14787
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Atividade - Desvio de obstáculos

Nesta atividade, crianças montarão um percurso com obstáculos que não podem ser tocados e derrubados e terão que realizá-lo.

Plano 03 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Adriana Mitiko do Nascimento Takeuti

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Separe alguns momentos para que você e as crianças possam percorrer os diferentes espaços da escola ou de seu entorno. Nesses dias, procurem reunir os materiais de largo alcance sugeridos neste plano, zelando pelo cuidado no manuseio deles. Depois, façam uma lista dos materiais que não foram encontrados, ou que vocês consideram bom ter em maior quantidade, e conversem com as demais crianças e adultos da escola, solicitando a colaboração deles para recolherem e doarem, dentro de um prazo, o que conseguirem. Vocês podem definir, junto com a gestão, um local de fácil acesso e passagem na escola onde os materiais podem ser deixados. Após reunirem os materiais, pergunte às crianças quais espaços da escola elas acham que podem ser adequados para a construção do percurso e definam, em conjunto, onde irá ocorrer a atividade.

Materiais:

Procurem reunir materiais de largo alcance que possam ser empilhados e alguns que façam barulho ao serem encostados ou derrubados. Algumas sugestões são: sucatas, carretéis, tonéis, caixas, caixotes, potes de alumínio, potes com sementes dentro, cordas e barbantes com sinos amarrados, rolos de papel, tocos de madeira e fitas adesivas. Adapte essa lista de acordo com o que for encontrado na escola e seu entorno e garanta uma quantidade suficiente para que todas as crianças possam manusear e construir diferentes estruturas. Ao recolher os materiais tenha alguns cuidados, como não deixar que as crianças entrem em contato com farpas, rebarbas, pregos, resíduos tóxicos ou outros tipos nocivos de sujeira.

Para o registro da atividade: se possível, algum aparelho fotográfico ou de vídeo.

Espaços:

Realize a atividade em um local amplo como uma quadra, um pátio, ou mesmo uma sala. Reúna todo o grupo para exploração dos materiais e para a construção do percurso. Neste momento, as crianças poderão se organizar em pequenos grupos. Depois de montados os obstáculos, iniciem a brincadeira de atravessar todo o percurso sem encostar em nada, ou não deixar nada cair. Ao final, solicite a colaboração de todos para a organização do espaço.

Tempo sugerido:

Aproximadamente uma hora e 30 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

1. De quais formas as crianças se deslocam pelo espaço, ao percorrerem o percurso, para não encostarem, nem derrubarem nenhum objeto?

2. Ao explorarem diferentes formas de deslocamento, como elas demonstram considerar orientações e sugestões suas e das demais crianças?

3. As crianças demonstram quais atitudes de cuidado e solidariedade entre si e os adultos? Em quais momentos isso fica mais evidente?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. Incentive que as crianças explorem o percurso, construam e percebam a firmeza das estruturas montadas por meio do tato e da observação. Promova construções que permitam a exploração corporal do espaço de diferentes formas, como pular, se arrastar, se encolher etc. É importante que os colegas se ajudem, dando dicas, apoios e mostrando formas variadas de superar cada obstáculo.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Em uma roda de conversa com todo o grupo, diga que vocês vão brincar de fazer um caminho, construindo nele obstáculos com os materiais que reuniram anteriormente. Diga também que o maior desafio vai ser passar por ele sem encostar em nenhuma estrutura construída, nem deixar elas se desmontarem e caírem no chão.

Possíveis falas do professor neste momento: Vocês já construíram algum caminho com obstáculos antes? Qual a diferença entre o caminho que já fizemos e o que vamos fazer agora? Como a gente vai poder construir esse caminho? Utilizando quais materiais? Como a gente faz para formar um caminho bem desafiador de se passar com esses materiais? A gente vai poder fazer as construções em qualquer lugar? Vocês têm ideias de como podemos organizar onde cada construção vai ficar?


2

Disponibilize os materiais de largo alcance às crianças. Solicite que elas construam estruturas, unindo uns aos outros e considerando sobre como vão passar por eles depois, auxiliando-as sempre que houver necessidade.

Elas poderão construir os percursos individualmente, ou em pequenos grupos, de acordo com os materiais que quiserem utilizar, ou como estiverem explorando as formas de construção. Apoie a formação dos agrupamentos e, se achar pertinente, sugira parcerias. Incentive que elas partilhem os materiais com autonomia e intervenha se for chamado, ou se notar a necessidade de mediar a resolução de algum conflito. Aproveite o momento para ouvir atentamente as crianças e para fazer registros, fotografando ou gravando as ações delas.

Possíveis ações da criança neste momento: Convidar outros colegas para brincar com ela; ficar imersa explorando algum material e suas características, iniciar a divisão dos materiais e recolher o que quer usar; explorar diferentes formas de encaixes e empilhamentos; entrar em conflito disputando o uso de algum material.


3

Neste momento, é importante que as crianças façam as construções com liberdade, expressando hipóteses a partir de um repertório que elas já tenham vivenciado. Assim, elas poderão construir obstáculos, empilhar e distribuir os materiais no caminho, de acordo com as hipóteses que fizerem sobre as possibilidades de uso de cada material.

Observe atentamente essas explorações, fazendo registros fotográficos ou em vídeo que demonstrem o protagonismo delas. Eles poderão ser utilizados por vocês em outros momentos, ao retomarem a brincadeira, para pensar em novos desdobramentos.

Retome as ideias iniciais que as crianças tiveram sobre as construções e, se achar necessário, delimite no chão, com uma fita adesiva, o caminho por onde elas passarão, indicando que as construções dos obstáculos sejam feitas dentro ou ao longo dele.


4

Percorra os grupos, apoiando nas construções, se for solicitado. Considere fazer intervenções para promover que os obstáculos construídos sejam desafiantes e garantam a acessibilidade e a exploração de diferentes movimentos. Também é pertinente que sejam construídos em diferentes tamanhos e que cada um tenha ao menos um elemento que faça barulho ao ser encostado, ou derrubado, como latinhas de alumínio e potes com semestes.

Possíveis falas do professor neste momento: Você pode me mostrar como vai passar por esse obstáculo depois que ele estiver todo construído? Quer ajuda para conseguir colocar este material mais em cima? Como você acha que nós podemos passar por essas caixas, sem encostar nelas? Se a gente esticar essa corda aqui, como podemos fazer para passar por ela? Se este caminho estivesse mais apertado/estreito, como a gente faria para passar por ele? Fica mais divertido assim?

Possíveis ações da criança neste momento: Explorar movimentos de forma animada, como pular sobre caixas e se arrastar embaixo de cordas; fazer testes de empilhamentos e agrupamentos de materiais; construir e derrubar estruturas.


5

Ao perceber que as crianças estão finalizando as construções, convide todo o grupo para se sentar próximo de você. Elejam uma criança que deverá passar pelo caminho primeiro, relembrando que a regra é não encostar, nem derrubar nada. Incentive que as outras que estejam observando torçam, ou dêem dicas de movimentos para ela poder passar em cada obstáculo. Ao encostar ou cair em algum obstáculo, elas o reconstroem e cedem a vez para outra tentar percorrer todo o caminho.

Possíveis falas do professor neste momento: Como vocês acham que ela pode passar por esse obstáculo? É melhor pular, ou se arrastar? Nesta parte mais apertada é melhor passar mais rápido, ou mais devagar? Ela pode passar se mexendo bastante, ou mais quietinha? Quando você voltar para tentar de novo, vai fazer o que de diferente?

Possíveis ações da criança neste momento: Fazer gestos e movimentos para que a outra que esteja passando pelo caminho possa imitá-la; torcer batendo palmas e gritando para quem está tentando passar pelo caminho.


6

Se perceber que as crianças querem explorar os caminhos e materiais de outras formas, garanta um tempo para que todas possam fazer o percurso juntas, com liberdade. Assim, elas poderão reconfigurar o espaço, mudando materiais de lugar ou fazendo novos agrupamentos, à medida em que pensam em novos desafios de deslocamentos e movimentos.


7

Ao longo da atividade, se você notar que alguma criança não está engajada, ou que já terminou o que estava fazendo, converse com ela para saber quais são seus interesses. Convide-a para participar dos diferentes momentos da atividade, como na organização dos materiais, no apoio aos colegas e na travessia do caminho. Sugira também que ela te auxilie a fazer os registros fotográficos dos colegas ou brinque com algum material disponível. É importante respeitar caso elas escolha não participar. Se achar pertinente, convide mais crianças para fazer parte dessas ações, para elas terem a oportunidade de vivenciar a atividade a partir de outras perspectivas.


8

Avise a todo o grupo quando o tempo da atividade estiver chegando ao fim.


Para finalizar:

Diga para todo o grupo quanto tempo vocês têm para encerrar a atividade. Considere disponibilizar ao menos cinco minutos para que as crianças possam auxiliar na organização do espaço, no ritmo delas.

Você pode propor que as crianças decidam se querem desmanchar as estruturas com cuidado, tirando peça, por peça; se preferem derrubar tudo de uma vez, com seus corpos; ou se querem fazer das duas formas. Também é possível que elas reúnam os materiais a serem guardados em grupos, inventando classificações como os pesados, os cilíndricos, os barulhentos etc.

Desdobramentos

Ao repetirem esta atividade, mostre para as crianças as imagens e vídeos que você gravou anteriormente. Relembrem o que cada uma fez, quais foram as partes mais difíceis e as mais divertidas da brincadeira. A partir disso, pensem em novas formas de utilizar os mesmos materiais para montar diferentes obstáculos. Vocês podem fazer desenhos para apoiar o planejamento. Também é possível propor a montagem de brincadeiras no percurso, considerando adaptações para que outra turma da escola, de crianças com idades diferentes, brinque nele.

Engajando as famílias

Envie para as famílias fotografias ou relatos sobre como esta atividade foi desenvolvida com as crianças. Solicite que elas contribuam enviando outros materiais que possam ser utilizados e as convide para também participar da brincadeira em um dia previamente combinado entre vocês.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses) :

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02CG03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02EO01 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02CG02 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano