14909
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 6º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - A coesão textual no gênero Conto Popular

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 6º ano do EF sobre A coesão textual no gênero Conto Popular

Plano 07 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Michele Batista Da Silva

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é 7ª aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Conto Popular e no campo de atuação artístico literário. A aula faz parte do módulo de Linguística e Semiótica.

Materiais necessários: Textos impressos; Caneta marca-texto; Material para escrita (lápis e borracha).

Observação: Organize a disposição da sala para que os alunos trabalhem em quartetos.

Informações sobre o gênero: Contos Populares são narrativas baseadas em relatos orais. Passadas “boca a boca” de geração em geração, muitas vezes são compiladas por escritores, autores, estudiosos do folclore da região em que a história se origina. Com o tempo ou de acordo com quem os conta ou escreve, sofrem modificações.

Dificuldades antecipadas: Alguns alunos podem apresentar dificuldade em relacionar o uso de elementos coesivos a seus devidos contextos, por questão de proficiência leitora ou por não ter o hábito de ver o texto como um todo coeso.

Referências sobre o assunto:

CASCUDO, L. Contos Tradicionais do Brasil . - 13. ed. - São Paulo: Global, 2004.

ROMERO, S. Contos Populares do Brasil. MG- Belo Horizonte: Editora Landy, 2001.

Mecanismos de Coesão Textual. Vídeo (4,24s). 2016. Publicado por Trilhante. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=RvFDfHQjXLA>. Acesso em: 17 out. 2018.

MENDONÇA, Márcia. Glossário CEALE- Recursos Coesivos. Disponível em: <http://ceale.fae.ufmg.br/app/webroot/glossarioceale/verbetes/recursos-coesivos>. Acesso em: 16 out. 2018.

Fatores de textualidade - Coesão Textual. Disponível em: <http://fatoresdetextualidade.blogspot.com/p/coesao-textual.html>. Acesso em: 20 out. 2018.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 04 minutos

Orientações:

  • Peça aos alunos que escolham os seus lugares de acordo com a organização da sala (quartetos). A citada organização tem o intuito de estimular a atuação e a troca entre os educandos. Esta aula tem como foco a análise de elementos coesivos na escrita de contos populares, com o intuito de observar que estes evitam repetições de palavras e/ou ideias e representam personagens e/ou passagem de tempo utilizando-se de recursos como a sinonímia, a pronominalização, a elipse e marcadores temporais.
  • Peça aos alunos que respondam à questão do slide. “As palavras criam formas, sentidos?”. Espera-se que percebam que, ao unir-se a outros elementos, as palavras criam sentidos diversos, formatos variados.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações:

  • Entregue aos grupos dois exemplares de contos populares adaptados (“O jabuti e a onça” e “O cágado e a festa no céu”).
  • Solicite a leitura dos textos internamente nos grupos.
  • Projete no datashow as atividades referente aos textos lidos. Enquanto os alunos realizam a atividade, passe entre os grupos, auxilie-os no que for necessário, instigue-os a pensar sobre o texto: “A leitura foi fácil? Foi fluida? Quem era (m) o(s) protagonista (s)? Algum elemento do texto impossibilitou sua fluidez? Qual? A passagem do tempo é explícita no conto? Quais palavras ou expressões representam essa passagem? Otempo representado é real ou imaginário?”
  • Espera-se que percebam que a repetição de palavras, principalmente a referência aos protagonistas (no texto 1 a onça e o jabuti e no texto 2, o cágado) sempre da mesma forma, “trinca” o texto, deixando-o repetitivo e impossibilitando assim uma melhor compreensão do todo. Espera-se também que percebam as expressões “um dia, uma tarde, durante vários dias/uma vez, três dias, nos dois primeiros dias, sempre, como recursos que explicitam a passagem do tempo, assim como os verbos, flexionados no pretérito perfeito do modo indicativo ou pretérito imperfeito do modo indicativo como: caiu, partiram, foram, pôde, aceitou, etc. Essas expressões, por representarem os acontecimentos em ordem linear, de acordo com o relógio, com a realidade, estão no tempo cronológico.
  • Proponha a socialização entre os grupos (leitura dos dois exemplares dos textos, seguida de um representante de cada grupo para ler as impressões de seu grupo).

Materiais complementares: Para acessar os textos (adaptados) escolhidos para esta aula, clique aqui.

Para saber um pouco mais sobre Tempo Cronológico e Psicológico, clique no link abaixo:

Oficina de Redação -Tempo Cronológico e Psicológico. Vídeo (2,20s). Publicado por: eniactv3. (2015). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=TBkxGy0c5_E. Acesso em: 08/12/18.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 23 minutos

Orientações:

  • Entregue aos grupos cópias dos textos originais, acompanhados de uma caneta marca-texto.
  • Solicite a leitura compartilhada, entre os grupos, dos textos originais.
  • Proponha que marquem, no texto original, com a caneta marca-texto, os termos que foram utilizados para evitar a repetição de palavras e ideias. Espera-se que marquem as palavras e expressões: (Texto I- ela- os bichos- ela- vê-los - a-dela - todos os bichos- ela- dela - ela) ( Texto II- ele- ele- levá-lo-ele- ela- ele- lhe- ele).
  • Peça que retornem à primeira frase do texto 1 adaptado. (“Um dia uma onça caiu de cima de um pau e a onça foi obrigada ficar de cama durante alguns dias.”) Em seguida, peça que retornem ao mesmo trecho do texto original (“Um dia uma onça caiu de cima de um pau e foi obrigada ficar de cama durante alguns dias.”) e que conversem entre o grupo: Qual a diferença entre um trecho e outro? Espera-se que percebam que no trecho original a expressão “a onça” , antes da locução verbal “foi obrigada” está implícita, evitando assim a repetição desta. Explique aos alunos que o recurso utilizado é denominado elipse, ou seja, quando um termo ou mais são suprimidos, com a intenção de evitar repetição, já que é subentendido pelo verbo ou locução verbal. Mostre a eles que o mesmo acontece no último parágrafo com a supressão da expressão “o jabuti”, por duas vezes. Passe entre os grupos e auxilie-os no que for necessário.

Materiais complementares: Para acessar os textos originais, acesse aqui.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações:

  • Peça a participação de um voluntário para socializar as respostas de seu grupo quanto aos termos utilizados para evitar repetição de palavras e ideias (ver a resposta na orientação 3 do desenvolvimento).
  • Questione-os quanto às classes gramaticais das palavras e expressões apresentadas. Auxilie-os a chegar à conclusão de que, nestas listas de palavras, há: pronomes pessoais retos, pronome indefinido - todos, substantivos - bichos, no caso, um sinônimo de animal, pronome possessivo - dela, pronomes pessoais oblíquos - “os” em “los”, lhe, a.
  • Solicite que um aluno, de outro grupo, explique como se dá a passagem do tempo nos textos analisados (ver sugestão de resposta na orientação 3 da introdução). Auxilie-os sempre que necessário.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é 7ª aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Conto Popular e no campo de atuação artístico literário. A aula faz parte do módulo de Linguística e Semiótica.

Materiais necessários: Textos impressos; Caneta marca-texto; Material para escrita (lápis e borracha).

Observação: Organize a disposição da sala para que os alunos trabalhem em quartetos.

Informações sobre o gênero: Contos Populares são narrativas baseadas em relatos orais. Passadas “boca a boca” de geração em geração, muitas vezes são compiladas por escritores, autores, estudiosos do folclore da região em que a história se origina. Com o tempo ou de acordo com quem os conta ou escreve, sofrem modificações.

Dificuldades antecipadas: Alguns alunos podem apresentar dificuldade em relacionar o uso de elementos coesivos a seus devidos contextos, por questão de proficiência leitora ou por não ter o hábito de ver o texto como um todo coeso.

Referências sobre o assunto:

CASCUDO, L. Contos Tradicionais do Brasil . - 13. ed. - São Paulo: Global, 2004.

ROMERO, S. Contos Populares do Brasil. MG- Belo Horizonte: Editora Landy, 2001.

Mecanismos de Coesão Textual. Vídeo (4,24s). 2016. Publicado por Trilhante. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=RvFDfHQjXLA>. Acesso em: 17 out. 2018.

MENDONÇA, Márcia. Glossário CEALE- Recursos Coesivos. Disponível em: <http://ceale.fae.ufmg.br/app/webroot/glossarioceale/verbetes/recursos-coesivos>. Acesso em: 16 out. 2018.

Fatores de textualidade - Coesão Textual. Disponível em: <http://fatoresdetextualidade.blogspot.com/p/coesao-textual.html>. Acesso em: 20 out. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 04 minutos

Orientações:

  • Peça aos alunos que escolham os seus lugares de acordo com a organização da sala (quartetos). A citada organização tem o intuito de estimular a atuação e a troca entre os educandos. Esta aula tem como foco a análise de elementos coesivos na escrita de contos populares, com o intuito de observar que estes evitam repetições de palavras e/ou ideias e representam personagens e/ou passagem de tempo utilizando-se de recursos como a sinonímia, a pronominalização, a elipse e marcadores temporais.
  • Peça aos alunos que respondam à questão do slide. “As palavras criam formas, sentidos?”. Espera-se que percebam que, ao unir-se a outros elementos, as palavras criam sentidos diversos, formatos variados.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações:

  • Entregue aos grupos dois exemplares de contos populares adaptados (“O jabuti e a onça” e “O cágado e a festa no céu”).
  • Solicite a leitura dos textos internamente nos grupos.
  • Projete no datashow as atividades referente aos textos lidos. Enquanto os alunos realizam a atividade, passe entre os grupos, auxilie-os no que for necessário, instigue-os a pensar sobre o texto: “A leitura foi fácil? Foi fluida? Quem era (m) o(s) protagonista (s)? Algum elemento do texto impossibilitou sua fluidez? Qual? A passagem do tempo é explícita no conto? Quais palavras ou expressões representam essa passagem? Otempo representado é real ou imaginário?”
  • Espera-se que percebam que a repetição de palavras, principalmente a referência aos protagonistas (no texto 1 a onça e o jabuti e no texto 2, o cágado) sempre da mesma forma, “trinca” o texto, deixando-o repetitivo e impossibilitando assim uma melhor compreensão do todo. Espera-se também que percebam as expressões “um dia, uma tarde, durante vários dias/uma vez, três dias, nos dois primeiros dias, sempre, como recursos que explicitam a passagem do tempo, assim como os verbos, flexionados no pretérito perfeito do modo indicativo ou pretérito imperfeito do modo indicativo como: caiu, partiram, foram, pôde, aceitou, etc. Essas expressões, por representarem os acontecimentos em ordem linear, de acordo com o relógio, com a realidade, estão no tempo cronológico.
  • Proponha a socialização entre os grupos (leitura dos dois exemplares dos textos, seguida de um representante de cada grupo para ler as impressões de seu grupo).

Materiais complementares: Para acessar os textos (adaptados) escolhidos para esta aula, clique aqui.

Para saber um pouco mais sobre Tempo Cronológico e Psicológico, clique no link abaixo:

Oficina de Redação -Tempo Cronológico e Psicológico. Vídeo (2,20s). Publicado por: eniactv3. (2015). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=TBkxGy0c5_E. Acesso em: 08/12/18.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 23 minutos

Orientações:

  • Entregue aos grupos cópias dos textos originais, acompanhados de uma caneta marca-texto.
  • Solicite a leitura compartilhada, entre os grupos, dos textos originais.
  • Proponha que marquem, no texto original, com a caneta marca-texto, os termos que foram utilizados para evitar a repetição de palavras e ideias. Espera-se que marquem as palavras e expressões: (Texto I- ela- os bichos- ela- vê-los - a-dela - todos os bichos- ela- dela - ela) ( Texto II- ele- ele- levá-lo-ele- ela- ele- lhe- ele).
  • Peça que retornem à primeira frase do texto 1 adaptado. (“Um dia uma onça caiu de cima de um pau e a onça foi obrigada ficar de cama durante alguns dias.”) Em seguida, peça que retornem ao mesmo trecho do texto original (“Um dia uma onça caiu de cima de um pau e foi obrigada ficar de cama durante alguns dias.”) e que conversem entre o grupo: Qual a diferença entre um trecho e outro? Espera-se que percebam que no trecho original a expressão “a onça” , antes da locução verbal “foi obrigada” está implícita, evitando assim a repetição desta. Explique aos alunos que o recurso utilizado é denominado elipse, ou seja, quando um termo ou mais são suprimidos, com a intenção de evitar repetição, já que é subentendido pelo verbo ou locução verbal. Mostre a eles que o mesmo acontece no último parágrafo com a supressão da expressão “o jabuti”, por duas vezes. Passe entre os grupos e auxilie-os no que for necessário.

Materiais complementares: Para acessar os textos originais, acesse aqui.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações:

  • Peça a participação de um voluntário para socializar as respostas de seu grupo quanto aos termos utilizados para evitar repetição de palavras e ideias (ver a resposta na orientação 3 do desenvolvimento).
  • Questione-os quanto às classes gramaticais das palavras e expressões apresentadas. Auxilie-os a chegar à conclusão de que, nestas listas de palavras, há: pronomes pessoais retos, pronome indefinido - todos, substantivos - bichos, no caso, um sinônimo de animal, pronome possessivo - dela, pronomes pessoais oblíquos - “os” em “los”, lhe, a.
  • Solicite que um aluno, de outro grupo, explique como se dá a passagem do tempo nos textos analisados (ver sugestão de resposta na orientação 3 da introdução). Auxilie-os sempre que necessário.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 6º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 6º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP47 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF06LP12 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano