14760
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Educação Infantil > Creche - Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Atividade - Experimentando vegetais

Nesta atividade, as crianças trazem vegetais de casa e os apresentam aos colegas. Eles também podem degustá-lo ou utilizá-lo para brincadeiras.

Plano 04 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Karla Alessandra Santos Pereira de Souza

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Avise as famílias sobre a atividade e solicite que enviem a escola, no dia combinado, duas unidades de um vegetal preferidoque a criança costuma comer em casa. É importante orientar a família que a criança participe da escolha do alimento que irá levar para escola, pois conhecendo o alimento que trouxe ela poderá participar mais ativamente dos diálogos. Fique atento para que, na medida do possível, haja uma grande variedade de alimentos para que as possibilidades de experimentação sejam variadas. Leve também os seus vegetais preferidos e participe ativamente da proposta.

Materiais:

Vários tipos de vegetais (você também pode ainda incluirhortaliças e frutos) enviados pelas famílias e providenciados por você na própria escola ou fora dela (tomates, cebolas, alface, coentro, cebolinha, couve, cenoura etc.). Cestos, caixas de feira e fruteiras para colocar as hortaliças, balança digital (se for possível). Brinquedos de faz de contaque lembrem brincadeiras de cozinha, como panelinhas, talheres, pratinhos, liquidificador, panelas de verdade, latas e outros materiais usuais dos momentos de alimentação, como copos, guardanapos, tigelas plásticas etc.

Espaços:

Esta atividade pode ser realizada na sala ou na área externa, com os materiais dispostos em diferentes cantos e em diferentes planos (baixo-médio-alto). Organize cada canto de maneira acolhedora e convidativa às crianças, aproveitando os espaços de forma que as crianças possam transitar com autonomia e escolher o que mais agrada. É possivel seguir esta sugestão:

Um canto com um tapete ou esteira no chão, com frutos e vegetais em fruteiras ou caixas de feira.

Em outro canto, mesinhas ou bancos baixos com vegetais, que podem estar em cestos, e uma balança digital.

E em outro canto, uma outra mesinha ou bancada, com os objetos de faz de conta de cozinha.

Tempo sugerido:

Entre 40 minutos e 01 hora.

Perguntas para guiar suas observações:

1.De que forma as crianças evidenciam suas preferências? Elas indicam gostar dos alimentos que estão com os colegas? Apontam? Querem pegar/comer?

2. Como as crianças demonstram interesse pela atividade? Ficam ansiosas para falar, mostrar o alimento? Como demonstram essa ansiedade? Como os pequenos apresentam seu alimento preferido?

3. As crianças criam brincadeiras de faz de conta com os alimentos? Que representações elas criam? Brincam que são cozinheiros, feirantes, vendedores etc?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo. Essa atividade favorece diversas formas de exploração, tanto em relação a alimentação quanto a manipulação das diversas espécies vegetais, além da interação das crianças. Apoie-as em suas individualidades, a fim de que possam ter suas preferências respeitadas, como o tipo de vegetais que gostam e não gostam. Garanta a participação delas na exploração dos alimentos, na acessibilidade aos materiais, na circulação pelo espaço etc.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Na sala ou no espaço da escola escolhido por você, com as crianças em roda, peça para que apresentem o vegetal que trouxeram de casa. Apresente um também. Dê a possibilidade de que cada criança, a maneira dela, “fale”, mostre ou brinque com seu alimento. Fique atento se a criança oferece aos demais, se quer comer, se olha com interesse para os vegetais dos colegas, se indica que também gosta dos outros vegetais, se pede ao colega, se revela timidez etc.

Possíveis ações da criança neste momento: As crianças podem se mostrar muito empolgadas e eufóricas. Algumas podem mostrar com orgulho seu alimento, indicando que é seu. Outras podem tentar esconder, manifestando que não quer que ninguém pegue ou veja, ou indicar com gestos que seu alimento é grande e pesado, podendo se sentir feliz porque o dela é maior do que o do outro. Elas podem manifestar o desejo pelo alimento do outro, indicando ou balbuciando que quer saber o nome.


2

Depois da apresentação do vegetal por cada criança, conduza a atividade, ainda no grande grupo, falando sobre de onde vêm os vegetais. Sugira que as crianças os experimentem, a maneira delas (cheirando, tocando, degustando…), os vegetais dos colegas. Perceba o que acham da sugestão: se ficam felizes, batem palminhas, franzem a testa, choram, balançam a cabeça indicando negação etc. Talvez alguma criança já tenha tido essa iniciativa. Aproveite para contar com a ajuda dela e peça que ofereça seu vegetal a um coleguinha, por exemplo, sugerindo aos demais que façam o mesmo, respeitando a vontade de cada um.

Possíveis falas e ações do professor e da criança neste momento: Algumas podem só observar. Nesse caso, convide-as a tentar experimentar algum dos alimentos ou pergunte: qual dos alimentos que têm aqui, você já comeu? Você gosta desse aqui? Quer sentir o cheirinho? Se ainda assim elas não quiserem, respeite.


3

Participe também desta interação. Pegue o seu alimento, ou o de uma criança, que você experimentou e comece a cheirar, tocar com calma, inspirando as crianças a fazerem o mesmo. Deixe que explorem as sensações que cada alimento pode causar, inclusive de repulsa. Afinal, todos são diferentes e podem apresentar gostos e sensações diferenciados.

Possíveis falas do professor neste momento: Você não gostou? Olha! Ela gosta! Você quer tocar? Não? tudo bem! Será que este aqui é doce ou azedo? O que acha?


4

Depois dessa experimentação, convide as crianças em grande grupo a visitarem os espaços já preparados com as diferentes espécies de alimentos, instrumentos e acessórios de cozinha. Se alguma criança quiser levar seu vegetal para o espaço, sugira para as outras crianças a mesma ação. Apresente os cantos organizados e deixe que, por livre escolha, explorem os espaços e atribuam aos objetos o uso que sua imaginação permitir. Observe se preferem manusear os alimentos, se vão em direção aos brinquedos, se começam a criar enredos e brincadeiras de cozinha ou que estão na feira vendendo ou comprando. Note se dão uso social para a balança, se pegam alimentos e colocam na panela.


5

Nesta etapa, perceba se as crianças formam grupos por preferências, como, por exemplo, se algumas se direcionam aos instrumentos de cozinha e logo começam uma brincadeira de comidinha etc. Caminhe pelo espaço e fique atento às ações e iniciativas das crianças, bem como suas falas, incentivando as brincadeiras. Perceba se querem comer algum vegetal, se usam as panelas para outro fim (como instrumento musical), se usam as latas como panelas, se colocam alimentos na tigela e mexem com uma colher etc. e brinque junto com elas. Avise que logo chegará o momento de colocar os materiais no lugar para iniciarem outra atividade.

Possíveis falas do professor neste momento: Você gostou dessa balança? Pode pesar dois chuchus pra mim? Olha! O que você acha que ele está cozinhando? Hum, que sopa gostosa! Veja como ela está brincando com aquela batedeira! Vamos fazer comidinha juntos? Que barulho legal, faz essa panela! Quer experimentar? Eu quero comprar uma cenoura? Esta está perfeita!

Para finalizar:

Perceba o envolvimento das crianças. Se necessário deixe que brinquem um pouco mais. Brinque junto com elas. Avise quando faltar 10 minutos para acabar a atividade e depois quando faltar 5 minutos. Peça que as crianças te ajudem a guardar os materiais, o que pode ser feito de forma bem divertida e dinâmica. Caso já tenha um ritual para este momento, use-o ou crie um, como cantar uma música ou fazer imitação. Depois, a partir das indicações das crianças (no momento da exploração), sugira que os alimentos preferidos por elas sejam usados em algumas receitas, posteriormente.

Desdobramentos

Você pode planejar uma visita a uma feira em dia tranquilo, ou a uma frutaria, com apenas uma parte da turma (4 ou 5) e com ajuda de outros adultos, para que as crianças conheçam outras hortaliças e as experimentem. Sendo possível, é possível levar as crianças a cozinha da escola para observarem quais e como são usados os alimentos da horta. Pode também propor outrasatividades de livre escolha e faz de conta a partir de suas observações nos momentos de brincadeiras das crianças.

Engajando as famílias

Proponha às famílias, enviando um bilhete, que quando forem à feira ou frutaria levem a criança e deixem que ela participe da escolha dos alimentos, experimentando, colocando na balança, sentindo o cheiro, textura etc. Peça que registrem essa experiência com foto para a montagem de um mural, que será afixado na porta da sala, e compartilhado com todos.Monte um espaço de faz de conta na entrada da sala, que pode ser uma banca de feira ou frutaria, a fim de que as crianças brinquem com seus familiares.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses) :

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02EO05 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02EO06 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02CG01 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano