15048
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 7º ano > Oralidade

Plano de aula - Planejamento, roteiro e ensaio para a gravação de uma videoaula

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 7º ano do EF sobre Planejamento, roteiro e ensaio para a gravação de uma videoaula

Plano 11 de 14 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Juliana Ormastroni De Carvalho Santos

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é décima primeira aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero infográfico estático e animado e videoaula e no campo de atuação das práticas de estudo e pesquisa. A aula faz parte do módulo de Oralidade.

Materiais necessários: Cadernos e canetas dos alunos para elaboração do roteiro de gravação.

Informações sobre o gênero: O Infográfico é um gênero que integra modalidades semióticas. Ele pode ser constituído por textos, quadros, legendas, mapas, números, ícones, ilustrações, fotografias, fundos e tabelas. É preciso esclarecer aos alunos que o gênero infográfico representa uma mistura, de forma dinâmica, do texto verbal com o não verbal, originando um universo visualmente chamativo. Explique aos seus alunos sobre as esferas em que esse gênero circula, principalmente no campo das práticas de estudo e pesquisa, com o objetivo de transmitir informações amplas e precisas e promover a compreensão de processos, experiências e fatos científicos. Não se esqueça de mostrar-lhes que existem tanto o infográfico estático quanto o infográfico em movimento/animado (em vídeos), além do infográfico interativo, que demanda uma ação do leitor para acessar, digitalmente, as informações e explicações. A videoaula, embora tenha marcas de gênero primário, como a oralidade, é considerada um gênero secundário, visto que implica determinados momentos de planejamento e elaboração. A videoaula caracteriza-se ainda pela utilização da mídia audiovisual, a interação assíncrona ou ausência de interação com os alunos e emprego simultâneo de várias linguagens visuais e recursos de áudio. O fato de a videoaula ser gravada possibilita que ela seja passe por processos de edições e regravações. O uso de roteiros e esquematizações para apresentação das aulas faz com que esse gênero constitua-se mais situações construídas e menos momentos espontâneos, se comparadas a uma aula presencial. Por exemplo, em momentos em que o professor tece cumprimentos e despedidas nas aulas, considerados como acontecimentos espontâneos, simples e, logo, primários, ao integrarem as diversas videoaulas, tais momentos transformam-se em formas pré-concebidas de um modo de enunciar.

Dificuldades antecipadas:

Os alunos podem enfrentar dificuldades em elaborar um roteiro de gravação de videoaula, considerando-se a abertura, introdução, desenvolvimento e conclusão. Dificuldade em relacionar slides e conteúdo e em selecionar a melhor forma de falar numa apresentação e selecionar os aspectos mais importantes sobre infográficos que devem ser abordados numa videoaula e a ordem que devem ser tratados. Além disso, os alunos podem ter dificuldade em utilizar recursos visuais para apoio das videoaulas e na manipulação dos equipamentos necessários para a gravação e edição.

Referências sobre o assunto:

DIONISIO, A. P. Gêneros Textuais e Multimodalidade. In: KARWOSKI, A. M; GAYDECZKA, B. ; BRITO, K. S. (Org.) . Gêneros textuais: reflexões e ensino. São Paulo: Parábola Editorial, 2011, p.137-152.

MANFRÉ, Priscila; SAITO, Cláudia L. Nascimento. Para um estudo do gênero textual infográfico. In: CELLI – COLÓQUIO DE ESTUDOS LINGUÍSTICOS E LITERÁRIOS. 3, 2007, Maringá. Anais... Maringá, 2009, p. 1955-1964. Disponível em: http://www.ple.uem.br/3celli_anais/trabalhos/estudos_linguisticos/pfd_linguisticos/085.pdf. Acesso em 05 ago 2018.

MUSSIO, Simone Cristina. Transformações contemporâneas: as ressignificações do conceito videoaula tendo em vista a alteração do mídium. In.: VI Colóquio da ALED Brasil. Trabalhos completos.São Carlos, 2014. Ed. 2, v. 1, n. 2, s/n. Disponível em: http://www.revistaaledbr.ufscar.br/index.php/revistaaledbr/article/viewFile/59/54.Acesso em 05 ago 2018.

OLIVEIRA, Alexandre; SRADLER, Pâmela de Carvalho. Videoaulas: uma forma de contextualizar a teoria na prática. In: 20o CIAED–Congresso Internacional ABED de Educação a distância. 2014, Curitiba. Anais... Curitiba, 2014, p. 1-8. Disponível em: http://www.abed.org.br/hotsite/20-ciaed/pt/anais/pdf/352.pdf . Acesso em 05 ago 2018.

PACHECO, Mariana do Carmo. "Gênero textual infográfico"; Brasil Escola. Disponível em . Acesso em 25 de novembro de 2018.

PAIVA, F. A. O gênero textual infográfico: leitura de um gênero textual multimodal por alunos da 1ª série do ensino médio. Revista L@el em (Dis-)curso. Volume 3, 2011, p. 87-101. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/revlael/article/view/1905. Acesso em 12 ago 2018.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

Apresente o tema da aula aos alunos. Deixe que os alunos se manifestem livremente sobre a questão, levantando algumas hipóteses sobre o que será trabalhado.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 6 minutos

Orientações:

  • Solicite que os alunos se organizem em grupos de 3 ou 4 membros, pois tal quantidade possibilita que o professor atenda a todos os grupos e contribui para que haja interação entre os alunos.
  • Retome com os alunos o conteúdo desenvolvido na aula anterior, ou seja, as partes de uma videoaula (abertura/apresentação, desenvolvimento do conteúdo e conclusão/finalização), o grau de intimidade, participação emocional, proximidade, cooperação e espontaneidade entre o locutor e o interlocutor e as formas de uso da fala.
  • Converse com os alunos sobre a produção de uma videoaula cujo objetivo explicar o que é um infográfico. Lembre-os de que, para produzir uma videoaula, é preciso pensar na abertura, na introdução, no desenvolvimento e na conclusão. Acreditamos que, até essa aula, os alunos já tenham superado muitas dificuldades, compreendido os elementos constituintes de um gênero e que saibam que a análise de diferentes semioses é essencial para entenderem o texto realizado dentro do gênero. Retome com eles o objetivo da videoaula que produzirão (ensinar o que é um infográfico), o público-alvo e o conteúdo temático. Faça as perguntas do quadro aos alunos. Esse é um importante momento de sondagem dos seus conhecimentos prévios para que possam ser ampliados ao longo da aula.
  • Espera-se que na primeira questão, os alunos considerem que as partes da videoaula são apresentação/abertura, desenvolvimento, fechamento/conclusão. As marcas linguísticas para abertura podem ser cumprimentos e expressões como “Para iniciar”. No desenvolvimento podemos encontrar marcas linguísticas que sinalizem continuidade do assunto, como “dando continuidade” ou “na sequência de nossos estudos”. O fechamento/conclusão pode acontecer por despedidas ou termo como “finalizando”.
    Na segunda questão, alguns dos recursos possíveis são: imagens, slides, infográficos, exemplos, músicas de abertura, opção por um monólogo ou emprego de uma entrevista.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 32 minutos

Orientações:

  • Solicite-lhes que planejem e elaborem um roteiro de gravação da videoaula, conforme a atividade para impressão indicada no material complementar. Nesta atividade, convide os alunos a pensarem nos materiais e recursos necessários para a videoaula, como slides, imagens, infográficos, música de abertura etc. Eles também precisarão fazer um planejamento antes de iniciar a gravação da videoaula.
  • Circule entre os grupos auxiliando-os nas eventuais dúvidas e orientando-os quando necessário.

Materiais complementares:

Para imprimir o roteiro de gravação da videoaula, clique aqui.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Solicite que os grupos socializem suas maiores dificuldades no planejamento e elaboração de roteiro para a videoaula. Nesse momento, os alunos podem trocar suas impressões e compartilhar conhecimentos. Solicite que os alunos copiem e completem a tabela indicada no slide, inicialmente, com as suas colocações e, na socialização dos demais grupos, com algum comentário diferente que surgir.
  • Oriente os alunos a ficarem atentos ao tom de voz, pronúncia das palavras e postura corporal quando se colocam aos demais alunos, pois essas habilidades também são importantes para a comunicação oral voltada ao público.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é décima primeira aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero infográfico estático e animado e videoaula e no campo de atuação das práticas de estudo e pesquisa. A aula faz parte do módulo de Oralidade.

Materiais necessários: Cadernos e canetas dos alunos para elaboração do roteiro de gravação.

Informações sobre o gênero: O Infográfico é um gênero que integra modalidades semióticas. Ele pode ser constituído por textos, quadros, legendas, mapas, números, ícones, ilustrações, fotografias, fundos e tabelas. É preciso esclarecer aos alunos que o gênero infográfico representa uma mistura, de forma dinâmica, do texto verbal com o não verbal, originando um universo visualmente chamativo. Explique aos seus alunos sobre as esferas em que esse gênero circula, principalmente no campo das práticas de estudo e pesquisa, com o objetivo de transmitir informações amplas e precisas e promover a compreensão de processos, experiências e fatos científicos. Não se esqueça de mostrar-lhes que existem tanto o infográfico estático quanto o infográfico em movimento/animado (em vídeos), além do infográfico interativo, que demanda uma ação do leitor para acessar, digitalmente, as informações e explicações. A videoaula, embora tenha marcas de gênero primário, como a oralidade, é considerada um gênero secundário, visto que implica determinados momentos de planejamento e elaboração. A videoaula caracteriza-se ainda pela utilização da mídia audiovisual, a interação assíncrona ou ausência de interação com os alunos e emprego simultâneo de várias linguagens visuais e recursos de áudio. O fato de a videoaula ser gravada possibilita que ela seja passe por processos de edições e regravações. O uso de roteiros e esquematizações para apresentação das aulas faz com que esse gênero constitua-se mais situações construídas e menos momentos espontâneos, se comparadas a uma aula presencial. Por exemplo, em momentos em que o professor tece cumprimentos e despedidas nas aulas, considerados como acontecimentos espontâneos, simples e, logo, primários, ao integrarem as diversas videoaulas, tais momentos transformam-se em formas pré-concebidas de um modo de enunciar.

Dificuldades antecipadas:

Os alunos podem enfrentar dificuldades em elaborar um roteiro de gravação de videoaula, considerando-se a abertura, introdução, desenvolvimento e conclusão. Dificuldade em relacionar slides e conteúdo e em selecionar a melhor forma de falar numa apresentação e selecionar os aspectos mais importantes sobre infográficos que devem ser abordados numa videoaula e a ordem que devem ser tratados. Além disso, os alunos podem ter dificuldade em utilizar recursos visuais para apoio das videoaulas e na manipulação dos equipamentos necessários para a gravação e edição.

Referências sobre o assunto:

DIONISIO, A. P. Gêneros Textuais e Multimodalidade. In: KARWOSKI, A. M; GAYDECZKA, B. ; BRITO, K. S. (Org.) . Gêneros textuais: reflexões e ensino. São Paulo: Parábola Editorial, 2011, p.137-152.

MANFRÉ, Priscila; SAITO, Cláudia L. Nascimento. Para um estudo do gênero textual infográfico. In: CELLI – COLÓQUIO DE ESTUDOS LINGUÍSTICOS E LITERÁRIOS. 3, 2007, Maringá. Anais... Maringá, 2009, p. 1955-1964. Disponível em: http://www.ple.uem.br/3celli_anais/trabalhos/estudos_linguisticos/pfd_linguisticos/085.pdf. Acesso em 05 ago 2018.

MUSSIO, Simone Cristina. Transformações contemporâneas: as ressignificações do conceito videoaula tendo em vista a alteração do mídium. In.: VI Colóquio da ALED Brasil. Trabalhos completos.São Carlos, 2014. Ed. 2, v. 1, n. 2, s/n. Disponível em: http://www.revistaaledbr.ufscar.br/index.php/revistaaledbr/article/viewFile/59/54.Acesso em 05 ago 2018.

OLIVEIRA, Alexandre; SRADLER, Pâmela de Carvalho. Videoaulas: uma forma de contextualizar a teoria na prática. In: 20o CIAED–Congresso Internacional ABED de Educação a distância. 2014, Curitiba. Anais... Curitiba, 2014, p. 1-8. Disponível em: http://www.abed.org.br/hotsite/20-ciaed/pt/anais/pdf/352.pdf . Acesso em 05 ago 2018.

PACHECO, Mariana do Carmo. "Gênero textual infográfico"; Brasil Escola. Disponível em . Acesso em 25 de novembro de 2018.

PAIVA, F. A. O gênero textual infográfico: leitura de um gênero textual multimodal por alunos da 1ª série do ensino médio. Revista L@el em (Dis-)curso. Volume 3, 2011, p. 87-101. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/revlael/article/view/1905. Acesso em 12 ago 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

Apresente o tema da aula aos alunos. Deixe que os alunos se manifestem livremente sobre a questão, levantando algumas hipóteses sobre o que será trabalhado.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 6 minutos

Orientações:

  • Solicite que os alunos se organizem em grupos de 3 ou 4 membros, pois tal quantidade possibilita que o professor atenda a todos os grupos e contribui para que haja interação entre os alunos.
  • Retome com os alunos o conteúdo desenvolvido na aula anterior, ou seja, as partes de uma videoaula (abertura/apresentação, desenvolvimento do conteúdo e conclusão/finalização), o grau de intimidade, participação emocional, proximidade, cooperação e espontaneidade entre o locutor e o interlocutor e as formas de uso da fala.
  • Converse com os alunos sobre a produção de uma videoaula cujo objetivo explicar o que é um infográfico. Lembre-os de que, para produzir uma videoaula, é preciso pensar na abertura, na introdução, no desenvolvimento e na conclusão. Acreditamos que, até essa aula, os alunos já tenham superado muitas dificuldades, compreendido os elementos constituintes de um gênero e que saibam que a análise de diferentes semioses é essencial para entenderem o texto realizado dentro do gênero. Retome com eles o objetivo da videoaula que produzirão (ensinar o que é um infográfico), o público-alvo e o conteúdo temático. Faça as perguntas do quadro aos alunos. Esse é um importante momento de sondagem dos seus conhecimentos prévios para que possam ser ampliados ao longo da aula.
  • Espera-se que na primeira questão, os alunos considerem que as partes da videoaula são apresentação/abertura, desenvolvimento, fechamento/conclusão. As marcas linguísticas para abertura podem ser cumprimentos e expressões como “Para iniciar”. No desenvolvimento podemos encontrar marcas linguísticas que sinalizem continuidade do assunto, como “dando continuidade” ou “na sequência de nossos estudos”. O fechamento/conclusão pode acontecer por despedidas ou termo como “finalizando”.
    Na segunda questão, alguns dos recursos possíveis são: imagens, slides, infográficos, exemplos, músicas de abertura, opção por um monólogo ou emprego de uma entrevista.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 32 minutos

Orientações:

  • Solicite-lhes que planejem e elaborem um roteiro de gravação da videoaula, conforme a atividade para impressão indicada no material complementar. Nesta atividade, convide os alunos a pensarem nos materiais e recursos necessários para a videoaula, como slides, imagens, infográficos, música de abertura etc. Eles também precisarão fazer um planejamento antes de iniciar a gravação da videoaula.
  • Circule entre os grupos auxiliando-os nas eventuais dúvidas e orientando-os quando necessário.

Materiais complementares:

Para imprimir o roteiro de gravação da videoaula, clique aqui.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Solicite que os grupos socializem suas maiores dificuldades no planejamento e elaboração de roteiro para a videoaula. Nesse momento, os alunos podem trocar suas impressões e compartilhar conhecimentos. Solicite que os alunos copiem e completem a tabela indicada no slide, inicialmente, com as suas colocações e, na socialização dos demais grupos, com algum comentário diferente que surgir.
  • Oriente os alunos a ficarem atentos ao tom de voz, pronúncia das palavras e postura corporal quando se colocam aos demais alunos, pois essas habilidades também são importantes para a comunicação oral voltada ao público.
Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Oralidade do 7º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 7º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF67LP24 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP38 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano