14606
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 4º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - Elementos estruturais de notícias radiofônicas

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 4º ano do EF sobre Elementos estruturais de notícias radiofônicas

Plano 08 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Maria Caroline Silveira

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é oitava aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Notícia e no campo de atuação Vida pública. A aula faz parte do módulo de Análise Linguística e Semiótica.

Materiais necessários: Computador on-line; projetor multimídia, caixas de som; cópias dos materiais listados nas orientações (quantidades de acordo com o número de alunos).

Informações sobre o gênero: O gênero notícia pode ser entendido como um texto no qual se divulga um fato ou acontecimento, veiculado principalmente por jornais, revistas e rádios, impressos, eletrônicos ou televisivos. Por ser um gênero massivo de comunicação atinge a todas as camadas da população, trazendo informações e contribuindo para a formação de opinião. Esses textos são dinâmicos, atuais e periódicos, e, como não é qualquer fato que vira notícia, ele deve ser marcado pelo ineditismo, gerar interesse e identificação no leitor. Tendo em vista que há diversos públicos que ouvem os jornais, cada linha editorial se adequa ao que entende que chamará mais a atenção de seu público alvo, determinando assim seu vocabulário, extensão do texto, temáticas e o nível de parcialidade no tratamento das informações. A partir da leitura de notícias veiculadas pelos diversos meios de comunicação, é possível promover reflexão e discussão sobre temas da atualidade que afetam direta ou indiretamente a realidade do aluno, além de explorar o estudo da fala (oralidade), paralelamente ao estudo da escrita. De acordo com Marcuschi (2001), Fávero (2000), Fávero et al. (2014), Baltar (2012), entre outros, percebe-se que a escola ainda centra suas atividades na modalidade escrita da língua, tornando necessária propostas didáticas voltadas para a modalidade oral. Sobre a exploração da notícia radiofônica em sala de aula e sua importância, Golim (2005) destaca que o rádio jornal apresenta particularidades interessantes, pois apresenta-se por meio de um tipo de linguagem que oferece pistas para o exercício de uma escuta atenta aos elementos sensoriais, potenciais, que fazem aflorar a fantasia, a imaginação, tornando o ouvinte um sujeito daquela transmissão.

Dificuldades antecipadas: O rádio pode ser um veículo de comunicação pouco conhecido pelos jovens e pode ser que nunca tenham tido contato com jornais radiofônicos. Se esse for o caso, os alunos podem apresentar dificuldades na reflexão sobre as características estruturais do gênero, incluindo a ideia de que há um texto escrito, ou roteiro, que é oralizado pelos repórteres e apresentadores em um programa de rádio. O conteúdo noticiado também pode ser de difícil acesso para os alunos, por isso, nessa aula, trabalhar o entendimento da notícia coletivamente será muito importante.

Referências sobre o assunto: BARBOSA. Jaqueline Peixoto. Outras mídias e linguagens na escola. In: Práticas de leitura e escrita / Maria Angélica Freire de Carvalho, Rosa Helena Mendonça (orgs.). – Brasília : Ministério da Educação, 2006. P. 174 - 180. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/tvescola/grades/salto_ple.pdf

BALTAR, M. Rádio escolar: uma experiência de letramento midiático. São Paulo: Cortez, 2012.

FÁVERO, L. L. A entrevista na fala e na escrita. In: PRETTI, D. (Org.). Fala e escrita em questão. São Paulo: Humanitas, 2000.

FÁVERO, L. L.; ANDRADE, M. L. C. V. O; AQUINO, Z. In: reflexões sobre oralidade e escrita no ensino de Língua Portuguesa. ELIAS, V. (Org.). São Paulo: Contexto, 2014.

GOLIM, Cida. Teorias do rádio: Paul Zumthor e a poética da voz. In: Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação XXVIII - Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – UERJ – 5 a 9 de setembro de 2005.

MARCUSCHI, Luis Antônio. A oralidade e o ensino de língua: uma questão pouco falada. In: DIONÍSIO, Ângela, Paiva e BEZERRA, Maria Auxiliadora. (Org). O livro didático de português: múltiplos olhares. Rio de Janeiro: Lucerna, 2001.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto

Orientações:

  • Inicie a aula lendo o tema para os alunos.
  • Questione se alguém sabe o que são notícias radiofônicas.
  • Deixe que os alunos deem suas opiniões e diga que vamos descobrir durante a aula.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 9 minutos

Orientações:

  • Questione os alunos seguindo a enquete do slide:
  • Na sua casa, a sua família costuma ouvir/ver jornal? É provável que a maioria dos alunos acompanhem a família assistindo o jornal pela televisão.
  • Qual jornal costumam ver/ouvir? É possível que os alunos citem os programas jornalísticos do horário noturno, como: Jornal Nacional, Fantástico, Jornal da Record, entre outros. Complemente os exemplos citando outros jornais televisivos e os jornais radiofônicos de sua cidade.
  • Existem diferenças entre o jornal da tv e o jornal do rádio? Quais são? É provável que os alunos digam que no jornal televisivo é possível ver os apresentadores, notícias e no jornal radiofônico apenas ouvimos. Explique aos alunos que durante a aula veremos mais diferenças e semelhanças.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos

Orientações:

  • Apresente para os alunos apenas a imagem deste slide e questione-os levantando algumas hipóteses:
  • Quais devem ser os assuntos abordados neste jornal?
  • De qual cidade pode ser?
  • Para qual público se destina este jornal?
  • Qual o horário que ele deve passar no rádio?
  • Passe então, apenas o áudio do jornal radiofônico (1:53) e peça para que os alunos tentem descobrir essas informações. Para que acompanhem apenas o áudio, sem que vejam a imagem, clique no link e minimize a janela. O vídeo será retomado com as imagens após a realização da atividade, na socialização.

Materiais complementares:

Acesse o vídeo do jornal: https://youtu.be/vELms-K0nK4?t=27 (assistir até 3m25s).

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Retome os questionamentos feitos antes de ouvir o jornal para verificar se os alunos conseguiram identificar as respostas:
  • Quais os assuntos abordados neste jornal?
  • De qual cidade pode é?
  • Para qual público se destina este jornal?
  • Qual o horário que ele passa no rádio?

Se necessário, complemente as respostas dos alunos explicando que o Jornal da Cidade é um programa jornalístico, com notícias locais e do Brasil. É transmitido diariamente às 7:30, na estação de rádio Espacial FM em Pará de Minas, Minas Gerais.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Após ouvir o áudio, faça alguns questionamentos:
  • Quais partes desse rádio jornal ouvimos? É possível que os alunos respondam que ouvimos as notícias do dia. Complemente as respostas explicando que ouvimos a abertura, composta primeiramente da vinheta (parte musical), que tem a função de marcar a o início, fim ou mudança de quadro durante o programa; depois ouvimos a data e hora do programa e as manchetes, que são as principais notícias a serem apresentadas com maiores detalhes no decorrer do jornal. As manchetes são apresentadas no início do programa para atrair a atenção do ouvinte, resumindo os assuntos abordados naquele dia.
  • Quais as características que chamaram atenção nesse jornal? É possível que os alunos citem os efeitos sonoros. Complemente as respostas destacando aspectos como: o rádio jornal é apresentado por dois locutores, o timbre de voz dos apresentadores chama atenção dos ouvintes, a entonação dá o destaque para as diferentes notícias envolvendo o ouvinte, o volume da voz e a articulação das palavras é importante para uma pronúncia clara e o bom entendimento das palavras. Neste momento, é importante resgatar a questão levantada inicialmente, sobre as diferenças e semelhanças entre o jornal televisivo e o jornal radiofônico, como por exemplo:

Semelhanças: Ambos têm "manchetes" ou chamadas para as matérias mais importantes daquela edição. O jornal deve transmitir seriedade e confiança, noticiando fatos com responsabilidade.

Diferenças: Ambos seguem uma estrutura semelhante, porém o jornal radiofônico não possui o apoio da imagem. Por essa razão os efeitos sonoros são muito importantes. Pode-se notar, em alguns casos, uma maior redundância ao informar sobre fatos, objetivando um melhor entendimento do assunto.

  • Será que um rádio jornal precisa de ensaio? É possível que os alunos respondam que sim. Complemente as respostas, explicando que mesmo em jornais transmitidos ao vivo, os apresentadores precisam verificar antecipadamente as notícias e todo o conteúdo do programa, para articular bem as informações.
  • Como os apresentadores se orientam para não esquecerem suas falas? É possível que os alunos respondam que os apresentadores/repórteres, utilizam um”papel” para saber o que falar. Complemente as respostas explicando que os apresentadores utilizam um roteiro ou pauta. No roteiro, além dos enunciados que deverão ser lidos pelo locutor, está descrito todo o trabalho técnico a ser feito, como: a música que vai ao ar, o momento da fala do locutor, as vinhetas de apresentação do programa, os efeitos sonoros, etc., para que os apresentadores não se confundam na sequência do programa.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Peça para os alunos formarem duplas.
  • Explique que como o roteiro é uma parte importante para o rádio jornal, e que eles irão experimentar montar um roteiro.
  • Entregue o material com as partes embaralhadas.
  • Diga para os alunos recortarem as partes, ler e montar o roteiro.
  • Dê as seguintes dicas: em negrito estão os títulos que nomeiam as partes estruturantes do jornal radiofônico, cada título acompanha um trecho sem negrito que são as especificações do que deve ocorrer ou as falas dos apresentadores e repórteres.
  • Os alunos devem associar os pares dos títulos em negrito (partes estruturantes) com os trechos respectivos sem negrito. Depois devem ordenar o roteiro se baseando no que já conhecem sobre jornais radiofônicos.
  • Lembre-os do jornal que ouviram no início da aula, lá havia uma estrutura bem parecida com a desse roteiro.

Materiais complementares:

Acesse o material da atividade: aqui

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Escolha algumas duplas para que socializem a estrutura dos seus roteiros.
  • Anote no quadro as estruturas de alguns roteiros para posteriormente compará-las. Analise com os alunos as diferenças e semelhanças que possam ter aparecido. Valide quando houver coerência.
  • Retome o vídeo, dessa vez mostrando o aúdio e as imagens. Explique que o roteiro que eles montaram não é o mesmo roteiro do vídeo (foi apenas baseado nele). Vá anotando no quadro, com a ajuda dos alunos, os diferentes momentos do jornal apresentado em vídeo.
  • Faça alguns questionamentos aos alunos:
  • Será que este programa é ao vivo? Tem partes gravadas, editadas?
  • O que acontece se os apresentadores errarem?
  • Chame a atenção dos alunos para a importância do texto escrito na notícia radiofônica, explicando que o gênero "Notícia Radiofônica" é considerado um gênero misto, pois seu meio de produção funda-se no texto escrito, mas sua concepção discursiva é oral. O locutor lê a notícia. Por isso, os programas têm um roteiro ou script a ser seguido, evitando erros como: esquecer a fala, trocar a notícia, etc. Além disso, o roteiro serve para todos que integram o programa: os apresentadores, o responsável pelas vinhetas, o responsável por colocar o repórter no ar, o repórter para saber quando termina a sua fala, etc. Porém, pode acontecer erros na pronúncia das palavras, por isso os apresentadores/repórteres devem estar atentos para se comunicar de forma clara e objetiva.

Materiais complementares:

Acesse a resolução da atividade: aqui

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

  • Providencie antecipadamente as cópias da atividade desse slide.
  • Entregue uma cópia para cada aluno.
  • Peça para que individualmente os alunos descubram quais informações são verdadeiras (assinalando-as com um V) e quais informações são falsas(assinalando-as com um F).
  • Esta atividade de fechamento possibilitará que o aluno reflita sobre a função social do gênero Notícia radiofônica. Comente também que muitas pessoas ligam o rádio em busca de informação, entretenimento ou simplesmente para preencher o ambiente e optam pelo rádio porque ao contrário da TV, o rádio não exige atenção exclusiva. Muita gente trabalha, dirige ou desenvolve qualquer outra atividade enquanto ouve rádio. De modo geral, o rádio é mais acessível pois exige equipamentos menos complexos para o seu funcionamento.
  • Para socializar a atividade, leia uma frase de cada vez e deixe que os alunos exponham suas respostas.
  • Questione sobre o que levou o aluno a considerar a frase verdadeira ou falsa.

Materiais complementares:

Para imprimir a atividade, acesse: aqui

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Mostre aos alunos a resolução da atividade para que comparem as suas respostas. Aproveite para fazer mais reflexões sobre a estrutura do jornal de rádio relacionando com sua função social.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é oitava aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Notícia e no campo de atuação Vida pública. A aula faz parte do módulo de Análise Linguística e Semiótica.

Materiais necessários: Computador on-line; projetor multimídia, caixas de som; cópias dos materiais listados nas orientações (quantidades de acordo com o número de alunos).

Informações sobre o gênero: O gênero notícia pode ser entendido como um texto no qual se divulga um fato ou acontecimento, veiculado principalmente por jornais, revistas e rádios, impressos, eletrônicos ou televisivos. Por ser um gênero massivo de comunicação atinge a todas as camadas da população, trazendo informações e contribuindo para a formação de opinião. Esses textos são dinâmicos, atuais e periódicos, e, como não é qualquer fato que vira notícia, ele deve ser marcado pelo ineditismo, gerar interesse e identificação no leitor. Tendo em vista que há diversos públicos que ouvem os jornais, cada linha editorial se adequa ao que entende que chamará mais a atenção de seu público alvo, determinando assim seu vocabulário, extensão do texto, temáticas e o nível de parcialidade no tratamento das informações. A partir da leitura de notícias veiculadas pelos diversos meios de comunicação, é possível promover reflexão e discussão sobre temas da atualidade que afetam direta ou indiretamente a realidade do aluno, além de explorar o estudo da fala (oralidade), paralelamente ao estudo da escrita. De acordo com Marcuschi (2001), Fávero (2000), Fávero et al. (2014), Baltar (2012), entre outros, percebe-se que a escola ainda centra suas atividades na modalidade escrita da língua, tornando necessária propostas didáticas voltadas para a modalidade oral. Sobre a exploração da notícia radiofônica em sala de aula e sua importância, Golim (2005) destaca que o rádio jornal apresenta particularidades interessantes, pois apresenta-se por meio de um tipo de linguagem que oferece pistas para o exercício de uma escuta atenta aos elementos sensoriais, potenciais, que fazem aflorar a fantasia, a imaginação, tornando o ouvinte um sujeito daquela transmissão.

Dificuldades antecipadas: O rádio pode ser um veículo de comunicação pouco conhecido pelos jovens e pode ser que nunca tenham tido contato com jornais radiofônicos. Se esse for o caso, os alunos podem apresentar dificuldades na reflexão sobre as características estruturais do gênero, incluindo a ideia de que há um texto escrito, ou roteiro, que é oralizado pelos repórteres e apresentadores em um programa de rádio. O conteúdo noticiado também pode ser de difícil acesso para os alunos, por isso, nessa aula, trabalhar o entendimento da notícia coletivamente será muito importante.

Referências sobre o assunto: BARBOSA. Jaqueline Peixoto. Outras mídias e linguagens na escola. In: Práticas de leitura e escrita / Maria Angélica Freire de Carvalho, Rosa Helena Mendonça (orgs.). – Brasília : Ministério da Educação, 2006. P. 174 - 180. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/tvescola/grades/salto_ple.pdf

BALTAR, M. Rádio escolar: uma experiência de letramento midiático. São Paulo: Cortez, 2012.

FÁVERO, L. L. A entrevista na fala e na escrita. In: PRETTI, D. (Org.). Fala e escrita em questão. São Paulo: Humanitas, 2000.

FÁVERO, L. L.; ANDRADE, M. L. C. V. O; AQUINO, Z. In: reflexões sobre oralidade e escrita no ensino de Língua Portuguesa. ELIAS, V. (Org.). São Paulo: Contexto, 2014.

GOLIM, Cida. Teorias do rádio: Paul Zumthor e a poética da voz. In: Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação XXVIII - Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – UERJ – 5 a 9 de setembro de 2005.

MARCUSCHI, Luis Antônio. A oralidade e o ensino de língua: uma questão pouco falada. In: DIONÍSIO, Ângela, Paiva e BEZERRA, Maria Auxiliadora. (Org). O livro didático de português: múltiplos olhares. Rio de Janeiro: Lucerna, 2001.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto

Orientações:

  • Inicie a aula lendo o tema para os alunos.
  • Questione se alguém sabe o que são notícias radiofônicas.
  • Deixe que os alunos deem suas opiniões e diga que vamos descobrir durante a aula.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 9 minutos

Orientações:

  • Questione os alunos seguindo a enquete do slide:
  • Na sua casa, a sua família costuma ouvir/ver jornal? É provável que a maioria dos alunos acompanhem a família assistindo o jornal pela televisão.
  • Qual jornal costumam ver/ouvir? É possível que os alunos citem os programas jornalísticos do horário noturno, como: Jornal Nacional, Fantástico, Jornal da Record, entre outros. Complemente os exemplos citando outros jornais televisivos e os jornais radiofônicos de sua cidade.
  • Existem diferenças entre o jornal da tv e o jornal do rádio? Quais são? É provável que os alunos digam que no jornal televisivo é possível ver os apresentadores, notícias e no jornal radiofônico apenas ouvimos. Explique aos alunos que durante a aula veremos mais diferenças e semelhanças.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos

Orientações:

  • Apresente para os alunos apenas a imagem deste slide e questione-os levantando algumas hipóteses:
  • Quais devem ser os assuntos abordados neste jornal?
  • De qual cidade pode ser?
  • Para qual público se destina este jornal?
  • Qual o horário que ele deve passar no rádio?
  • Passe então, apenas o áudio do jornal radiofônico (1:53) e peça para que os alunos tentem descobrir essas informações. Para que acompanhem apenas o áudio, sem que vejam a imagem, clique no link e minimize a janela. O vídeo será retomado com as imagens após a realização da atividade, na socialização.

Materiais complementares:

Acesse o vídeo do jornal: https://youtu.be/vELms-K0nK4?t=27 (assistir até 3m25s).

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Retome os questionamentos feitos antes de ouvir o jornal para verificar se os alunos conseguiram identificar as respostas:
  • Quais os assuntos abordados neste jornal?
  • De qual cidade pode é?
  • Para qual público se destina este jornal?
  • Qual o horário que ele passa no rádio?

Se necessário, complemente as respostas dos alunos explicando que o Jornal da Cidade é um programa jornalístico, com notícias locais e do Brasil. É transmitido diariamente às 7:30, na estação de rádio Espacial FM em Pará de Minas, Minas Gerais.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Após ouvir o áudio, faça alguns questionamentos:
  • Quais partes desse rádio jornal ouvimos? É possível que os alunos respondam que ouvimos as notícias do dia. Complemente as respostas explicando que ouvimos a abertura, composta primeiramente da vinheta (parte musical), que tem a função de marcar a o início, fim ou mudança de quadro durante o programa; depois ouvimos a data e hora do programa e as manchetes, que são as principais notícias a serem apresentadas com maiores detalhes no decorrer do jornal. As manchetes são apresentadas no início do programa para atrair a atenção do ouvinte, resumindo os assuntos abordados naquele dia.
  • Quais as características que chamaram atenção nesse jornal? É possível que os alunos citem os efeitos sonoros. Complemente as respostas destacando aspectos como: o rádio jornal é apresentado por dois locutores, o timbre de voz dos apresentadores chama atenção dos ouvintes, a entonação dá o destaque para as diferentes notícias envolvendo o ouvinte, o volume da voz e a articulação das palavras é importante para uma pronúncia clara e o bom entendimento das palavras. Neste momento, é importante resgatar a questão levantada inicialmente, sobre as diferenças e semelhanças entre o jornal televisivo e o jornal radiofônico, como por exemplo:

Semelhanças: Ambos têm "manchetes" ou chamadas para as matérias mais importantes daquela edição. O jornal deve transmitir seriedade e confiança, noticiando fatos com responsabilidade.

Diferenças: Ambos seguem uma estrutura semelhante, porém o jornal radiofônico não possui o apoio da imagem. Por essa razão os efeitos sonoros são muito importantes. Pode-se notar, em alguns casos, uma maior redundância ao informar sobre fatos, objetivando um melhor entendimento do assunto.

  • Será que um rádio jornal precisa de ensaio? É possível que os alunos respondam que sim. Complemente as respostas, explicando que mesmo em jornais transmitidos ao vivo, os apresentadores precisam verificar antecipadamente as notícias e todo o conteúdo do programa, para articular bem as informações.
  • Como os apresentadores se orientam para não esquecerem suas falas? É possível que os alunos respondam que os apresentadores/repórteres, utilizam um”papel” para saber o que falar. Complemente as respostas explicando que os apresentadores utilizam um roteiro ou pauta. No roteiro, além dos enunciados que deverão ser lidos pelo locutor, está descrito todo o trabalho técnico a ser feito, como: a música que vai ao ar, o momento da fala do locutor, as vinhetas de apresentação do programa, os efeitos sonoros, etc., para que os apresentadores não se confundam na sequência do programa.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Peça para os alunos formarem duplas.
  • Explique que como o roteiro é uma parte importante para o rádio jornal, e que eles irão experimentar montar um roteiro.
  • Entregue o material com as partes embaralhadas.
  • Diga para os alunos recortarem as partes, ler e montar o roteiro.
  • Dê as seguintes dicas: em negrito estão os títulos que nomeiam as partes estruturantes do jornal radiofônico, cada título acompanha um trecho sem negrito que são as especificações do que deve ocorrer ou as falas dos apresentadores e repórteres.
  • Os alunos devem associar os pares dos títulos em negrito (partes estruturantes) com os trechos respectivos sem negrito. Depois devem ordenar o roteiro se baseando no que já conhecem sobre jornais radiofônicos.
  • Lembre-os do jornal que ouviram no início da aula, lá havia uma estrutura bem parecida com a desse roteiro.

Materiais complementares:

Acesse o material da atividade: aqui

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Escolha algumas duplas para que socializem a estrutura dos seus roteiros.
  • Anote no quadro as estruturas de alguns roteiros para posteriormente compará-las. Analise com os alunos as diferenças e semelhanças que possam ter aparecido. Valide quando houver coerência.
  • Retome o vídeo, dessa vez mostrando o aúdio e as imagens. Explique que o roteiro que eles montaram não é o mesmo roteiro do vídeo (foi apenas baseado nele). Vá anotando no quadro, com a ajuda dos alunos, os diferentes momentos do jornal apresentado em vídeo.
  • Faça alguns questionamentos aos alunos:
  • Será que este programa é ao vivo? Tem partes gravadas, editadas?
  • O que acontece se os apresentadores errarem?
  • Chame a atenção dos alunos para a importância do texto escrito na notícia radiofônica, explicando que o gênero "Notícia Radiofônica" é considerado um gênero misto, pois seu meio de produção funda-se no texto escrito, mas sua concepção discursiva é oral. O locutor lê a notícia. Por isso, os programas têm um roteiro ou script a ser seguido, evitando erros como: esquecer a fala, trocar a notícia, etc. Além disso, o roteiro serve para todos que integram o programa: os apresentadores, o responsável pelas vinhetas, o responsável por colocar o repórter no ar, o repórter para saber quando termina a sua fala, etc. Porém, pode acontecer erros na pronúncia das palavras, por isso os apresentadores/repórteres devem estar atentos para se comunicar de forma clara e objetiva.

Materiais complementares:

Acesse a resolução da atividade: aqui

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

  • Providencie antecipadamente as cópias da atividade desse slide.
  • Entregue uma cópia para cada aluno.
  • Peça para que individualmente os alunos descubram quais informações são verdadeiras (assinalando-as com um V) e quais informações são falsas(assinalando-as com um F).
  • Esta atividade de fechamento possibilitará que o aluno reflita sobre a função social do gênero Notícia radiofônica. Comente também que muitas pessoas ligam o rádio em busca de informação, entretenimento ou simplesmente para preencher o ambiente e optam pelo rádio porque ao contrário da TV, o rádio não exige atenção exclusiva. Muita gente trabalha, dirige ou desenvolve qualquer outra atividade enquanto ouve rádio. De modo geral, o rádio é mais acessível pois exige equipamentos menos complexos para o seu funcionamento.
  • Para socializar a atividade, leia uma frase de cada vez e deixe que os alunos exponham suas respostas.
  • Questione sobre o que levou o aluno a considerar a frase verdadeira ou falsa.

Materiais complementares:

Para imprimir a atividade, acesse: aqui

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Mostre aos alunos a resolução da atividade para que comparem as suas respostas. Aproveite para fazer mais reflexões sobre a estrutura do jornal de rádio relacionando com sua função social.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 4º ano :

4º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 4º ano:

4º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF35LP16 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano