14652
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 5º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - Rimas e aliterações

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 5º ano do EF sobre Rimas e aliterações

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Tânia Tavares Paulino

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a segunda aula de um conjunto de 3 planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade desse conjunto de planos é conhecer a linguagem poética, compreendendo a função das rimas e aliterações na sonoridade do poema.

Materiais necessários: Aparelho de som ou projetor, folhas impressas.

Dificuldades antecipadas: O aluno poderá apresentar dificuldade no reconhecimento das aliterações e sua função na sonoridade do poema.

Referências sobre o assunto:

GEBARA, A. E. L. A poesia na escola; leitura e análise de poesias para crianças. São Paulo: Cortez, 2002 (Aprender e Ensinar com textos, 10)

MOISÉS, C. F. Poeta aprendiz. São Paulo: Companhia Editora Nacional/ Lazuli, 2005 (Lazuli Infantil).

SÃO PAULO (SP). Secretaria da Educação. Ler e escrever: RI- Recuperação Intensiva; material do professor- 5º ano/ Secretaria da Educação, Fundação para o desenvolvimento da Educação.- 8. ed. rev. e atual. São Paulo: FDE, 2015. P. 125 - 127. Disponível em: http://lereescrever.fde.sp.gov.br/Handler/ExibImagem.ashx?isnsaj=661&arq=S . Acesso em 28/07/2018

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

  • Inicie a aula com alguns questionamentos para levantar os conhecimentos prévios dos alunos sobre o gênero poema e canções. Sugestões: “Na sua opinião, o que é uma canção? Você acha que há diferença entre poema e canção? Todo poema pode ser uma canção? Será que toda canção é um poema?”
  • Explique que, na aula de hoje, iremos trabalhar com a sonoridade e o ritmo dos poemas e canções.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

  • Inicie a aula apresentando a biografia do poeta Vinicius de Moraes.
  • Pergunte se alguém conhece o autor ou algum texto escrito por ele.
  • Explique que algumas poesias do Vinicius de Moraes foram musicadas, isto é, ganharam uma melodia.
  • Fale que a finalidade da aula será aprender alguns recursos linguísticos usados nas poesias, como: aliteração (repetição de fonemas consonantais idênticos ou parecidos), assonância (recurso sonoro que consiste em repetir sons vocálicos especialmente em final das frases que se sucedem), rimas, versos e estrofes.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações

  • Apresente a canção “ O Relógio” de Vinicius de Moraes, disponível no link http://www.viniciusdemoraes.com.br/pt-br/musica/cancoes/o-relogio.
  • Leia o poema para a turma dando destaque especial para a postura e entonação.
  • Após a leitura, questione se os alunos conhecem esse poema ou se já ouviram a canção. Apresente, também, o vídeo com o poema musicado, disponível em: https://www.ouvirmusica.com.br/vinicius-de-moraes/87218/ (acesso em 10/10/2018).
  • Apresente as questões do slide e explique que as rimas podem aparecer no final e/ou no interior dos versos (no poema: embora/hora/demora, alegria/dia). Explique, também, que as rimas ajudam a imprimir ritmo e sonoridade ao poema.
  • Sobre a repetição da palavra tic e tac, espera-se que os alunos compreendam que essas palavras imitam o som do relógio, contribuindo com o ritmo e a sonoridade do poema. Explique que na Língua Portuguesa, palavras que imitam o som de algo são chamadas de onomatopeias.
  • O uso das palavras dia e noite, repetidas quatro vezes, apresenta a repetição dos fonemas /d/ e /t/. Explique que essa repetição é proposital e tem a intenção de intensificar o ritmo e produzir um efeito sonoro.
  • Explique que a repetição harmônica de sons vocálicos, nas palavras dia e noite, repetidas ao longo do poema, chama-se assonância.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

Acesso em 10/10/2018.

  • Realize a leitura do poema com ritmo e entonação. Depois, apresente o poema musicado disponível em: https://www.ouvirmusica.com.br/vinicius-de-moraes/86808/ (acesso em 10/10/18).
  • Peça que os alunos cantem o poema.
  • Aponte os questionamentos do slide e, se necessário, anote no quadro as respostas dos alunos.
  • Explique que, neste poema, foram usados os seguintes recursos: rima e repetição dos fonemas /t/ e /p/ (aliteração : repetição de sons consonantais), que dão ritmo e imprimem sonoridade aos versos.
  • Registre junto com os alunos as rimas do poema no quadro: acolá/há, caneco/marreco, cavalo/galo, jenipapo/papo, poço/moço e tigela/panela. E também as aliterações: pato, pata, para, pateta, pintou, pulou, poleiro, pé, papo, pedaço, jenipapo, poço, panela.
  • Espera-se que eles percebam que a sonoridade desse poema ocorre por conta das rimas e das aliterações, ou seja, da repetição dos fonemas /t/ e /p/.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Organize os alunos em grupos de quatro crianças. Cada grupo deverá sortear um poema, disponível no material para impressão.
  • Explique aos grupos, que deverão apresentar uma leitura com ritmo e entonação ou musicalizar o poema. Combine um tempo de cinco minutos para combinarem como farão a leitura.
  • Todos os grupos deverão apresentar a leitura do poema, dizendo quem é o autor. Valorize a leitura de todos.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Proponha que os grupos se reúnam novamente para registrar as respostas aos questionamentos sobre poemas (disponível no material para impressão).
  • Faça as intervenções necessárias para que os alunos compreendam que o poema possui uma apresentação diferente dos outros textos, sendo escrito em linhas mais curtas (versos), por vezes separados por espaços (estrofes), apresentando rimas ao final dos versos. Às vezes, os poemas podem virar músicas e as letras das músicas podem ser lidas como poemas. Deixe claro também que existem poemas que não apresentam rimas. Os alunos devem concluir que a leitura de poemas é diferente de outros textos, pois apresentam ritmo, rimas e recursos sonoros. São textos que, geralmente, expressam sentimentos e emoções.
  • Promova um debate sobre as conclusões às quais cada grupo chegou e verifique se observaram que as rimas dão ritmo aos poemas e que recursos como aliteração e assonância também contribuem para o ritmo e a sonoridade.

.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a segunda aula de um conjunto de 3 planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade desse conjunto de planos é conhecer a linguagem poética, compreendendo a função das rimas e aliterações na sonoridade do poema.

Materiais necessários: Aparelho de som ou projetor, folhas impressas.

Dificuldades antecipadas: O aluno poderá apresentar dificuldade no reconhecimento das aliterações e sua função na sonoridade do poema.

Referências sobre o assunto:

GEBARA, A. E. L. A poesia na escola; leitura e análise de poesias para crianças. São Paulo: Cortez, 2002 (Aprender e Ensinar com textos, 10)

MOISÉS, C. F. Poeta aprendiz. São Paulo: Companhia Editora Nacional/ Lazuli, 2005 (Lazuli Infantil).

SÃO PAULO (SP). Secretaria da Educação. Ler e escrever: RI- Recuperação Intensiva; material do professor- 5º ano/ Secretaria da Educação, Fundação para o desenvolvimento da Educação.- 8. ed. rev. e atual. São Paulo: FDE, 2015. P. 125 - 127. Disponível em: http://lereescrever.fde.sp.gov.br/Handler/ExibImagem.ashx?isnsaj=661&arq=S . Acesso em 28/07/2018

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

  • Inicie a aula com alguns questionamentos para levantar os conhecimentos prévios dos alunos sobre o gênero poema e canções. Sugestões: “Na sua opinião, o que é uma canção? Você acha que há diferença entre poema e canção? Todo poema pode ser uma canção? Será que toda canção é um poema?”
  • Explique que, na aula de hoje, iremos trabalhar com a sonoridade e o ritmo dos poemas e canções.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

  • Inicie a aula apresentando a biografia do poeta Vinicius de Moraes.
  • Pergunte se alguém conhece o autor ou algum texto escrito por ele.
  • Explique que algumas poesias do Vinicius de Moraes foram musicadas, isto é, ganharam uma melodia.
  • Fale que a finalidade da aula será aprender alguns recursos linguísticos usados nas poesias, como: aliteração (repetição de fonemas consonantais idênticos ou parecidos), assonância (recurso sonoro que consiste em repetir sons vocálicos especialmente em final das frases que se sucedem), rimas, versos e estrofes.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações

  • Apresente a canção “ O Relógio” de Vinicius de Moraes, disponível no link http://www.viniciusdemoraes.com.br/pt-br/musica/cancoes/o-relogio.
  • Leia o poema para a turma dando destaque especial para a postura e entonação.
  • Após a leitura, questione se os alunos conhecem esse poema ou se já ouviram a canção. Apresente, também, o vídeo com o poema musicado, disponível em: https://www.ouvirmusica.com.br/vinicius-de-moraes/87218/ (acesso em 10/10/2018).
  • Apresente as questões do slide e explique que as rimas podem aparecer no final e/ou no interior dos versos (no poema: embora/hora/demora, alegria/dia). Explique, também, que as rimas ajudam a imprimir ritmo e sonoridade ao poema.
  • Sobre a repetição da palavra tic e tac, espera-se que os alunos compreendam que essas palavras imitam o som do relógio, contribuindo com o ritmo e a sonoridade do poema. Explique que na Língua Portuguesa, palavras que imitam o som de algo são chamadas de onomatopeias.
  • O uso das palavras dia e noite, repetidas quatro vezes, apresenta a repetição dos fonemas /d/ e /t/. Explique que essa repetição é proposital e tem a intenção de intensificar o ritmo e produzir um efeito sonoro.
  • Explique que a repetição harmônica de sons vocálicos, nas palavras dia e noite, repetidas ao longo do poema, chama-se assonância.

Slide Plano Aula

Orientações:

Acesso em 10/10/2018.

  • Realize a leitura do poema com ritmo e entonação. Depois, apresente o poema musicado disponível em: https://www.ouvirmusica.com.br/vinicius-de-moraes/86808/ (acesso em 10/10/18).
  • Peça que os alunos cantem o poema.
  • Aponte os questionamentos do slide e, se necessário, anote no quadro as respostas dos alunos.
  • Explique que, neste poema, foram usados os seguintes recursos: rima e repetição dos fonemas /t/ e /p/ (aliteração : repetição de sons consonantais), que dão ritmo e imprimem sonoridade aos versos.
  • Registre junto com os alunos as rimas do poema no quadro: acolá/há, caneco/marreco, cavalo/galo, jenipapo/papo, poço/moço e tigela/panela. E também as aliterações: pato, pata, para, pateta, pintou, pulou, poleiro, pé, papo, pedaço, jenipapo, poço, panela.
  • Espera-se que eles percebam que a sonoridade desse poema ocorre por conta das rimas e das aliterações, ou seja, da repetição dos fonemas /t/ e /p/.
Slide Plano Aula

Orientações:

  • Organize os alunos em grupos de quatro crianças. Cada grupo deverá sortear um poema, disponível no material para impressão.
  • Explique aos grupos, que deverão apresentar uma leitura com ritmo e entonação ou musicalizar o poema. Combine um tempo de cinco minutos para combinarem como farão a leitura.
  • Todos os grupos deverão apresentar a leitura do poema, dizendo quem é o autor. Valorize a leitura de todos.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Proponha que os grupos se reúnam novamente para registrar as respostas aos questionamentos sobre poemas (disponível no material para impressão).
  • Faça as intervenções necessárias para que os alunos compreendam que o poema possui uma apresentação diferente dos outros textos, sendo escrito em linhas mais curtas (versos), por vezes separados por espaços (estrofes), apresentando rimas ao final dos versos. Às vezes, os poemas podem virar músicas e as letras das músicas podem ser lidas como poemas. Deixe claro também que existem poemas que não apresentam rimas. Os alunos devem concluir que a leitura de poemas é diferente de outros textos, pois apresentam ritmo, rimas e recursos sonoros. São textos que, geralmente, expressam sentimentos e emoções.
  • Promova um debate sobre as conclusões às quais cada grupo chegou e verifique se observaram que as rimas dão ritmo aos poemas e que recursos como aliteração e assonância também contribuem para o ritmo e a sonoridade.

.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 5º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 5º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF35LP31 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano