14951
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 2º ano > Oralidade

Plano de aula - Reconhecendo as características de uma produção oral de contos de fadas

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 2º ano do EF sobre Reconhecendo as características de uma produção oral de contos de fadas

Plano 10 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Cibele Diogo Kimura

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a décima aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Contos de fadas e no campo de atuação Artístico-literário.
A aula faz parte do módulo Oralidade.

Materiais necessários: Projetor, computador, vídeo Os três porquinhos - histórias contadas por Fafá conta, disponível no link: https://www.youtube.com/watch?v=rBktfihbSCU (Acesso em: 4/11/2018) e o vídeo Os três porquinhos - Varal de histórias, com outra versão do conto que se encontra no link: https://www.youtube.com/watch?v=ZIgJ4Grnwgs (Acesso em: 4/11/2018).

Informações sobre o gênero: Contos de fadas, segundo Nelly Novaes Coelho, é um gênero textual formado por narrativas que, há milênios, surgiram anonimamente e passaram a circular entre os povos da Antiguidade, transformando-se consideravelmente com o passar do tempo. Atualmente, versões adaptadas dos contos de fadas são vinculadas à literatura infantil, tendo como uma das funções apresentar um esboço compreensível da sociedade e das várias relações intersociais com uma linguagem leve e simplificada. Uma das suas principais características é seu início com o famoso “Era uma vez” ou outra frase curta que demonstra um tempo indeterminado, possui também um enredo ficcional, que normalmente apresenta seus personagens e os aspectos mágicos do conto, em seguida traz um conflito que recorrerá com momentos de tensão, deixando explícita a relação do bem e do mal e por fim o desfecho, que revela a solução para o conflito.

Dificuldades antecipadas:

  • Dificuldade de reconhecer as principais características dos contos orais.

Referências sobre o assunto:

REGO,L.L.B Literatura infantil: uma nova perspectiva da alfabetização. São Paulo: FTD,1988.

SOLÉ.; I.; Estratégias de leitura. Porto Alegre: Artmed, 1998.

KAUFMAN.;A.M.; RODRIGUEZ.;M.E. Escola, leitura e produção de textos. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

CUNHA,R. Deu a louca na narrativa infantil? Revista Ciência, Cultura.; jan/mar, vol. 59, nº 1, p. 59-60. 2007.

LEAL.;T.F.; BRANDÃO.;A.C.P.; É possível ensinar a produzir textos! Os objetivos didáticos e a questão da progressão escolar no ensino da escrita. In: Produção de textos na escola: reflexões e práticas no ensino fundamental. (org) LEAL.;T.F.BRANDÃO.;C.P. Belo Horizonte: Autêntica,2007.

BETTELHEIM, B. A psicanálise dos contos de fada. São Paulo: Paz e Terra, 2010.

COELHO, Nelly Novaes. O conto de fadas: símbolo, mitos e arquétipos. São Paulo: Difusão Cultural do Livro, 2003. ______. Literatura infantil. São Paulo: Moderna, 2000.

Título da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto.

Orientações: Apresente a proposta da aula para os alunos. Diga que na aula de hoje vamos refletir sobre os aspectos estruturais de uma produção oral, conhecendo e pensando sobre como realizar a contação de história dos contos de fadas.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações:

  • Organize a sala em um formato de meia lua. A sugestão para esta organização é favorecer o olhar entre todos os participantes e proporcionar um ambiente afetivo e de respeito para um diálogo.
  • Questione os alunos: Alguém sabe explicar o que é contação de história?

Deixe que os alunos se expressem livremente, porém conduza a discussão para que todos percebam que contação de história pode ser definida como narrativas passadas oralmente de geração em geração.

  • Converse com a turma:
  • Antes de aprender a ler como ficamos sabendo das histórias contadas nos livros?
  • Alguém já contou história para vocês?
  • Vocês se recordam o nome de alguma destas histórias?
  • Você já contou alguma história para alguém?

Com estes questionamentos espera-se que os alunos atentem para a prática oral trazendo os conhecimentos prévios e as experiências vivenciadas por meio das contações de histórias, que podem ser associadas com facilidade às práticas diárias dos alunos de contar ou recontar algo.

  • Informe para os alunos que o ser humano conta histórias desde o início do desenvolvimento da comunicação e da fala. Comente que muito tempo atrás os contos de fadas que conhecemos eram contados oralmente em reuniões sociais como pretexto de entreter e de discutir assuntos polêmicos.
  • Convide as crianças a conhecer duas contações de histórias que serão apresentadas a seguir.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos.

Orientações:

  • Pergunte se todos os alunos conhecem a história Os três porquinhos.
  • Peça que alguns alunos recontem um trecho desta história. Em seguida questione: Todos conhecem esta versão que foi contada? Alguém quer contar alguma outra versão diferente desta? Espera-se que os alunos relembrem o conto tradicional de acordo com versões que conhecem e percebam que existem diferentes formas de se contar a mesma história.
  • Convide, agora, os alunos a ouvir este conto com duas versões diferentes por meio da contação de história.
  • Peça que os alunos observem como são os recursos usados para contar a história, quais as características usadas no texto oral apresentado, como os personagens são usados etc.
  • Projete o vídeo 3 PORQUINHOS - histórias contadas por Fafá conta, no link: https://www.youtube.com/watch?v=rBktfihbSCU (Acesso em: 4/11/2018.)
  • Apresente o segundo vídeo Os três porquinhos - Varal de histórias com outra versão do conto que se encontra no link: https://www.youtube.com/watch?v=ZIgJ4Grnwgs (Acesso em: 4/11/2018.)

Obs.: caso tenha mais disponibilidade de tempo e achar necessário, apresente os vídeos novamente.

  • Faça uma reflexão com os alunos a fim de que todos percebam as características do conto oral usando os vídeos apresentados como apoio para reconhecer as peculiaridades de cada reconto e aproveite para relacionar o reconto dos alunos realizado no início da aula.
  • Nem sempre é preciso se apoiar a história na leitura de um livro. Nos casos apresentados, como foram realizadas estas contações? Será que elas sabiam a história de memória?
  • Nos dois vídeos que assistimos foi possível entender a história?
  • As versões contadas foram as mesmas da que conhecemos?
  • Será que foi preciso que as contadoras se apropriassem do texto ou será que falaram no improviso?
  • Ao ouvir as histórias, foi possível perceber a estrutura do gênero contos de fadas? Ou seja, foi possível perceber as diferentes características de personagens bem como os fatos que compõem o conflito e resolução da história?
  • Para qual público podemos imaginar que foram pensadas estas contações de história?
  • Nas duas contações foram usados gestos, entonações, escolha de lugar, objetos e músicas para que as histórias ganhassem mais efeitos? Peça para a classe citar estas diversas características observadas.
  • Será que as roupas e os adereços utilizados são importantes para criar um ambiente agradável para a contação e para auxiliar na imaginação de quem escuta a história?

Com esta discussão se espera que os alunos possam perceber que existem outras formas de contar uma história que não seja a leitura de um livro, a produção oral é uma destas opções, pois, mesmo quando lemos a história em um livro, a partir do momento que conhecemos o enredo, podemos recontá-la com nossas próprias palavras. Neste contexto, a discussão deve trazer as características desta prática de linguagem, como compreender a necessidade de conhecer o enredo do história para que a contação faça sentido, que se pode usar diversos objetos e recursos para aguçar o imaginário do ouvinte da contação, da importância de se preparar para o momento da história, pensando na entonação, nos objetos escolhidos, no momento apropriado para usar, nas roupas adequadas, refletir sobre o público que ouvirá a história. Espera-se ainda que os alunos percebam que os exemplos apresentados estão apropriados para o público infantil devido à linguagem utilizada e ao formato da contação. Neste momento também se espera que as crianças possam reconhecer, por meio dos exemplos, que toda estrutura do gênero Contos de fadas foram contempladas, com identificação dos personagens, apresentação de um conflito e em seguida a resolução da história, igualmente como já apresentadas em aulas anteriores envolvendo práticas de leitura dos diferentes contos de fadas e nas aulas de Análise linguística e semiótica.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

  • Após dialogar e permitir às crianças que apreciem a estrutura dos textos orais, peça a elas que, coletivamente, citem até cinco elementos que considerem importantes para uma contação de história de um conto de fadas e anote o que foi falado pelos alunos no quadro. Neste momento se espera que os alunos possam descrever os aspectos discutidos durante a aula, como a necessidade da escolha da história, a importância de conhecer o enredo da história para recontá-la com maiores detalhes possíveis e não se apoiar em textos escritos, utilizar objetos e/ou recurso para atrair quem está ouvindo a história etc.
  • Disponibilize um tempo para que todos registrem no caderno e finalize a aula trazendo expectativa para turma de que na próxima aula será o momento de eles criarem uma contação de história.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a décima aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Contos de fadas e no campo de atuação Artístico-literário.
A aula faz parte do módulo Oralidade.

Materiais necessários: Projetor, computador, vídeo Os três porquinhos - histórias contadas por Fafá conta, disponível no link: https://www.youtube.com/watch?v=rBktfihbSCU (Acesso em: 4/11/2018) e o vídeo Os três porquinhos - Varal de histórias, com outra versão do conto que se encontra no link: https://www.youtube.com/watch?v=ZIgJ4Grnwgs (Acesso em: 4/11/2018).

Informações sobre o gênero: Contos de fadas, segundo Nelly Novaes Coelho, é um gênero textual formado por narrativas que, há milênios, surgiram anonimamente e passaram a circular entre os povos da Antiguidade, transformando-se consideravelmente com o passar do tempo. Atualmente, versões adaptadas dos contos de fadas são vinculadas à literatura infantil, tendo como uma das funções apresentar um esboço compreensível da sociedade e das várias relações intersociais com uma linguagem leve e simplificada. Uma das suas principais características é seu início com o famoso “Era uma vez” ou outra frase curta que demonstra um tempo indeterminado, possui também um enredo ficcional, que normalmente apresenta seus personagens e os aspectos mágicos do conto, em seguida traz um conflito que recorrerá com momentos de tensão, deixando explícita a relação do bem e do mal e por fim o desfecho, que revela a solução para o conflito.

Dificuldades antecipadas:

  • Dificuldade de reconhecer as principais características dos contos orais.

Referências sobre o assunto:

REGO,L.L.B Literatura infantil: uma nova perspectiva da alfabetização. São Paulo: FTD,1988.

SOLÉ.; I.; Estratégias de leitura. Porto Alegre: Artmed, 1998.

KAUFMAN.;A.M.; RODRIGUEZ.;M.E. Escola, leitura e produção de textos. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

CUNHA,R. Deu a louca na narrativa infantil? Revista Ciência, Cultura.; jan/mar, vol. 59, nº 1, p. 59-60. 2007.

LEAL.;T.F.; BRANDÃO.;A.C.P.; É possível ensinar a produzir textos! Os objetivos didáticos e a questão da progressão escolar no ensino da escrita. In: Produção de textos na escola: reflexões e práticas no ensino fundamental. (org) LEAL.;T.F.BRANDÃO.;C.P. Belo Horizonte: Autêntica,2007.

BETTELHEIM, B. A psicanálise dos contos de fada. São Paulo: Paz e Terra, 2010.

COELHO, Nelly Novaes. O conto de fadas: símbolo, mitos e arquétipos. São Paulo: Difusão Cultural do Livro, 2003. ______. Literatura infantil. São Paulo: Moderna, 2000.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto.

Orientações: Apresente a proposta da aula para os alunos. Diga que na aula de hoje vamos refletir sobre os aspectos estruturais de uma produção oral, conhecendo e pensando sobre como realizar a contação de história dos contos de fadas.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações:

  • Organize a sala em um formato de meia lua. A sugestão para esta organização é favorecer o olhar entre todos os participantes e proporcionar um ambiente afetivo e de respeito para um diálogo.
  • Questione os alunos: Alguém sabe explicar o que é contação de história?

Deixe que os alunos se expressem livremente, porém conduza a discussão para que todos percebam que contação de história pode ser definida como narrativas passadas oralmente de geração em geração.

  • Converse com a turma:
  • Antes de aprender a ler como ficamos sabendo das histórias contadas nos livros?
  • Alguém já contou história para vocês?
  • Vocês se recordam o nome de alguma destas histórias?
  • Você já contou alguma história para alguém?

Com estes questionamentos espera-se que os alunos atentem para a prática oral trazendo os conhecimentos prévios e as experiências vivenciadas por meio das contações de histórias, que podem ser associadas com facilidade às práticas diárias dos alunos de contar ou recontar algo.

  • Informe para os alunos que o ser humano conta histórias desde o início do desenvolvimento da comunicação e da fala. Comente que muito tempo atrás os contos de fadas que conhecemos eram contados oralmente em reuniões sociais como pretexto de entreter e de discutir assuntos polêmicos.
  • Convide as crianças a conhecer duas contações de histórias que serão apresentadas a seguir.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos.

Orientações:

  • Pergunte se todos os alunos conhecem a história Os três porquinhos.
  • Peça que alguns alunos recontem um trecho desta história. Em seguida questione: Todos conhecem esta versão que foi contada? Alguém quer contar alguma outra versão diferente desta? Espera-se que os alunos relembrem o conto tradicional de acordo com versões que conhecem e percebam que existem diferentes formas de se contar a mesma história.
  • Convide, agora, os alunos a ouvir este conto com duas versões diferentes por meio da contação de história.
  • Peça que os alunos observem como são os recursos usados para contar a história, quais as características usadas no texto oral apresentado, como os personagens são usados etc.
  • Projete o vídeo 3 PORQUINHOS - histórias contadas por Fafá conta, no link: https://www.youtube.com/watch?v=rBktfihbSCU (Acesso em: 4/11/2018.)
  • Apresente o segundo vídeo Os três porquinhos - Varal de histórias com outra versão do conto que se encontra no link: https://www.youtube.com/watch?v=ZIgJ4Grnwgs (Acesso em: 4/11/2018.)

Obs.: caso tenha mais disponibilidade de tempo e achar necessário, apresente os vídeos novamente.

  • Faça uma reflexão com os alunos a fim de que todos percebam as características do conto oral usando os vídeos apresentados como apoio para reconhecer as peculiaridades de cada reconto e aproveite para relacionar o reconto dos alunos realizado no início da aula.
  • Nem sempre é preciso se apoiar a história na leitura de um livro. Nos casos apresentados, como foram realizadas estas contações? Será que elas sabiam a história de memória?
  • Nos dois vídeos que assistimos foi possível entender a história?
  • As versões contadas foram as mesmas da que conhecemos?
  • Será que foi preciso que as contadoras se apropriassem do texto ou será que falaram no improviso?
  • Ao ouvir as histórias, foi possível perceber a estrutura do gênero contos de fadas? Ou seja, foi possível perceber as diferentes características de personagens bem como os fatos que compõem o conflito e resolução da história?
  • Para qual público podemos imaginar que foram pensadas estas contações de história?
  • Nas duas contações foram usados gestos, entonações, escolha de lugar, objetos e músicas para que as histórias ganhassem mais efeitos? Peça para a classe citar estas diversas características observadas.
  • Será que as roupas e os adereços utilizados são importantes para criar um ambiente agradável para a contação e para auxiliar na imaginação de quem escuta a história?

Com esta discussão se espera que os alunos possam perceber que existem outras formas de contar uma história que não seja a leitura de um livro, a produção oral é uma destas opções, pois, mesmo quando lemos a história em um livro, a partir do momento que conhecemos o enredo, podemos recontá-la com nossas próprias palavras. Neste contexto, a discussão deve trazer as características desta prática de linguagem, como compreender a necessidade de conhecer o enredo do história para que a contação faça sentido, que se pode usar diversos objetos e recursos para aguçar o imaginário do ouvinte da contação, da importância de se preparar para o momento da história, pensando na entonação, nos objetos escolhidos, no momento apropriado para usar, nas roupas adequadas, refletir sobre o público que ouvirá a história. Espera-se ainda que os alunos percebam que os exemplos apresentados estão apropriados para o público infantil devido à linguagem utilizada e ao formato da contação. Neste momento também se espera que as crianças possam reconhecer, por meio dos exemplos, que toda estrutura do gênero Contos de fadas foram contempladas, com identificação dos personagens, apresentação de um conflito e em seguida a resolução da história, igualmente como já apresentadas em aulas anteriores envolvendo práticas de leitura dos diferentes contos de fadas e nas aulas de Análise linguística e semiótica.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

  • Após dialogar e permitir às crianças que apreciem a estrutura dos textos orais, peça a elas que, coletivamente, citem até cinco elementos que considerem importantes para uma contação de história de um conto de fadas e anote o que foi falado pelos alunos no quadro. Neste momento se espera que os alunos possam descrever os aspectos discutidos durante a aula, como a necessidade da escolha da história, a importância de conhecer o enredo da história para recontá-la com maiores detalhes possíveis e não se apoiar em textos escritos, utilizar objetos e/ou recurso para atrair quem está ouvindo a história etc.
  • Disponibilize um tempo para que todos registrem no caderno e finalize a aula trazendo expectativa para turma de que na próxima aula será o momento de eles criarem uma contação de história.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Oralidade do 2º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 2º ano:

2º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF15LP19 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano