14898
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 6º ano > Leitura/Escuta

Plano de aula - Minisseminários

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 6º ano do EF sobre Minisseminários

Plano 01 de 1 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Ana Pena

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é uma proposta de atividade permanente para trabalhar minisseminários. A prática de linguagem priorizada nessa atividade é a oralidade, marcada por um viés investigativo e utilizando gêneros textuais do campo de estudo e pesquisa, considerando o conteúdo temático. Sustenta-se a exposição com evidências como as estabelecidos por Gonzaga (2017, p.175) como prova concreta, quais sejam: “dados, estatísticas, gráficos, exemplos, fatos reais, leis, percentuais retirados de pesquisas científicas ou de fontes confiáveis.” Entretanto, esses dados devem ser apresentados dentro de textos, não os números pelos números, mas os números como fundamentação, ajudando a construir conceitos.

Justificativa: A prática de ensino pautada em gêneros orais é uma realidade distante dos ambientes escolares, sendo preciso pensá-la como práticas que requerem estudo e pesquisas. Assim, aproximam-se as aulas das práticas sociais vigentes: nesse contexto, busca-se uma alfabetização científica. Sob essa perspectiva, espera-se promover ações visando a autonomia do estudante, por meio da pesquisa, produção, e participação coletiva, vivenciando situações comunicativas do campo investigativo. Apesar do foco estar sobre o gênero oral, na interação entre expositor e audiência, considera-se a necessidade de consolidação de aspectos discursivo, linguísticos e semióticos que envolvem planejamento de apresentação oral, com o propósito de ampliar as capacidades dos estudantes para o exercício dessas práticas.

Materiais necessários: Cartolina, pincéis, papéis coloridos, uso de computadores conectados à internet.

Dificuldades antecipadas:

  • Articular os elementos multissemióticos, de forma a produzir sentido.
  • O estudante ter pouco conhecimento prévio acerca do tema tratado.
  • Análise de gráficos, tabelas e pode ser ainda uma interpretação distante dos alunos.
  • Utilizar dados, gráficos e tabelas de forma ajudar a construir conceitos sobre temas estudados.
  • Delimitar o tema durante as pesquisas.

Observação:

Visite a atividade permanente sobre minisseminário destinada a todos os anos do Ensino Fundamental no site da revista Escola para compreender a progressão estabelecida.

Referências sobre o assunto:

Como apresentar um seminário. 2016. Disponível em <https://www.youtube.com/watch?v=BtLrAxvQhU0>. Acesso em: out. 2018.

DIONÍSIO, Ângela Paiva (org). Verbetes enciclopédicos: gráfico e infográfico. Recife: Pipa Comunicações, 2013. Disponível em: <https://issuu.com/pibidletras/docs/serie-verbetes-enciclopedicos-volume4-grafico-e-in>. Acesso em: out. 2018.

DIONÍSIO, Ângela Paiva (org). Verbetes enciclopédicos: tabelas e esquemas. Recife: Pipa Comunicações, 2013. Disponível em: <https://issuu.com/pibidletras/docs/serie-verbetes-enciclopedicos-volum>. Acesso em: out. 2018.

DONDIS, A. Donis. Sintaxe da Linguagem Visual. São Paulo: Martins Fontes, 2003. Disponível em: <http://www3.uma.pt/dmfe/DONDIS_Sintaxe_da_Linguagem_Visual.pdf>. Acesso em: jul. 2018.

FIORIN, José Luiz. Elementos de Análise do Discurso. São Paulo: Contexto, 2008.

GONZAGA, Elen de Souza. Seleção e avaliação de argumentos. In: CORRÊA, Vilma Reche; GARCEZ, Lucília Helena do Carmo. Textos dissertativo-argumentativos: subsídios para qualificação de avaliadores. Brasília: INEP, 2017. Disponível em: <http://portal.inep.gov.br/documents/186968/484421/TEXTOS+DISSERTATIVO+ARGUMENTATIVOS/7809ef0d-5a4a-4c24-9a03-9db15e0bdacf?version=1.0>. Acesso em: jul. 2018.

KOCH, Ingedore Villaça; TRAVAGLIA, Luiz Carlos. A coerência Textual. São Paulo: Contexto: 2004.

LIMEIRA, Eudenise de Albuquerque. Recursos argumentativos. Gloco.com. Disponível em: <http://educacao.globo.com/portugues/assunto/texto-argumentativo/recursos-argumentativos.html>. Acesso em: out. 2018.

Dinâmica da atividade select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: variável, anterior à exposição

Orientações:

Preparação: Sensibilização para o trabalho com minisseminários, estabelecido em dois momentos de preparação antecipada:

  • Antes de se iniciar o trabalho com minisseminário.
  • Antes de cada minisseminário.

1º momento da sensibilização: trabalho a ser feito antes de se iniciar os minisseminários:

  • Acontece somente uma vez antes de iniciar os minisseminários, mas pode ser retomado durante o ano, se necessário.
  • É momento que o aluno compreende a finalidade e a estrutura de um minisseminário e estabelece as regras de apresentação e o material de apoio.

  • Minisseminário: o que é, como se faz.
  • Esclareça o que é um minisseminário, as partes que o compõem e o que precisa ser feito antes do momento em que ele acontece.
  • Ressalte a importância dos elementos paralinguísticos, cinésicos e dos recursos visuais utilizados durante a apresentação.
  • Construa o recurso visual utilizado e estabeleça a organização da fala.
  • Faça um levantamento prévio com os alunos:
  • Vocês já assistiram a um minisseminário?
  • Ele tem alguma finalidade?
  • Quais as partes que o compõem?
  • Como devem ser organizadas essas partes?
  • Quem são os participantes?
  • Qual a função de cada participante?
  • Vocês acham que um minisseminário tem regras?
  • Ao estabelecer esse diálogo com os estudantes, anote as respostas no quadro para depois analisarem:

1.1 A figura do moderador (aquele que organiza a apresentação, controla o tempo e faz a mediação durante a rodada de perguntas, que estabelece o contato com o grupo, inclusive pela postura, tom de voz, olhar).

1.2 A do apresentador (aquele que apresenta o tema, que comprova a posição do grupo ou as teorias do tema pelo uso dos argumentos).

  • Fala claramente, com informações organizadas, coerentes com uma sequência lógica: apresentando começo, meio e fim em sua fala, com retomada dos principais pontos da exposição.
  • Usa marcas linguísticas como: Para início… Mais uma informação interessante… Em resumo... Concluindo... Retomando, podemos dizer que...
  • Provoca o público, deixando dicas para reflexão entre os participantes.
  • Utiliza com eficácia os recursos materiais: cartazes, registro no quadro, equipamentos.
  • Posiciona-se diante do público. É interessante observar a direção do olhar, o tom de voz em cada situação.

1.3 O público (assiste e depois participa, perguntando, comentando).

1.4 A definição das partes do minisseminário (apresentação do tema, dos participantes, o momento da apresentação em si e o momento das perguntas aos apresentadores).

2. Sobre a apresentação

Estabeleça um levantamento dos conhecimentos prévios dos alunos também sobre o momento da apresentação:

  • Há alguma norma para se apresentar em público?
  • Como deve se comportar a pessoa que fala para os colegas?
  • O que é importante que ela faça?
  • Como devem se comportar as pessoas que são os ouvintes?
  • Devem participar, perguntando, tirando dúvidas ou comentando, contribuindo com o tema e com os colegas que apresentam?
  • Qual o momento da plateia participar?
  • Como organizar o espaço para a apresentação?

Ao estabelecer esse diálogo com os estudantes, converse sobre a construção composicional desse gênero oral e a importância de cada um desses aspectos durante a apresentação:

  • Os elementos paralinguísticos (tom e volume da voz, pausas e hesitações – que, em geral, devem ser minimizadas –, modulação de voz e entonação, ritmo, respiração etc.);
  • Os elementos cinésicos (postura corporal, movimentos e gestualidade significativa, expressão facial, contato de olho com plateia, modulação de voz e entonação, sincronia da fala com ferramenta de apoio etc.) buscando aperfeiçoar a apresentação.
  • O espaço onde o grupo vai se apresentar deve estar adequado à proposta. Assim, considere os recursos visuais, a quantidade de pessoas para a escolha do espaço. É importante que a disposição em sala dos colegas permita que todos se visualizem.

3. Organização da fala e do material de apoio

Faça um novo levantamento dos conhecimentos prévios dos alunos acerca do recurso visual e da organização da fala:

  • Como utilizar o recurso visual construído pelo grupo?
  • O recurso visual é suficiente ou é preciso ter uma fala estruturada?
  • Como organizar a fala?

Converse sobre a importância de preparar o recurso visual, a fala e a conexão entre eles:

3.1 O recurso visual utilizado: O recurso visual, seja verbal ou não verbal, serve de apoio e suporte para as principais informações.

- O texto verbal deve ser objetivo, atender a estrutura, as características dos textos expositivos e os recursos estabelecidos como estratégia argumentativa.

3.2 A apresentação oral deve ser pensada, planejada, organizada:

  • Por onde começar?
  • Como discutir?
  • Como se apropriar, na fala, do recurso argumentativo solicitado?
  • Como finalizar, fazendo as retomadas necessárias?
  • Quais as marcas linguísticas devem ser usadas?

3.3 Como organizar a fala e o recurso visual com segurança?

  • Utilize a pesquisa, que deve ser feita observando a finalidade do minisseminário, o recurso argumentativo e o tema eleitos para o momento.

OBS: Se necessário, aconselhe aos alunos que façam um ensaio antes, dentro de cada grupo.

2º momento: orientação para essa aula.

OBS: Esse momento acontece durante o mês que antecede o dia da apresentação. No dia da realização do minisseminário, já estará pronto esse segundo momento.

  • Compreensão do recurso adotado, dentro dos gêneros expositivos, que norteará a apresentação e fará parte do recurso visual.
  • Escolha do tema e apropriação dos conceitos ligados a ele, por meio de pesquisas.

1.O recurso argumentativo: dados, gráficos, tabelas, estatísticas

Questione os alunos:

  • O que são recursos argumentativos?
  • Como usar dados, gráficos, tabelas, estatísticas, percentuais e transformá-los em textos?

1.1 O recurso argumentativo adotado para essa aula é o uso de argumentos, classificados por Gonzaga (2017, p.175), como prova concreta: ¨dados, estatísticas, gráficos, (...) percentuais retirados de pesquisas científicas ou de fontes confiáveis” Ver em: http://portal.inep.gov.br/documents/186968/484421/TEXTOS+DISSERTATIVO+ARGUMENTATIVOS/7809ef0d-5a4a-4c24-9a03-9db15e0bdacf?version=1.0

1.2 Para saber mais sobre gráficos, tabelas, esquemas, infográficos, ver sugestões em: https://issuu.com/pibidletras/docs/serie-verbetes-enciclopedicos-volume4-grafico-e-in e em https://issuu.com/pibidletras/docs/serie-verbetes-enciclopedicos-volum.

1.3 Sobre o uso e leitura de dados, como recurso argumentativo, em textos, ver sugestões:

Sobre a inserção de dados, gráfico, tabelas e infográficos em textos, ver https://www.redacaoperfeita.com/redacao-para-concursos/como-usar-os-numerais-na-redacao/.

2.Os gêneros textuais expositivos

Faça uma reflexão com os estudantes:

  • Quais os textos nos trazem informação sobre temas que pesquisamos?
  • Que características esses textos apresentam?
  • Como usar esse tipo de texto para reproduzir a informação?

2.1 Converse sobre as características desse gênero com os alunos. Ver mais em https://www.todamateria.com.br/texto-expositivo/ e em https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/redacao/texto-expositivo.htm

3.O conteúdo temático

3.1 Sugere-se que, por meio de conversa, listem-se temas de interesse dos alunos. Para tanto, pode-se provocar a reflexão, analisando a realidade para que optem por temas que despertem interesse:

  • O que está acontecendo ao nosso redor?
  • Como isso impacta em nosso modo de viver?
  • A qual área do conhecimento esse tema está ligado?
  • Como e onde buscar informações sobre esse tema, de forma que elas retratem conceitos, informações, complementos?

3.2 Oriente-os sobre a delimitação. Reflita com eles sobre:

  • o que pesquisar dentro desse tema;
  • qual curiosidade mostrar;
  • quais dados seriam interessantes mostrar a respeito desse tema;
  • o uso desses números em forma de texto e a favor da exposição de uma ideia.

4. O minisseminário

Hora de escolher, coletivavemnte, o aluno que será o moderador do grupo, as equipes que farão a apresentação do trabalho e pensar na organização do trabalho, considerando os recursos visuais, os aparelhos necessários para a apresentação, o local e sua organização.

Dinâmica da atividade select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 min

Orientações:

Introdução:

Com a turma já organizada no espaço destinado à apresentação do minisseminário, o colega moderador:

  • cumprimenta o público;
  • explica a finalidade do minisseminário;
  • reforça os critérios estabelecidos;
  • expõe os temas e os grupos a se apresentarem;
  • passa a palavra aos grupos, obedecendo a sequência.

Dinâmica da atividade select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 32 min

Orientações:

Desenvolvimento:

Durante as apresentações:

  • As apresentações devem ser iniciadas e o roteiro estabelecido deve ser obedecido.
  • O mediador deve transferir a palavra a outro grupo quando terminar uma apresentação.
  • Ressalte a importância de ouvir, sem interromper e prestando a devida atenção.

Durante o momento de participação do público:

  • Amplie a discussão para o grupo, anotando os colegas que querem participar.
  • Organize quem fala e abra o espaço a cada um deles.
  • Discordar faz parte, além de perguntar e/ou comentar. O importante é o respeito mútuo.
  • Incentive os alunos a usarem os modalizadores linguísticos apropriados à ocasião: por favor, felizmente, infelizmente, sem dúvida, por exemplo…

Dinâmica da atividade select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido:13 min (esse tempo deve considerar toda a avaliação).

Orientações:

Fechamento:

  • Essa avaliação pode feita coletivamente, com participação de todos.
  • Construa uma tabela no quadro, oportunizando aos alunos mais um momento dentro dessa prática de linguagem de dados, ajudando-os a compreender como esses dados refletem a realidade.

Para a tabela, atenha-se aos questionamentos abaixo.

3. Converse com os alunos e faças as perguntas oralmente, orientando-se pelas questões abaixo. Anote no quadro, dentro da tabela, o total de votos favoráveis à pergunta feita.

A nossa reflexão sobre o tema deve se apoiar em 4 situações:

4.1 Sobre a pesquisa:

  • Foi fácil localizar as informações dentro do tema escolhido?
  • O material pesquisado ajudou a pensar sobre o tema?
  • Ajudou também na construção do recurso visual para a apresentação?

4.2 Sobre o recurso visual utilizado:

  • Elaborar o recurso visual para a apresentação transformando dados em texto ajudou a compreender o tema?
  • Os dados utilizados contribuíram para o entendimento do tema?
  • Ele traz informação a mais para o tema?

4.3 Sobre o momento da fala:

  • O tom de voz usado pelos apresentadores foi adequado para o local?
  • Os apresentadores fizeram bom uso do recurso visual, adequando à fala?
  • Estabeleceram contato com o público?

4.4 Sobre nossa participação durante a apresentação:

  • Ouvimos o colega?
  • Perguntamos somente no momento certo?
  • Soubemos respeitar as regras combinadas?

5. No final, peça a uns dois alunos que façam uma avaliação geral, com base nos dados da tabela.

  • Peça que respondam a seguinte questão: Como podemos usar essas experiências para nos ajudar em outras apresentações?

Variação da atividade select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Este slide não deve ser exibido aos alunos, ele apenas apresenta uma nova possibilidade da dinâmica de sessão para que você, professor, possa se planejar por meio de outras opções.

  • Esse trabalho deve ser em equipe.
  • Defina, com os alunos, o tema da pesquisa.
  • Oriente-os no sentido de optar por temas ligados a disciplinas estudadas ou que estão em destaque na contemporaneidade.
  • Utilize questionário como métodos de pesquisa. Nesse sentido, as informações não virão de textos expositivos, mas baseados na coleta de dados. Portanto, aqui os dados é que vão compor a base da apresentação, que nasce da pesquisa aplicada pelos alunos.
  • Oriente os alunos para que determinem quem serão as pessoas que irão responder o questionário, após definição do tema.
  • Na sequência, oriente-os na elaboração do questionário.
  • Deve-se orientar os alunos ao uso de ferramentas digitais para a coleta de dados. Uma sugestão é o uso de ferramentas como Mentimeter. Disponível em <https://www.mentimeter.com/> . Ver tutorial elaborado por Sala de Aula 30 em <https://www.youtube.com/watch?v=ILXwkxby1Pk>.
  • Para a apresentação, planejem textos de divulgação científica, a partir da elaboração de esquema que considerem as pesquisas feitas anteriormente, apresentando os dados coletados na realidade.
  • Combinem com os alunos qual equipe vai apresentar.
  • Aproveite para construir um mural com o intuito de divulgar os resultados encontrados.

Variação da atividade select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Este slide não deve ser exibido aos alunos, ele apenas apresenta uma nova possibilidade da dinâmica de sessão para que você, professor, possa se planejar por meio de outras opções.

  • Esse trabalho deve ser desenvolvido em equipe.
  • Aproveite uma situação de visita da turma a algum local ou espaço de visitação: feiras, zoológicos e outros.
  • Depois da visita, converse com os alunos sobre o que é um mapa conceitual e como se apropriar dele para mostrar os conceitos.
  • Peça que incluam no mapa conceitual dados que ajudem no entendimento do tema.
  • Na hora da apresentação, a equipe escolhida para apresentar deve usar como recurso visual o mapa conceitual para desenvolver o tema.

Variação da atividade select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Este slide não deve ser exibido aos alunos, ele apenas apresenta uma nova possibilidade da dinâmica de sessão para que você, professor, possa se planejar por meio de outras opções.

  • Esse trabalho deve ser desenvolvido em equipe.
  • Peça aos alunos que definam um tema de interesse do grupo e façam pesquisas bibliográficas, buscando apoio de textos de divulgação científica.
  • Oriente-os a preparar a apresentação pensando na divulgação por meio do conhecimento sustentado por dados e resultados de pesquisas, visando fundamentar (com argumentos concretos, extraídos das pesquisas bibliográficas) a temática escolhida pela equipe.
  • Para apresentar, conversem sobre o uso do recurso visual, que deve conter os dados.
  • Utilizem os dados em favor da fundamentação do tema escolhido.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é uma proposta de atividade permanente para trabalhar minisseminários. A prática de linguagem priorizada nessa atividade é a oralidade, marcada por um viés investigativo e utilizando gêneros textuais do campo de estudo e pesquisa, considerando o conteúdo temático. Sustenta-se a exposição com evidências como as estabelecidos por Gonzaga (2017, p.175) como prova concreta, quais sejam: “dados, estatísticas, gráficos, exemplos, fatos reais, leis, percentuais retirados de pesquisas científicas ou de fontes confiáveis.” Entretanto, esses dados devem ser apresentados dentro de textos, não os números pelos números, mas os números como fundamentação, ajudando a construir conceitos.

Justificativa: A prática de ensino pautada em gêneros orais é uma realidade distante dos ambientes escolares, sendo preciso pensá-la como práticas que requerem estudo e pesquisas. Assim, aproximam-se as aulas das práticas sociais vigentes: nesse contexto, busca-se uma alfabetização científica. Sob essa perspectiva, espera-se promover ações visando a autonomia do estudante, por meio da pesquisa, produção, e participação coletiva, vivenciando situações comunicativas do campo investigativo. Apesar do foco estar sobre o gênero oral, na interação entre expositor e audiência, considera-se a necessidade de consolidação de aspectos discursivo, linguísticos e semióticos que envolvem planejamento de apresentação oral, com o propósito de ampliar as capacidades dos estudantes para o exercício dessas práticas.

Materiais necessários: Cartolina, pincéis, papéis coloridos, uso de computadores conectados à internet.

Dificuldades antecipadas:

  • Articular os elementos multissemióticos, de forma a produzir sentido.
  • O estudante ter pouco conhecimento prévio acerca do tema tratado.
  • Análise de gráficos, tabelas e pode ser ainda uma interpretação distante dos alunos.
  • Utilizar dados, gráficos e tabelas de forma ajudar a construir conceitos sobre temas estudados.
  • Delimitar o tema durante as pesquisas.

Observação:

Visite a atividade permanente sobre minisseminário destinada a todos os anos do Ensino Fundamental no site da revista Escola para compreender a progressão estabelecida.

Referências sobre o assunto:

Como apresentar um seminário. 2016. Disponível em <https://www.youtube.com/watch?v=BtLrAxvQhU0>. Acesso em: out. 2018.

DIONÍSIO, Ângela Paiva (org). Verbetes enciclopédicos: gráfico e infográfico. Recife: Pipa Comunicações, 2013. Disponível em: <https://issuu.com/pibidletras/docs/serie-verbetes-enciclopedicos-volume4-grafico-e-in>. Acesso em: out. 2018.

DIONÍSIO, Ângela Paiva (org). Verbetes enciclopédicos: tabelas e esquemas. Recife: Pipa Comunicações, 2013. Disponível em: <https://issuu.com/pibidletras/docs/serie-verbetes-enciclopedicos-volum>. Acesso em: out. 2018.

DONDIS, A. Donis. Sintaxe da Linguagem Visual. São Paulo: Martins Fontes, 2003. Disponível em: <http://www3.uma.pt/dmfe/DONDIS_Sintaxe_da_Linguagem_Visual.pdf>. Acesso em: jul. 2018.

FIORIN, José Luiz. Elementos de Análise do Discurso. São Paulo: Contexto, 2008.

GONZAGA, Elen de Souza. Seleção e avaliação de argumentos. In: CORRÊA, Vilma Reche; GARCEZ, Lucília Helena do Carmo. Textos dissertativo-argumentativos: subsídios para qualificação de avaliadores. Brasília: INEP, 2017. Disponível em: <http://portal.inep.gov.br/documents/186968/484421/TEXTOS+DISSERTATIVO+ARGUMENTATIVOS/7809ef0d-5a4a-4c24-9a03-9db15e0bdacf?version=1.0>. Acesso em: jul. 2018.

KOCH, Ingedore Villaça; TRAVAGLIA, Luiz Carlos. A coerência Textual. São Paulo: Contexto: 2004.

LIMEIRA, Eudenise de Albuquerque. Recursos argumentativos. Gloco.com. Disponível em: <http://educacao.globo.com/portugues/assunto/texto-argumentativo/recursos-argumentativos.html>. Acesso em: out. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: variável, anterior à exposição

Orientações:

Preparação: Sensibilização para o trabalho com minisseminários, estabelecido em dois momentos de preparação antecipada:

  • Antes de se iniciar o trabalho com minisseminário.
  • Antes de cada minisseminário.

1º momento da sensibilização: trabalho a ser feito antes de se iniciar os minisseminários:

  • Acontece somente uma vez antes de iniciar os minisseminários, mas pode ser retomado durante o ano, se necessário.
  • É momento que o aluno compreende a finalidade e a estrutura de um minisseminário e estabelece as regras de apresentação e o material de apoio.

  • Minisseminário: o que é, como se faz.
  • Esclareça o que é um minisseminário, as partes que o compõem e o que precisa ser feito antes do momento em que ele acontece.
  • Ressalte a importância dos elementos paralinguísticos, cinésicos e dos recursos visuais utilizados durante a apresentação.
  • Construa o recurso visual utilizado e estabeleça a organização da fala.
  • Faça um levantamento prévio com os alunos:
  • Vocês já assistiram a um minisseminário?
  • Ele tem alguma finalidade?
  • Quais as partes que o compõem?
  • Como devem ser organizadas essas partes?
  • Quem são os participantes?
  • Qual a função de cada participante?
  • Vocês acham que um minisseminário tem regras?
  • Ao estabelecer esse diálogo com os estudantes, anote as respostas no quadro para depois analisarem:

1.1 A figura do moderador (aquele que organiza a apresentação, controla o tempo e faz a mediação durante a rodada de perguntas, que estabelece o contato com o grupo, inclusive pela postura, tom de voz, olhar).

1.2 A do apresentador (aquele que apresenta o tema, que comprova a posição do grupo ou as teorias do tema pelo uso dos argumentos).

  • Fala claramente, com informações organizadas, coerentes com uma sequência lógica: apresentando começo, meio e fim em sua fala, com retomada dos principais pontos da exposição.
  • Usa marcas linguísticas como: Para início… Mais uma informação interessante… Em resumo... Concluindo... Retomando, podemos dizer que...
  • Provoca o público, deixando dicas para reflexão entre os participantes.
  • Utiliza com eficácia os recursos materiais: cartazes, registro no quadro, equipamentos.
  • Posiciona-se diante do público. É interessante observar a direção do olhar, o tom de voz em cada situação.

1.3 O público (assiste e depois participa, perguntando, comentando).

1.4 A definição das partes do minisseminário (apresentação do tema, dos participantes, o momento da apresentação em si e o momento das perguntas aos apresentadores).

2. Sobre a apresentação

Estabeleça um levantamento dos conhecimentos prévios dos alunos também sobre o momento da apresentação:

  • Há alguma norma para se apresentar em público?
  • Como deve se comportar a pessoa que fala para os colegas?
  • O que é importante que ela faça?
  • Como devem se comportar as pessoas que são os ouvintes?
  • Devem participar, perguntando, tirando dúvidas ou comentando, contribuindo com o tema e com os colegas que apresentam?
  • Qual o momento da plateia participar?
  • Como organizar o espaço para a apresentação?

Ao estabelecer esse diálogo com os estudantes, converse sobre a construção composicional desse gênero oral e a importância de cada um desses aspectos durante a apresentação:

  • Os elementos paralinguísticos (tom e volume da voz, pausas e hesitações – que, em geral, devem ser minimizadas –, modulação de voz e entonação, ritmo, respiração etc.);
  • Os elementos cinésicos (postura corporal, movimentos e gestualidade significativa, expressão facial, contato de olho com plateia, modulação de voz e entonação, sincronia da fala com ferramenta de apoio etc.) buscando aperfeiçoar a apresentação.
  • O espaço onde o grupo vai se apresentar deve estar adequado à proposta. Assim, considere os recursos visuais, a quantidade de pessoas para a escolha do espaço. É importante que a disposição em sala dos colegas permita que todos se visualizem.

3. Organização da fala e do material de apoio

Faça um novo levantamento dos conhecimentos prévios dos alunos acerca do recurso visual e da organização da fala:

  • Como utilizar o recurso visual construído pelo grupo?
  • O recurso visual é suficiente ou é preciso ter uma fala estruturada?
  • Como organizar a fala?

Converse sobre a importância de preparar o recurso visual, a fala e a conexão entre eles:

3.1 O recurso visual utilizado: O recurso visual, seja verbal ou não verbal, serve de apoio e suporte para as principais informações.

- O texto verbal deve ser objetivo, atender a estrutura, as características dos textos expositivos e os recursos estabelecidos como estratégia argumentativa.

3.2 A apresentação oral deve ser pensada, planejada, organizada:

  • Por onde começar?
  • Como discutir?
  • Como se apropriar, na fala, do recurso argumentativo solicitado?
  • Como finalizar, fazendo as retomadas necessárias?
  • Quais as marcas linguísticas devem ser usadas?

3.3 Como organizar a fala e o recurso visual com segurança?

  • Utilize a pesquisa, que deve ser feita observando a finalidade do minisseminário, o recurso argumentativo e o tema eleitos para o momento.

OBS: Se necessário, aconselhe aos alunos que façam um ensaio antes, dentro de cada grupo.

2º momento: orientação para essa aula.

OBS: Esse momento acontece durante o mês que antecede o dia da apresentação. No dia da realização do minisseminário, já estará pronto esse segundo momento.

  • Compreensão do recurso adotado, dentro dos gêneros expositivos, que norteará a apresentação e fará parte do recurso visual.
  • Escolha do tema e apropriação dos conceitos ligados a ele, por meio de pesquisas.

1.O recurso argumentativo: dados, gráficos, tabelas, estatísticas

Questione os alunos:

  • O que são recursos argumentativos?
  • Como usar dados, gráficos, tabelas, estatísticas, percentuais e transformá-los em textos?

1.1 O recurso argumentativo adotado para essa aula é o uso de argumentos, classificados por Gonzaga (2017, p.175), como prova concreta: ¨dados, estatísticas, gráficos, (...) percentuais retirados de pesquisas científicas ou de fontes confiáveis” Ver em: http://portal.inep.gov.br/documents/186968/484421/TEXTOS+DISSERTATIVO+ARGUMENTATIVOS/7809ef0d-5a4a-4c24-9a03-9db15e0bdacf?version=1.0

1.2 Para saber mais sobre gráficos, tabelas, esquemas, infográficos, ver sugestões em: https://issuu.com/pibidletras/docs/serie-verbetes-enciclopedicos-volume4-grafico-e-in e em https://issuu.com/pibidletras/docs/serie-verbetes-enciclopedicos-volum.

1.3 Sobre o uso e leitura de dados, como recurso argumentativo, em textos, ver sugestões:

Sobre a inserção de dados, gráfico, tabelas e infográficos em textos, ver https://www.redacaoperfeita.com/redacao-para-concursos/como-usar-os-numerais-na-redacao/.

2.Os gêneros textuais expositivos

Faça uma reflexão com os estudantes:

  • Quais os textos nos trazem informação sobre temas que pesquisamos?
  • Que características esses textos apresentam?
  • Como usar esse tipo de texto para reproduzir a informação?

2.1 Converse sobre as características desse gênero com os alunos. Ver mais em https://www.todamateria.com.br/texto-expositivo/ e em https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/redacao/texto-expositivo.htm

3.O conteúdo temático

3.1 Sugere-se que, por meio de conversa, listem-se temas de interesse dos alunos. Para tanto, pode-se provocar a reflexão, analisando a realidade para que optem por temas que despertem interesse:

  • O que está acontecendo ao nosso redor?
  • Como isso impacta em nosso modo de viver?
  • A qual área do conhecimento esse tema está ligado?
  • Como e onde buscar informações sobre esse tema, de forma que elas retratem conceitos, informações, complementos?

3.2 Oriente-os sobre a delimitação. Reflita com eles sobre:

  • o que pesquisar dentro desse tema;
  • qual curiosidade mostrar;
  • quais dados seriam interessantes mostrar a respeito desse tema;
  • o uso desses números em forma de texto e a favor da exposição de uma ideia.

4. O minisseminário

Hora de escolher, coletivavemnte, o aluno que será o moderador do grupo, as equipes que farão a apresentação do trabalho e pensar na organização do trabalho, considerando os recursos visuais, os aparelhos necessários para a apresentação, o local e sua organização.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 min

Orientações:

Introdução:

Com a turma já organizada no espaço destinado à apresentação do minisseminário, o colega moderador:

  • cumprimenta o público;
  • explica a finalidade do minisseminário;
  • reforça os critérios estabelecidos;
  • expõe os temas e os grupos a se apresentarem;
  • passa a palavra aos grupos, obedecendo a sequência.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 32 min

Orientações:

Desenvolvimento:

Durante as apresentações:

  • As apresentações devem ser iniciadas e o roteiro estabelecido deve ser obedecido.
  • O mediador deve transferir a palavra a outro grupo quando terminar uma apresentação.
  • Ressalte a importância de ouvir, sem interromper e prestando a devida atenção.

Durante o momento de participação do público:

  • Amplie a discussão para o grupo, anotando os colegas que querem participar.
  • Organize quem fala e abra o espaço a cada um deles.
  • Discordar faz parte, além de perguntar e/ou comentar. O importante é o respeito mútuo.
  • Incentive os alunos a usarem os modalizadores linguísticos apropriados à ocasião: por favor, felizmente, infelizmente, sem dúvida, por exemplo…
Slide Plano Aula

Tempo sugerido:13 min (esse tempo deve considerar toda a avaliação).

Orientações:

Fechamento:

  • Essa avaliação pode feita coletivamente, com participação de todos.
  • Construa uma tabela no quadro, oportunizando aos alunos mais um momento dentro dessa prática de linguagem de dados, ajudando-os a compreender como esses dados refletem a realidade.

Para a tabela, atenha-se aos questionamentos abaixo.

3. Converse com os alunos e faças as perguntas oralmente, orientando-se pelas questões abaixo. Anote no quadro, dentro da tabela, o total de votos favoráveis à pergunta feita.

A nossa reflexão sobre o tema deve se apoiar em 4 situações:

4.1 Sobre a pesquisa:

  • Foi fácil localizar as informações dentro do tema escolhido?
  • O material pesquisado ajudou a pensar sobre o tema?
  • Ajudou também na construção do recurso visual para a apresentação?

4.2 Sobre o recurso visual utilizado:

  • Elaborar o recurso visual para a apresentação transformando dados em texto ajudou a compreender o tema?
  • Os dados utilizados contribuíram para o entendimento do tema?
  • Ele traz informação a mais para o tema?

4.3 Sobre o momento da fala:

  • O tom de voz usado pelos apresentadores foi adequado para o local?
  • Os apresentadores fizeram bom uso do recurso visual, adequando à fala?
  • Estabeleceram contato com o público?

4.4 Sobre nossa participação durante a apresentação:

  • Ouvimos o colega?
  • Perguntamos somente no momento certo?
  • Soubemos respeitar as regras combinadas?

5. No final, peça a uns dois alunos que façam uma avaliação geral, com base nos dados da tabela.

  • Peça que respondam a seguinte questão: Como podemos usar essas experiências para nos ajudar em outras apresentações?

Slide Plano Aula

Orientações: Este slide não deve ser exibido aos alunos, ele apenas apresenta uma nova possibilidade da dinâmica de sessão para que você, professor, possa se planejar por meio de outras opções.

  • Esse trabalho deve ser em equipe.
  • Defina, com os alunos, o tema da pesquisa.
  • Oriente-os no sentido de optar por temas ligados a disciplinas estudadas ou que estão em destaque na contemporaneidade.
  • Utilize questionário como métodos de pesquisa. Nesse sentido, as informações não virão de textos expositivos, mas baseados na coleta de dados. Portanto, aqui os dados é que vão compor a base da apresentação, que nasce da pesquisa aplicada pelos alunos.
  • Oriente os alunos para que determinem quem serão as pessoas que irão responder o questionário, após definição do tema.
  • Na sequência, oriente-os na elaboração do questionário.
  • Deve-se orientar os alunos ao uso de ferramentas digitais para a coleta de dados. Uma sugestão é o uso de ferramentas como Mentimeter. Disponível em <https://www.mentimeter.com/> . Ver tutorial elaborado por Sala de Aula 30 em <https://www.youtube.com/watch?v=ILXwkxby1Pk>.
  • Para a apresentação, planejem textos de divulgação científica, a partir da elaboração de esquema que considerem as pesquisas feitas anteriormente, apresentando os dados coletados na realidade.
  • Combinem com os alunos qual equipe vai apresentar.
  • Aproveite para construir um mural com o intuito de divulgar os resultados encontrados.
Slide Plano Aula

Orientações: Este slide não deve ser exibido aos alunos, ele apenas apresenta uma nova possibilidade da dinâmica de sessão para que você, professor, possa se planejar por meio de outras opções.

  • Esse trabalho deve ser desenvolvido em equipe.
  • Aproveite uma situação de visita da turma a algum local ou espaço de visitação: feiras, zoológicos e outros.
  • Depois da visita, converse com os alunos sobre o que é um mapa conceitual e como se apropriar dele para mostrar os conceitos.
  • Peça que incluam no mapa conceitual dados que ajudem no entendimento do tema.
  • Na hora da apresentação, a equipe escolhida para apresentar deve usar como recurso visual o mapa conceitual para desenvolver o tema.

Slide Plano Aula

Orientações: Este slide não deve ser exibido aos alunos, ele apenas apresenta uma nova possibilidade da dinâmica de sessão para que você, professor, possa se planejar por meio de outras opções.

  • Esse trabalho deve ser desenvolvido em equipe.
  • Peça aos alunos que definam um tema de interesse do grupo e façam pesquisas bibliográficas, buscando apoio de textos de divulgação científica.
  • Oriente-os a preparar a apresentação pensando na divulgação por meio do conhecimento sustentado por dados e resultados de pesquisas, visando fundamentar (com argumentos concretos, extraídos das pesquisas bibliográficas) a temática escolhida pela equipe.
  • Para apresentar, conversem sobre o uso do recurso visual, que deve conter os dados.
  • Utilizem os dados em favor da fundamentação do tema escolhido.
Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

AULAS DE Leitura/Escuta do 6º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 6º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP35 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP38 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP40 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP41 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano