14983
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 5º ano > Oralidade

Plano de aula - A oralidade em foco: planejando uma exposição oral

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 5º ano do EF sobre A oralidade em foco: planejando uma exposição oral

Plano 11 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Daniela Pistori Tavares

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é décima primeira aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Textos Expositivos de Divulgação Científica, no campo de atuação Estudo e pesquisa / Vida pública / Todos os campos. A aula faz parte do módulo de Oralidade.

Materiais necessários: recursos audiovisuais para acesso aos materiais de pesquisa, como vídeos, áudios, textos e imagens; computador disponível para elaboração da apresentação oral ou cartolinas, canetas e demais recursos para elaboração de cartazes.

Informações sobre o gênero:

Texto de divulgação científica é um gênero discursivo que tem por finalidade divulgar informações relacionadas a descobertas científicas, de maneira acessível ao público em geral (não especializado no assunto). Geralmente, o texto de divulgação científica expõe os dados de uma determinada pesquisa, como: o que foi pesquisado, como e onde o estudo foi realizado, quais os resultados da pesquisa e quais são as pessoas e entidades envolvidas. É comum que sejam apresentados depoimentos de pessoas envolvidas na pesquisa ou de outros especialistas no assunto para atribuir credibilidade ao texto. Esses textos são publicados em revistas ou jornais de divulgação científica direcionados a públicos variados.

Dificuldades antecipadas:

Acesso aos recursos audiovisuais. O aluno ser capaz de identificar os pontos principais do tema exposto. Que o assunto desperte a curiosidade e mantenha uma concentração necessária para a escuta, a compreensão e a realização do planejamento da exposição oral.

Referências sobre o assunto:

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

1- Leia o slide aos alunos e apresente a proposta da aula. Os alunos irão trabalhar com a pesquisa de repertório, entendimento do tema e planejamento de uma exposição oral no gênero divulgação científica.

2- O propósito desta aula é desenvolver habilidades para que o aluno se expresse oralmente de forma clara e adequada aos contextos sociais apresentados.

3- Sabemos que “...a exposição oral é um instrumento importante e necessário na escola, porque funciona como um mediador fundamental no desenvolvimento de habilidades de leitura, escrita e produção de fala em contextos formais dentro e fora da escola. Embora os aprendizes passem, em média, oito anos no Ensino Fundamental, a maioria deles - apesar de estar ao longo do processo escolar produzindo a exposição oral em seminários ou debates - não demonstra ter desenvolvido, ao final desse nível, uma competência em relação a esse gênero.” (GOULART, 2005).

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

Planejando uma exposição oral

1- Questione se já ouviram falar de uma técnica de exposição oral chamada seminário. Deixe que falem e, após, explique que seminário é uma forma de transmissão oral de um conhecimento específico, tema de estudo, que pode ser apresentado individualmente ou em grupos.

2- Vale saber que “...na esfera escolar, o espaço dedicado ao desenvolvimento das competências lingüística, textual e comunicativa apropriadas ao domínio do expor era restrito, limitado a atividades como leituras em voz alta e discussões informais sobre temas relacionados aos conteúdos das diversas disciplinas.” E ainda que ”... o processo de reflexão sobre a tomada da palavra publicamente pelos alunos como locutores – e não apenas como interlocutores nas diversas práticas sociais – é ainda pouco considerado pela escola e pelo sistema educacional como um todo, porque a prática da exposição oral em seminário não é concebida como um locus que demande reflexão, sistematização e avaliação didática por parte do professor de língua e dos alunos. Isso acontece, provavelmente, devido à antiga tradição de ensino e aprendizagem de língua materna, em que a leitura e a produção de textos escritos eram – e ainda são – consideradas as principais atividades necessárias para o desenvolvimento das competências lingüística e comunicativa dos alunos.“ (GOULART,2005).

3- Informe que nesta aula deverão organizar/planejar um seminário para apresentação aos demais colegas. Esta apresentação pode ser realizada para os alunos da mesma turma ou então o professor pode organizar um intercâmbio, com apresentações para colegas de outras salas, dependendo da disponibilidade da escola e dos demais professores que deverão ceder tempo de suas aulas para a realização dessa atividade.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos

Orientações:

1- O tempo destinado a esta etapa deve ser distribuído em 8 minutos para a exposição do vídeo e conclusão da atividade coletiva, 7 minutos para a retomada do assunto da aula anterior e 20 minutos para alimentação temática e planejamento.

2- Organize os alunos em grupos de três integrantes. O propósito do agrupamento é favorecer a troca durante o desenvolvimento das atividades propostas nas próximas etapas.

3- Exponha a tabela apresentada no slide e proponha que reflitam entre os colegas do grupo. Na sequência, promova a escrita coletiva das conclusões, que podem ser:

  • Selecionar o tema e o conteúdo a serem utilizados.
  • Definir quem será o público.
  • Definir o tempo da apresentação.
  • Dividir as tarefas e definir as funções.
  • Elaborar um roteiro, descrevendo as etapas da apresentação.
  • Especificar, de preferência por escrito, como será organizada a apresentação da exposição: apoio em texto escrito, cartazes, slides, vídeos ou outro recurso disponível.
  • Preparar todo o material necessário para realizar a apresentação.
  • Definir estratégias para uma fala intencional, considerando os aspectos paralinguísticos (tom de voz, ritmo da fala, pausas, risos, suspiros) e cinésicos (postura corporal, gestos, expressões faciais) adequados ao tema apresentado.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

1- Realize a leitura do slide.

2- Proponha aos alunos que façam uma retomada oral do assunto da aula anterior, abordado a partir do vídeo “O sono e os sonhos”, e através do texto “O mistério do sono”.

3- Retome o “Mural de Perguntas” elaborado no plano 10 desta sequência de atividades, realizando a leitura coletiva das questões elaboradas e respondidas pelos alunos. Pergunte: Como podemos aprender mais sobre o assunto apresentado no vídeo e no texto que lemos na aula anterior de forma a complementar as respostas do nosso Mural de Perguntas?

Devem indicar que é preciso realizar um levantamento de informações sobre o assunto através de um trabalho de pesquisa em fontes diversas.

4- Nesta etapa o intuito é, antes de iniciar as etapas seguintes, ativar o conhecimento prévio dos alunos sobre as informações já apresentadas na aula anterior, uma vez que as próximas etapas exigirão dos alunos a compreensão de novas informações a partir de um acervo de materiais que possibilite o planejamento de uma exposição oral bem fundamentada.

Materiais complementares:

“O sono e os sonhos”, publicado no site “Jovem Nerd” em 15 de dezembro de 2016, disponível em https://jovemnerd.com.br/nerdologia/o-sono-e-os-sonhos/, acesso em 14 de novembro de 2018.

“O mistério do sono”, Revista Ciência Hoje das Crianças, matéria publicada em 09/11/1995, disponível em http://chc.org.br/o-misterio-do-sono/, acesso em 14 de novembro de 2018.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

1- Explique aos alunos que irão realizar um trabalho de pesquisa para o planejamento de uma exposição oral. Para tanto, deverão orientar sua pesquisa pelas perguntas do mural, complementando as informações e inserindo curiosidades referentes ao assunto tratado com o objetivo de enriquecer o trabalho.
2- Realize uma pesquisa prévia e ofereça fontes variadas para a pesquisa dos alunos, considerando as perguntas elaboradas e registradas no “Mural de Perguntas”, em aula anterior a esta. Caso a escola disponibilize recursos como uma sala de informática, tablets ou lousa digital, promova o uso mediado, sugerindo sites e links específicos para as consultas.
3- O material disponibilizado para pesquisa deve conter todas as respostas às perguntas do mural e ainda oferecer informações complementares ou curiosidades científicas relacionadas ao tema.

4- Sugestões:

  • Vídeo- animação infantil: Por que roncamos? - produzido e publicado por Universidade das Crianças, disponível neste link, acesso em 14 de novembro de 2018.
  • Textos de divulgação científica para crianças, publicados em Universidade das Crianças:
  • Por que a gente boceja? - disponível neste link, acesso em 14 de novembro de 2018.
  • Por que temos sono - disponível neste link, acesso em 14 de novembro de 2018.
  • Áudio: Por que a gente sonha? - produzido por Universidade das Crianças, disponível neste link, acesso em 14 de novembro de 2018.
  • Infográfico: Efeitos da insônia - disponível neste link , publicado em Portal da Sociedade Brasileira de Oftalmologia, acesso em 20 de novembro de 2018.
  • Texto: Luzes das telas de celular, computador e tv impactam o sono - publicado no site “Minas faz Ciência” em 16 de julho de 2018, disponível neste link, acesso em 14 de novembro de 2018.
  • Texto: O mundo dos sonhos- publicado no site Deviante, por Daniele Almeida em 09/10/2018, disponível neste link, acesso em 24 de novembro de 2018. No site existe uma diversidade de textos e áudios para crianças, reunindo escritores, podcasters e notícias sobre o mundo da ciência, tecnologia, games e entretenimento.

5- O propósito desta etapa é a alimentação temática e o levantamento de informações complementares para a produção de material e planejamento de uma exposição oral no gênero divulgação científica. Vale ressaltar que “...o professor tem o papel de orientar, organizar e interferir no acervo de informações disponíveis aos alunos; pode ensiná-los a lidar com o repertório de informações a que os mesmos têm acesso, o que significa ensiná-los a identificar as informações mais relevantes conforme o seu propósito, e a reagrupar essas informações de forma a estabelecer relações entre elas”. (GOMES-SANTOS, 2012, p.22).

Materiais complementares:

Vídeo - Comunicação oral: gênero seminário, de Cláudio Bazzoni, publicado no canal do YouTube de Nova Escola em 12 de março de 2010, disponível neste link.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

1- Após a conclusão da pesquisa e seleção dos tópicos a serem apresentados pelos alunos, oriente os grupos a iniciarem o planejamento da apresentação. Entregue a cada grupo o roteiro (link no item “Materiais Complementares”) que auxiliará os alunos na organização e planejamento da exposição oral. Esse roteiro também servirá de apoio no momento de expor oralmente o assunto, pois contemplará desde a organização do conteúdo a ser apresentado (apresentação do grupo, introdução do tema, desenvolvimento retomada e conclusão) até dicas relacionadas à linguagem, postura entre outras.
2- Ofereça os recursos necessários e disponíveis na escola para que os alunos iniciem a confecção dos recursos de apoio, como: cartolinas, canetas coloridas, figuras, computador, impressora, entre outros.
Vale ressaltar que “...o planejamento da exposição é a ocasião em que o aluno entra em contato com o acervo de informações sobre o tema que objetiva expor e recompõe, selecionando, sumarizando e roteirizando essas informações”. (GOMES-SANTOS, 2012, p.89, grifo nosso).

Materiais complementares:

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações:

Avaliando o trabalho

1- Pergunte:

  • Como foi trabalhar em grupo na organização e planejamento de uma exposição oral?
  • Quais as dificuldades foram encontradas para a elaboração do trabalho?

2- Proponha um ensaio para a apresentação a ser realizada na próxima aula, organizado da seguinte forma:

  • Cada grupo deve eleger um aluno avaliador. O mesmo deverá observar o ensaio da apresentação dos colegas, preenchendo a tabela com observações que promovam a avaliação do trabalho.
  • Solicite aos grupos que realizem uma simulação da apresentação organizada.
  • Após a apresentação, devem efetivar a leitura das anotações do aluno avaliar e refletir sobre os aspectos a serem melhorados.

3- Finalize com a leitura do slide, estimulando os alunos à participação na próxima etapa proposta no plano 12 desta sequência de aulas, que encerrará o módulo de “Oralidade”.

4- Vale saber que, na escola “... a avaliação deve instalar-se como cultura, ser uma ação permanente, organizada e programática. Ela tem uma evidente dimensão educativa, pois gera informações, indica desafios e necessidades, para cujo enfrentamento precisamos de formação e aperfeiçoamento”. ”...a avaliação produz novos rumos, novos arranjos, novos fluxos de comunicação que articulam, de forma mais produtiva, a sala de aula e os demais espaços da escola.” (MARCURSCHI/SUASSUNA, 2007). Assim, também a autoavaliação, a reflexão sobre o próprio desempenho é um meio eficiente para que os alunos possam identificar e corrigir seus erros, como na proposta desta etapa da atividade.

Material complementar:

Tabela de autoavaliação para impressão.

Texto “Autoavaliação: como ajudar seus alunos nesse processo”, de Bianca Bibiano, publicado no site novaescola.org.br, da revista Nova Escola em 01 de Março de 2010, disponível aqui, acesso em 24 de novembro de 2018.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é décima primeira aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Textos Expositivos de Divulgação Científica, no campo de atuação Estudo e pesquisa / Vida pública / Todos os campos. A aula faz parte do módulo de Oralidade.

Materiais necessários: recursos audiovisuais para acesso aos materiais de pesquisa, como vídeos, áudios, textos e imagens; computador disponível para elaboração da apresentação oral ou cartolinas, canetas e demais recursos para elaboração de cartazes.

Informações sobre o gênero:

Texto de divulgação científica é um gênero discursivo que tem por finalidade divulgar informações relacionadas a descobertas científicas, de maneira acessível ao público em geral (não especializado no assunto). Geralmente, o texto de divulgação científica expõe os dados de uma determinada pesquisa, como: o que foi pesquisado, como e onde o estudo foi realizado, quais os resultados da pesquisa e quais são as pessoas e entidades envolvidas. É comum que sejam apresentados depoimentos de pessoas envolvidas na pesquisa ou de outros especialistas no assunto para atribuir credibilidade ao texto. Esses textos são publicados em revistas ou jornais de divulgação científica direcionados a públicos variados.

Dificuldades antecipadas:

Acesso aos recursos audiovisuais. O aluno ser capaz de identificar os pontos principais do tema exposto. Que o assunto desperte a curiosidade e mantenha uma concentração necessária para a escuta, a compreensão e a realização do planejamento da exposição oral.

Referências sobre o assunto:

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

1- Leia o slide aos alunos e apresente a proposta da aula. Os alunos irão trabalhar com a pesquisa de repertório, entendimento do tema e planejamento de uma exposição oral no gênero divulgação científica.

2- O propósito desta aula é desenvolver habilidades para que o aluno se expresse oralmente de forma clara e adequada aos contextos sociais apresentados.

3- Sabemos que “...a exposição oral é um instrumento importante e necessário na escola, porque funciona como um mediador fundamental no desenvolvimento de habilidades de leitura, escrita e produção de fala em contextos formais dentro e fora da escola. Embora os aprendizes passem, em média, oito anos no Ensino Fundamental, a maioria deles - apesar de estar ao longo do processo escolar produzindo a exposição oral em seminários ou debates - não demonstra ter desenvolvido, ao final desse nível, uma competência em relação a esse gênero.” (GOULART, 2005).

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

Planejando uma exposição oral

1- Questione se já ouviram falar de uma técnica de exposição oral chamada seminário. Deixe que falem e, após, explique que seminário é uma forma de transmissão oral de um conhecimento específico, tema de estudo, que pode ser apresentado individualmente ou em grupos.

2- Vale saber que “...na esfera escolar, o espaço dedicado ao desenvolvimento das competências lingüística, textual e comunicativa apropriadas ao domínio do expor era restrito, limitado a atividades como leituras em voz alta e discussões informais sobre temas relacionados aos conteúdos das diversas disciplinas.” E ainda que ”... o processo de reflexão sobre a tomada da palavra publicamente pelos alunos como locutores – e não apenas como interlocutores nas diversas práticas sociais – é ainda pouco considerado pela escola e pelo sistema educacional como um todo, porque a prática da exposição oral em seminário não é concebida como um locus que demande reflexão, sistematização e avaliação didática por parte do professor de língua e dos alunos. Isso acontece, provavelmente, devido à antiga tradição de ensino e aprendizagem de língua materna, em que a leitura e a produção de textos escritos eram – e ainda são – consideradas as principais atividades necessárias para o desenvolvimento das competências lingüística e comunicativa dos alunos.“ (GOULART,2005).

3- Informe que nesta aula deverão organizar/planejar um seminário para apresentação aos demais colegas. Esta apresentação pode ser realizada para os alunos da mesma turma ou então o professor pode organizar um intercâmbio, com apresentações para colegas de outras salas, dependendo da disponibilidade da escola e dos demais professores que deverão ceder tempo de suas aulas para a realização dessa atividade.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos

Orientações:

1- O tempo destinado a esta etapa deve ser distribuído em 8 minutos para a exposição do vídeo e conclusão da atividade coletiva, 7 minutos para a retomada do assunto da aula anterior e 20 minutos para alimentação temática e planejamento.

2- Organize os alunos em grupos de três integrantes. O propósito do agrupamento é favorecer a troca durante o desenvolvimento das atividades propostas nas próximas etapas.

3- Exponha a tabela apresentada no slide e proponha que reflitam entre os colegas do grupo. Na sequência, promova a escrita coletiva das conclusões, que podem ser:

  • Selecionar o tema e o conteúdo a serem utilizados.
  • Definir quem será o público.
  • Definir o tempo da apresentação.
  • Dividir as tarefas e definir as funções.
  • Elaborar um roteiro, descrevendo as etapas da apresentação.
  • Especificar, de preferência por escrito, como será organizada a apresentação da exposição: apoio em texto escrito, cartazes, slides, vídeos ou outro recurso disponível.
  • Preparar todo o material necessário para realizar a apresentação.
  • Definir estratégias para uma fala intencional, considerando os aspectos paralinguísticos (tom de voz, ritmo da fala, pausas, risos, suspiros) e cinésicos (postura corporal, gestos, expressões faciais) adequados ao tema apresentado.
Slide Plano Aula

Orientações:

1- Realize a leitura do slide.

2- Proponha aos alunos que façam uma retomada oral do assunto da aula anterior, abordado a partir do vídeo “O sono e os sonhos”, e através do texto “O mistério do sono”.

3- Retome o “Mural de Perguntas” elaborado no plano 10 desta sequência de atividades, realizando a leitura coletiva das questões elaboradas e respondidas pelos alunos. Pergunte: Como podemos aprender mais sobre o assunto apresentado no vídeo e no texto que lemos na aula anterior de forma a complementar as respostas do nosso Mural de Perguntas?

Devem indicar que é preciso realizar um levantamento de informações sobre o assunto através de um trabalho de pesquisa em fontes diversas.

4- Nesta etapa o intuito é, antes de iniciar as etapas seguintes, ativar o conhecimento prévio dos alunos sobre as informações já apresentadas na aula anterior, uma vez que as próximas etapas exigirão dos alunos a compreensão de novas informações a partir de um acervo de materiais que possibilite o planejamento de uma exposição oral bem fundamentada.

Materiais complementares:

“O sono e os sonhos”, publicado no site “Jovem Nerd” em 15 de dezembro de 2016, disponível em https://jovemnerd.com.br/nerdologia/o-sono-e-os-sonhos/, acesso em 14 de novembro de 2018.

“O mistério do sono”, Revista Ciência Hoje das Crianças, matéria publicada em 09/11/1995, disponível em http://chc.org.br/o-misterio-do-sono/, acesso em 14 de novembro de 2018.

Slide Plano Aula

Orientações:

1- Explique aos alunos que irão realizar um trabalho de pesquisa para o planejamento de uma exposição oral. Para tanto, deverão orientar sua pesquisa pelas perguntas do mural, complementando as informações e inserindo curiosidades referentes ao assunto tratado com o objetivo de enriquecer o trabalho.
2- Realize uma pesquisa prévia e ofereça fontes variadas para a pesquisa dos alunos, considerando as perguntas elaboradas e registradas no “Mural de Perguntas”, em aula anterior a esta. Caso a escola disponibilize recursos como uma sala de informática, tablets ou lousa digital, promova o uso mediado, sugerindo sites e links específicos para as consultas.
3- O material disponibilizado para pesquisa deve conter todas as respostas às perguntas do mural e ainda oferecer informações complementares ou curiosidades científicas relacionadas ao tema.

4- Sugestões:

  • Vídeo- animação infantil: Por que roncamos? - produzido e publicado por Universidade das Crianças, disponível neste link, acesso em 14 de novembro de 2018.
  • Textos de divulgação científica para crianças, publicados em Universidade das Crianças:
  • Por que a gente boceja? - disponível neste link, acesso em 14 de novembro de 2018.
  • Por que temos sono - disponível neste link, acesso em 14 de novembro de 2018.
  • Áudio: Por que a gente sonha? - produzido por Universidade das Crianças, disponível neste link, acesso em 14 de novembro de 2018.
  • Infográfico: Efeitos da insônia - disponível neste link , publicado em Portal da Sociedade Brasileira de Oftalmologia, acesso em 20 de novembro de 2018.
  • Texto: Luzes das telas de celular, computador e tv impactam o sono - publicado no site “Minas faz Ciência” em 16 de julho de 2018, disponível neste link, acesso em 14 de novembro de 2018.
  • Texto: O mundo dos sonhos- publicado no site Deviante, por Daniele Almeida em 09/10/2018, disponível neste link, acesso em 24 de novembro de 2018. No site existe uma diversidade de textos e áudios para crianças, reunindo escritores, podcasters e notícias sobre o mundo da ciência, tecnologia, games e entretenimento.

5- O propósito desta etapa é a alimentação temática e o levantamento de informações complementares para a produção de material e planejamento de uma exposição oral no gênero divulgação científica. Vale ressaltar que “...o professor tem o papel de orientar, organizar e interferir no acervo de informações disponíveis aos alunos; pode ensiná-los a lidar com o repertório de informações a que os mesmos têm acesso, o que significa ensiná-los a identificar as informações mais relevantes conforme o seu propósito, e a reagrupar essas informações de forma a estabelecer relações entre elas”. (GOMES-SANTOS, 2012, p.22).

Materiais complementares:

Vídeo - Comunicação oral: gênero seminário, de Cláudio Bazzoni, publicado no canal do YouTube de Nova Escola em 12 de março de 2010, disponível neste link.

Slide Plano Aula

Orientações:

1- Após a conclusão da pesquisa e seleção dos tópicos a serem apresentados pelos alunos, oriente os grupos a iniciarem o planejamento da apresentação. Entregue a cada grupo o roteiro (link no item “Materiais Complementares”) que auxiliará os alunos na organização e planejamento da exposição oral. Esse roteiro também servirá de apoio no momento de expor oralmente o assunto, pois contemplará desde a organização do conteúdo a ser apresentado (apresentação do grupo, introdução do tema, desenvolvimento retomada e conclusão) até dicas relacionadas à linguagem, postura entre outras.
2- Ofereça os recursos necessários e disponíveis na escola para que os alunos iniciem a confecção dos recursos de apoio, como: cartolinas, canetas coloridas, figuras, computador, impressora, entre outros.
Vale ressaltar que “...o planejamento da exposição é a ocasião em que o aluno entra em contato com o acervo de informações sobre o tema que objetiva expor e recompõe, selecionando, sumarizando e roteirizando essas informações”. (GOMES-SANTOS, 2012, p.89, grifo nosso).

Materiais complementares:

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações:

Avaliando o trabalho

1- Pergunte:

  • Como foi trabalhar em grupo na organização e planejamento de uma exposição oral?
  • Quais as dificuldades foram encontradas para a elaboração do trabalho?

2- Proponha um ensaio para a apresentação a ser realizada na próxima aula, organizado da seguinte forma:

  • Cada grupo deve eleger um aluno avaliador. O mesmo deverá observar o ensaio da apresentação dos colegas, preenchendo a tabela com observações que promovam a avaliação do trabalho.
  • Solicite aos grupos que realizem uma simulação da apresentação organizada.
  • Após a apresentação, devem efetivar a leitura das anotações do aluno avaliar e refletir sobre os aspectos a serem melhorados.

3- Finalize com a leitura do slide, estimulando os alunos à participação na próxima etapa proposta no plano 12 desta sequência de aulas, que encerrará o módulo de “Oralidade”.

4- Vale saber que, na escola “... a avaliação deve instalar-se como cultura, ser uma ação permanente, organizada e programática. Ela tem uma evidente dimensão educativa, pois gera informações, indica desafios e necessidades, para cujo enfrentamento precisamos de formação e aperfeiçoamento”. ”...a avaliação produz novos rumos, novos arranjos, novos fluxos de comunicação que articulam, de forma mais produtiva, a sala de aula e os demais espaços da escola.” (MARCURSCHI/SUASSUNA, 2007). Assim, também a autoavaliação, a reflexão sobre o próprio desempenho é um meio eficiente para que os alunos possam identificar e corrigir seus erros, como na proposta desta etapa da atividade.

Material complementar:

Tabela de autoavaliação para impressão.

Texto “Autoavaliação: como ajudar seus alunos nesse processo”, de Bianca Bibiano, publicado no site novaescola.org.br, da revista Nova Escola em 01 de Março de 2010, disponível aqui, acesso em 24 de novembro de 2018.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Oralidade do 5º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 5º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF35LP19 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano