15516
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 5º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - Estudo dos verbos associado às situações comunicativas

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 5º ano do Fundamental sobre verbos e comunicação

Plano 01 de 3 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Thaíse Silva Paim

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é primeira aula de um conjunto de 3 planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade desse conjunto de planos é descobrir a função e as formas dos verbos.

Materiais necessários: quatro caixas de presente pequenas, papel em branco, envelope, datashow, cópias do texto “Bruxas não existem” com verbos suprimidos, de Moacyr Scliar.

Dificuldades antecipadas: Conseguir identificar e reconhecer a função e as formas dos verbos em um texto.

Referências sobre o assunto:

MAZZAROTTO, Luiz Fernando, LEDO, Teresinha de Oliveira, CAMARGO, Davi Dias. Nova Redação Gramática & Literatura: Aprenda a elaborar textos claros, objetivos e eficientes. 2.ed. São Paulo, 2009.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Apresente a finalidade da aula para os alunos.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações:

  • Separe a turma em 4 grupos (essa atividade é importante para organizar as discussões em torno do assunto e chegar à descoberta).
  • Entregue cópias do texto “Bruxas não existem, de Moacyr Scliar, suprimindo os verbos (É importante que os alunos percebam a ausência de algumas palavras, mesmo que não consigam nomeá-las).
  • Solicite que os alunos façam a leitura silenciosa do texto e depois debatam com os colegas de grupo sobre o que entenderam.

Fonte: Bruxas não existem, Moacyr Scliar, disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/4159/bruxas-nao-existem. Acesso em 06 de dezembro de 2018. (adaptado)

Materiais complementares:

Essa atividade pode ser encontrada aqui, .

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Separe a turma em 4 grupos (essa atividade é importante para organizar as discussões em torno do assunto e chegar à descoberta).
  • Entregue cópias do texto “Bruxas não existem, de Moacyr Scliar, suprimindo os verbos (é importante que os alunos percebam a ausência de algumas palavras, mesmo que não consigam nomeá-las).
  • Solicite que os alunos façam a leitura silenciosa do texto e depois debatam com os colegas de grupo o que entenderam.

Fonte: Bruxas não existem, Moacyr Scliar, disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/4159/bruxas-nao-existem. Acesso em 06 de dezembro de 2018. (adaptado)

Materiais complementares:

Essa atividade pode ser encontradas aqui.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações:

1. A partir das análises feitas nos grupos, pergunte se é possível compreender completamente o texto. Por quê? (Espera-se que os alunos digam que não porque está faltando palavras que dão sentido ao texto)

2. Peça para cada grupo sortear uma palavra na caixinha de presente e tentar encaixá-la no texto. Repita essa atividade até que todas as palavras tenham sido sorteadas.

3. Solicite que cada grupo leia o texto depois da atividade 6 para observarem se o mesmo passou a ter sentido após a inclusão dos verbos. (É importante que os alunos percebam que o verbo ajuda na construção do sentido.)

4. Agora, projete na parede o texto original e peça para os grupos observarem a quantidade de palavras encaixadas de acordo com a versão original. Vence a equipe que conseguir encaixar corretamente o maior número de palavras no texto.

5. Em seguida, informe aos alunos que as palavras suprimidas são chamadas de verbos. Questione os sentidos obtidos com e sem a presença deles no texto. (espera-se que os alunos percebam que o verbo, se suprimido, priva os outros elementos de um elo, dificultando a compreensão do objetivo da mensagem a ser transmitida).

6. A partir dessas observações, discuta a função do verbo no texto. (espera-se que os alunos reconheçam que o verbo ocupa uma posição central na composição de uma estrutura frasal e funciona como articulador dos distintos elementos que compõem uma oração, assegurando sentido.

7. Agora, pergunte qual das duas versões do texto permite identificar o tempo e a pessoa das ações.

8. Questione a que tempo remetem os verbos do texto: o fato já aconteceu, está acontecendo ou irá acontecer? Incentive-os a mostrar exemplos no texto. (Informe aos alunos que, na língua padrão, os fatos que já aconteceram são chamados de pretérito; os que estão acontecendo de presente e os que ainda irão ocorrer de futuro).

9. Diga para os alunos que um acontecimento no passado pode ser mencionado de três maneiras diferentes:

  • Pretérito perfeito: representa uma ação ou um fato concluído no passado. “a porta se abriu e ali estava ela, a bruxa,”; “, enfiei o pé num buraco e caí.”
  • Pretérito imperfeito: representa um fato ou uma ação habitual ou que acontecia com frequência no passado; pode também indicar uma ação que teve contínua do passado. Ex: “Quando eu era garoto...”; “Acreditava em bruxas...”
  • Pretérito mais que perfeito: indica um fato que ocorreu no passado antes de outro fato também no passado. Ex: “A quem pertencera esse animal nós não sabíamos”. “ela deixara aberta a janela da frente”

11. Interrogue sobre quem pratica a ação no texto. O menino. Diga que ele é o sujeito dessas ações.

12. Depois dos alunos terem refletido sobre a função e forma do verbo, sistematize no quadro os dados apresentados:

Verbos são palavras que articula os diferentes elementos que compõem uma oração, assegurando sentido. É o fundamento da interação verbal e relaciona-se diretamente com à ação e à existência do homem no mundo. Entender a função dos verbos é imprescindível para interpretar um texto, pois, é o sentido dos verbos que faz com que outros elementos se liguem a ele. Através do verbo podemos identificar a pessoa, o tempo, o modo e as flexões em que as ações ocorrem.

13. As palavras que estão sublinhadas devem ser inferidas pelos alunos por meio do estímulo do professor.

Fonte: Bruxas não existem, Moacyr Scliar, disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/4159/bruxas-nao-existem. Acesso em 06 de dezembro de 2018. (adaptado)

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

1. A partir das análises feitas nos grupos, pergunte se é possível compreender completamente o texto. Por quê? (espera-se que os alunos digam que não porque está faltando palavras que dão sentido ao texto)

2. Peça para cada grupo sortear uma palavra na caixinha de presente e tentar encaixá-la no texto. Repita essa atividade até que todas as palavras tenham sido sorteadas.

3. Solicite que cada grupo leia o texto depois da atividade 6 para observarem se o mesmo passou a ter sentido após a inclusão dos verbos. (é importante que os alunos percebam que o verbo ajuda na construção do sentido)

4. Agora, projete na parede o texto original e peça para os grupos observarem a quantidade de palavras encaixadas de acordo com a versão original. Vence a equipe que conseguir encaixar corretamente o maior número de palavras no texto.

5. Em seguida, informe aos alunos que as palavras suprimidas são chamadas de verbos. Questione os sentidos obtidos com e sem a presença deles no texto. (espera-se que os alunos percebam que o verbo, se suprimido, priva os outros elementos de um elo, dificultando a compreensão do objetivo da mensagem a ser transmitida).

6. A partir dessas observações, discuta a função do verbo no texto. (espera-se que os alunos reconheçam que o verbo ocupa uma posição central na composição de uma estrutura frasal e funciona como articulador dos distintos elementos que compõem uma oração, assegurando sentido.

7. Agora, pergunte qual das duas versões do texto permite identificar o tempo e a pessoa das ações.

8. Questione a que tempo remetem os verbos do texto: o fato já aconteceu, está acontecendo ou irá acontecer? Incentive-os a mostrar exemplos no texto. (Informe aos alunos que, na língua padrão, os fatos que já aconteceram são chamados de pretérito; os que estão acontecendo de presente e os que ainda irão ocorrer de futuro).

9. Mostre que um fato passado pode ser

10. Diga para os alunos que um acontecimento no passado pode ser mencionado de três maneiras diferentes:

  • Pretérito perfeito: representa uma ação ou um fato concluído no passado. “a porta se abriu e ali estava ela, a bruxa,”; “, enfiei o pé num buraco e caí.”
  • Pretérito imperfeito: representa um fato ou uma ação habitual ou que acontecia com frequência no passado; pode também indicar uma ação que teve contínua do passado. Ex: “Quando eu era garoto...”; “Acreditava em bruxas...”
  • Pretérito mais que perfeito: indica um fato que ocorreu no passado antes de outro fato também no passado. Ex: “A quem pertencera esse animal nós não sabíamos”. “ela deixara aberta a janela da frente”

11. Interrogue sobre quem pratica a ação no texto. O menino. Diga que ele é o sujeito dessas ações.

12. Depois dos alunos terem refletido sobre a função e forma do verbo, sistematize no quadro os dados apresentados:

Verbos são palavras que articula os diferentes elementos que compõem uma oração, assegurando sentido.

Através do verbo podemos identificar a pessoa, o tempo, o modo e as flexões em que as ações ocorrem.

Fonte: Bruxas não existem, Moacyr Scliar, disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/4159/bruxas-nao-existem. Acesso em 06 de dezembro de 2018. (adaptado)

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

1. A partir das análises feitas nos grupos, pergunte se é possível compreender completamente o texto. Por quê? (espera-se que os alunos digam que não porque está faltando palavras que dão sentido ao texto)

2. Peça para cada grupo sortear uma palavra na caixinha de presente e tentar encaixá-la no texto. Repita essa atividade até que todas as palavras tenham sido sorteadas.

3. Solicite que cada grupo leia o texto depois da atividade 6 para observarem se o mesmo passou a ter sentido após a inclusão dos verbos. (é importante que os alunos percebam que o verbo ajuda na construção do sentido)

4. Agora, projete na parede o texto original e peça para os grupos observarem a quantidade de palavras encaixadas de acordo com a versão original. Vence a equipe que conseguir encaixar corretamente o maior número de palavras no texto.

5. Em seguida, informe aos alunos que as palavras suprimidas são chamadas de verbos. Questione os sentidos obtidos com e sem a presença deles no texto. (espera-se que os alunos percebam que o verbo, se suprimido, priva os outros elementos de um elo, dificultando a compreensão do objetivo da mensagem a ser transmitida).

6. A partir dessas observações, discuta a função do verbo no texto. (espera-se que os alunos reconheçam que o verbo ocupa uma posição central na composição de uma estrutura frasal e funciona como articulador dos distintos elementos que compõem uma oração, assegurando sentido.

7. Agora, pergunte qual das duas versões do texto permite identificar o tempo e a pessoa das ações.

8. Questione a que tempo remetem os verbos do texto: o fato já aconteceu, está acontecendo ou irá acontecer? Incentive-os a mostrar exemplos no texto. (Informe aos alunos que, na língua padrão, os fatos que já aconteceram são chamados de pretérito; os que estão acontecendo de presente e os que ainda irão ocorrer de futuro).

9. Mostre que um fato passado pode ser

10. Diga para os alunos que um acontecimento no passado pode ser mencionado de três maneiras diferentes:

  • Pretérito perfeito: representa uma ação ou um fato concluído no passado. “a porta se abriu e ali estava ela, a bruxa,”; “, enfiei o pé num buraco e caí.”
  • Pretérito imperfeito: representa um fato ou uma ação habitual ou que acontecia com frequência no passado; pode também indicar uma ação que teve contínua do passado. Ex: “Quando eu era garoto...”; “Acreditava em bruxas...”
  • Pretérito mais que perfeito: indica um fato que ocorreu no passado antes de outro fato também no passado. Ex: “A quem pertencera esse animal nós não sabíamos”. “ela deixara aberta a janela da frente”

11. Interrogue sobre quem pratica a ação no texto. O menino. Diga que ele é o sujeito dessas ações.

12. Depois dos alunos terem refletido sobre a função e forma do verbo, sistematize no quadro os dados apresentados:

Verbos são palavras que articula os diferentes elementos que compõem uma oração, assegurando sentido.

Através do verbo podemos identificar a pessoa, o tempo, o modo e as flexões em que as ações ocorrem.

Fonte: Bruxas não existem, Moacyr Scliar, disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/4159/bruxas-nao-existem. Acesso em 06 de dezembro de 2018. (adaptado)

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações:

  • Solicite para os alunos produza, em uma folha de papel em branco, um apontamento daquilo que aprendeu na aula de hoje. Estimule-os a responder a pergunta inicial: Qual a função e as formas que o verbo adquire em um texto?
  • Após terminarem de fazer seus apontamentos, peça-lhes que escrevam os próprios endereços no envelope.
  • Feche o envelope e guarde no mural da sala para consultas posteriores.
  • Pode-se oferecer um formulário previamente desenvolvido para que alunos possam sistematizar os conhecimentos adquiridos nessa aula.
  • Pontos para discussão: Você conseguiu identificar, por meio das atividades realizadas, a função do verbo em um texto?

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é primeira aula de um conjunto de 3 planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade desse conjunto de planos é descobrir a função e as formas dos verbos.

Materiais necessários: quatro caixas de presente pequenas, papel em branco, envelope, datashow, cópias do texto “Bruxas não existem” com verbos suprimidos, de Moacyr Scliar.

Dificuldades antecipadas: Conseguir identificar e reconhecer a função e as formas dos verbos em um texto.

Referências sobre o assunto:

MAZZAROTTO, Luiz Fernando, LEDO, Teresinha de Oliveira, CAMARGO, Davi Dias. Nova Redação Gramática & Literatura: Aprenda a elaborar textos claros, objetivos e eficientes. 2.ed. São Paulo, 2009.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Apresente a finalidade da aula para os alunos.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações:

  • Separe a turma em 4 grupos (essa atividade é importante para organizar as discussões em torno do assunto e chegar à descoberta).
  • Entregue cópias do texto “Bruxas não existem, de Moacyr Scliar, suprimindo os verbos (É importante que os alunos percebam a ausência de algumas palavras, mesmo que não consigam nomeá-las).
  • Solicite que os alunos façam a leitura silenciosa do texto e depois debatam com os colegas de grupo sobre o que entenderam.

Fonte: Bruxas não existem, Moacyr Scliar, disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/4159/bruxas-nao-existem. Acesso em 06 de dezembro de 2018. (adaptado)

Materiais complementares:

Essa atividade pode ser encontrada aqui, .

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Separe a turma em 4 grupos (essa atividade é importante para organizar as discussões em torno do assunto e chegar à descoberta).
  • Entregue cópias do texto “Bruxas não existem, de Moacyr Scliar, suprimindo os verbos (é importante que os alunos percebam a ausência de algumas palavras, mesmo que não consigam nomeá-las).
  • Solicite que os alunos façam a leitura silenciosa do texto e depois debatam com os colegas de grupo o que entenderam.

Fonte: Bruxas não existem, Moacyr Scliar, disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/4159/bruxas-nao-existem. Acesso em 06 de dezembro de 2018. (adaptado)

Materiais complementares:

Essa atividade pode ser encontradas aqui.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações:

1. A partir das análises feitas nos grupos, pergunte se é possível compreender completamente o texto. Por quê? (Espera-se que os alunos digam que não porque está faltando palavras que dão sentido ao texto)

2. Peça para cada grupo sortear uma palavra na caixinha de presente e tentar encaixá-la no texto. Repita essa atividade até que todas as palavras tenham sido sorteadas.

3. Solicite que cada grupo leia o texto depois da atividade 6 para observarem se o mesmo passou a ter sentido após a inclusão dos verbos. (É importante que os alunos percebam que o verbo ajuda na construção do sentido.)

4. Agora, projete na parede o texto original e peça para os grupos observarem a quantidade de palavras encaixadas de acordo com a versão original. Vence a equipe que conseguir encaixar corretamente o maior número de palavras no texto.

5. Em seguida, informe aos alunos que as palavras suprimidas são chamadas de verbos. Questione os sentidos obtidos com e sem a presença deles no texto. (espera-se que os alunos percebam que o verbo, se suprimido, priva os outros elementos de um elo, dificultando a compreensão do objetivo da mensagem a ser transmitida).

6. A partir dessas observações, discuta a função do verbo no texto. (espera-se que os alunos reconheçam que o verbo ocupa uma posição central na composição de uma estrutura frasal e funciona como articulador dos distintos elementos que compõem uma oração, assegurando sentido.

7. Agora, pergunte qual das duas versões do texto permite identificar o tempo e a pessoa das ações.

8. Questione a que tempo remetem os verbos do texto: o fato já aconteceu, está acontecendo ou irá acontecer? Incentive-os a mostrar exemplos no texto. (Informe aos alunos que, na língua padrão, os fatos que já aconteceram são chamados de pretérito; os que estão acontecendo de presente e os que ainda irão ocorrer de futuro).

9. Diga para os alunos que um acontecimento no passado pode ser mencionado de três maneiras diferentes:

  • Pretérito perfeito: representa uma ação ou um fato concluído no passado. “a porta se abriu e ali estava ela, a bruxa,”; “, enfiei o pé num buraco e caí.”
  • Pretérito imperfeito: representa um fato ou uma ação habitual ou que acontecia com frequência no passado; pode também indicar uma ação que teve contínua do passado. Ex: “Quando eu era garoto...”; “Acreditava em bruxas...”
  • Pretérito mais que perfeito: indica um fato que ocorreu no passado antes de outro fato também no passado. Ex: “A quem pertencera esse animal nós não sabíamos”. “ela deixara aberta a janela da frente”

11. Interrogue sobre quem pratica a ação no texto. O menino. Diga que ele é o sujeito dessas ações.

12. Depois dos alunos terem refletido sobre a função e forma do verbo, sistematize no quadro os dados apresentados:

Verbos são palavras que articula os diferentes elementos que compõem uma oração, assegurando sentido. É o fundamento da interação verbal e relaciona-se diretamente com à ação e à existência do homem no mundo. Entender a função dos verbos é imprescindível para interpretar um texto, pois, é o sentido dos verbos que faz com que outros elementos se liguem a ele. Através do verbo podemos identificar a pessoa, o tempo, o modo e as flexões em que as ações ocorrem.

13. As palavras que estão sublinhadas devem ser inferidas pelos alunos por meio do estímulo do professor.

Fonte: Bruxas não existem, Moacyr Scliar, disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/4159/bruxas-nao-existem. Acesso em 06 de dezembro de 2018. (adaptado)

Slide Plano Aula

Orientações:

1. A partir das análises feitas nos grupos, pergunte se é possível compreender completamente o texto. Por quê? (espera-se que os alunos digam que não porque está faltando palavras que dão sentido ao texto)

2. Peça para cada grupo sortear uma palavra na caixinha de presente e tentar encaixá-la no texto. Repita essa atividade até que todas as palavras tenham sido sorteadas.

3. Solicite que cada grupo leia o texto depois da atividade 6 para observarem se o mesmo passou a ter sentido após a inclusão dos verbos. (é importante que os alunos percebam que o verbo ajuda na construção do sentido)

4. Agora, projete na parede o texto original e peça para os grupos observarem a quantidade de palavras encaixadas de acordo com a versão original. Vence a equipe que conseguir encaixar corretamente o maior número de palavras no texto.

5. Em seguida, informe aos alunos que as palavras suprimidas são chamadas de verbos. Questione os sentidos obtidos com e sem a presença deles no texto. (espera-se que os alunos percebam que o verbo, se suprimido, priva os outros elementos de um elo, dificultando a compreensão do objetivo da mensagem a ser transmitida).

6. A partir dessas observações, discuta a função do verbo no texto. (espera-se que os alunos reconheçam que o verbo ocupa uma posição central na composição de uma estrutura frasal e funciona como articulador dos distintos elementos que compõem uma oração, assegurando sentido.

7. Agora, pergunte qual das duas versões do texto permite identificar o tempo e a pessoa das ações.

8. Questione a que tempo remetem os verbos do texto: o fato já aconteceu, está acontecendo ou irá acontecer? Incentive-os a mostrar exemplos no texto. (Informe aos alunos que, na língua padrão, os fatos que já aconteceram são chamados de pretérito; os que estão acontecendo de presente e os que ainda irão ocorrer de futuro).

9. Mostre que um fato passado pode ser

10. Diga para os alunos que um acontecimento no passado pode ser mencionado de três maneiras diferentes:

  • Pretérito perfeito: representa uma ação ou um fato concluído no passado. “a porta se abriu e ali estava ela, a bruxa,”; “, enfiei o pé num buraco e caí.”
  • Pretérito imperfeito: representa um fato ou uma ação habitual ou que acontecia com frequência no passado; pode também indicar uma ação que teve contínua do passado. Ex: “Quando eu era garoto...”; “Acreditava em bruxas...”
  • Pretérito mais que perfeito: indica um fato que ocorreu no passado antes de outro fato também no passado. Ex: “A quem pertencera esse animal nós não sabíamos”. “ela deixara aberta a janela da frente”

11. Interrogue sobre quem pratica a ação no texto. O menino. Diga que ele é o sujeito dessas ações.

12. Depois dos alunos terem refletido sobre a função e forma do verbo, sistematize no quadro os dados apresentados:

Verbos são palavras que articula os diferentes elementos que compõem uma oração, assegurando sentido.

Através do verbo podemos identificar a pessoa, o tempo, o modo e as flexões em que as ações ocorrem.

Fonte: Bruxas não existem, Moacyr Scliar, disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/4159/bruxas-nao-existem. Acesso em 06 de dezembro de 2018. (adaptado)

Slide Plano Aula

Orientações:

1. A partir das análises feitas nos grupos, pergunte se é possível compreender completamente o texto. Por quê? (espera-se que os alunos digam que não porque está faltando palavras que dão sentido ao texto)

2. Peça para cada grupo sortear uma palavra na caixinha de presente e tentar encaixá-la no texto. Repita essa atividade até que todas as palavras tenham sido sorteadas.

3. Solicite que cada grupo leia o texto depois da atividade 6 para observarem se o mesmo passou a ter sentido após a inclusão dos verbos. (é importante que os alunos percebam que o verbo ajuda na construção do sentido)

4. Agora, projete na parede o texto original e peça para os grupos observarem a quantidade de palavras encaixadas de acordo com a versão original. Vence a equipe que conseguir encaixar corretamente o maior número de palavras no texto.

5. Em seguida, informe aos alunos que as palavras suprimidas são chamadas de verbos. Questione os sentidos obtidos com e sem a presença deles no texto. (espera-se que os alunos percebam que o verbo, se suprimido, priva os outros elementos de um elo, dificultando a compreensão do objetivo da mensagem a ser transmitida).

6. A partir dessas observações, discuta a função do verbo no texto. (espera-se que os alunos reconheçam que o verbo ocupa uma posição central na composição de uma estrutura frasal e funciona como articulador dos distintos elementos que compõem uma oração, assegurando sentido.

7. Agora, pergunte qual das duas versões do texto permite identificar o tempo e a pessoa das ações.

8. Questione a que tempo remetem os verbos do texto: o fato já aconteceu, está acontecendo ou irá acontecer? Incentive-os a mostrar exemplos no texto. (Informe aos alunos que, na língua padrão, os fatos que já aconteceram são chamados de pretérito; os que estão acontecendo de presente e os que ainda irão ocorrer de futuro).

9. Mostre que um fato passado pode ser

10. Diga para os alunos que um acontecimento no passado pode ser mencionado de três maneiras diferentes:

  • Pretérito perfeito: representa uma ação ou um fato concluído no passado. “a porta se abriu e ali estava ela, a bruxa,”; “, enfiei o pé num buraco e caí.”
  • Pretérito imperfeito: representa um fato ou uma ação habitual ou que acontecia com frequência no passado; pode também indicar uma ação que teve contínua do passado. Ex: “Quando eu era garoto...”; “Acreditava em bruxas...”
  • Pretérito mais que perfeito: indica um fato que ocorreu no passado antes de outro fato também no passado. Ex: “A quem pertencera esse animal nós não sabíamos”. “ela deixara aberta a janela da frente”

11. Interrogue sobre quem pratica a ação no texto. O menino. Diga que ele é o sujeito dessas ações.

12. Depois dos alunos terem refletido sobre a função e forma do verbo, sistematize no quadro os dados apresentados:

Verbos são palavras que articula os diferentes elementos que compõem uma oração, assegurando sentido.

Através do verbo podemos identificar a pessoa, o tempo, o modo e as flexões em que as ações ocorrem.

Fonte: Bruxas não existem, Moacyr Scliar, disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/4159/bruxas-nao-existem. Acesso em 06 de dezembro de 2018. (adaptado)

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações:

  • Solicite para os alunos produza, em uma folha de papel em branco, um apontamento daquilo que aprendeu na aula de hoje. Estimule-os a responder a pergunta inicial: Qual a função e as formas que o verbo adquire em um texto?
  • Após terminarem de fazer seus apontamentos, peça-lhes que escrevam os próprios endereços no envelope.
  • Feche o envelope e guarde no mural da sala para consultas posteriores.
  • Pode-se oferecer um formulário previamente desenvolvido para que alunos possam sistematizar os conhecimentos adquiridos nessa aula.
  • Pontos para discussão: Você conseguiu identificar, por meio das atividades realizadas, a função do verbo em um texto?
Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 5º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 5º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF05LP05 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano