverá ser reservada exclusivamente para o lançamento da fanpage da turma e comemoração com as famílias da finalização da sequência de atividades “Lendas indígenas”)
  • O que faremos durante o evento? (É provável que os alunos digam que irão lançar a fanpage da turma para os familiares e fazer a leitura dos textos que foram publicados)
  • Peça que deem outras sugestões e ajude-os nesta organização. Você pode fazer uma lista de comidas comidas típicas e pedir para que cada aluno leve um prato, as músicas indígenas também são interessantes nesse momento e organizem um ambiente agradável para todos.

Sugestões de comidas típicas: beiju, canjica, pipoca, mandioca, tapioca, milho.

Sugestão de músicas indígenas: cd Ñande Reko Arandu - (2000) Memória Viva Guarani, disponível em https://www.youtube.com/watch?v=l469uaunv6A. Acesso em 15/12/2018.

Comentário: Neste momento é importante que as crianças não se “fantasiem” de índio, essa não é uma idéia que compactua com as aprendizagens desenvolvidas nessa sequência.

Materiais complementares: Sugestão de tutorial para criar a fanpage da turma:

Como criar uma Página no Facebook | 2018 | Com TODOS os Recursos Que Você Tem Direito! Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=lQiZfkU5hw8. Acesso em de dezembro de 2018.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é décima quinta aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero lendas indígenas e no campo de atuação artístico-literário. A aula faz parte do módulo de Produção de textos (escrita autônoma e compartilhada).

Materiais necessários: Textos digitados e impressos produzidos pelos alunos na aula anterior desta sequência. Texto e roteiro impressos para revisão e correção textual, disponível nos materiais complementares.

Informações sobre o gênero: Lendas indígenas são narrativas de tradição oral que tratam de questões vinculadas à existência e a sentimentos como o medo, a coragem, a dúvida, o amor… tratam de erros, acertos e sobre os enfrentamentos da vida, questões nem sempre fáceis de ser elaboradas. No Brasil, estas lendas inicialmente foram escritas por não indígenas, no intuito de fazer conhecer esta cultura, em um momento histórico em que se buscava construir uma identidade nacional. Entretanto, estes primeiros escritos, de caráter folclórico, muitas vezes trouxeram ideias genéricas sobre os índios. Desde os anos 1990, a literatura indígena escrita pelos próprios índios vem ganhando força, e é por meio dela que buscaremos proporcionar aos alunos o conhecimento da pluralidade cultural do país, além do distanciamento de pré-julgamentos baseados em visões estereotipadas e pejorativas. Portanto, a leitura destes textos deve proporcionar a reflexão sobre como o outro vê e lê o mundo e como conta suas histórias. Nestas obras o texto é interativo e multimodal: as narrativas são permeadas de referências a sons, olfato, tato e sensações que podem ser mais bem descritas por quem de fato viveu ou esteve mais próximo dessas experiências, além de geralmente conter desenhos tradicionais (como os grafismos) e paratextos com informações adicionais relacionadas a cultura, língua e localização da etnia em questão. Estes textos literários provocam o imaginário e a fantasia, a curiosidade, o sentido de descoberta e ao mesmo tempo promovem aprendizagens e questionamentos.

Dificuldades antecipadas: Ao revisar e corrigir uma produção textual é possível que os alunos sintam dificuldades em reler e observar o seu próprio texto para aprimorá-lo, mediante à presença de vários aspectos a serem considerados. Isso pode acontecer devido à falta de foco e ou pouco entendimento dos indicadores que foram desenvolvidos no estudo do gênero em questão.

Referências sobre o assunto:

DOLZ, J. GAGNON, R. DECÂNDIO, F. Produção escrita e dificuldades de aprendizagem. Campinas: Mercado das Letras, 2010.

NOBREGA, Maria José. Redigindo textos, assimilando a palavra do outro. Revista Acadêmica de Educação do Ise Vera Cruz, São Paulo, v. 1, n. 1, p.1-13, 2011. http://dx.doi.org/10.14212/veras.vol1.n1.ano2011.art3 . Acesso em 08 de dez, de 2018.

LEAL, T. F. BRANDÃO, A. C. P. (orgs). Produção de textos na escola: reflexões e práticas no Ensino Fundamental. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

LEAL, Telma Ferraz; LUZ, Patrícia Santos da. Produção de textos narrativos em pares: reflexões sobre o processo de interação. Educação e Pesquisa, [s.l.], v. 27, n. 1, p.27-45, jun. 2001. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s1517-97022001000100003. Acesso em 08 de dez, de 2018.

CASSANY, Daniel. Decálogo Didáctico de la enseñanza de la composición. Glosas Didacticas, Barcelona, n. 4, p.1-3, 2001. Universitat Pompeu Fabra. Disponível em: <https://repositori.upf.edu/bitstream/handle/10230/21216/Cassany_GD_2001.pdf?sequence=1> . Acesso em: 6 dez. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto

Orientações:

  • Apresente a proposta da aula para os alunos.
  • Os textos que serão revisados e corrigidos durante esta aula foram produzidos na aula anterior desta sequência, portanto, para realizá-la é necessário que tenha desenvolvido as atividades da aula de produção textual LPO4_02SQA14.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 4 minutos

Orientações:

  • Inicie a aula fazendo os seguintes questionamentos:
  • O que poderemos publicar na fanpage da turma além dos textos? (É esperado que os alunos respondam: as ilustrações que fizeram após a produção, a filmagem de contação das lendas que foram feitas durante a sequência, também poderão citar curiosidades e informações sobre os povos indígenas) Caso publique as filmagens de contação de lendas é imprescindível pedir o preenchimento de autorização de imagem aos familiares dos alunos.
  • O que é necessário fazer para publicarmos os textos que foram produzidos pelas duplas? (É provável que os alunos percebam a importância de fazer a revisão e a correção ao produzirmos um texto. Para um texto ser compreendido deve ser bem escrito, ter coesão, coerência, etc...)

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 40 minutos

Orientações:

  • Explique aos alunos que no próximo slide farão a revisão e correção de um texto de aluno que teve a mesma proposta da aula anterior, ou seja, produzir um final diferente para a lenda indígena “Juruá vira peixe”, seguindo o esquema de planejamento. E, para fazer essa revisão e correção deverão levar em consideração os seguintes indicadores:
  • Manutenção do narrador em primeira ou terceira pessoa (Atente a turma que precisam verificar se o texto iniciou em primeira ou terceira pessoa e se isso permaneceu até o final)
  • A concordância verbal ou nominal (Houve concordância? Os verbos concordam com a pessoa? Ex: “Juruá e Anhangá foi embora” ou “Juruá e Anhangá foram embora”?)
  • Evitar a repetição de palavras e fazer uso de pronomes (“Anhangá viu Juruá e Anhangá foi conversar com ele, de repente Anhangá…” A palavra Anhangá poderá ser substituída pelo pronome “ele” ou pelo substantivo animal, por exemplo)
  • Diálogo entre os personagens (Lembrar que na narrativa não poderá faltar a conversa entre os personagens)
  • Utilizar a pontuação adequada (Para compreendermos o diálogo entre os personagens é essencial o uso da pontuação adequada, além de separar as falas dos personagens, sendo uma em cada linha)
  • Uso de verbos de enunciação (dicendi) ( Dê exemplos de verbos de enunciação que devem aparecer no diálogo como: disse, falou, respondeu, murmurou, gritou, dentre outros)
  • Uso de parágrafos e de pontuação para organizar o texto.
  • O desfecho envolveu os personagens principais da história e foi coerente com o conflito inicial (Para a narrativa ser coerente o desfecho deverá envolver os personagens principais e ter coerência com o conflito inicial da história)
  • O título está coerente com o enredo (É importante que os alunos percebam a importância do título estar coerente com o desenrolar dos fatos na história)

Slide Plano Aula

Tempo sugerido:

Orientações:

  • Projete o slide para a turma ou distribua uma cópia para cada aluno do texto que será revisado coletivamente.
  • Leia o texto em voz alta para os alunos (o trecho em negrito marca articulação do início da história original com a história inventado por um aluno).
  • Depois faça os questionamentos do slide anterior, revisando e corrigindo um indicador por vez junto com os alunos. Você poderá fazer as correções no próprio slide utilizando outra cor ou mesmo reescrever o texto com as devidas correções no quadro)
  • Houve a manutenção do narrador em primeira ou terceira pessoa? (É esperado que os alunos percebam que o texto iniciou em terceira pessoa e permaneceu até o final)
  • A concordância verbal ou nominal está adequada? (É esperado que os alunos não encontrem problemas de concordância).
  • Houve a repetição de palavras e uso de pronomes? (Provavelmente os alunos vão perceber que houve a repetição das palavras: mais, mas, encontrá-la, dificuldades, todo. No caso da palavra mais em “Logo mais quando Juruá acordou, tentou matar a sucuri que era Anhangá, mais quando percebeu que a cobra na verdade era Anhangá tentou matá-la, mais quando foi dar o último golpe a cobra desapareceu pois oque ele não sabia era que essa cobra era uma imagem, mas continuou lá batendo em nada. Em “Logo mais” a palavra poderá permanecer, em “mais quando percebeu” ela foi empregada incorretamente e deverá ser substituída pela palavra mas. Em “mas quando foi dar o último golpe…” a palavra mas poderá ser suprimida. E em “mas continuou lá batendo em nada” a palavra mas poderá ser substituída pela palavra então. No início do parágrafo “Mas logo apareceu…” a palavra mas também poderá ser suprimida sem perder a coesão no texto, sendo assim iniciando diretamente com a palavra “Logo”. Já no caso da palavra encontrá-la, você poderá sugerir que os alunos substituam a segunda palavra encontrá-la por: vê-la, deparar-se com ela. Na repetição da palavra dificuldades, é esperado também que os alunos substituam a segunda palavra por: obstáculos, apuros… Os alunos também poderão citar a repetição da palavra todo, é esperado que alguns deles percebam e alertem a turma que no caso dessa palavra, a repetição foi empregada propositalmente para dar a ideia que foram sempre felizes e retirar ou substituí-la, eliminaria esse efeito.

Comentário: Destaque para a turma que os verbos: matá-la, que se refere à sucuri, e, encontrá-la, que se refere à mãe Kamakuã, foram muito bem empregados com o uso do pronome oblíquo átono “la”, além do pronome “o” no caso do trecho “Quando você o matou” referindo-se ao cervo).

  • Houve diálogo entre os personagens? (É esperado que os alunos percebam que sim, porém notem que algumas falas estão empregadas no lugar inadequado)
  • A pontuação foi utilizada adequadamente? (É provável que os alunos percebam que neste texto alguns sinais de pontuação foram omitidos, outros não estão empregados corretamente e algumas falas de personagens não estão separadas, encontram-se na mesma linha da voz do narrador. O segundo parágrafo inicia com um travessão que está inadequado, porque não indica fala de personagem e sim a voz do narrador, portanto ele deverá ser excluído. Logo abaixo neste mesmo parágrafo, foram omitidos os dois pontos após a frase “Ele disse sozinho: “ E a fala de Juruá deverá ser redigida na outra linha precedido de travessão e letra maiúscula “- Apareça Anhangá verdadeiramente! - Juruá gritou.” No terceiro parágrafo, a fala de Anhangá aparece logo após os dois pontos, porém ela deverá estar na outra linha precedida também do travessão. O mesmo acontece na fala de Juruá “Sim - disse Juruá.” que deverá aparecer na outra linha. E, na última fala de Anhangá o autor do texto mudou de linha, mas foi omitido o travessão no seu início “-Quando você o matou…” Em “Logo depois de passar por várias, muitas dificuldades...!” Mudou para a voz do narrador que não poderá aparecer junto com a fala de Anhangá e sim iniciar um outro parágrafo.
  • Uso de verbos de enunciação (dicendi) (Provavelmente os alunos vão perceber que os verbos dicendi aparecem como : disse, gritou, dizendo, respondeu. Questione os alunos se o verbo dizendo poderia ser substituído para dar mais sentido ao texto. Por preceder uma pergunta os alunos poderão substituí-lo pelos verbos: perguntando, questionando, indagando.
  • Uso de parágrafos e de pontuação para organizar o texto? (É esperado que os alunos percebam que o texto foi organizado em alguns parágrafos, iniciados com letra maiúscula e finalizado com ponto final. Já os parágrafos que organizariam o diálogo não foram tão bem empregados).
  • O desfecho envolveu os personagens principais da história e foi coerente com o conflito inicial? (É esperado que os alunos percebam que os personagens principais estão presentes. Houve um desfecho coerente porque Anhangá conta a verdade para Juruá, e o índio consegue encontrar a sua mãe, vivendo feliz ao lado dela)
  • Para finalizar leia novamente o título e questione se ele está de acordo com a lenda que foi produzida. (Provavelmente os alunos perceberão que sim, porque Juruá descobriu que não havia matado a sua mãe e foi desenganado pelo próprio Anhangá)

Comentário: Finalize fazendo uma reflexão com os alunos a respeito do equívoco que se repetiu várias vezes nesta produção, de não separar as falas dos personagens em outra linha, permanecendo-as junto com a voz do narrador. E complete ressaltando a importância dessa separação para um bom entendimento do texto.

Materiais complementares: Para impressão do texto a ser revisado, clique aqui.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Divida os alunos em duplas (sendo as mesmas da aula anterior)
  • Distribua os textos já produzidos pelos alunos e o roteiro impresso (Os textos foram produzidos na aula anterior da sequência, é recomendado que digite e imprima os textos das duplas para facilitar a revisão e correção deles)
  • Explique que agora cada dupla irá fazer a revisão e correção dos textos que foram produzidos na aula anterior. Para que seja feita a revisão é necessário que preencham o quadro primeiramente.
  • Leia os indicadores, peça para que façam a leitura do seu texto e preencham com um X no roteiro seguindo as respostas: sim, não e às vezes ( no caso de ora foi cumprido o indicador, ora não foi cumprido)
  • Logo após preencherem o roteiro, solicite que os alunos façam a reescrita realizando as devidas correções de acordo com as respostas da tabela.
  • Circule pela sala, tire as dúvidas e faça as orientações necessárias conforme a necessidade dos alunos.
  • Ao finalizarem a correção, recolha as produções e avise os alunos que haverá uma aula específica para editarem e publicarem na fanpage da turma.

Materiais complementares: Para acessar o roteiro para impressão, clique aqui..

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

  • Reproduza o slide, faça o questionamento para a turma e registre em papel kraft ou metro as respostas para serem expostas na sala de aula.
  • O que está faltando para publicarmos os textos na fanpage da turma? (Nesse fechamento é importante que os alunos percebam que não foi corrigida a ortografia das palavras, além da importância de editar os textos na fanpage para serem publicados)

Slide Plano Aula

Tempo sugerido:

Orientações:

  • Explique para a turma que este é um momento para planejarem as próximas aulas para a finalização da sequência.
  • Agendem uma data para edição dos textos (Isso poderá ser feito numa sala de informática. Caso não disponha desta sala em sua escola, reserve uma aula para a correção da ortografia das palavras e como tarefa os alunos poderão digitar o texto, salvar em pendrive e levar na próxima aula para publicarem na fanpage com a sua ajuda, ou você mesmo poderá digitar os textos já corrigidos pelos alunos)
  • Agendem a data do evento com as famílias (Esta aula deverá ser reservada exclusivamente para o lançamento da fanpage da turma e comemoração com as famílias da finalização da sequência de atividades “Lendas indígenas”)
  • O que faremos durante o evento? (É provável que os alunos digam que irão lançar a fanpage da turma para os familiares e fazer a leitura dos textos que foram publicados)
  • Peça que deem outras sugestões e ajude-os nesta organização. Você pode fazer uma lista de comidas comidas típicas e pedir para que cada aluno leve um prato, as músicas indígenas também são interessantes nesse momento e organizem um ambiente agradável para todos.

Sugestões de comidas típicas: beiju, canjica, pipoca, mandioca, tapioca, milho.

Sugestão de músicas indígenas: cd Ñande Reko Arandu - (2000) Memória Viva Guarani, disponível em https://www.youtube.com/watch?v=l469uaunv6A. Acesso em 15/12/2018.

Comentário: Neste momento é importante que as crianças não se “fantasiem” de índio, essa não é uma idéia que compactua com as aprendizagens desenvolvidas nessa sequência.

Materiais complementares: Sugestão de tutorial para criar a fanpage da turma:

Como criar uma Página no Facebook | 2018 | Com TODOS os Recursos Que Você Tem Direito! Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=lQiZfkU5hw8. Acesso em de dezembro de 2018.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Produção de textos do 4º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 4º ano:

4º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF15LP06 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF15LP07 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano