15538
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 9º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - As palavras e a construção da imagem no haicai

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 9º ano do Fundamental sobre palavras e construção da imagem em haicais

Plano 07 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Ana Carolina Alecrim Benzoni

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é sétima aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero haicai e no campo de atuação artístico-literário. A aula faz parte do módulo de análise linguística/semiótica.

Informações sobre o gênero: Poema de três versos, num total de 17 sílabas poéticas, geralmente sem rima, nunca expressa sentimentos abertamente; há uma narração de uma situação, como uma fotografia do momento presente, em que uma sensação é sugerida ao leitor.

Materiais necessários: Computador com acesso à internet, projetor, cópia da coletânea de poemas e das atividades propostas.

Dificuldades antecipadas: Visualizar as imagens propostas no poema, reconhecendo o tema do haicai e identificar as figuras de linguagem ali presentes. A condução das atividades vão orientá-los na condução do raciocínio.

Referências sobre o assunto:

Caqui: Revista brasileira de haicai. Disponível em: <https://www.kakinet.com/cms/>. Acesso em: 5 set. 2018.

CLEMENT, R. Haicai e suas teorias. 2016. Disponível em: <http://www.sumauma.net/artigos/artigo-rosa3.html->. Acesso em: 5 set. 2018.

FRANCHETTI, P. Haicai: algumas reflexões. 2018 [Blog]. Disponível em: <http://paulofranchetti.blogspot.com/search/label/haicai>. Acesso em: 5 set. 2018.

FRANCHETTI, P. - O Haicai no Brasil. Alea - estudos neolatinos. Rio de Janeiro, vol.10, nº2, jul-dez 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-106X2008000200007>. Acesso em: 24 set. 2018.

GUTTILLA. Rodolfo.(org.) Haicai. Coleção Boa Companhia. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

Introdução ao Haicai. Revista Metamorfosis. Disponível em: <http://karamazavi.blogspot.com/2010/04/introducao-ao-haicai.html>. Acesso em: 5 set. 2018.

LUNARDELLI, Mariângela. Diálogos sobre o gênero haicai. In: Um haicai para o estágio, um estágio para o haicai: diálogos sobre gêneros discursivos e a formação docente inicial. Disponível em: <http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000178942>. Acesso em: 13 ago. 2018.

PAPINI, Cândida. Haicai. In: Gêneros literários. Associação de escritores de Bragança Paulista. Disponível em: <http://www.asesbp.com.br/literatura/haicai.htm>. Acesso em: 5 set. 2018.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 01 minuto

Orientações:

  • Leia o tema da aula para os alunos.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 09 minutos

Orientações:

  • Peça para os alunos fecharem os olhos e leia o poema para eles.
  • Peça para que eles descrevam as imagens que vêm à mente ao lerem o poema. Espera-se que eles digam que imaginam uma montanha e um vale brancos, repletos de neve. Variações de descrições podem acontecer. Incentive a troca de impressões entre a turma. Incentive-os a fazerem a atividade de olhos fechados, isso contribui para o exercícios da construção da imagem criada pelo poema e, depois, descrita pelos alunos.
  • Peça para os alunos abrirem os olhos e projete o poema ou escreva-o no quadro.
  • Peça para identificarem o kigô do poema. Ele é a palavra “neve”. Questione qual seria o tema do poema (neve) , espera-se que eles percebam/relembrem que o kigô está intimamente ligado com o tema do poema - neve (inverno). Caso seja necessário, retome com os alunos o conceito de kigô: um termo (um animal, uma planta, um fenômeno da natureza...), que o escritor de haicai inclui em seu poema para informar ao leitor a estação do ano em que esse poema foi escrito. Ele é considerado a palavra-tema do haicai e deve funcionar como o eixo do poema, uma vez que ele remete ao seu fato disparador (imagem, cena retratada no poema).
  • Proponha aos alunos um exercício de substituição:
  • Peça aos alunos que pensem em palavras para substituir o termo “neve”, sem alterar a ideia. Sugestão: inverno, frio, chuva, vento, geada. Espera-se que os alunos coloquem palavras associadas ao inverno.
  • Pergunte a eles porque escolheram tais palavras. Espera-se que eles percebam que escolheram palavras do mesmo campo semântico ou que tragam ao texto a mesma ideia de impossibilidade/dificuldade de movimento que a neve traz.
  • Pergunte se, com a alteração, é possível manter exatamente o mesmo sentido do poema original. Espera-se que eles percebam que não é possível, pois a palavra “neve” é, no contexto citado, a que mais fortemente representa o motivo da impossibilidade de locomoção na paisagem mostrada pelo poeta.
  • Proponha a troca da palavra “neve” pela palavra manhã ensolarada e pergunte se a imagem e o sentimento despertados pela nova versão são os mesmos da versão original. Espera-se que eles percebam que a imagem sugerida pelo poema muda ao trocar as palavras, bem como o sentimento que o poema desperta no leitor. No primeiro caso, temos uma sensação de recolhimento, tristeza, impossibilidade de locomoção. Já na versão alterada, a expressão “manhã ensolarada” sugere uma situação estática para aproveitar o momento, contemplar o sol. Variações de respostas irão ocorrer. É importante que, nesse momento, os alunos percebam que a escolha da palavra interfere diretamente na imagem construída pelo poema e, por sequência, na sensação despertada no leitor.
  • Peça aos alunos para observarem que, no poema, não há figura de linguagem. Retome com eles o que vimos na aula anterior (ou informe a eles, caso não esteja seguindo a sequência de atividades), que o haicai original, traduzido do japonês, não apresenta figura de linguagem e que, por isso, elas não são frequentes nem obrigatórios nos haicais brasileiros, mas que há autores brasileiros que lançam mão desse recurso na construção de seus haicais. Informe que, na atividade a ser realizada, eles se depararão com haicais que usam esse recurso, para compreenderem como ele pode auxiliar na construção da imagem.

CHIYO-JO (Tradução de Edson Kenji Iura). Disponível em: <https://kakinet.com/caqui/antojapi.shtml>. Acesso em: 21 set. 2018.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações:

  • Entregue aos alunos a coletânea de poemas e a atividade de interpretação. Dê a eles 10 minutos para realizar a atividade individualmente. A atividade individual é importante para que o pensamento reflexivo possa ser estruturado de forma autônoma.
  • Durante a atividade, circule entre os alunos e oriente-os durante as reflexões. Esse é um momento importante para avaliar a habilidade de interpretação dos alunos.
  • Caso julgue oportuno, solicite aos alunos que resolvam os exercícios em uma folha à parte e recolha-os ao final da aula para correção e eventual avaliação.
  • A resolução dos exercícios está no próximo slide.

Materiais complementares:

Para acessar os exercícios para impressão, acesse aqui

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido:15 minutos

Orientações:

  • Projete os poemas no quadro para a socialização.
  • Promova um bate-papo entre os alunos, de modo que as respostas das atividades possam ser dadas sem que a aula seja conduzida como uma correção de exercícios.
  • Inicie pelo poema um, retomando as perguntas entregue aos alunos e solicitando que eles partilhem as impressões.
  • Poema 01:
  • O haicai acima apresenta uma figura de linguagem. Identifique-a e explique sua construção no poema - É uma metáfora. O poeta associa as estrelas brilhando no firmamento escuro a pequenos diamantes.
  • Essa figura é importante para a construção imagética desse poema? De que forma ela contribui para exprimir a sensação do poeta e suscitá-la no leitor? - A construção da metáfora, com a escolha da palavra “diamantes” ao invés de revelar que são estrelas, intensifica a importância das estrelas observada pelo poeta. Elas são comparadas a tesouros valiosos, o que confere à visão um valor positivo e imprime no leitor uma sensação agradável.
  • A informação do terceiro verso é essencial para a construção imagética do poema. Justifique essa afirmativa. A lua nova é aquela que não aparece no céu. Sua ausência garante um firmamento escuro que potencializa o brilho das estrelas, por isso, o terceiro verso é essencial para a construção da imagem; uma vez que é ele quem fornece essa informação.
  • Se trocássemos o terceiro verso por “Lua encoberta”, a imagem criada poderia ser a mesma? Justifique. Não, apesar de “lua encoberta” garantir a ausência da Lua, a palavra “encoberta” impediria a visão das estrelas e a comparação a diamantes.
  • Poema 02:
  • Esse poema tem o mesmo apelo visual presente no poema 01? Justifique. - Há um apelo visual no poema, vindo da palavra “mar”; no entanto, ele não é tão forte quanto o do poema 01.
  • Além da visão, que outro sentido é provocado na leitura desse poema? Como chamamos a figura de linguagem responsável por essa provocação? - O poema estimula o olfato, trata-se da sinestesia.
  • Que palavra é responsável por essa ativação do sentido? - A palavra “aroma” é a responsável por essa ativação.
  • Se trocássemos a palavra “primavera” por “é inverno”, a sensação despertada seria a mesma? Explique. - Não, a palavra “primavera” traz a sensação de leveza, remete a flores e vida. Já a palavra inverno traz a ideia de reclusão, ausência de vida
  • Poema 03:
  • Explique o sentido do primeiro verso, identificando a figura de linguagem nele presente.

A metáfora do primeiro verso representa a lua. A imagem da foice associa-se ao formato da Lua crescente, que nasce no horizonte e, por isso, “corta” o matagal.

  • Haveria outro kigô para substituir o que está presente no poema mantendo o mesmo sentido? Por quê? O aluno pode sugerir a lua minguante, uma vez que ambas ficam parciais no céu. É importante dizer que ambas podem assemelhar-se à foice, mas que a lua crescente fica na mesma posição que a foice, quando esta é empunhada pela mão direita.
  • Questione os alunos: Os poemas apresentam figura de linguagem e vimos que essa característica não é típica dos haicais. Diante disso, poderíamos considerar esses poemas haicais? Por quê? Espera-se que os alunos percebam que os poemas são haicais, visto que eles reúnem características do gênero: 03 versos, falam sobre a natureza, retratam um momento e apresentam o kigô. Embora a figura de linguagem não seja mandatória no haicai, eles devem perceber que elas não são proibidas e descartadas dessa produção, pois podem enriquecer as sugestões sensoriais no leitor se forem bem conduzidas.
  • Finalizada a correção, reforce com os alunos que a escolha das palavras adequadas na escrita do hacai é fundamental para garantir uma sugestão imagética fiel ao que o poeta observa.

Fonte dos poemas:

Fontolan, M. A. Disponível em: <https://www.kakinet.com/antologia/>. Acesso em: 7 out. 2018.

Tucan, J. Disponível em: . Acesso em: 7 out. 2018.

Vieira, O. In: GUTTILLA. Rodolfo.(org.) Haicai. São Paulo: Companhia das Letras, 2009. p. 143

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é sétima aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero haicai e no campo de atuação artístico-literário. A aula faz parte do módulo de análise linguística/semiótica.

Informações sobre o gênero: Poema de três versos, num total de 17 sílabas poéticas, geralmente sem rima, nunca expressa sentimentos abertamente; há uma narração de uma situação, como uma fotografia do momento presente, em que uma sensação é sugerida ao leitor.

Materiais necessários: Computador com acesso à internet, projetor, cópia da coletânea de poemas e das atividades propostas.

Dificuldades antecipadas: Visualizar as imagens propostas no poema, reconhecendo o tema do haicai e identificar as figuras de linguagem ali presentes. A condução das atividades vão orientá-los na condução do raciocínio.

Referências sobre o assunto:

Caqui: Revista brasileira de haicai. Disponível em: <https://www.kakinet.com/cms/>. Acesso em: 5 set. 2018.

CLEMENT, R. Haicai e suas teorias. 2016. Disponível em: <http://www.sumauma.net/artigos/artigo-rosa3.html->. Acesso em: 5 set. 2018.

FRANCHETTI, P. Haicai: algumas reflexões. 2018 [Blog]. Disponível em: <http://paulofranchetti.blogspot.com/search/label/haicai>. Acesso em: 5 set. 2018.

FRANCHETTI, P. - O Haicai no Brasil. Alea - estudos neolatinos. Rio de Janeiro, vol.10, nº2, jul-dez 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-106X2008000200007>. Acesso em: 24 set. 2018.

GUTTILLA. Rodolfo.(org.) Haicai. Coleção Boa Companhia. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

Introdução ao Haicai. Revista Metamorfosis. Disponível em: <http://karamazavi.blogspot.com/2010/04/introducao-ao-haicai.html>. Acesso em: 5 set. 2018.

LUNARDELLI, Mariângela. Diálogos sobre o gênero haicai. In: Um haicai para o estágio, um estágio para o haicai: diálogos sobre gêneros discursivos e a formação docente inicial. Disponível em: <http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000178942>. Acesso em: 13 ago. 2018.

PAPINI, Cândida. Haicai. In: Gêneros literários. Associação de escritores de Bragança Paulista. Disponível em: <http://www.asesbp.com.br/literatura/haicai.htm>. Acesso em: 5 set. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 01 minuto

Orientações:

  • Leia o tema da aula para os alunos.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 09 minutos

Orientações:

  • Peça para os alunos fecharem os olhos e leia o poema para eles.
  • Peça para que eles descrevam as imagens que vêm à mente ao lerem o poema. Espera-se que eles digam que imaginam uma montanha e um vale brancos, repletos de neve. Variações de descrições podem acontecer. Incentive a troca de impressões entre a turma. Incentive-os a fazerem a atividade de olhos fechados, isso contribui para o exercícios da construção da imagem criada pelo poema e, depois, descrita pelos alunos.
  • Peça para os alunos abrirem os olhos e projete o poema ou escreva-o no quadro.
  • Peça para identificarem o kigô do poema. Ele é a palavra “neve”. Questione qual seria o tema do poema (neve) , espera-se que eles percebam/relembrem que o kigô está intimamente ligado com o tema do poema - neve (inverno). Caso seja necessário, retome com os alunos o conceito de kigô: um termo (um animal, uma planta, um fenômeno da natureza...), que o escritor de haicai inclui em seu poema para informar ao leitor a estação do ano em que esse poema foi escrito. Ele é considerado a palavra-tema do haicai e deve funcionar como o eixo do poema, uma vez que ele remete ao seu fato disparador (imagem, cena retratada no poema).
  • Proponha aos alunos um exercício de substituição:
  • Peça aos alunos que pensem em palavras para substituir o termo “neve”, sem alterar a ideia. Sugestão: inverno, frio, chuva, vento, geada. Espera-se que os alunos coloquem palavras associadas ao inverno.
  • Pergunte a eles porque escolheram tais palavras. Espera-se que eles percebam que escolheram palavras do mesmo campo semântico ou que tragam ao texto a mesma ideia de impossibilidade/dificuldade de movimento que a neve traz.
  • Pergunte se, com a alteração, é possível manter exatamente o mesmo sentido do poema original. Espera-se que eles percebam que não é possível, pois a palavra “neve” é, no contexto citado, a que mais fortemente representa o motivo da impossibilidade de locomoção na paisagem mostrada pelo poeta.
  • Proponha a troca da palavra “neve” pela palavra manhã ensolarada e pergunte se a imagem e o sentimento despertados pela nova versão são os mesmos da versão original. Espera-se que eles percebam que a imagem sugerida pelo poema muda ao trocar as palavras, bem como o sentimento que o poema desperta no leitor. No primeiro caso, temos uma sensação de recolhimento, tristeza, impossibilidade de locomoção. Já na versão alterada, a expressão “manhã ensolarada” sugere uma situação estática para aproveitar o momento, contemplar o sol. Variações de respostas irão ocorrer. É importante que, nesse momento, os alunos percebam que a escolha da palavra interfere diretamente na imagem construída pelo poema e, por sequência, na sensação despertada no leitor.
  • Peça aos alunos para observarem que, no poema, não há figura de linguagem. Retome com eles o que vimos na aula anterior (ou informe a eles, caso não esteja seguindo a sequência de atividades), que o haicai original, traduzido do japonês, não apresenta figura de linguagem e que, por isso, elas não são frequentes nem obrigatórios nos haicais brasileiros, mas que há autores brasileiros que lançam mão desse recurso na construção de seus haicais. Informe que, na atividade a ser realizada, eles se depararão com haicais que usam esse recurso, para compreenderem como ele pode auxiliar na construção da imagem.

CHIYO-JO (Tradução de Edson Kenji Iura). Disponível em: <https://kakinet.com/caqui/antojapi.shtml>. Acesso em: 21 set. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações:

  • Entregue aos alunos a coletânea de poemas e a atividade de interpretação. Dê a eles 10 minutos para realizar a atividade individualmente. A atividade individual é importante para que o pensamento reflexivo possa ser estruturado de forma autônoma.
  • Durante a atividade, circule entre os alunos e oriente-os durante as reflexões. Esse é um momento importante para avaliar a habilidade de interpretação dos alunos.
  • Caso julgue oportuno, solicite aos alunos que resolvam os exercícios em uma folha à parte e recolha-os ao final da aula para correção e eventual avaliação.
  • A resolução dos exercícios está no próximo slide.

Materiais complementares:

Para acessar os exercícios para impressão, acesse aqui

Slide Plano Aula

Tempo sugerido:15 minutos

Orientações:

  • Projete os poemas no quadro para a socialização.
  • Promova um bate-papo entre os alunos, de modo que as respostas das atividades possam ser dadas sem que a aula seja conduzida como uma correção de exercícios.
  • Inicie pelo poema um, retomando as perguntas entregue aos alunos e solicitando que eles partilhem as impressões.
  • Poema 01:
  • O haicai acima apresenta uma figura de linguagem. Identifique-a e explique sua construção no poema - É uma metáfora. O poeta associa as estrelas brilhando no firmamento escuro a pequenos diamantes.
  • Essa figura é importante para a construção imagética desse poema? De que forma ela contribui para exprimir a sensação do poeta e suscitá-la no leitor? - A construção da metáfora, com a escolha da palavra “diamantes” ao invés de revelar que são estrelas, intensifica a importância das estrelas observada pelo poeta. Elas são comparadas a tesouros valiosos, o que confere à visão um valor positivo e imprime no leitor uma sensação agradável.
  • A informação do terceiro verso é essencial para a construção imagética do poema. Justifique essa afirmativa. A lua nova é aquela que não aparece no céu. Sua ausência garante um firmamento escuro que potencializa o brilho das estrelas, por isso, o terceiro verso é essencial para a construção da imagem; uma vez que é ele quem fornece essa informação.
  • Se trocássemos o terceiro verso por “Lua encoberta”, a imagem criada poderia ser a mesma? Justifique. Não, apesar de “lua encoberta” garantir a ausência da Lua, a palavra “encoberta” impediria a visão das estrelas e a comparação a diamantes.
  • Poema 02:
  • Esse poema tem o mesmo apelo visual presente no poema 01? Justifique. - Há um apelo visual no poema, vindo da palavra “mar”; no entanto, ele não é tão forte quanto o do poema 01.
  • Além da visão, que outro sentido é provocado na leitura desse poema? Como chamamos a figura de linguagem responsável por essa provocação? - O poema estimula o olfato, trata-se da sinestesia.
  • Que palavra é responsável por essa ativação do sentido? - A palavra “aroma” é a responsável por essa ativação.
  • Se trocássemos a palavra “primavera” por “é inverno”, a sensação despertada seria a mesma? Explique. - Não, a palavra “primavera” traz a sensação de leveza, remete a flores e vida. Já a palavra inverno traz a ideia de reclusão, ausência de vida
  • Poema 03:
  • Explique o sentido do primeiro verso, identificando a figura de linguagem nele presente.

A metáfora do primeiro verso representa a lua. A imagem da foice associa-se ao formato da Lua crescente, que nasce no horizonte e, por isso, “corta” o matagal.

  • Haveria outro kigô para substituir o que está presente no poema mantendo o mesmo sentido? Por quê? O aluno pode sugerir a lua minguante, uma vez que ambas ficam parciais no céu. É importante dizer que ambas podem assemelhar-se à foice, mas que a lua crescente fica na mesma posição que a foice, quando esta é empunhada pela mão direita.
  • Questione os alunos: Os poemas apresentam figura de linguagem e vimos que essa característica não é típica dos haicais. Diante disso, poderíamos considerar esses poemas haicais? Por quê? Espera-se que os alunos percebam que os poemas são haicais, visto que eles reúnem características do gênero: 03 versos, falam sobre a natureza, retratam um momento e apresentam o kigô. Embora a figura de linguagem não seja mandatória no haicai, eles devem perceber que elas não são proibidas e descartadas dessa produção, pois podem enriquecer as sugestões sensoriais no leitor se forem bem conduzidas.
  • Finalizada a correção, reforce com os alunos que a escolha das palavras adequadas na escrita do hacai é fundamental para garantir uma sugestão imagética fiel ao que o poeta observa.

Fonte dos poemas:

Fontolan, M. A. Disponível em: <https://www.kakinet.com/antologia/>. Acesso em: 7 out. 2018.

Tucan, J. Disponível em: . Acesso em: 7 out. 2018.

Vieira, O. In: GUTTILLA. Rodolfo.(org.) Haicai. São Paulo: Companhia das Letras, 2009. p. 143

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 9º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 9º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP54 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano