14658
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 8º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - A adaptação de textos: da crônica ao gênero dramático

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 8º ano do EF sobre A adaptação de textos: da crônica ao gênero dramático

Plano 08 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Carolina Silva

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos; ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a oitava aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Textual dramático (comédias) e no campo de atuação Artístico-literário. A aula faz parte de uma sequência de atividades voltada para texto dramático, teatro e humor.

Informações sobre o gênero: Texto dramático (comédias): produção artístico-literária que, reunindo texto e espetáculo, organiza e estrutura o humor dentro de uma apresentação, por meio dos elementos/momentos da narrativa e sequências dialogais. É irreverente, retrata o cotidiano e as pessoas comuns. Seu objetivo é entreter, provocando o riso do espectador e ampliando seu imaginário, levando-o à maior compreensão da realidade.

Materiais necessários: Projetor para a exibição dos slides e versão impressa da crônica “Pá, pá, pá”, de Luis Fernando Verissimo, para distribuir aos alunos.

Dificuldades antecipadas: Pouco domínio do desenvolvimento de rubricas, caracterização de personagens, construção de diálogos e outros aspectos gramaticais importantes para a adaptação ao texto dramático. Desta forma, a troca de conhecimentos entre os alunos e uma ordenação da sala que favoreça discussões durante as atividades são bem-vindas. Você poderá solicitar que a turma se divida em grupos para acompanhar as tarefas da aula.

Referências bibliográficas: 1) MARCUSCHI, L. A. Da fala para a escrita: atividades de retextualização. São Paulo. Cortez, 2001. 2) MAREGA, Larissa Minuesa Pontes. A palavra em cena: o texto dramático no ensino de língua portuguesa. 262f. Tese de Doutorado - USP, São Paulo, 2015. 3) “PÁ, PÁ, PÁ”, de Luis Fernando Verissimo. Disponível em: http://gtdcronicas2009.blogspot.com/2009/09/cronica-1-pa-pa-pa.html - Acesso em: 10/10/2018.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 05 minutos.

Orientações: Professor, diga à turma que abaixo estão algumas características de um certo gênero textual. Faça, com os alunos, a leitura delas:

  • Presença de personagens ligados, com lógica, uns aos outros, e às ações.
  • Conjunto de atos dramáticos, maneiras de ser e de agir das personagens, encadeadas à unidade do efeito e segundo uma ordem composta de situação inicial, conflito, clímax, desfecho e situação final.
  • Conjunto de circunstâncias físicas, sociais, históricas em que se situam as ações.
  • Exposição/Interpretação real de um tema por meio da representação.

1. Após a leitura, reflita com a turma sobre essas características e pergunte-lhes se eles sabem a que gênero elas se referem. (Professor, é possível que os estudantes relacionem esses aspectos a textos de tipologia narrativa. Você pode discutir essas noções com a turma, chamando a atenção para os detalhes como a presença de atos dramáticos e a exposição de um tema por meio da representação. Busque levantar os conhecimentos prévios dos alunos, a fim de reforçar a especificidade do gênero dramático, lembrando-lhes que este se trata de um texto narrativo voltado à encenação e, por isso, apresenta uma construção narrativa diferente, com detalhes estruturais e linguísticos que serão discutidos neste material. Dessa forma, leia o título do slide e apresente o tema da aula à turma).

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos.

Orientações: Professor, antes de iniciar este exercício, relembre, com a turma, as tipologias textuais e seus principais aspectos (dissertação, narração, descrição, injunção e exposição). Revise brevemente também os tipos de discurso (direto, indireto e indireto livre). Após isso, convide os alunos a ler o texto de comédia “Pá, pá, pá”, de Luis Fernando Verissimo, e, em seguida, resolver as questões abaixo, individualmente.

1) Qual a tipologia textual e o tipo de discurso empregados no primeiro parágrafo da crônica acima? Por quê? (A tipologia presente é a narrativa e foi empregado o discurso indireto, por meio do qual o personagem da crônica atua também como narrador, nesse caso, discursando em terceira pessoa.)

  • 1.1) A fim de adaptar o primeiro parágrafo às características da linguagem dramática, quais mudanças poderiam ser feitas? (A adoção de rubricas de descrição de ambiente, de interpretação, de movimento; o emprego do discurso direto; a inserção de informações novas no texto, para adaptá-lo, etc.)
  • 1.2) Reescreva o primeiro parágrafo da crônica, fazendo as mudanças sugeridas na questão anterior, de modo que haja adaptação à linguagem dramática.

2) Atente-se para esta fala, no texto: “- Pois não - disse eu, polidamente.” Qual é a função sintática do termo “polidamente”. Por quê? (Trata-se de um advérbio, porque modifica o verbo dizer, indicando o modo pelo qual uma frase foi dita pelo personagem, na crônica.)

  • 2.2) Como a frase da questão anterior poderia ser escrita, em um texto dramático? Como viria o advérbio? (O advérbio poderia vir na forma de rubrica de interpretação, destacado por meio de recursos gráficos. Desta forma, a frase seria: “Personagem 1, polidamente - Pois não!)

3) Observe o diálogo: “- Então por que não se diz "pois sim"? - Porque "pois sim" quer dizer "não". - O quê?!”. Sugira uma rubrica de interpretação para a terceira fala. (“Personagem 1, confusa - O quê?!”)

4) No fragmento “Eu quase disse: ‘E vocês, que escrevem 'tough' e dizem 'tâf'?’, mas me contive. Afinal, as intenções dela eram boas. Queria aprender [...]”, houve uma passagem para o discurso indireto. Se esse trecho fosse adaptado para a linguagem dramática, seria adequado retirar a frase em destaque? Haveria prejuízo para o texto se isso fosse feito? (Professor, espera-se que os alunos percebam que a frase destacada poderia ser transcrita na forma de discurso direto, pois sua retirada traria prejuízo de sentido para o texto, uma vez que ela contribui para o humor da produção.)

5) No trecho “- Eu estava ali agora mesmo, tomando um cafezinho, quando chega o Túlio. Conversa vai, conversa vem e coisa e tal e pá, pá, pá… Eu e a americana nos entreolhamos.”. Qual tipo de rubrica deveria ser utilizada para melhor descrição da cena e qual frase seria substituída por ela? (A rubrica mais adequada seria a de movimento. A frase a ser substituída: “Eu e a americana nos entreolhamos”, passando a: “Entreolham-se”.)

6) No diálogo “- E por que "pá"? - Porque sei lá - disse, didaticamente.”, o advérbio didaticamente pode ser retirado, sem prejuízo de sentido para o texto?
(A resposta é não. Se retirado, a frase “-Porque sei lá - disse, didaticamente” perde seu caráter paradoxal. O personagem fala, com o intuito de ensinar algo -
ou seja, didaticamente - que não sabe o que gostaria de ensinar. Dessa forma, o humor está na falta de nexo da declaração.)

7) No último parágrafo da crônica, qual tipo de rubrica poderia ser empregada? Por quê? (A rubrica de movimento, para indicar os deslocamentos do protagonista e da americana, que vão embora, bem como do outro brasileiro, que termina falando sozinho na cena.)

8) Reescreva o texto Pá, pá, pá, fazendo as adaptações necessárias à linguagem dramática, com base no que foi revisado nas questões anteriores. (Professor, produção pessoal, que os alunos deverão fazer individualmente, com atenção aos mecanismos linguísticos que constroem a textualidade nesse gênero, e que depois deverá ser avaliada e julgada quanto à pertinência das modificações e dos recursos empregados.)

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

  • Agora, professor, a fim de concluir a aula, convide os alunos a uma reflexão sobre a frase destacada no slide.

A declaração acima esclarece que o fenômeno teatral, que pressupõe a junção de público, atores e texto, caracteriza-se em linguagem. De que maneira essa frase reflete o exercício que foi proposto nesta aula e as aprendizagens obtidas? Responda, justificando sua resposta e fornecendo exemplos dos conteúdos assimilados. (Professor, deixe que os alunos discutam entre si e utilize os palpites da turma para fazer as aproximações necessárias. O trecho tem muitas relações com o conteúdo visto anteriormente: parte-se de um texto literário para consolidar o conhecimento sobre o texto dramático e, assim, aprendermos a construir os sentidos deste gênero textual, com base em sua linguagem e no funcionamento dos recursos linguísticos que a constroem, como as tipologias textuais - no caso, a predominância da tipologia narrativa -; a estrutura em sequências dialogais, os tipos de rubricas, o papel de elementos linguísticos como advérbios e adjetivos na composição da textualidade e na caracterização dos personagens, etc. Assim, ampliamos a capacidade de sermos escritores de peças que, mais tarde, serão passíveis de leitura.)

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos; ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a oitava aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Textual dramático (comédias) e no campo de atuação Artístico-literário. A aula faz parte de uma sequência de atividades voltada para texto dramático, teatro e humor.

Informações sobre o gênero: Texto dramático (comédias): produção artístico-literária que, reunindo texto e espetáculo, organiza e estrutura o humor dentro de uma apresentação, por meio dos elementos/momentos da narrativa e sequências dialogais. É irreverente, retrata o cotidiano e as pessoas comuns. Seu objetivo é entreter, provocando o riso do espectador e ampliando seu imaginário, levando-o à maior compreensão da realidade.

Materiais necessários: Projetor para a exibição dos slides e versão impressa da crônica “Pá, pá, pá”, de Luis Fernando Verissimo, para distribuir aos alunos.

Dificuldades antecipadas: Pouco domínio do desenvolvimento de rubricas, caracterização de personagens, construção de diálogos e outros aspectos gramaticais importantes para a adaptação ao texto dramático. Desta forma, a troca de conhecimentos entre os alunos e uma ordenação da sala que favoreça discussões durante as atividades são bem-vindas. Você poderá solicitar que a turma se divida em grupos para acompanhar as tarefas da aula.

Referências bibliográficas: 1) MARCUSCHI, L. A. Da fala para a escrita: atividades de retextualização. São Paulo. Cortez, 2001. 2) MAREGA, Larissa Minuesa Pontes. A palavra em cena: o texto dramático no ensino de língua portuguesa. 262f. Tese de Doutorado - USP, São Paulo, 2015. 3) “PÁ, PÁ, PÁ”, de Luis Fernando Verissimo. Disponível em: http://gtdcronicas2009.blogspot.com/2009/09/cronica-1-pa-pa-pa.html - Acesso em: 10/10/2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 05 minutos.

Orientações: Professor, diga à turma que abaixo estão algumas características de um certo gênero textual. Faça, com os alunos, a leitura delas:

  • Presença de personagens ligados, com lógica, uns aos outros, e às ações.
  • Conjunto de atos dramáticos, maneiras de ser e de agir das personagens, encadeadas à unidade do efeito e segundo uma ordem composta de situação inicial, conflito, clímax, desfecho e situação final.
  • Conjunto de circunstâncias físicas, sociais, históricas em que se situam as ações.
  • Exposição/Interpretação real de um tema por meio da representação.

1. Após a leitura, reflita com a turma sobre essas características e pergunte-lhes se eles sabem a que gênero elas se referem. (Professor, é possível que os estudantes relacionem esses aspectos a textos de tipologia narrativa. Você pode discutir essas noções com a turma, chamando a atenção para os detalhes como a presença de atos dramáticos e a exposição de um tema por meio da representação. Busque levantar os conhecimentos prévios dos alunos, a fim de reforçar a especificidade do gênero dramático, lembrando-lhes que este se trata de um texto narrativo voltado à encenação e, por isso, apresenta uma construção narrativa diferente, com detalhes estruturais e linguísticos que serão discutidos neste material. Dessa forma, leia o título do slide e apresente o tema da aula à turma).

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos.

Orientações: Professor, antes de iniciar este exercício, relembre, com a turma, as tipologias textuais e seus principais aspectos (dissertação, narração, descrição, injunção e exposição). Revise brevemente também os tipos de discurso (direto, indireto e indireto livre). Após isso, convide os alunos a ler o texto de comédia “Pá, pá, pá”, de Luis Fernando Verissimo, e, em seguida, resolver as questões abaixo, individualmente.

1) Qual a tipologia textual e o tipo de discurso empregados no primeiro parágrafo da crônica acima? Por quê? (A tipologia presente é a narrativa e foi empregado o discurso indireto, por meio do qual o personagem da crônica atua também como narrador, nesse caso, discursando em terceira pessoa.)

  • 1.1) A fim de adaptar o primeiro parágrafo às características da linguagem dramática, quais mudanças poderiam ser feitas? (A adoção de rubricas de descrição de ambiente, de interpretação, de movimento; o emprego do discurso direto; a inserção de informações novas no texto, para adaptá-lo, etc.)
  • 1.2) Reescreva o primeiro parágrafo da crônica, fazendo as mudanças sugeridas na questão anterior, de modo que haja adaptação à linguagem dramática.

2) Atente-se para esta fala, no texto: “- Pois não - disse eu, polidamente.” Qual é a função sintática do termo “polidamente”. Por quê? (Trata-se de um advérbio, porque modifica o verbo dizer, indicando o modo pelo qual uma frase foi dita pelo personagem, na crônica.)

  • 2.2) Como a frase da questão anterior poderia ser escrita, em um texto dramático? Como viria o advérbio? (O advérbio poderia vir na forma de rubrica de interpretação, destacado por meio de recursos gráficos. Desta forma, a frase seria: “Personagem 1, polidamente - Pois não!)

3) Observe o diálogo: “- Então por que não se diz "pois sim"? - Porque "pois sim" quer dizer "não". - O quê?!”. Sugira uma rubrica de interpretação para a terceira fala. (“Personagem 1, confusa - O quê?!”)

4) No fragmento “Eu quase disse: ‘E vocês, que escrevem 'tough' e dizem 'tâf'?’, mas me contive. Afinal, as intenções dela eram boas. Queria aprender [...]”, houve uma passagem para o discurso indireto. Se esse trecho fosse adaptado para a linguagem dramática, seria adequado retirar a frase em destaque? Haveria prejuízo para o texto se isso fosse feito? (Professor, espera-se que os alunos percebam que a frase destacada poderia ser transcrita na forma de discurso direto, pois sua retirada traria prejuízo de sentido para o texto, uma vez que ela contribui para o humor da produção.)

5) No trecho “- Eu estava ali agora mesmo, tomando um cafezinho, quando chega o Túlio. Conversa vai, conversa vem e coisa e tal e pá, pá, pá… Eu e a americana nos entreolhamos.”. Qual tipo de rubrica deveria ser utilizada para melhor descrição da cena e qual frase seria substituída por ela? (A rubrica mais adequada seria a de movimento. A frase a ser substituída: “Eu e a americana nos entreolhamos”, passando a: “Entreolham-se”.)

6) No diálogo “- E por que "pá"? - Porque sei lá - disse, didaticamente.”, o advérbio didaticamente pode ser retirado, sem prejuízo de sentido para o texto?
(A resposta é não. Se retirado, a frase “-Porque sei lá - disse, didaticamente” perde seu caráter paradoxal. O personagem fala, com o intuito de ensinar algo -
ou seja, didaticamente - que não sabe o que gostaria de ensinar. Dessa forma, o humor está na falta de nexo da declaração.)

7) No último parágrafo da crônica, qual tipo de rubrica poderia ser empregada? Por quê? (A rubrica de movimento, para indicar os deslocamentos do protagonista e da americana, que vão embora, bem como do outro brasileiro, que termina falando sozinho na cena.)

8) Reescreva o texto Pá, pá, pá, fazendo as adaptações necessárias à linguagem dramática, com base no que foi revisado nas questões anteriores. (Professor, produção pessoal, que os alunos deverão fazer individualmente, com atenção aos mecanismos linguísticos que constroem a textualidade nesse gênero, e que depois deverá ser avaliada e julgada quanto à pertinência das modificações e dos recursos empregados.)

Slide Plano Aula
Slide Plano Aula
Slide Plano Aula
Slide Plano Aula
Slide Plano Aula
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

  • Agora, professor, a fim de concluir a aula, convide os alunos a uma reflexão sobre a frase destacada no slide.

A declaração acima esclarece que o fenômeno teatral, que pressupõe a junção de público, atores e texto, caracteriza-se em linguagem. De que maneira essa frase reflete o exercício que foi proposto nesta aula e as aprendizagens obtidas? Responda, justificando sua resposta e fornecendo exemplos dos conteúdos assimilados. (Professor, deixe que os alunos discutam entre si e utilize os palpites da turma para fazer as aproximações necessárias. O trecho tem muitas relações com o conteúdo visto anteriormente: parte-se de um texto literário para consolidar o conhecimento sobre o texto dramático e, assim, aprendermos a construir os sentidos deste gênero textual, com base em sua linguagem e no funcionamento dos recursos linguísticos que a constroem, como as tipologias textuais - no caso, a predominância da tipologia narrativa -; a estrutura em sequências dialogais, os tipos de rubricas, o papel de elementos linguísticos como advérbios e adjetivos na composição da textualidade e na caracterização dos personagens, etc. Assim, ampliamos a capacidade de sermos escritores de peças que, mais tarde, serão passíveis de leitura.)

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 8º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 8º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF89LP37 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP54 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP55 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano