15413
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Atividade - Escrita de um álbum de dicas para crianças menores

No fim do ano, as crianças de um grupo vão criar sugestões para os colegas que avançarão para o grupo deles no próximo período

Plano 05 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Clarice Albertina Fernandes

O que fazer antes?

Contextos prévios: Para realizar esta atividade é necessário que você tenha selecionado com as crianças cerca de dez fotografias de momentos que elas consideram importantes para expressar dicas às crianças mais novas que vivenciarão esse grupo no próximo ano. Imprima as imagens em tamanhos A4 e observe também que é fundamental a preparação prévia do material que será utilizado na construção do álbum. Disponha os itens em uma mesa de forma organizada, considerando uma dimensão estética. aconsiderando

Materiais:

Para vivenciar a proposta da atividade você vai precisar separar folhas de papel A3, canetas hidrográfica, gizes de cera, retalhos de papéis, recortados em diferentes formatos e espessuras, cola e as fotos que o grupo selecionou. Para facilitar a escrita e a colagem das fotos nas folhas, indica-se que você use uma prancheta que pode ser construída com papelão. Para isso, corte uma placa retangular um pouco maior que a folha A3, que servirá de apoio rígido para as folhas e utilize um prendedor de roupa ou clips para fixá-las.

Espaços:

Essa é uma atividade em grupo e sua ação é sustentada pela colaboração entre os pares, portanto, é fundamental que você assegurea organização das crianças, de modo que elas possam interagir entre elas e com o material disponibilizado. Observe que a turma vivenciará a proposta em dois pequenos grupos, organizadas em duplas. Dessa forma, considere um local amplo, podendo ser interno ou externo, que acolha com qualidade as relações do grupo e disponha de uma parede na qual serão fixadas as folhas em que serão registradas as dicas ditadas pelas duplas. Preveja ainda o espaço para o grupo que fará a ornamentação das páginas fotográficas do álbum. Disponha de uma mesa que acolha cada material de forma categorizada e classifique os papéis por tamanho e espessura. Organize os lápis de cores, gizes de cera, canetinhas e outros riscantes em potes ou bandejas. Caso queira, separe-os por cores. Faça com que a disposição do material seja um convite para expressão da criatividade das crianças.

Tempo sugerido:

Aproximadamente uma hora.

Perguntas para guiar suas observações: 1. Quais expressões ou ações revelam que a atividade proposta permitiu às crianças construir novos significados em relação à linguagem escrita?2. Como as crianças reagiram à proposta de criação do álbum? E como receberam a ideia de preparar os materiais para os grupos de crianças menores? 3. Como as crianças notaram a passagem da descrição oral para a escrita? Quais movimentos indicam que elas perceberem que a escrita estava coerente com a fala?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. Assegure-se de que a prancheta com a folha e as imagens estejam em um local que facilite a visualização por todas as crianças. Esteja atento às relações estabelecidas no grupo, especialmente no momento de organizar as fotos e na criação das dicas, propondo alternativas para a qualidade das interações, traçando estratégias para que todos consigam manifestar suas ideias. Quando assumir a função de escriba, cuide para atender às expressões das crianças, mediando apenas quando necessário.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Convide as crianças para uma grande roda. Diga-lhes que vocês construirão juntos o álbum de dicas para as crianças que vivenciarão esse grupo no ano seguinte, utilizando as fotografias selecionadas por sua turma previamente. Conte que ele será um presente do grupo para as crianças menores e que a proposta do dia é que pensem e escrevam as dicas que irão compor as páginas do álbum. Utilize-se do empoderamento que normalmente a turma que está no último ano da Educação Infantil sente para incentivar todos a descrever suas próprias vivências.

Possíveis falasdo professor: Pessoal, então, hoje vamos construir o álbum com as nossas vivências para dar de presente ao grupo de crianças menores, que no próximo ano estarão nesta série! Elas devem estar ansiosas para saber algumas coisas deste grupo! Vocês que são maiores e que já vivenciaram tantas aventuras podem ajudá-las dizendo como é estar no nosso grupo, o que fazemos e como são alguns dos nossos momentos! Vejam, vocês já elencaram os momentos que querem compartilhar, escolhendo fotografias. Aqui nesta imagem vocês escolheram o momento da roda de conversa. O que vocês consideram importante neste momento dizermos às crianças menores? E esta foto em que há amigos brincando juntos? Que dicas podemos dar sobre isso?

ro

m>

2

Após ouvir as expressões do grupo, apresente o material que será utilizado na construção do álbum, revelando a mesa que os acolhe. Considere que metade da turma, organizada em duplas, esteja com você. A outra metade, também organizada em duplas, realizará intervenções com autonomia nas páginas do álbum que acolherá as fotografias. Desse modo, conte ao grupo que você planejou a organização de duplas e que cada uma ficará responsável por uma fotografia e pela construção das dicas para o momento que a imagem representa. Combine ainda que as duplas conversarão sobre as dicas e que você a assumirá a tarefa de escriba do que elas ditarem. Entretanto, para que possa apoiá-las com maior qualidade, algumas duplas estarão compondo, com autonomia, a página do álbum que acolhe a fotografia que escolheram, utilizando os materiais da mesa, enquanto as outras estarão com você escrevendo as dicas. Combine que depois as duplas farão a troca de atividades.

Acorde também se a posição do álbum será em posição vertical ou horizontal, combinando em qual posição deve estar a folha A3 que acolherá a fotografia colada. Expresse-se de modo que as duplas saibam que poderão criar livremente na página do álbum, inserindo desenhos nela, recortes de papéis, dentre outros ornamentos. Assim, após cada página com a fotografia, virá outra página no álbum, com o registro escrito das dicas para o momento que a imagem ilustra.

m>

3

Organize as duplas de crianças e convide-as, chamando-as pelos nomes, para escolher a fotografia pela qual se responsabilizarão. Indique o local para o grupo que estará com você se acomodar e convide as crianças que irão trabalhar nas páginas do álbum para utilizar com liberdade o material disposto na mesa. Caso você tenha o apoio de um outro professor, peça para que ele observe e apoie, se necessário, esse grupo que trabalhará com autonomia.

Junte-se à equipe selecionada para registrar a escrita das dicas e combine que cada uma das duplas terá cerca de cinco minutos para observar a imagem e conversar sobre o que querem registrar acerca do momento que a fotografia representa. Comente que, em seguida, todas as duplas se reunirão em uma única roda para que possam conversar sobre as dicas e para que você faça a escrita delas nas folhas de cada dupla.

s. m.

m?

m>

4

Em seguida, peça às crianças que iniciem a conversa e, enquanto se engajam na ação, observe-as, instigando-se sobre quais lembranças trazem, o que consideram para as dicas, se ressaltam detalhes específicos ou a rotina como um todo. Observe como as duplas se relacionam, acolhem e trazem contrapontos às ideias. Dado o tempo destinado para esse momento, convide os pequenos para se acomodar em uma roda, a fim de partilharem suas dicas.

Possíveis falas e ações das crianças: Suponha que uma dupla esteja com a fotografia que representa a despedida da família e dizem: Eu acho que a gente não pode dizer que tudo bem chorar quando o pai e a mãe forem trabalhar! Mas eu chorei porque fiquei com saudade, depois eu parei! Pode chorar e depois parar! O professor observando o desafio quanto a troca de ideias das crianças e percebendo o valioso empréstimo de experiência pessoal, pode se aproximar da dupla e dizer para a criança que expressou a ideia: Você chorava quando veio da outra escola para essa? Foi só no início do ano ou até hoje você chora? O que você fez ou o que aconteceu para você parar de chorar quando se despedia dos seus pais? Em seguida, pode falar com o outro componente da dupla: Talvez no grupo menor tenham crianças que no início do ano sentirão saudades dos pais e talvez chorem, outras não chorarão, você não acha? Vejam, vocês passaram pelo mesmo momento mas sentiram coisas diferentes. Que tal vocês construírem dicas sobre isso?

m>

5

Reunidos em roda, combine com as crianças que cada dupla falará suas próprias dicas e que você fixou as páginas para acolher as dicas de cada uma na parede, para que você escreva o que elas ditarem. Convide então a primeira dupla para mostrar sua fotografia, pedindo que digam o nome do momento que a fotografia ilustra. Escreva o nome do momento na parte superior da folha. Em seguida, questione ao grupo quais dicas elencaram para aquele momento. Acolha com atenção as expressões das crianças. Observe que esse é um vínculo em que você é testemunha e registra as construções das duplas, contudo, você também apoia a ampliação de conhecimentos acerca da escrita e de sua função social, assumindo assim o importante papel de mediador. Portanto, é fundamental que instigue as crianças a perceber que suas falas estão sendo acolhidas, mas também que há diferenças entre a linguagem escrita e a linguagem falada. Desse modo, considere, por exemplo, que ao término de cada dica, você releia o que as crianças ditaram, a fim de construir análises da composição do texto com o grupo.

m>

6

Siga convidando cada dupla para ditar as dicas, acrescentando ao início da folha de cada uma o título do momento, representado pela fotografia. Na hora da escrita, negocie significados e proponha a substituição de termos próprios da linguagem oral para a linguagem escrita.

Possíveis falas do professor: Agora vou ler a dica que vocês trouxeram para o momento de despedida das famílias: Tudo bem! Às vezes dá vontade de chorar quando nos despedimos da família, geralmente no início do ano. Depois de um tempo, vocês vão ver que a escola é legal e que a gente só fica aqui um tempo do dia e aí, quando chegamos em casa, podemos abraçar os pais e aí o nosso coração fica feliz e aí a saudade vai embora." Vocês percebem que repetimos muitos aís? Quando lemos dicas e outros textos encontramos muito dessa expressão? Que outras palavras podemos trazer para substituirmos o aí? Que boa ideia! O que vocês acham? O colega disse para usarmos então o coração...

“aí”?

fas

m>

7

Após a escrita das dicas das primeiras duplas, convide as crianças para a troca de atividades e repita as mesmas estratégias com o novo grupo. Observe a interação delas na construção do álbum e se considerar que elas começaram a ficar cansadas e dispersas da proposta, considere pausá-la e combine que irá guardar o que já foi construído e que vocês continuarão a escrita no dia seguinte.


Para finalizar:

Após terminarem a escrita, combine que vocês lerão todas as dicas, a fim de perceberem se há necessidade de alguma alteração ou de inclusão de outras dicas. Logo após, combine com as crianças que depois vocês irão decidir como farão a capa, a encadernação e a entrega do álbum para o grupo de crianças menores. Em seguida, convide a turma para vivenciar a próxima atividade do dia.

Desdobramentos

Você pode dar continuidade a essa atividade convidando a turma para escrever cartas às outras turmas, recomendando uma leitura literária, indicando os motivos pelos quais gostaram do livro. Sugira também que as crianças elaborem outras dicas de vivências de seu grupo, trazendo a escrita numa proposição que haja sentido social para elas.

Engajando as famílias

Comunique às famílias sobre a proposta vivenciada pelas crianças e envie um convite aos responsáveis para que eles escrevam um bilhete às futuras famílias que também vivenciarão esse grupo no ano seguinte, descrevendo dicas e sugestões de como acolheram e apoiaram os desafios vivenciados pelas crianças. Ressalte que os bilhetes farão parte da composição do álbum.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses) :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03EF01 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03EO04 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03EF09 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano