14982
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 6º ano > Oralidade

Plano de aula - Prática de oralidade com Teatro de improviso

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 6º ano do EF sobre Prática de oralidade com Teatro de improviso

Plano 10 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Francisca Patrícia Pompeu Brasil

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a décima aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Texto dramático e no campo de atuação Artístico-literário.
A aula faz parte do módulo Oralidade e o objetivo deste plano é apresentar características do Teatro de improviso e principalmente da Commedia dell'arte (tipo de teatro popular da Renascença), focando aspectos temáticos, composicionais e estilísticos necessários para a realização de uma cena de improviso.

Materiais necessários: Projetor e computador, com áudio, para exibição dos vídeos.

Informações sobre o gênero: Texto dramático (esquetes, peças curtas).

O gênero dramático é um dos três gêneros literários, junto com o lírico e com o épico. Diferentemente de outros textos narrativos, o dramático, ou teatral, é feito para ser encenado, e não para ser contado; sendo assim, não é necessária a presença de um narrador. O texto teatral apresenta em sua estrutura três elementos básicos: as falas, os personagens e as rubricas. É interessante observar que a palavra “drama” tem origem grega e significa “ação”, ficando assim mais fácil de constatar que a ação é o elemento caracterizador deste gênero. Por este motivo, a linguagem corporal tem fundamental importância no momento da encenação, tornando-se, junto com a linguagem verbal, dinâmica, expressiva e envolvente.

Dificuldades antecipadas: Os alunos podem pensar que, pelo fato de tratar-se de Teatro de improviso, não haja regras, tudo seja desorganizado e não seja possível encontrar sentido; por isso, é necessário desmistificar esta ideia e fazê-los perceber a necessidade de dar coerência à fala espontânea e à improvisação teatral.

Referências sobre o assunto:

SPOLIN, Viola. Improvisação para o teatro. Tradução de Ingrid Dormien Koudela e Eduardo José de Almeida Amos. São Paulo: Perspectiva, 2010.

MACHADO, Maria Clara. A aventura do teatro & como fazer teatrinho de bonecos. Rio de Janeiro: Singular, 2009. 2a edição.

RABETTI, Maria de Lourdes. A Commedia dell'arte: mito, profissão e arte. Disponível em: . Acesso em: 3 nov. 2018.

TEZZA, Ana Rosa. A improvisação, o ator e a Commedia dell'arte. Disponível em: <www.periodicos.ia.unesp.br/index.php/rebento/article/view/68/61>. Acesso em: 3 nov. 2018.

www.infoescola.com/teatro/commedia-dellarte/ Acesso em 1º/1/2018.

www.todamateria.com.br/comedia-dell-arte/ Acesso em 1º/1/2018.

https://escoladeteatrocatarse.wordpress.com/2008/01/15/os-personagens-da-commedia-dellarte/ Acesso em 1º/1/2018.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto.

Orientações: Explicar aos alunos que nesta aula eles irão conhecer as características do Teatro de improviso, isto é, de apresentações teatrais que têm como característica a improvisação.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações:

  • Inicie a aula perguntando se algum aluno conhece ou já ouviu falar sobre o Teatro de improviso: como é, suas características, se há diferença para o teatro convencional.
  • Explique que eles irão assistir a um vídeo que exemplifica o Teatro de improviso. É possível que os alunos conheçam do que se trata, pois o grupo que aparece no vídeo é popular na internet.
  • Peça que os alunos observem com atenção como a cena é desenvolvida, qual é o cenário, como é a postura, entonação de voz, figurino dos atores, para que depois haja uma discussão acerca do vídeo.
  • Acesse o link para o vídeo disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=mANhu-vpGhI
  • O vídeo dura cerca de 5 minutos. Após assisti-lo, encaminhe as discussões, conforme o próximo slide.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Faça as perguntas do slide para os alunos a fim de que respondam oralmente.
  • É importante que os alunos percebam que, apesar de ser um Teatro de improviso, há regras para seu desenvolvimento. No caso do vídeo, há a necessidade de incluir as frases sugeridas pelo público na atuação dos atores, de forma que estas frases tivessem sentido na cena construída (era necessário dar coerência para a frase, inseri-la no contexto). Sem regras, o jogo cênico não aconteceria de forma coerente. Além disso, neste exemplo apresentado, os atores não têm uma caracterização específica (estão com roupas comuns) e o que fará a caracterização do personagens que eles incorporam é sua atuação, utilizando-se de gestos, tom de voz, postura e movimentação no palco. Verifique se os alunos compreenderam a cena e o jogo, se eles perceberam que os atores foram bem-sucedidos no “jogo” proposto.
  • Por fim, anuncie que eles irão agora conhecer outra modalidade de Teatro de improviso, com características que se assemelham e se diferenciam do vídeo que viram: trata-se da Commedia dell'arte.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações:

  • Pergunte aos alunos se eles já ouviram falar em Commedia dell'arte. Para que você saiba, professor(a): os teatros de improviso não se prendem a um texto para ser dramatizado, mas se organizam por meio de regras, nas quais os atores devem elaborar, de forma espontânea, a sua atuação. Contemporaneamente, o Teatro de improviso conta com adeptos, como o grupo Os Barbichas (visto na seção de introdução), que realiza suas apresentações teatrais baseado em jogos de improviso, com regras predefinidas. É importante salientar que, apesar da improvisação, os jogos acontecem dentro de regras pré-estipuladas, isto é, os atores devem seguir uma espécie de “roteiro” para a encenação. Um possível antepassado desta forma de teatro é a Commedia dell'arte, teatro popular da Renascença, em que atores desenvolviam a cena baseados em um “canovaccio”, isto é, uma espécie de caderno que continha os elementos básicos da peça: os personagens, suas características, a trama (sem detalhes), a descrição das situações e das ações das personagens. Com base no canovaccio, os atores improvisavam as falas dentro do roteiro estipulado.
  • Apresente o vídeo explicativo, que está disponível em https://www.youtube.com/watch?v=iLyRmVUy1co . O vídeo tem duração de cerca de 4 minutos.
  • Reforce com o alunos algumas informações do vídeo, por meio de perguntas que devem ser respondidas oralmente, por exemplo: Como era a improvisação dos atores na Commedia dell'arte? Havia regras? (Eles tinham liberdade para improvisar as falas, mas dentro de um roteiro preestabelecido, isto é, havia “regras” para a encenação.); Onde ocorriam as encenações? (Geralmente as companhias se apresentavam em praças e eram itinerantes.); Quais os principais temas? (ciúme, adultério, velhice e amor); Além do improviso, quais as outras características da Commedia dell'arte? (Uso de acrobacias, mímica, ações cômicas já combinadas e máscaras que identificavam os personagens.); Quais eram os personagens? Eles tinham alguma caracterização? (retome brevemente os que são citados no vídeo: os criados, como o Arlequim, palhaço acrobata e esperto; a Colombina, criada educada e refinada; Briguella, o criado trapaceiro e egoísta, o causador de intrigas; Pierrot, o palhaço triste apaixonado por Colombina, e o Scaramuccia, contador de mentiras e covarde. Há ainda os velhos, representados principalmente por Pantalone, velho rico e avarento, e Doutor, geralmente um médico ou advogado intelectual e avarento. Por fim, os enamorados, jovens e apaixonados perdidamente um pelo outro, eram os únicos que não usavam máscaras e a innamorata geralmente se chamava Isabella. Reforce esta divisão das personagens em classes sociais.)
  • Informe aos alunos que eles verão outro vídeo, com uma encenação da Commedia dell'arte.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Apresente o vídeo aos alunos, que se encontra disponível em https://www.youtube.com/watch?v=IhxJQ9G6CkA.
  • Por tratar-se de uma peça completa, deve ser apresentado apenas um trecho - de 3:17 a 9:13, aproximadamente - , a fim de que os alunos percebam as caracterizações dos personagens, identifiquem-nos, observem a entonação de voz, o estilo caricato de cada personagem.
  • Por tratar-se de uma peça atual, no estilo da Commedia dell'arte, percebe-se que os atores têm o texto decorado, pois não há hesitações típicas da improvisação; neste caso, são as características das personagens e de seus figurinos que são priorizadas. Informe isso aos alunos, caso eles não percebam.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 9 minutos.

Orientações:

  • Discuta com os alunos as semelhanças e as diferenças entre a Commedia dell'arte e o Teatro de improviso auxiliando-os a realizar os registros no caderno. Você poderá anotar no quadro as observações, construindo com eles um breve quadro comparativo.
  • É importante que eles percebam que em ambas há improvisação, porém este improviso é regulado por regras de jogo (no Teatro de improviso) e pelo canovaccio/roteiro da Commedia dell'arte.
  • No caso do Teatro de improviso, há uma espontaneidade maior- visto que só há regulação quanto ao “jogo”- enquanto a Commedia dell'arte traz personagens fixos, caricatos, que, em geral, seguem o mesmo “destino”.
  • A Commedia dell'arte exige um figurino que por si só caracteriza o personagem, definindo sua classe social; já o teatro de improviso não conta com figurino, mas com a criatividade do ator em compor a cena por meio de sua entonação de voz, gestual, postura de palco.
  • É importante destacar a necessidade de haver coerência no processo de improvisação, pois, caso contrário, deixa-se de contar uma história, comprometendo a apresentação.
  • Como sugestão de continuidade do trabalho, para ser desenvolvido em outro momento, solicite uma pesquisa de aprofundamento sobre a Commedia dell'arte a fim de que os alunos conheçam mais informações sobre este tipo de teatro. Para você professor, há sugestão de materiais sobre o assunto disponíveis no slide 1, em referências sobre o assunto.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a décima aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Texto dramático e no campo de atuação Artístico-literário.
A aula faz parte do módulo Oralidade e o objetivo deste plano é apresentar características do Teatro de improviso e principalmente da Commedia dell'arte (tipo de teatro popular da Renascença), focando aspectos temáticos, composicionais e estilísticos necessários para a realização de uma cena de improviso.

Materiais necessários: Projetor e computador, com áudio, para exibição dos vídeos.

Informações sobre o gênero: Texto dramático (esquetes, peças curtas).

O gênero dramático é um dos três gêneros literários, junto com o lírico e com o épico. Diferentemente de outros textos narrativos, o dramático, ou teatral, é feito para ser encenado, e não para ser contado; sendo assim, não é necessária a presença de um narrador. O texto teatral apresenta em sua estrutura três elementos básicos: as falas, os personagens e as rubricas. É interessante observar que a palavra “drama” tem origem grega e significa “ação”, ficando assim mais fácil de constatar que a ação é o elemento caracterizador deste gênero. Por este motivo, a linguagem corporal tem fundamental importância no momento da encenação, tornando-se, junto com a linguagem verbal, dinâmica, expressiva e envolvente.

Dificuldades antecipadas: Os alunos podem pensar que, pelo fato de tratar-se de Teatro de improviso, não haja regras, tudo seja desorganizado e não seja possível encontrar sentido; por isso, é necessário desmistificar esta ideia e fazê-los perceber a necessidade de dar coerência à fala espontânea e à improvisação teatral.

Referências sobre o assunto:

SPOLIN, Viola. Improvisação para o teatro. Tradução de Ingrid Dormien Koudela e Eduardo José de Almeida Amos. São Paulo: Perspectiva, 2010.

MACHADO, Maria Clara. A aventura do teatro & como fazer teatrinho de bonecos. Rio de Janeiro: Singular, 2009. 2a edição.

RABETTI, Maria de Lourdes. A Commedia dell'arte: mito, profissão e arte. Disponível em: . Acesso em: 3 nov. 2018.

TEZZA, Ana Rosa. A improvisação, o ator e a Commedia dell'arte. Disponível em: <www.periodicos.ia.unesp.br/index.php/rebento/article/view/68/61>. Acesso em: 3 nov. 2018.

www.infoescola.com/teatro/commedia-dellarte/ Acesso em 1º/1/2018.

www.todamateria.com.br/comedia-dell-arte/ Acesso em 1º/1/2018.

https://escoladeteatrocatarse.wordpress.com/2008/01/15/os-personagens-da-commedia-dellarte/ Acesso em 1º/1/2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto.

Orientações: Explicar aos alunos que nesta aula eles irão conhecer as características do Teatro de improviso, isto é, de apresentações teatrais que têm como característica a improvisação.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações:

  • Inicie a aula perguntando se algum aluno conhece ou já ouviu falar sobre o Teatro de improviso: como é, suas características, se há diferença para o teatro convencional.
  • Explique que eles irão assistir a um vídeo que exemplifica o Teatro de improviso. É possível que os alunos conheçam do que se trata, pois o grupo que aparece no vídeo é popular na internet.
  • Peça que os alunos observem com atenção como a cena é desenvolvida, qual é o cenário, como é a postura, entonação de voz, figurino dos atores, para que depois haja uma discussão acerca do vídeo.
  • Acesse o link para o vídeo disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=mANhu-vpGhI
  • O vídeo dura cerca de 5 minutos. Após assisti-lo, encaminhe as discussões, conforme o próximo slide.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Faça as perguntas do slide para os alunos a fim de que respondam oralmente.
  • É importante que os alunos percebam que, apesar de ser um Teatro de improviso, há regras para seu desenvolvimento. No caso do vídeo, há a necessidade de incluir as frases sugeridas pelo público na atuação dos atores, de forma que estas frases tivessem sentido na cena construída (era necessário dar coerência para a frase, inseri-la no contexto). Sem regras, o jogo cênico não aconteceria de forma coerente. Além disso, neste exemplo apresentado, os atores não têm uma caracterização específica (estão com roupas comuns) e o que fará a caracterização do personagens que eles incorporam é sua atuação, utilizando-se de gestos, tom de voz, postura e movimentação no palco. Verifique se os alunos compreenderam a cena e o jogo, se eles perceberam que os atores foram bem-sucedidos no “jogo” proposto.
  • Por fim, anuncie que eles irão agora conhecer outra modalidade de Teatro de improviso, com características que se assemelham e se diferenciam do vídeo que viram: trata-se da Commedia dell'arte.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações:

  • Pergunte aos alunos se eles já ouviram falar em Commedia dell'arte. Para que você saiba, professor(a): os teatros de improviso não se prendem a um texto para ser dramatizado, mas se organizam por meio de regras, nas quais os atores devem elaborar, de forma espontânea, a sua atuação. Contemporaneamente, o Teatro de improviso conta com adeptos, como o grupo Os Barbichas (visto na seção de introdução), que realiza suas apresentações teatrais baseado em jogos de improviso, com regras predefinidas. É importante salientar que, apesar da improvisação, os jogos acontecem dentro de regras pré-estipuladas, isto é, os atores devem seguir uma espécie de “roteiro” para a encenação. Um possível antepassado desta forma de teatro é a Commedia dell'arte, teatro popular da Renascença, em que atores desenvolviam a cena baseados em um “canovaccio”, isto é, uma espécie de caderno que continha os elementos básicos da peça: os personagens, suas características, a trama (sem detalhes), a descrição das situações e das ações das personagens. Com base no canovaccio, os atores improvisavam as falas dentro do roteiro estipulado.
  • Apresente o vídeo explicativo, que está disponível em https://www.youtube.com/watch?v=iLyRmVUy1co . O vídeo tem duração de cerca de 4 minutos.
  • Reforce com o alunos algumas informações do vídeo, por meio de perguntas que devem ser respondidas oralmente, por exemplo: Como era a improvisação dos atores na Commedia dell'arte? Havia regras? (Eles tinham liberdade para improvisar as falas, mas dentro de um roteiro preestabelecido, isto é, havia “regras” para a encenação.); Onde ocorriam as encenações? (Geralmente as companhias se apresentavam em praças e eram itinerantes.); Quais os principais temas? (ciúme, adultério, velhice e amor); Além do improviso, quais as outras características da Commedia dell'arte? (Uso de acrobacias, mímica, ações cômicas já combinadas e máscaras que identificavam os personagens.); Quais eram os personagens? Eles tinham alguma caracterização? (retome brevemente os que são citados no vídeo: os criados, como o Arlequim, palhaço acrobata e esperto; a Colombina, criada educada e refinada; Briguella, o criado trapaceiro e egoísta, o causador de intrigas; Pierrot, o palhaço triste apaixonado por Colombina, e o Scaramuccia, contador de mentiras e covarde. Há ainda os velhos, representados principalmente por Pantalone, velho rico e avarento, e Doutor, geralmente um médico ou advogado intelectual e avarento. Por fim, os enamorados, jovens e apaixonados perdidamente um pelo outro, eram os únicos que não usavam máscaras e a innamorata geralmente se chamava Isabella. Reforce esta divisão das personagens em classes sociais.)
  • Informe aos alunos que eles verão outro vídeo, com uma encenação da Commedia dell'arte.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Apresente o vídeo aos alunos, que se encontra disponível em https://www.youtube.com/watch?v=IhxJQ9G6CkA.
  • Por tratar-se de uma peça completa, deve ser apresentado apenas um trecho - de 3:17 a 9:13, aproximadamente - , a fim de que os alunos percebam as caracterizações dos personagens, identifiquem-nos, observem a entonação de voz, o estilo caricato de cada personagem.
  • Por tratar-se de uma peça atual, no estilo da Commedia dell'arte, percebe-se que os atores têm o texto decorado, pois não há hesitações típicas da improvisação; neste caso, são as características das personagens e de seus figurinos que são priorizadas. Informe isso aos alunos, caso eles não percebam.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 9 minutos.

Orientações:

  • Discuta com os alunos as semelhanças e as diferenças entre a Commedia dell'arte e o Teatro de improviso auxiliando-os a realizar os registros no caderno. Você poderá anotar no quadro as observações, construindo com eles um breve quadro comparativo.
  • É importante que eles percebam que em ambas há improvisação, porém este improviso é regulado por regras de jogo (no Teatro de improviso) e pelo canovaccio/roteiro da Commedia dell'arte.
  • No caso do Teatro de improviso, há uma espontaneidade maior- visto que só há regulação quanto ao “jogo”- enquanto a Commedia dell'arte traz personagens fixos, caricatos, que, em geral, seguem o mesmo “destino”.
  • A Commedia dell'arte exige um figurino que por si só caracteriza o personagem, definindo sua classe social; já o teatro de improviso não conta com figurino, mas com a criatividade do ator em compor a cena por meio de sua entonação de voz, gestual, postura de palco.
  • É importante destacar a necessidade de haver coerência no processo de improvisação, pois, caso contrário, deixa-se de contar uma história, comprometendo a apresentação.
  • Como sugestão de continuidade do trabalho, para ser desenvolvido em outro momento, solicite uma pesquisa de aprofundamento sobre a Commedia dell'arte a fim de que os alunos conheçam mais informações sobre este tipo de teatro. Para você professor, há sugestão de materiais sobre o assunto disponíveis no slide 1, em referências sobre o assunto.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Oralidade do 6º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 6º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP52 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano