14994
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 9º ano > Oralidade

Plano de aula - Entrevista oral para coleta de dados

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 9º ano do EF sobre Entrevista oral para coleta de dados

Plano 11 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Fernanda Costa Baccaro Fonseca

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é 11ª aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Biografia romanceada/Entrevista oral e no campo de atuação Artístico-literário. A aula faz parte do módulo Oralidade. Observe que a entrevista oral tem como objetivo, nesta sequência, a coleta de dados para a produção de um capítulo de uma biografia romanceada.

Informações sobre o gênero: A entrevista pertence ao grupo dos textos informativos. Marcada pela oralidade, revela a interação entre entrevistador e entrevistado por meio do discurso direto. O gênero circula pelos meios de comunicação, como jornais, revistas, televisão, rádio, internet. Por meio das entrevistas, é feita a difusão de conhecimentos e contribui com a formação de opinião.

Materiais necessários: Data show, caixas de som, equipamento para gravação de áudio e vídeo (filmadora, celular, máquina fotográfica).

Dificuldades antecipadas: Os alunos podem apresentar dificuldades no momento de abordar o entrevistado realizando perguntas objetivas e fazendo intervenções no roteiro programado - acréscimo ou supressão de perguntas - quando necessário. Neste caso, instrua-os sobre a postura adequada do entrevistador e a eventual necessidade de se adaptar o roteiro predefinido.

Referências sobre o assunto:

CAMPOS, Maria Inês; ROCHA, Regina Braz. Gêneros em rede: leitura e produção de texto - São Paulo: FTD, 2013.

DIONÍSIO, Angela Paiva; MACHADO, Anna Rachel; BEZERRA, Maria Auxiliadora (organizadoras) - Gêneros textuais e ensino - São Paulo: Parábola Editorial, 2010.

KÖCHE, Vanilda Salton; MARINELLO, Adiane Fogali - Ler, escrever e analisar a língua a partir de gêneros textuais - Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2017.

MARCUSCHI, Luiz Antônio - Da fala para a escrita: Atividades de retextualização - 7ª ed. São Paulo: Cortez, 2007.

PACHECO, Letícia Priscila. O gênero entrevista como ferramenta de ensino em aulas de língua portuguesa. Disponível em:

<https://periodicos.ufsm.br/LeC/article/viewFile/28271/15979>. Acesso em: 21 dez. 2018.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto.

Orientações:

  • Leia o tema da aula para os alunos e informe a eles que, nesta etapa, discutirão a postura ideal que o entrevistador deve ter ao realizar entrevistas.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 14 minutos.

Orientações:

  • Exiba o slide ou distribua cópias do texto aos alunos (retirado do site http://www.musarara.com.br/biografia-romanceada), disponível em Materiais complementares.
  • Faça a leitura do texto em voz alta para a sala.
  • A seguir, reúna os alunos em grupos - os mesmos que realizarão o trabalho final.
  • Escreva as perguntas abaixo no quadro ou providencie cópias (os arquivos estão disponíveis em Materiais complementares) e peça aos integrantes das equipes que reflitam sobre elas:

I- De que forma Ruy Castro demonstra respeitar a postura ética que todo biógrafo deve ter em relação ao biografado? (Resposta esperada: Ele revela o compromisso de sempre relatar a versão verdadeira dos fatos, ao declarar que não inventa nada.)

II - O que você acha da decisão do biógrafo Ruy Castro de que não chamar suas obras de biografias romanceadas, ainda que elas possuam um caráter literário? (Resposta pessoal. É importante destacar que a uma biografia romanceada não pode prescindir de um caráter literário, independentemente do nome que o autor queira dar a ela.)

III- Você acredita que, ainda que seja possível o contato direto com o biografado, a realização de apenas uma entrevista dá conta de reunir todas as informações necessárias para a produção de sua biografia? Explique. (Espera-se que o aluno perceba a importância de se consultar variadas fontes para a produção de uma biografia completa e confiável.)

  • Peça a um representante de cada equipe que exponha as conclusões do grupo para a sala.
  • Oriente a discussão.

Materiais complementares:

Para acessar cópias do texto, clique aqui.

Para acessar cópias das perguntas, clique aqui.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos.

Orientações:

  • Ainda com os alunos reunidos em grupos, peça que façam uma lista que contemple atitudes desejáveis a um entrevistador. É importante que a lista contenha atitudes como pontualidade, cortesia, flexibilidade, respeito, perspicácia, inteligência, comunicabilidade, empatia, dentre outras.
  • Promova o rodízio das listas pelos grupos, de forma que todos possam ler as anotações dos colegas.
  • Coletivamente, reúna todas as atitudes descritas pelos alunos em um único documento, que possa ser elaborado no quadro.
  • Peça aos alunos que copiem a versão final do quadro.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Exiba o vídeo para a classe, disponível em https://www.youtube.com/watch?v=IopYU9RQID4.
  • Retome a lista construída pelos alunos e peça a eles que, coletivamente, a analisem e verifiquem a necessidade de inserir mais elementos.
  • Se necessário, complete a lista com aspectos que considere importante. Algumas sugestões:
  • O entrevistador deve preparar-se previamente para a entrevista.
  • Ele deve mesclar perguntas pessoais e objetivas.
  • Deve ser educado e deixar o entrevistado à vontade.
  • Deve estar seguro das perguntas que deseja fazer.
  • É recomendável que tenha um apoio escrito para não se perder durante o trabalho.
  • Ainda que de forma polida, deve ser insistente para redirecionar a pergunta, caso o entrevistado esteja fugindo do assunto.
  • Deve ouvir, com atenção, as respostas dadas pelo entrevistado.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações:

  • Leia as recomendações finais para os alunos e agende uma data para dar continuidade ao trabalho (após a gravação das entrevistas).
  • Caso seja possível, o ideal é que os entrevistados sejam convidados a vir até a escola para a gravação. Os grupos poderiam se distribuir por diversas áreas do estabelecimento para realizar as entrevistas; durante as gravações, o professor pode circular entre as equipes, intervindo e redirecionando o trabalho, se necessário.
  • Caso haja mais aulas disponíveis para a realização da sequência, seria interessante que houvesse um agendamento que contemplasse dois ou três grupos por vez. Neste caso, os demais alunos poderiam assistir às gravações das entrevista dos colegas.
  • Caso algum entrevistado não possa comparecer à escola, a gravação deve se dar em outro local, combinado entre ele e a equipe. Neste caso, assista à gravação da entrevista para acompanhar esta etapa do trabalho.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é 11ª aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Biografia romanceada/Entrevista oral e no campo de atuação Artístico-literário. A aula faz parte do módulo Oralidade. Observe que a entrevista oral tem como objetivo, nesta sequência, a coleta de dados para a produção de um capítulo de uma biografia romanceada.

Informações sobre o gênero: A entrevista pertence ao grupo dos textos informativos. Marcada pela oralidade, revela a interação entre entrevistador e entrevistado por meio do discurso direto. O gênero circula pelos meios de comunicação, como jornais, revistas, televisão, rádio, internet. Por meio das entrevistas, é feita a difusão de conhecimentos e contribui com a formação de opinião.

Materiais necessários: Data show, caixas de som, equipamento para gravação de áudio e vídeo (filmadora, celular, máquina fotográfica).

Dificuldades antecipadas: Os alunos podem apresentar dificuldades no momento de abordar o entrevistado realizando perguntas objetivas e fazendo intervenções no roteiro programado - acréscimo ou supressão de perguntas - quando necessário. Neste caso, instrua-os sobre a postura adequada do entrevistador e a eventual necessidade de se adaptar o roteiro predefinido.

Referências sobre o assunto:

CAMPOS, Maria Inês; ROCHA, Regina Braz. Gêneros em rede: leitura e produção de texto - São Paulo: FTD, 2013.

DIONÍSIO, Angela Paiva; MACHADO, Anna Rachel; BEZERRA, Maria Auxiliadora (organizadoras) - Gêneros textuais e ensino - São Paulo: Parábola Editorial, 2010.

KÖCHE, Vanilda Salton; MARINELLO, Adiane Fogali - Ler, escrever e analisar a língua a partir de gêneros textuais - Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2017.

MARCUSCHI, Luiz Antônio - Da fala para a escrita: Atividades de retextualização - 7ª ed. São Paulo: Cortez, 2007.

PACHECO, Letícia Priscila. O gênero entrevista como ferramenta de ensino em aulas de língua portuguesa. Disponível em:

<https://periodicos.ufsm.br/LeC/article/viewFile/28271/15979>. Acesso em: 21 dez. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto.

Orientações:

  • Leia o tema da aula para os alunos e informe a eles que, nesta etapa, discutirão a postura ideal que o entrevistador deve ter ao realizar entrevistas.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 14 minutos.

Orientações:

  • Exiba o slide ou distribua cópias do texto aos alunos (retirado do site http://www.musarara.com.br/biografia-romanceada), disponível em Materiais complementares.
  • Faça a leitura do texto em voz alta para a sala.
  • A seguir, reúna os alunos em grupos - os mesmos que realizarão o trabalho final.
  • Escreva as perguntas abaixo no quadro ou providencie cópias (os arquivos estão disponíveis em Materiais complementares) e peça aos integrantes das equipes que reflitam sobre elas:

I- De que forma Ruy Castro demonstra respeitar a postura ética que todo biógrafo deve ter em relação ao biografado? (Resposta esperada: Ele revela o compromisso de sempre relatar a versão verdadeira dos fatos, ao declarar que não inventa nada.)

II - O que você acha da decisão do biógrafo Ruy Castro de que não chamar suas obras de biografias romanceadas, ainda que elas possuam um caráter literário? (Resposta pessoal. É importante destacar que a uma biografia romanceada não pode prescindir de um caráter literário, independentemente do nome que o autor queira dar a ela.)

III- Você acredita que, ainda que seja possível o contato direto com o biografado, a realização de apenas uma entrevista dá conta de reunir todas as informações necessárias para a produção de sua biografia? Explique. (Espera-se que o aluno perceba a importância de se consultar variadas fontes para a produção de uma biografia completa e confiável.)

  • Peça a um representante de cada equipe que exponha as conclusões do grupo para a sala.
  • Oriente a discussão.

Materiais complementares:

Para acessar cópias do texto, clique aqui.

Para acessar cópias das perguntas, clique aqui.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos.

Orientações:

  • Ainda com os alunos reunidos em grupos, peça que façam uma lista que contemple atitudes desejáveis a um entrevistador. É importante que a lista contenha atitudes como pontualidade, cortesia, flexibilidade, respeito, perspicácia, inteligência, comunicabilidade, empatia, dentre outras.
  • Promova o rodízio das listas pelos grupos, de forma que todos possam ler as anotações dos colegas.
  • Coletivamente, reúna todas as atitudes descritas pelos alunos em um único documento, que possa ser elaborado no quadro.
  • Peça aos alunos que copiem a versão final do quadro.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Exiba o vídeo para a classe, disponível em https://www.youtube.com/watch?v=IopYU9RQID4.
  • Retome a lista construída pelos alunos e peça a eles que, coletivamente, a analisem e verifiquem a necessidade de inserir mais elementos.
  • Se necessário, complete a lista com aspectos que considere importante. Algumas sugestões:
  • O entrevistador deve preparar-se previamente para a entrevista.
  • Ele deve mesclar perguntas pessoais e objetivas.
  • Deve ser educado e deixar o entrevistado à vontade.
  • Deve estar seguro das perguntas que deseja fazer.
  • É recomendável que tenha um apoio escrito para não se perder durante o trabalho.
  • Ainda que de forma polida, deve ser insistente para redirecionar a pergunta, caso o entrevistado esteja fugindo do assunto.
  • Deve ouvir, com atenção, as respostas dadas pelo entrevistado.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações:

  • Leia as recomendações finais para os alunos e agende uma data para dar continuidade ao trabalho (após a gravação das entrevistas).
  • Caso seja possível, o ideal é que os entrevistados sejam convidados a vir até a escola para a gravação. Os grupos poderiam se distribuir por diversas áreas do estabelecimento para realizar as entrevistas; durante as gravações, o professor pode circular entre as equipes, intervindo e redirecionando o trabalho, se necessário.
  • Caso haja mais aulas disponíveis para a realização da sequência, seria interessante que houvesse um agendamento que contemplasse dois ou três grupos por vez. Neste caso, os demais alunos poderiam assistir às gravações das entrevista dos colegas.
  • Caso algum entrevistado não possa comparecer à escola, a gravação deve se dar em outro local, combinado entre ele e a equipe. Neste caso, assista à gravação da entrevista para acompanhar esta etapa do trabalho.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Oralidade do 9º ano :

9º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 9º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP11 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP12 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP10 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano