15299
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 6º ano > Produção de textos

Plano de aula - Planejamento da produção textual: retextualizar um mito

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 6º ano do EF sobre Planejamento da produção textual: retextualizar um mito

Plano 13 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Matheus Seiji Bazaglia Kuroda

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a 13ª aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Mito e no campo de atuação Artístico-literário. A aula faz parte do módulo Produção de texto. É desejável que os alunos já tenham sido apresentados ao gênero Mito bem como trabalhado o estilo e a estrutura composicional deste gênero para que consigam realizar de forma mais produtiva esta aula.

Materiais necessários:

  • Computador, projetor multimídia, som e tela.
  • Internet para acessar o vídeo disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=923nsj_V2Q4>. Acesso em: 3 dez. 2018.
  • Material para escrita: caderno, lápis, borracha etc.

Informações sobre o gênero: Narrativa pedagógica de tradição oral que explica os diferentes fenômenos naturais e sobrenaturais utilizando uma linguagem simbólica.

Dificuldades antecipadas: Os alunos poderão ter dificuldade de pensar na retextualização de um personagem mitológico mantendo relações intertextuais com seu contexto original, pois podem alterar muito o personagem, esquecendo de manter algumas características de forma que a essência do personagem não se perca. Além disso, é possível que alguns alunos se recusem a planejar ou tenham dificuldades de planejar o texto, querendo pular esta etapa e produzir o texto, pois podem não estar acostumados a realizar esta etapa de produção textual.

Referências sobre o assunto:

  • ABREU, Raquel de. O Pedrinho de Monteiro Lobato e o Pedrinho de Lourenço filho: dois intelectuais, dois brasis. 2014. 258 f. Tese (Doutorado em Educação) - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA - UFSC, Florianópolis, 2014.
  • CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do folclore brasileiro. Vol. 1 e 2. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, 1989.
  • MARCUSCHI, Luiz Antônio. O estudo dos gêneros mostra o funcionamento da sociedade. In: _______. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.
  • ROJO, Roxane; MOURA, Eduardo. Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2011.
  • SCHNEUWLY, B.& DOLZ. J (2004). Os gêneros escolares - das práticas de linguagem aos objetos de ensino. In: _______. Gêneros orais e escritos na escola. Campinas, São Paulo: Mercado das Letras, 2004.
  • SHIKAMA, Felipe. Pesquisa aponta para transformações do mito do saci. Cruzeiro do Sul, Sorocaba, 28 de out. 2017. Cultura. Disponível em: <https://www2.jornalcruzeiro.com.br/materia/831704/pesquisa-aponta-para-transformacoes-do-mito-do-saci>. Acesso em: 2 dez. 2018.
  • SACI - juro que vi. Direção: Humberto Avelar. Produção: Regina Assis. Rio de Janeiro: Multirio, 2004. DIsponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=RB5PC2LSOp4>. Acesso em: 2 dez. 2018.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 4 minutos.

Orientações:

  • Apresente a proposta da aula aos alunos: será analisado um vídeo sobre o Saci, da série Juro que vi. Com base nisso, os alunos terão que planejar a produção de um texto cujo objetivo seja retextualizar a lenda de Saci colocando o personagem em um novo contexto (cotidiano do aluno).
  • Inicie a aula com uma pequena discussão coletiva com os alunos para ativar o conhecimento prévio: Você já ouviu falar sobre o Saci? Com base nesta pergunta, peça que os alunos contem histórias que eles já ouviram sobre o Saci.
  • Peça que os alunos exponham seus relatos sobre o assunto, colhendo informações sobre este questionamento.
  • Desta forma, diga para a turma que, nesta aula, será trabalhada a figura do Saci Pererê, famoso personagem do folclore brasileiro.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

Orientações:

  • Organize a sala em duplas. A interação verbal é um recurso que pode potencializar os resultados das atividades propostas nesta aula, na medida em que os alunos poderão, a todo momento, colocar suas ideias em constante embate com o pensamento de outros colegas; e, assim, juntos, ressignificar o conhecimento.
  • Inicie a introdução da aula pedindo que os alunos leiam, em duplas, o trecho de Câmara Cascudo sobre o Saci Pererê a fim de afinar o conceito sobre o personagem, uma vez que há várias versões sobre a imagem do Saci (confira mais detalhes no Material complementar).
  • Pergunte aos alunos, oralmente, se o trecho de Câmara Cascudo descreve a figura do Saci da mesma forma que os alunos o conhecem com base na pergunta: A descrição feita por Câmara Cascudo é parecida com a sua concepção sobre a figura do Saci?. Além disso, peça que eles apontem as semelhanças e as diferenças.
  • Peça que eles façam uma exposição das respostas a este questionamento inicial.
  • Relate aos alunos que a aula irá propor uma nova visão sobre a figura mitológica do Saci. É interessante considerar, nesta aula, o conceito de mitologia: estudo das lendas, mitos e narrativas orais de um povo. Desta forma, dentro desta área do conhecimento, é importante diferenciar mito e figura mitológica: Mito é o gênero textual de caráter pedagógico que se propõe a explicar o universo, suas origens e as suas leis; figura mitológica trata-se dos personagens que compõem os mitos.

Respostas possíveis/desejáveis:

  • Para esta atividade, na medida em que trabalha com o repertório e com a memória discursiva dos alunos, há várias possibilidades de respostas. Busque incentivar a turma para que haja participação. Caso julgue pertinente, se possível, conte alguma travessura do Saci (recupe histórias que você ouviu, com base no relato de pessoas que “juravam” ter visto o Saci).

Material complementar:

  • Sobre a mudança da figura mítica do Saci durante os tempos, leia a reportagem disponível aqui. De acordo com o entrevistado - o historiador Carlos Carvalho Cavalheiro - “O saci é um mito em constante transformação. No inquérito do Monteiro, há relatos de que ele tinha chifres e era temido. Uma figura demonizada. Atualmente, ele é traquina, mas não é maldoso. É até simpático. Hoje ele está na versão paz e amor”. O autor ainda afirma que estas mudanças (físicas e comportamentais) acontecem de acordo com os interesses de cada época.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos.

Orientações:

  • DIga aos alunos que existem diversas histórias sobre as terríveis travessuras do Saci e que, nesta aula, será analisada uma pequena animação. Oriente-os que, durante a exibição do vídeo, eles anotem, no caderno, as características do Saci: físicas e comportamentais. Esta etapa contribuirá para o momento de planejamento da produção textual, considerando o uso do adjetivo e da descrição como característica composicional do gênero.
  • Projete o vídeo Saci - Série Juro que vi, disponível aqui. Não é necessário que o vídeo seja reproduzido na íntegra; o intuito é instigar os alunos, fazendo com que eles percebam as descrições apontadas por Câmara Cascudo dentro da animação. Sugerimos que o vídeo seja reproduzido até o quinto minuto.
  • Quando acabar, peça que os alunos relatem as suas anotações. Eles poderão chegar à conclusão, aproveitando as ideias de Câmara Cascudo e estabelecendo relações intertextuais com o vídeo, de que o Saci é um menino fisicamente negro, de uma perna só, que usa gorro vermelho e fuma cachimbo; além disso, psicologicamente, ele é travesso, inventivo e astuto.
  • Após isso, oralmente, faça a pergunta para todos da sala: Considerando o vídeo e as histórias que você conhece/ouviu, o que o Saci personifica?
  • Os alunos deverão chegar à conclusão de que o Saci é a “personificação da malandragem na socialização da criança brasileira”, de acordo com
    Raquel Siqueira (2014) - verificar no Material complementar. A personificação é um recurso estilístico visto como regularidade no gênero Mito/lenda.
  • Diga aos alunos que estes textos - lendas/mitos - são ricos em adjetivos (para descrever os personagens e o ambiente) e os personagens costumeiramente personificam algum elemento inanimado.
  • O tempo médio para a realização desta atividade é de aproximadamente 10 minutos.

Informação adicional ao professor

  • A leitura deste vídeo, além de fazer relação intertextual com o texto de Câmara Cascudo, apresenta diversas linguagens para apresentar a narrativa do Saci. Os elementos verbais e não verbais convergem para a multimodalidade, considerando que, Segundo ROJO e MOURA (2011), a multimodalidade não é a soma de linguagens; mas sim a interação entre linguagens diferentes em um mesmo texto.

Material complementar:

  • Segundo Raquel de Abreu (2014), “o Saci é a personificação da figura da ‘malandragem' na socialização da criança brasileira”. A autora diz, ainda, que a ideia do ser mitológico aventureiro, astucioso e de espírito inventivo que vive no meio rural passa a habitar também no meio urbanizado. Para ter acesso ao texto, clique aqui.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Agora que os alunos já analisaram o vídeo sobre o Saci, percebendo os seus atributos físicos e comportamentais enquanto personificação da malandragem, inicie as orientações para o planejamento do texto.
  • Explique a proposta: as duplas irão planejar a produção de um texto que retextualize a lenda do Saci, inserindo o personagem no contexto de vida do próprio aluno (escola, família, igreja, amigos, modernidade etc.) sem perder de vista as características do Saci e suas traquinagens.
  • Faça instruções complementares aos alunos, indicando o tema (“Saci: juro que vi”), o estilo (uso da personificação do menino diabrete que representa a malandragem da criança) e a estrutura composicional (descrições dos personagens e do espaço por meio do uso de adjetivos).
  • É importante relatar aos alunos que a proposta não é criar um mito/lenda, pois o gênero não permite este movimento de criação, uma vez que ele se origina da coletividade dentro de uma tradição oral. A ideia, nesta atividade, é pensar na produção de uma narrativa que possui um personagem mitológico (e não criar um mito, o que seria impossível), dentro de outro contexto, com uma prática de escrita que envolve outras condições de produção do discurso (interlocutores, finalidade comunicativa, situacionalidade etc.).
  • Entregue aos alunos o roteiro disponível aqui para a elaboração do planejamento. Peça que eles iniciem a produção do planejamento.
  • Dê tempo para que as duplas discutam sobre as ideias, usando a criatividade, sem perder de vista as orientações dadas e a representatividade que o personagem tem dentro do conhecimento popular.
  • Durante a atividade, circule pela sala. Nos casos em que os alunos tiverem mais dificuldades, faça algumas intervenções, fornecendo ideias e alguns direcionamentos.
  • Seria interessante, também, caso julgue necessário, deixar o vídeo anterior rodando enquanto os alunos desenvolvem as atividades. Isso permitirá que os alunos revejam algumas cenas que poderão, em alguns casos, ajudar a encontrar novas ideias.
  • O tempo médio para a realização deste passo-a-passo (deste slide) é, de aproximadamente, dentro do desenvolvimento da aula, 12 minutos.

Material complementar:

  • A título de exemplo, acesse aqui um modelo hipotético de preenchimento do planejamento do texto, considerando as instruções dadas ao professor.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Depois que os alunos finalizarem o planejamento, inicie um momento de compartilhamento dos planejamentos. Peça que um aluno de cada dupla conte rapidamente sobre quais foram as suas ideias.
  • Esta atividade, mesmo sendo simples, terá uma papel significativo de enriquecer o momento de (re)planejamento. Os alunos poderão encontrar,com base em ideias das outras duplas, novas possibilidade para uma futura textualização.
  • O tempo médio para a realização do compartilhamento dos planejamentos é de 6 minutos.
  • Caso prefira, deixe este procedimento para a próxima aula para que os alunos tenham um tempo maior para compartilhar suas ideias e, antes da textualização, teçam mudanças significativas para melhorar o planejamento do texto. Acredita-se que esta etapa seja fundamental para o desenvolvimento pleno da produção textual.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

Orientações:

  • Peça que os alunos, agora de forma coletiva e oral, organizem uma lista com três dicas sobre como produzir um bom texto dentro da proposta solicitada em sala de aula, pensando no estilo, no tema (Saci) e na estrutura composicional do texto.
  • Registre as respostas no quadro e peça que os alunos anotem em seus cadernos.

Pós-aula:

  • Como atividade pós-aula peça que os alunos retomem os seus planejamentos e, considerando as dicas e os depoimentos dos outros colegas, reescrevam o planejamento, inserindo novas ideias. Além disso, sugira que os alunos assistam ao vídeo Saci - juro que vi na íntegra, pois eles podem ficar curiosos.

Respostas possíveis/ desejáveis: Há várias possibilidades de dicas. Sugerimos, no entanto, um conjunto de tópicos possíveis, não estanques e passíveis de ampliação:

  • Descreva, com detalhes, o espaço.
  • Descreva o Saci e os outros personagens que aparecerão na história.
  • Pense em um conflito considerando as traquinagens que o Saci faz.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a 13ª aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Mito e no campo de atuação Artístico-literário. A aula faz parte do módulo Produção de texto. É desejável que os alunos já tenham sido apresentados ao gênero Mito bem como trabalhado o estilo e a estrutura composicional deste gênero para que consigam realizar de forma mais produtiva esta aula.

Materiais necessários:

  • Computador, projetor multimídia, som e tela.
  • Internet para acessar o vídeo disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=923nsj_V2Q4>. Acesso em: 3 dez. 2018.
  • Material para escrita: caderno, lápis, borracha etc.

Informações sobre o gênero: Narrativa pedagógica de tradição oral que explica os diferentes fenômenos naturais e sobrenaturais utilizando uma linguagem simbólica.

Dificuldades antecipadas: Os alunos poderão ter dificuldade de pensar na retextualização de um personagem mitológico mantendo relações intertextuais com seu contexto original, pois podem alterar muito o personagem, esquecendo de manter algumas características de forma que a essência do personagem não se perca. Além disso, é possível que alguns alunos se recusem a planejar ou tenham dificuldades de planejar o texto, querendo pular esta etapa e produzir o texto, pois podem não estar acostumados a realizar esta etapa de produção textual.

Referências sobre o assunto:

  • ABREU, Raquel de. O Pedrinho de Monteiro Lobato e o Pedrinho de Lourenço filho: dois intelectuais, dois brasis. 2014. 258 f. Tese (Doutorado em Educação) - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA - UFSC, Florianópolis, 2014.
  • CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do folclore brasileiro. Vol. 1 e 2. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, 1989.
  • MARCUSCHI, Luiz Antônio. O estudo dos gêneros mostra o funcionamento da sociedade. In: _______. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.
  • ROJO, Roxane; MOURA, Eduardo. Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2011.
  • SCHNEUWLY, B.& DOLZ. J (2004). Os gêneros escolares - das práticas de linguagem aos objetos de ensino. In: _______. Gêneros orais e escritos na escola. Campinas, São Paulo: Mercado das Letras, 2004.
  • SHIKAMA, Felipe. Pesquisa aponta para transformações do mito do saci. Cruzeiro do Sul, Sorocaba, 28 de out. 2017. Cultura. Disponível em: <https://www2.jornalcruzeiro.com.br/materia/831704/pesquisa-aponta-para-transformacoes-do-mito-do-saci>. Acesso em: 2 dez. 2018.
  • SACI - juro que vi. Direção: Humberto Avelar. Produção: Regina Assis. Rio de Janeiro: Multirio, 2004. DIsponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=RB5PC2LSOp4>. Acesso em: 2 dez. 2018.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 4 minutos.

Orientações:

  • Apresente a proposta da aula aos alunos: será analisado um vídeo sobre o Saci, da série Juro que vi. Com base nisso, os alunos terão que planejar a produção de um texto cujo objetivo seja retextualizar a lenda de Saci colocando o personagem em um novo contexto (cotidiano do aluno).
  • Inicie a aula com uma pequena discussão coletiva com os alunos para ativar o conhecimento prévio: Você já ouviu falar sobre o Saci? Com base nesta pergunta, peça que os alunos contem histórias que eles já ouviram sobre o Saci.
  • Peça que os alunos exponham seus relatos sobre o assunto, colhendo informações sobre este questionamento.
  • Desta forma, diga para a turma que, nesta aula, será trabalhada a figura do Saci Pererê, famoso personagem do folclore brasileiro.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

Orientações:

  • Organize a sala em duplas. A interação verbal é um recurso que pode potencializar os resultados das atividades propostas nesta aula, na medida em que os alunos poderão, a todo momento, colocar suas ideias em constante embate com o pensamento de outros colegas; e, assim, juntos, ressignificar o conhecimento.
  • Inicie a introdução da aula pedindo que os alunos leiam, em duplas, o trecho de Câmara Cascudo sobre o Saci Pererê a fim de afinar o conceito sobre o personagem, uma vez que há várias versões sobre a imagem do Saci (confira mais detalhes no Material complementar).
  • Pergunte aos alunos, oralmente, se o trecho de Câmara Cascudo descreve a figura do Saci da mesma forma que os alunos o conhecem com base na pergunta: A descrição feita por Câmara Cascudo é parecida com a sua concepção sobre a figura do Saci?. Além disso, peça que eles apontem as semelhanças e as diferenças.
  • Peça que eles façam uma exposição das respostas a este questionamento inicial.
  • Relate aos alunos que a aula irá propor uma nova visão sobre a figura mitológica do Saci. É interessante considerar, nesta aula, o conceito de mitologia: estudo das lendas, mitos e narrativas orais de um povo. Desta forma, dentro desta área do conhecimento, é importante diferenciar mito e figura mitológica: Mito é o gênero textual de caráter pedagógico que se propõe a explicar o universo, suas origens e as suas leis; figura mitológica trata-se dos personagens que compõem os mitos.

Respostas possíveis/desejáveis:

  • Para esta atividade, na medida em que trabalha com o repertório e com a memória discursiva dos alunos, há várias possibilidades de respostas. Busque incentivar a turma para que haja participação. Caso julgue pertinente, se possível, conte alguma travessura do Saci (recupe histórias que você ouviu, com base no relato de pessoas que “juravam” ter visto o Saci).

Material complementar:

  • Sobre a mudança da figura mítica do Saci durante os tempos, leia a reportagem disponível aqui. De acordo com o entrevistado - o historiador Carlos Carvalho Cavalheiro - “O saci é um mito em constante transformação. No inquérito do Monteiro, há relatos de que ele tinha chifres e era temido. Uma figura demonizada. Atualmente, ele é traquina, mas não é maldoso. É até simpático. Hoje ele está na versão paz e amor”. O autor ainda afirma que estas mudanças (físicas e comportamentais) acontecem de acordo com os interesses de cada época.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos.

Orientações:

  • DIga aos alunos que existem diversas histórias sobre as terríveis travessuras do Saci e que, nesta aula, será analisada uma pequena animação. Oriente-os que, durante a exibição do vídeo, eles anotem, no caderno, as características do Saci: físicas e comportamentais. Esta etapa contribuirá para o momento de planejamento da produção textual, considerando o uso do adjetivo e da descrição como característica composicional do gênero.
  • Projete o vídeo Saci - Série Juro que vi, disponível aqui. Não é necessário que o vídeo seja reproduzido na íntegra; o intuito é instigar os alunos, fazendo com que eles percebam as descrições apontadas por Câmara Cascudo dentro da animação. Sugerimos que o vídeo seja reproduzido até o quinto minuto.
  • Quando acabar, peça que os alunos relatem as suas anotações. Eles poderão chegar à conclusão, aproveitando as ideias de Câmara Cascudo e estabelecendo relações intertextuais com o vídeo, de que o Saci é um menino fisicamente negro, de uma perna só, que usa gorro vermelho e fuma cachimbo; além disso, psicologicamente, ele é travesso, inventivo e astuto.
  • Após isso, oralmente, faça a pergunta para todos da sala: Considerando o vídeo e as histórias que você conhece/ouviu, o que o Saci personifica?
  • Os alunos deverão chegar à conclusão de que o Saci é a “personificação da malandragem na socialização da criança brasileira”, de acordo com
    Raquel Siqueira (2014) - verificar no Material complementar. A personificação é um recurso estilístico visto como regularidade no gênero Mito/lenda.
  • Diga aos alunos que estes textos - lendas/mitos - são ricos em adjetivos (para descrever os personagens e o ambiente) e os personagens costumeiramente personificam algum elemento inanimado.
  • O tempo médio para a realização desta atividade é de aproximadamente 10 minutos.

Informação adicional ao professor

  • A leitura deste vídeo, além de fazer relação intertextual com o texto de Câmara Cascudo, apresenta diversas linguagens para apresentar a narrativa do Saci. Os elementos verbais e não verbais convergem para a multimodalidade, considerando que, Segundo ROJO e MOURA (2011), a multimodalidade não é a soma de linguagens; mas sim a interação entre linguagens diferentes em um mesmo texto.

Material complementar:

  • Segundo Raquel de Abreu (2014), “o Saci é a personificação da figura da ‘malandragem' na socialização da criança brasileira”. A autora diz, ainda, que a ideia do ser mitológico aventureiro, astucioso e de espírito inventivo que vive no meio rural passa a habitar também no meio urbanizado. Para ter acesso ao texto, clique aqui.
Slide Plano Aula

Orientações:

  • Agora que os alunos já analisaram o vídeo sobre o Saci, percebendo os seus atributos físicos e comportamentais enquanto personificação da malandragem, inicie as orientações para o planejamento do texto.
  • Explique a proposta: as duplas irão planejar a produção de um texto que retextualize a lenda do Saci, inserindo o personagem no contexto de vida do próprio aluno (escola, família, igreja, amigos, modernidade etc.) sem perder de vista as características do Saci e suas traquinagens.
  • Faça instruções complementares aos alunos, indicando o tema (“Saci: juro que vi”), o estilo (uso da personificação do menino diabrete que representa a malandragem da criança) e a estrutura composicional (descrições dos personagens e do espaço por meio do uso de adjetivos).
  • É importante relatar aos alunos que a proposta não é criar um mito/lenda, pois o gênero não permite este movimento de criação, uma vez que ele se origina da coletividade dentro de uma tradição oral. A ideia, nesta atividade, é pensar na produção de uma narrativa que possui um personagem mitológico (e não criar um mito, o que seria impossível), dentro de outro contexto, com uma prática de escrita que envolve outras condições de produção do discurso (interlocutores, finalidade comunicativa, situacionalidade etc.).
  • Entregue aos alunos o roteiro disponível aqui para a elaboração do planejamento. Peça que eles iniciem a produção do planejamento.
  • Dê tempo para que as duplas discutam sobre as ideias, usando a criatividade, sem perder de vista as orientações dadas e a representatividade que o personagem tem dentro do conhecimento popular.
  • Durante a atividade, circule pela sala. Nos casos em que os alunos tiverem mais dificuldades, faça algumas intervenções, fornecendo ideias e alguns direcionamentos.
  • Seria interessante, também, caso julgue necessário, deixar o vídeo anterior rodando enquanto os alunos desenvolvem as atividades. Isso permitirá que os alunos revejam algumas cenas que poderão, em alguns casos, ajudar a encontrar novas ideias.
  • O tempo médio para a realização deste passo-a-passo (deste slide) é, de aproximadamente, dentro do desenvolvimento da aula, 12 minutos.

Material complementar:

  • A título de exemplo, acesse aqui um modelo hipotético de preenchimento do planejamento do texto, considerando as instruções dadas ao professor.
Slide Plano Aula

Orientações:

  • Depois que os alunos finalizarem o planejamento, inicie um momento de compartilhamento dos planejamentos. Peça que um aluno de cada dupla conte rapidamente sobre quais foram as suas ideias.
  • Esta atividade, mesmo sendo simples, terá uma papel significativo de enriquecer o momento de (re)planejamento. Os alunos poderão encontrar,com base em ideias das outras duplas, novas possibilidade para uma futura textualização.
  • O tempo médio para a realização do compartilhamento dos planejamentos é de 6 minutos.
  • Caso prefira, deixe este procedimento para a próxima aula para que os alunos tenham um tempo maior para compartilhar suas ideias e, antes da textualização, teçam mudanças significativas para melhorar o planejamento do texto. Acredita-se que esta etapa seja fundamental para o desenvolvimento pleno da produção textual.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

Orientações:

  • Peça que os alunos, agora de forma coletiva e oral, organizem uma lista com três dicas sobre como produzir um bom texto dentro da proposta solicitada em sala de aula, pensando no estilo, no tema (Saci) e na estrutura composicional do texto.
  • Registre as respostas no quadro e peça que os alunos anotem em seus cadernos.

Pós-aula:

  • Como atividade pós-aula peça que os alunos retomem os seus planejamentos e, considerando as dicas e os depoimentos dos outros colegas, reescrevam o planejamento, inserindo novas ideias. Além disso, sugira que os alunos assistam ao vídeo Saci - juro que vi na íntegra, pois eles podem ficar curiosos.

Respostas possíveis/ desejáveis: Há várias possibilidades de dicas. Sugerimos, no entanto, um conjunto de tópicos possíveis, não estanques e passíveis de ampliação:

  • Descreva, com detalhes, o espaço.
  • Descreva o Saci e os outros personagens que aparecerão na história.
  • Pense em um conflito considerando as traquinagens que o Saci faz.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Produção de textos do 6º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 6º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP51 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF67LP30 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano