14984
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 5º ano > Oralidade

Plano de aula - Analisando textos orais - A Crônica

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 5º ano do EF sobre Analisando textos orais - A Crônica

Plano 10 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Janira Alencar Vieira De Sousa

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é a décima aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Crônica e no campo de atuação Artístico-literário/Vida cotidiana. A aula faz parte do módulo de Oralidade.

Materiais necessários:

Projetor para exibição dos vídeos. Folha para registro de texto oral x texto escrito (atividade de fechamento).

Informações sobre o gênero: A palavra Crônica vem do grego, Chronos, e o gênero, de fato, possui uma ligação direta com o tempo, pois tem por base fatos simples, do cotidiano, expostos em linguagem literária. Os textos se caracterizam por serem narrativas curtas, com tempo, espaço e personagens reduzidos e predominância de linguagem coloquial. Nesta aula, as crônicas exploradas são textos orais; logo, o foco dar-se-á às peculiaridades dessa prática de linguagem.

Dificuldades antecipadas: A interpretação do discurso oral irá mobilizar novas competências nos alunos, para além da leitura. Aspectos como gestos, expressões, entonação e marcas de oralidade serão de suma importância para essa análise.

Referências sobre o assunto:

Fonte: Avaliação em Língua Portuguesa - Contribuições para a prática pedagógica, Beth Marcuschi e Lívia Suassuna (orgs.), disponível em: http://www.serdigital.com.br/gerenciador/clientes/ceel/arquivos/8.pdf. Acesso em 04/11/2018.

Fonte: Variação linguística e ensino, Janice Helena Chaves Marinho e Maria da Graça Costa Val, disponível em: http://www.ceale.fae.ufmg.br/app/webroot/files/uploads/Col.%20Alfabetiza%C3%A7%C3%A3o%20e%20Letramento/Col%20Alf.Let.%2015%20Variacao_Linguistica.pdf . Acesso em: 10/11/2018.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto

Orientações: Leia o questionamento exposto no slide para os alunos e deixe que eles reflitam sobre o assunto.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 9 minutos

Orientações:

  • Proponha uma roda de conversa, a fim de ativar os conhecimentos prévios dos alunos e de provocar reflexão sobre as questões levantadas no slide 3. É provável que alguns alunos não reconheçam o discurso oral como texto, visto que é comum, neste nível da escolaridade, que apenas a escrita seja identificada como texto. Dessa forma, as perguntas têm por objetivo promover a discussão e a reflexão grupo acerca dessa questão, confrontando as diferentes opiniões trazidas.
  • Se necessário, amplie os questionamentos ou lance outros, a fim de promover a compreensão dos alunos. É importante levá-los a perceber que a fala deve ser reconhecida como texto, e que ela pode ser espontânea - como uma conversa com amigos, por exemplo - ou planejada e elaborada previamente, atendendo a critérios e objetivos específicos. Nesse caso, assim como nos textos escritos, deve-se considerar o interlocutor, o objetivo e contexto da produção e as regras e função do texto oral.
  • Explique aos alunos que alguns textos orais, como debates e seminários, por exemplo, são elaborados com esse fim; ou seja, são gêneros essencialmente orais. Há gêneros, porém, que podem transitar entre o oral e o escrito, adequando-se às características de cada um. Como exemplo, podem-se citar a notícia, a entrevista e a crônica. Explique, ainda, que nesta aula eles continuarão explorando o gênero Crônica, porém o destaque será para os textos comunicados oralmente.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações:

  • Distribua o tempo da seguinte maneira: 10 minutos para a exibição dos dois vídeos + 10 minutos para cada discussão promovida.
  • Pergunte ao grupo se alguém conhece o autor Antônio Prata, ou se leu algo dele. Se a resposta for afirmativa, solicite ao(s) aluno(s) que relate(m) o que sabe(m) sobre o escritor. Caso não o conheçam, faça uma breve apresentação do autor, a fim de aproximá-lo e torná-lo mais familiar para a turma: Antônio Prata é um escritor brasileiro, filho do famoso escritor Mário Prata e de Marta Goes, também escritora. Possui uma coluna semanal no jornal Folha de São Paulo e já escreveu, também, projetos para a TV, como novelas e séries.
  • Explique aos alunos que eles assistirão a um vídeo (Vídeo 1, com 3’41’’), em que o escritor Antônio Prata lê uma crônica sua, Recordação, que foi publicada no jornal Folha de São Paulo, em junho de 2013, e, posteriormente, no livro Trinta e poucos.
  • Após a apreciação do vídeo, lance alguns questionamentos ao grupo, a fim de observar o que os alunos entenderam e mediar a análise, garantindo assim a compreensão leitora. Os questionamentos são:
  • Sobre o que fala o texto lido pelo autor?
  • Onde ocorre a história contada por ele?
  • Quem são as personagens que aparecem na história? Qual a relação existente entre elas?
  • Como se inicia o diálogo ocorrido entre as duas personagens?
  • Que características do gênero Crônica podemos observar no texto em questão?
  • Trata-se de uma crônica reflexiva, humorística ou jornalística?
  • Em seguida, informe que eles assistirão a outro vídeo (Vídeo 2, com 6’29’’) e exiba-o.
  • Após a exibição, lance os seguintes questionamentos ao grupo:
  • O que há em comum entre os dois vídeos a que assistimos?
  • Que diferenças podemos perceber entre eles?
  • Reveja os 45 primeiros segundos de cada vídeo (exiba novamente o início dos dois vídeos). Na apresentação oral da crônica, o autor profere trechos falados pelo narrador. Como esses trechos são apresentados no segundo vídeo?

(Espera-se que percebam que, na ausência do narrador, as ações, gestos e expressões cumprem esse papel).

  • Qual das duas formas de apresentar a crônica oralmente confere mais emoção ao texto? (Espera-se que percebam que a entonação e a emoção apresentadas pelo taxista têm a função de provocar comoção no interlocutor).
  • Inicialmente, a mulher se interessa pela conversa do taxista?
  • Qual a mudança de postura observada na passageira ao longo da corrida?
  • Que características podemos observar nos dois textos orais que seriam diferentes caso eles fossem apresentados na forma escrita?
  • Ainda pensando nas diferenças entre os vídeos a que assistimos e o mesmo texto na forma escrita: Em que situações ou contextos de uso você acha que cada modalidade se adequa melhor? Cite exemplos.
  • Se necessário, lance novas perguntas, a fim de complementar as respostas e conclusões a que os alunos chegaram, ou faça mediações que garantam a compreensão dos textos trabalhados.

Materiais complementares:

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Divida a turma em grupos de 4 alunos e solicite a um deles que leia a consigna exposta no slide 5. Explique à turma que as observações elencadas podem estar relacionadas a quaisquer aspectos do texto, como a linguagem utilizada, a emoção despertada, a facilidade de compreensão, as características textuais da escrita (como estruturação, pontuação), etc.
  • Entregue para cada grupo o papel em que registrarão suas respostas. Para imprimir esse material, clique aqui.
  • Ao final, cada grupo lerá para os demais as conclusões a que chegou.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é a décima aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Crônica e no campo de atuação Artístico-literário/Vida cotidiana. A aula faz parte do módulo de Oralidade.

Materiais necessários:

Projetor para exibição dos vídeos. Folha para registro de texto oral x texto escrito (atividade de fechamento).

Informações sobre o gênero: A palavra Crônica vem do grego, Chronos, e o gênero, de fato, possui uma ligação direta com o tempo, pois tem por base fatos simples, do cotidiano, expostos em linguagem literária. Os textos se caracterizam por serem narrativas curtas, com tempo, espaço e personagens reduzidos e predominância de linguagem coloquial. Nesta aula, as crônicas exploradas são textos orais; logo, o foco dar-se-á às peculiaridades dessa prática de linguagem.

Dificuldades antecipadas: A interpretação do discurso oral irá mobilizar novas competências nos alunos, para além da leitura. Aspectos como gestos, expressões, entonação e marcas de oralidade serão de suma importância para essa análise.

Referências sobre o assunto:

Fonte: Avaliação em Língua Portuguesa - Contribuições para a prática pedagógica, Beth Marcuschi e Lívia Suassuna (orgs.), disponível em: http://www.serdigital.com.br/gerenciador/clientes/ceel/arquivos/8.pdf. Acesso em 04/11/2018.

Fonte: Variação linguística e ensino, Janice Helena Chaves Marinho e Maria da Graça Costa Val, disponível em: http://www.ceale.fae.ufmg.br/app/webroot/files/uploads/Col.%20Alfabetiza%C3%A7%C3%A3o%20e%20Letramento/Col%20Alf.Let.%2015%20Variacao_Linguistica.pdf . Acesso em: 10/11/2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto

Orientações: Leia o questionamento exposto no slide para os alunos e deixe que eles reflitam sobre o assunto.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 9 minutos

Orientações:

  • Proponha uma roda de conversa, a fim de ativar os conhecimentos prévios dos alunos e de provocar reflexão sobre as questões levantadas no slide 3. É provável que alguns alunos não reconheçam o discurso oral como texto, visto que é comum, neste nível da escolaridade, que apenas a escrita seja identificada como texto. Dessa forma, as perguntas têm por objetivo promover a discussão e a reflexão grupo acerca dessa questão, confrontando as diferentes opiniões trazidas.
  • Se necessário, amplie os questionamentos ou lance outros, a fim de promover a compreensão dos alunos. É importante levá-los a perceber que a fala deve ser reconhecida como texto, e que ela pode ser espontânea - como uma conversa com amigos, por exemplo - ou planejada e elaborada previamente, atendendo a critérios e objetivos específicos. Nesse caso, assim como nos textos escritos, deve-se considerar o interlocutor, o objetivo e contexto da produção e as regras e função do texto oral.
  • Explique aos alunos que alguns textos orais, como debates e seminários, por exemplo, são elaborados com esse fim; ou seja, são gêneros essencialmente orais. Há gêneros, porém, que podem transitar entre o oral e o escrito, adequando-se às características de cada um. Como exemplo, podem-se citar a notícia, a entrevista e a crônica. Explique, ainda, que nesta aula eles continuarão explorando o gênero Crônica, porém o destaque será para os textos comunicados oralmente.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações:

  • Distribua o tempo da seguinte maneira: 10 minutos para a exibição dos dois vídeos + 10 minutos para cada discussão promovida.
  • Pergunte ao grupo se alguém conhece o autor Antônio Prata, ou se leu algo dele. Se a resposta for afirmativa, solicite ao(s) aluno(s) que relate(m) o que sabe(m) sobre o escritor. Caso não o conheçam, faça uma breve apresentação do autor, a fim de aproximá-lo e torná-lo mais familiar para a turma: Antônio Prata é um escritor brasileiro, filho do famoso escritor Mário Prata e de Marta Goes, também escritora. Possui uma coluna semanal no jornal Folha de São Paulo e já escreveu, também, projetos para a TV, como novelas e séries.
  • Explique aos alunos que eles assistirão a um vídeo (Vídeo 1, com 3’41’’), em que o escritor Antônio Prata lê uma crônica sua, Recordação, que foi publicada no jornal Folha de São Paulo, em junho de 2013, e, posteriormente, no livro Trinta e poucos.
  • Após a apreciação do vídeo, lance alguns questionamentos ao grupo, a fim de observar o que os alunos entenderam e mediar a análise, garantindo assim a compreensão leitora. Os questionamentos são:
  • Sobre o que fala o texto lido pelo autor?
  • Onde ocorre a história contada por ele?
  • Quem são as personagens que aparecem na história? Qual a relação existente entre elas?
  • Como se inicia o diálogo ocorrido entre as duas personagens?
  • Que características do gênero Crônica podemos observar no texto em questão?
  • Trata-se de uma crônica reflexiva, humorística ou jornalística?
  • Em seguida, informe que eles assistirão a outro vídeo (Vídeo 2, com 6’29’’) e exiba-o.
  • Após a exibição, lance os seguintes questionamentos ao grupo:
  • O que há em comum entre os dois vídeos a que assistimos?
  • Que diferenças podemos perceber entre eles?
  • Reveja os 45 primeiros segundos de cada vídeo (exiba novamente o início dos dois vídeos). Na apresentação oral da crônica, o autor profere trechos falados pelo narrador. Como esses trechos são apresentados no segundo vídeo?

(Espera-se que percebam que, na ausência do narrador, as ações, gestos e expressões cumprem esse papel).

  • Qual das duas formas de apresentar a crônica oralmente confere mais emoção ao texto? (Espera-se que percebam que a entonação e a emoção apresentadas pelo taxista têm a função de provocar comoção no interlocutor).
  • Inicialmente, a mulher se interessa pela conversa do taxista?
  • Qual a mudança de postura observada na passageira ao longo da corrida?
  • Que características podemos observar nos dois textos orais que seriam diferentes caso eles fossem apresentados na forma escrita?
  • Ainda pensando nas diferenças entre os vídeos a que assistimos e o mesmo texto na forma escrita: Em que situações ou contextos de uso você acha que cada modalidade se adequa melhor? Cite exemplos.
  • Se necessário, lance novas perguntas, a fim de complementar as respostas e conclusões a que os alunos chegaram, ou faça mediações que garantam a compreensão dos textos trabalhados.

Materiais complementares:

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Divida a turma em grupos de 4 alunos e solicite a um deles que leia a consigna exposta no slide 5. Explique à turma que as observações elencadas podem estar relacionadas a quaisquer aspectos do texto, como a linguagem utilizada, a emoção despertada, a facilidade de compreensão, as características textuais da escrita (como estruturação, pontuação), etc.
  • Entregue para cada grupo o papel em que registrarão suas respostas. Para imprimir esse material, clique aqui.
  • Ao final, cada grupo lerá para os demais as conclusões a que chegou.
Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Oralidade do 5º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 5º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF35LP10 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF35LP11 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF15LP13 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano