14844
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Educação Infantil > Creche - Bebês

Atividade - Riscando e escolhendo o papel

Nesta atividade, as crianças irão explorar como diferentes riscantes interagem com os suportes escolhidos.

Plano 04 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Bárbara de mello

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Para esta atividade, um dos riscantes será giz de cera grosso. Caso não o tenha na escola, uma dica é confeccioná-los previamente com sobras de giz de cera derretidos e colocados em formas de silicone e/ou frascos vazios de iogurte e/ou fundo de garrafinhas pet até sua secagem. Para o plano inclinado, se não houver um suporte nesse formato, confeccione-o com papelão duro retangular, dobrando-o em três partes (duas das partes precisam ter o mesmo tamanho e a terceira, dependendo do tamanho, poderá regular a inclinação). É interessante que os bebês já tenham tido vivências com riscantes.

Materiais:

Papel ofício, papel celofane, papel camurça, giz de cera grosso, caneta permanente, fita crepe, suportes inclinados feitos de papelão ou outros existentes na escola.

Espaços:

A atividade poderá ser realizada numa área de grande espaço, interno ou externo, de acordo com a disponibilidade da escola. Na organização dos papéis, é interessante propor formas variadas de apresentá-los, por exemplo: organizar papel ofício, um grudado no outro pela parte de trás das folhas em sequência (formando um trajeto a ser registrado), círculos de papel camurça e celofane que podem estar no chão, na parede, envoltos em árvores, em superfícies inclinadas e planas feitas de papelão ou em outros suportes disponíveis. Disponibilize-os de maneira que os bebês possam se agrupar com autonomia e, ao mesmo tempo, circular por todos os suportes para deixar marcas e ter acesso aos riscantes. Lembre-se de que a proposta contempla produções individuais dentro de uma coletividade, a partir do momento que os bebês têm acesso livre aos suportes coletivos disponibilizados.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 40 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Como cada bebê se comunica e/ou se expressa durante sua pesquisa exploratória?

2. Quais suportes escolhem para deixar suas marcas e quais riscantes preferem para registrar nas produções coletivas? Como utilizam cada um deles?

3. O bebê pode imitar e reproduzir gestos e movimentos dos outros bebês e de adultos presentes. De que forma você percebe isso durante a proposta?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. Garanta que todos os bebês participem. Para os que não se locomovem com autonomia, convide cada um para estar em seu colo nas experiências propostas, junto com as demais crianças engajadas na atividade e converse com eles sobre o que estão vendo. Apoie as crianças e esteja atento às especificidades de cada uma.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Convide o grupo todo de bebês para se locomover até o espaço escolhido e converse com eles sobre a proposta. Oriente que escolham os riscantes e os papéis que desejam utilizar para suas produções. Registre em fotografias e/ou vídeos as ações deles, para fazer uma posterior reflexão sobre a experiência e compartilhar os registros com eles, com a escola e com as famílias. Leve ao espaço externo um cesto com objetos já conhecidos pelas crianças, para que os utilizem, caso seja necessário, durante ou ao final da proposta.


2

Já com os suportes riscantes escolhidos, os bebês se engajam em sua produções, deixando suas primeiras marcas. Esteja disponível e recíproco às ações deles, em interação com o espaço, com os objetos, entre eles e com os adultos.

Possíveis ações da criança neste momento: Um dos bebês escolhe o giz de cera para fazer seu registro e se locomove até o celofane. Risca e, em sua pesquisa exploratória, percebe que o giz de cera não deixou marcas neste suporte. Olha o giz de cera e insiste mais uma vez. Curioso com a sua descoberta, olha o entorno e analisa outras possibilidades. Decide continuar segurando o giz e se locomove até o papel ofício. Risca o papel e demonstra satisfação com a sua marca nesse suporte.

Possível fala do professor: Você descobriu um lugar para deixar a sua marca com o giz de cera. Muito interessante os registros que fez. Percebi que utilizou mais de uma cor na sua escolha. Que tal utilizar a caneta permanente para deixar suas marcas no celofane.


3

Continue a observar como cada bebê escolhe riscantes e suportes para deixar marcas. Encoraje-os em suas escolhas e pesquisas, apoiando-os sempre que necessário, mediando as hipóteses e fazendo boas intervenções, para que cheguem a uma solução. Disponibilize seu corpo, olhar sensível e escuta atenta às duplas ou pequenos grupos de bebês e chame atenção deles para a produção uns dos outros, dando ênfase, dialogando sobre o que estão vendo e sobre os materiais escolhidos, por exemplo, com a seguinte frase: olhe, o bebê utilizou dois gizes de cera, um em cada mão para deixar marcas no papel camurça. O bebê ao lado também utilizou o papel camurça, porém, preferiu utilizar a caneta permanente.

Possíveis ações da criança neste momento: Um dos bebês, ao ouvir a conversa, corre até a sua produção anterior com caneta permanente e celofane. Aponta, querendo chamar atenção do professor e dos outros bebês.

Possível fala do professor neste momento: Vejam, o bebê está nos mostrando o registro dele. Isso mesmo, você utilizou a caneta permanente para deixar marcas no celofane.


4

Enquanto os bebês deixam suas marcas com autonomia, converse com duplas ou pequenos grupos sobre suas produções coletivas no mesmo suporte. Perceba e registre em fotos e/ou vídeos como as ações individuais de cada bebê pode influenciar na construção coletiva e das ações e reações uns dos outros e do grupo.


Para finalizar:

Um pouco antes de terminar a atividade, sinalize às crianças qual será o próximo momento do dia, atribuindo uma previsibilidade à experiência seguinte do cotidiano. Isso ajuda na compreensão das noções de tempo e espaço. Incentive que guardem os riscantes e proponha que elejam um local para expor suas produções.

Desdobramentos

Para ampliar o repertório dos bebês, você pode propor também que eles utilizem outros suportes e/ou superfícies para deixarem marcas, como por exemplo, chão ou paredes (se for uma área própria para isso), placas de acrílico, espelhos de material inquebrável, tábuas de madeira, CDs, areia, terra etc. Por meio de elementos da natureza, riscantes e tintas. Lembre-se de que os suportes sempre devem oferecer segurança aos bebês. E, ao mesmo tempo, despertar encantamento e interesse pela pesquisa.

Engajando as famílias

No final do dia compartilhe as produções com a comunidade escolar e proponha que cada família, em casa, deixe marcas em um do suportes de sua escolha: tampa de caixa de pizza, tampa de caixa de sapato, papelões e/ou papéis grossos como o papel cartão recortados em diferentes formatos (círculo com buraco no meio, quadrado, retângulo, estrela, coração, etc). A ideia é que façam os registros junto com suas crianças. Posteriormente, esses suportes voltarão para a escola para serem expostos em algum espaço escolhido junto com os bebês. Convide os familiares para essa participação, relatando como foi a experiência também em casa, pois trata-se de uma construção conjunta, em parceria entre a escola e a família.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Bebês :

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01CG03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01TS02 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01EF06 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano