14547
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 8º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - Análise dos elementos visuais e sonoros em reportagens

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 8º ano do EF sobre Análise dos elementos visuais e sonoros em reportagens

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Débora Souza, Danúbia da Costa Teixeira,

Sugestão de adaptação para ensino remoto

Recursos indicados
Necessários: canais de envio de mensagens, vídeos e áudios, como o WhatsApp ou similares. Você também pode encaminhar as atividades como documento impresso, dependendo da realidade de cada escola.

Tema
Diga aos alunos que eles verão duas reportagens diferentes, uma impressa (modelo digital) e outra em vídeo, sobre influenciadores digitais. Esclareça que o objetivo desta aula será comparar as características composicionais das reportagens impressas, já estudadas, e em vídeo. Encaminhe o material aos alunos pelo WhatsApp.

Introdução
Compartilhe com os alunos a imagem do slide (veja no plano original) e peça que analisem a fotografia, descrevendo os personagens e supondo o local e a época em que foi tirada. Pergunte o que a expressão no rosto da mãe e os filhos que escondem o rosto podem demonstrar. Pergunte se eles acreditam que os personagens posaram para a foto. Explique que esta fotografia de 1936 foi tirada por Dorothea Lange, um ícone da Grande Depressão americana, momento de declínio econômico mundial durante a década de 1930. A mulher da foto é Florence Owens Thompson, na época com 32 anos e mãe de sete filhos. Desolada, sua expressão revela angústia por não ter como alimentar as crianças que escondem o rosto e se apoiam nas costas da mãe, como se ela fosse um escudo e última esperança para o fim do sofrimento. Durante anos, vários jornalistas americanos tentaram localizar a família. No final dos anos 1970, ela foi encontrada vivendo em um trailer. A foto registra um momento, uma cena escolhida a partir do olhar da fotógrafa. O registro conseguiu captar as emoções e os detalhes daquele momento específico e, para isso, foi preciso que ela observasse os detalhes e tirasse a fotografia no momento certo. Portanto, fotografar é uma arte. Esta fotografia está na Biblioteca do Congresso em WashingtonDC. Você encontra mais informações sobre a fotógrafa e sua obras nos sites a seguir: El País (disponível aqui); blog eMania (disponível aqui); MoMa (disponível aqui; site em inglês); Enciclopédia Brittanica (disponível aqui; site em inglês).

Desenvolvimento
Compartilhe com os alunos uma reportagem exibida no Fantástico sobre influenciadoras digitais. Peça que eles prestem atenção nos sons (música, som ambiente, modulação de voz) e digam como esses sons estimulam a percepção e os sentimentos do espectador. Exiba a reportagem disponível aqui. Possibilidades de resposta: os sons ajudam na produção de sentidos; a trilha sonora escolhida ajuda a contar a história e muda entre as histórias de sucesso (música agitada, tecnológica, associada à felicidade) e a de insucesso (música menos agitada e em tom mais baixo, criando sensação de tensão); a música dita o ritmo da reportagem, pontuando a fala da repórter (mais rápida ou mais lenta). Pergunte, agora, se eles acreditam que as imagens da reportagem têm função apenas informativa ou também estimulam emocional e sensorialmente o espectador. Para isso, peça que façam o exercício de imaginar se teriam a mesma reação à reportagem se ela fosse apenas ouvida. Possibilidade de resposta: as imagens têm força persuasiva e não são apenas registros, já que são produzidas e organizadas de forma a se integrarem às necessidades, ao modo de dizer do telejornal. Compartilhe também com a turma a reportagem explicitada no tema da aula, disponível aqui. Peça que leiam, analisem a primeira fotografia da reportagem (Amanda Carvalho) e respondam às perguntas (disponíveis aqui).

Fechamento
Exiba o slide desta etapa (veja no plano original) e proponha a questão aos alunos. Indique alguns alunos para exporem seus pontos de vista e em seguida peça àqueles que pensam de forma contrária que justifiquem suas posições. Esta troca se dará por meio de áudios no WhatsApp. Finalize lembrando que a credibilidade da reportagem depende de um contrato comunicacional estabelecido entre o repórter e o público, tendo por base o compromisso ético do jornalista.

Convite às famílias
Você pode instigar os alunos a proporem aos familiares a prática de sentir as reportagens com os olhos fechados. É interessante que vejam como outras pessoas percebem os sons, os tons de voz, até mesmo para confirmarem suas experiências e percepções.

Sugestão Enviada Por: Michele Batista


Código: LPO8_07SQA06

(EF69LP16) Analisar e utilizar as formas de composição dos gêneros jornalísticos da ordem do relatar, tais como notícias (pirâmide invertida no impresso X blocos noticiosos hipertextuais e hipermidiáticos no digital, que também pode contar com imagens de vários tipos, vídeos, gravações de áudio etc.), da ordem do argumentar, tais como artigos de opinião e editorial (contextualização, defesa de tese/opinião e uso de argumentos) e das entrevistas: apresentação e contextualização do entrevistado e do tema, estrutura pergunta e resposta etc.

(EF69LP17) Perceber e analisar os recursos estilísticos e semióticos dos gêneros jornalísticos e publicitários, os aspectos relativos ao tratamento da informação em notícias, como a ordenação dos eventos, as escolhas lexicais, o efeito de imparcialidade do relato, a morfologia do verbo, em textos noticiosos e argumentativos, reconhecendo marcas de pessoa, número, tempo, modo, a distribuição dos verbos nos gêneros textuais (por exemplo, as formas de pretérito em relatos; as formas de presente e futuro em gêneros argumentativos; as formas de imperativo em gêneros publicitários), o uso de recursos persuasivos em textos argumentativos diversos (como a elaboração do título, escolhas lexicais, construções metafóricas, a explicitação ou a ocultação de fontes de informação) e as estratégias de persuasão e apelo ao consumo com os recursos linguístico-discursivos utilizados (tempo verbal, jogos de palavras, metáforas, imagens).


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 8º ano:

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 8º ano:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas