14507
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 8º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - O texto dramático e a construção da encenação

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 8º ano do EF sobre O texto dramático e a construção da encenação

Plano 06 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Carolina Silva

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a sexta aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero textual dramático (comédias) e no campo de atuação artístico-literário. A aula faz parte de uma sequência de atividades voltada para texto dramático, teatro e humor.

Informações sobre o Gênero: Texto dramático (comédias): produção artístico-literária que, reunindo texto e espetáculo, organiza e estrutura o humor dentro de uma apresentação, por meio dos elementos / momentos da narrativa e sequências dialogais. É irreverente, retrata o cotidiano e as pessoas comuns. Seu objetivo é entreter, provocando o riso do espectador e ampliando seu imaginário, levando-o a uma maior compreensão da realidade.

Materiais necessários: Projetor para a exibição dos conteúdos em slides e versão impressa do texto “Intimidade”, de Gregório Duvivier, para distribuir aos alunos.

Dificuldades antecipadas: Os alunos podem sentir dificuldades de identificar elementos cênicos, de escrever textos e fazer análises críticas das produções realizadas. Por isso, a troca de conhecimentos entre os alunos e uma ordenação da sala que favoreça discussões durante as atividades são bem-vindas. Você poderá solicitar que a turma divida-se em grupos para acompanhar as atividades da aula.

Referências sobre o assunto:

MAREGA, Larissa Minuesa Pontes. A palavra em cena: o texto dramático no ensino de Língua Portuguesa. Tese (Doutorado). São Paulo, 2015.

MENDONÇA, Tailor. A tarefa de adaptar o texto teatral na escola. TCC. Porto Alegre, 2013.

Elementos do Teatro. Disponível em: <http://www.arte.seed.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=197>. Acesso em: 21 set. 2018.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 05 minutos.

Orientações:

  • Apresente a proposta da aula para os alunos, a partir das seguintes perguntas à classe:
  • Quando assistimos a uma peça de teatro, presencialmente ou por meio de alguma mídia, quais são os elementos que podemos notar? (Os palpites podem ser vários, professor, e a turma pode citar: cenário, atores, figurino, luzes no palco, etc.).
  • Os elementos relacionados na questão anterior são de fundamental importância para a encenação? (A resposta é sim. Eles ajudam a construir os detalhes da peça, fazendo nascer o espetáculo).
  • Como você acha que tais elementos são pensados e organizados? A seleção deles é aleatória? (Professor, as respostas podem ser divergentes, mas é importante fazer os alunos notarem que a escolha deles não é aleatória e, apesar desses aspectos envolverem muitos profissionais ou serem pensados por diferentes equipes, o texto dramático, geralmente, é o ponto de onde tudo parte e, por meio dele, o autor costuma dar indicações e detalhes do que se passará na peça. Portanto, para esse tipo de produção, é necessário estar atento às circunstâncias e aos pormenores. Agora, professor, você pode apresentar o tema da aula à turma, antecipando que esta versará sobre a identificação de elementos cênicos e a indicação destes no texto dramático, dentre outros aspectos).

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 40 minutos.

Orientações:

  • O texto acima foi publicado no livro “Put some farofa”, uma publicação que reúne esquetes e crônicas escritas por Gregorio Duvivier. Apresente-o à turma, sem as rubricas, que estão em itálico. Você pode entregar a versão impressa já sem elas ou criar um documento no power point, com um efeito capaz de suprimi-las e, depois, revelá-las nos slides.
  • Leia, com a turma, o texto Intimidade, de Gregório Duvivier.
  • Solicite e pergunte, aos alunos, o seguinte:
  • Foi possível compreender o texto em questão?
  • O que se entende da história?
  • Nesta etapa, preocupe-se, sobretudo, em ouvir as contribuições dos alunos. As respostas poderão ser questionadas nas fases seguintes.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Apresente o texto à turma, sem as rubricas, que estão em itálico. Você pode entregar a versão impressa já sem elas ou criar um documento no power point, com um efeito capaz de suprimi-las e, depois, revelá-las nos slides.
  • Leia, com a turma, o texto Intimidade, de Gregório Duvivier.
  • Solicite e pergunte, aos alunos, o seguinte:
  • Foi possível compreender o texto em questão?
  • O que se entende da história?
  • Nesta etapa, preocupe-se, sobretudo, em ouvir as contribuições dos alunos. As respostas poderão ser questionadas nas fases seguintes.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Apresente o texto à turma, sem as rubricas, que estão em itálico. Você pode entregar a versão impressa já sem elas ou criar um documento no power point, com um efeito capaz de suprimi-las e, depois, revelá-las nos slides.
  • Leia, com a turma, o texto Intimidade, de Gregório Duvivier.
  • Solicite e pergunte, aos alunos, o seguinte:
  • Foi possível compreender o texto em questão?
  • O que se entende da história?
  • Nesta etapa, preocupe-se, sobretudo, em ouvir as contribuições dos alunos. As respostas poderão ser questionadas nas fases seguintes.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Apresente o texto à turma, sem as rubricas, que estão em itálico. Você pode entregar a versão impressa já sem elas ou criar um documento no power point, com um efeito capaz de suprimi-las e, depois, revelá-las nos slides.
  • Leia, com a turma, o texto Intimidade, de Gregório Duvivier.
  • Solicite e pergunte, aos alunos, o seguinte:
  • Foi possível compreender o texto em questão?
  • O que se entende da história?
  • Nesta etapa, preocupe-se, sobretudo, em ouvir as contribuições dos alunos. As respostas poderão ser questionadas nas fases seguintes.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Exiba, para a turma, o vídeo disponível nos materiais complementares (abaixo). Recomende que, em grupos, pensem sobre as questões abaixo:
  • Do que trata o vídeo? O que há em comum entre a produção audiovisual e o texto lido anteriormente? (O vídeo trata do término de relacionamento entre uma mulher e seu parceiro, um homem de atitudes sempre previsíveis por ela. O vídeo é uma adaptação cênica do texto, tratando, os dois, da mesma história).
  • Quais elementos cênicos podem ser notados na produção? Cite alguns. (Professor, nota-se a composição de um cenário (sala de jantar), a presença de personagens (atores desempenhando o papel de um casal), figurino e iluminação (adequada ao momento da cena: jantar, à noite, com pouca luz e algumas velas), por exemplo).
  • Após assistir ao vídeo, pode-se dizer que o texto lido corresponde a tudo o que se passa no conteúdo audiovisual? (Professor, lembre-se de que, a esta altura, o texto foi lido sem a exibição das rubricas. Assim, deixe que os alunos discutam a questão, mediando as intervenções. A intenção é fazer com que os estudantes percebam que as ações, os comportamentos dos atores em cena não foram detalhadamente descritos no texto - que você apresentou sem algumas informações. Desse modo, a versão textual não traz os detalhes importantes a respeito do contexto em que o enredo se passa, resultando, assim, na precariedade do entendimento pleno da história, no entendimento equivocado dos acontecimentos do texto, dentre outras coisas).
  • O que poderia ser feito para que o texto lido correspondesse melhor a tudo o que se passa no vídeo? (Professor, espera-se que os alunos proponham a elaboração das rubricas, a fim de detalhar o que acontecerá durante a encenação e para que o texto, por si, possa preencher os sentidos do que se desenrola na história).
  • Em grupos ou duplas, reescreva a versão escrita de “Intimidade”, elaborando as rubricas e fazendo as adaptações necessárias. (É importante acompanhar as produções, professor, analisando uma reescrita que considere alterações pertinentes no texto. Você pode orientar os alunos nesse sentido).

Materiais complementares: para assistir o vídeo clique aqui.

Intimidade. 2014. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=qX7ntbo8zXw&t=3s>. Acesso em: 21 set. 2018.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Volte ao texto, desta vez, com as rubricas exibidas, para que os alunos possam compará-lo com as próprias reescritas. Após isso, convide a turma à apreciação das seguintes questões, que podem ser realizadas em grupos.
  • A linguagem do texto é formal ou informal? Dê exemplos para sua resposta e justifique-a. (A linguagem empregada é informal, recorrendo a usos na 2ª pessoa do singular “te”; a abreviações “pra”, “tá”; e expressões como “da gente”. Dessa forma, é a representação de uma fala diária, cotidiana, que ocorre entre os personagens na figura de pessoas íntimas, postas numa cena de diálogo).
  • Recursos gráficos são empregados no texto? Quais? De que modo eles contribuem para a caracterização de um texto dramático? (Sim. O uso de itálico e caixa alta - letras maiúsculas. Em itálico estão destacadas as rubricas e em caixa alta, a identificação da fala das personagens. Ambas são importantes para um texto que se pretende servir de norte, orientação para a encenação de um espetáculo teatral / conteúdo audiovisual voltado ao entretenimento).
  • “Ela tapa os olhos. Começa a narrar o que ele tá fazendo.” Qual a importância dessa rubrica para o sentido do texto? (Indicar que a personagem adivinha as ações do companheiro, mesmo que não as veja. Essa previsão dos comportamentos do rapaz é a razão do pedido de separação abordado na trama, dada a falta de surpresas de um relacionamento entediante).
  • “Ele joga a água no rosto dela. Mas ela já estava com um guarda-chuva aberto, seca. Ela fecha o guarda-chuva.” O trecho em questão poderia ser suprimido sem prejuízo de sentido para o texto? (Professor, é interessante notar que o trecho poderia ser suprimido sem que o tecido textual se tornasse incoerente por isso. No entanto, a supressão agregaria menos valor à produção, eliminando o humor no desfecho, algo relevante para esse tipo de conteúdo, dedicado à comédia).

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 05 minutos.

Orientações:

  • Na conclusão da aula, proponha aos alunos que identifiquem do terceiro quadro, na parte baixa do slide, quais elementos puderam ser notados no texto lido e quais foram aqueles que deixaram de ser previstos textualmente, sendo percebidos apenas no vídeo assistido. (O enredo, as personagens e os efeitos sonoros estavam sinalizados no texto e podem ser identificados em cena. As rubricas foram indicadas textualmente. No entanto, não houve, na produção escrita, orientações relacionadas ao figurino, cenário e iluminação, por meio de rubricas de ambiente, por exemplo. Elas são reveladas no vídeo. Não há ficha técnica, embora esta seja um item fundamental nos textos dramáticos).
  • Pergunte aos alunos se há possíveis razões para o texto em questão não ter trazido todos os elementos do gênero “drama” para si. Destaque que o texto foi publicado no livro “Put some farofa” (Gregorio Duvivier), uma publicação que reúne esquetes e crônicas. Desse modo, pode haver certo hibridismo entre gêneros. Deixe aberta a discussão, que poderá ser questionada pelos alunos, de maneira mais aprofundada, em outras aulas ou outros contextos.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a sexta aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero textual dramático (comédias) e no campo de atuação artístico-literário. A aula faz parte de uma sequência de atividades voltada para texto dramático, teatro e humor.

Informações sobre o Gênero: Texto dramático (comédias): produção artístico-literária que, reunindo texto e espetáculo, organiza e estrutura o humor dentro de uma apresentação, por meio dos elementos / momentos da narrativa e sequências dialogais. É irreverente, retrata o cotidiano e as pessoas comuns. Seu objetivo é entreter, provocando o riso do espectador e ampliando seu imaginário, levando-o a uma maior compreensão da realidade.

Materiais necessários: Projetor para a exibição dos conteúdos em slides e versão impressa do texto “Intimidade”, de Gregório Duvivier, para distribuir aos alunos.

Dificuldades antecipadas: Os alunos podem sentir dificuldades de identificar elementos cênicos, de escrever textos e fazer análises críticas das produções realizadas. Por isso, a troca de conhecimentos entre os alunos e uma ordenação da sala que favoreça discussões durante as atividades são bem-vindas. Você poderá solicitar que a turma divida-se em grupos para acompanhar as atividades da aula.

Referências sobre o assunto:

MAREGA, Larissa Minuesa Pontes. A palavra em cena: o texto dramático no ensino de Língua Portuguesa. Tese (Doutorado). São Paulo, 2015.

MENDONÇA, Tailor. A tarefa de adaptar o texto teatral na escola. TCC. Porto Alegre, 2013.

Elementos do Teatro. Disponível em: <http://www.arte.seed.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=197>. Acesso em: 21 set. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 05 minutos.

Orientações:

  • Apresente a proposta da aula para os alunos, a partir das seguintes perguntas à classe:
  • Quando assistimos a uma peça de teatro, presencialmente ou por meio de alguma mídia, quais são os elementos que podemos notar? (Os palpites podem ser vários, professor, e a turma pode citar: cenário, atores, figurino, luzes no palco, etc.).
  • Os elementos relacionados na questão anterior são de fundamental importância para a encenação? (A resposta é sim. Eles ajudam a construir os detalhes da peça, fazendo nascer o espetáculo).
  • Como você acha que tais elementos são pensados e organizados? A seleção deles é aleatória? (Professor, as respostas podem ser divergentes, mas é importante fazer os alunos notarem que a escolha deles não é aleatória e, apesar desses aspectos envolverem muitos profissionais ou serem pensados por diferentes equipes, o texto dramático, geralmente, é o ponto de onde tudo parte e, por meio dele, o autor costuma dar indicações e detalhes do que se passará na peça. Portanto, para esse tipo de produção, é necessário estar atento às circunstâncias e aos pormenores. Agora, professor, você pode apresentar o tema da aula à turma, antecipando que esta versará sobre a identificação de elementos cênicos e a indicação destes no texto dramático, dentre outros aspectos).
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 40 minutos.

Orientações:

  • O texto acima foi publicado no livro “Put some farofa”, uma publicação que reúne esquetes e crônicas escritas por Gregorio Duvivier. Apresente-o à turma, sem as rubricas, que estão em itálico. Você pode entregar a versão impressa já sem elas ou criar um documento no power point, com um efeito capaz de suprimi-las e, depois, revelá-las nos slides.
  • Leia, com a turma, o texto Intimidade, de Gregório Duvivier.
  • Solicite e pergunte, aos alunos, o seguinte:
  • Foi possível compreender o texto em questão?
  • O que se entende da história?
  • Nesta etapa, preocupe-se, sobretudo, em ouvir as contribuições dos alunos. As respostas poderão ser questionadas nas fases seguintes.
Slide Plano Aula

Orientações:

  • Apresente o texto à turma, sem as rubricas, que estão em itálico. Você pode entregar a versão impressa já sem elas ou criar um documento no power point, com um efeito capaz de suprimi-las e, depois, revelá-las nos slides.
  • Leia, com a turma, o texto Intimidade, de Gregório Duvivier.
  • Solicite e pergunte, aos alunos, o seguinte:
  • Foi possível compreender o texto em questão?
  • O que se entende da história?
  • Nesta etapa, preocupe-se, sobretudo, em ouvir as contribuições dos alunos. As respostas poderão ser questionadas nas fases seguintes.
Slide Plano Aula

Orientações:

  • Apresente o texto à turma, sem as rubricas, que estão em itálico. Você pode entregar a versão impressa já sem elas ou criar um documento no power point, com um efeito capaz de suprimi-las e, depois, revelá-las nos slides.
  • Leia, com a turma, o texto Intimidade, de Gregório Duvivier.
  • Solicite e pergunte, aos alunos, o seguinte:
  • Foi possível compreender o texto em questão?
  • O que se entende da história?
  • Nesta etapa, preocupe-se, sobretudo, em ouvir as contribuições dos alunos. As respostas poderão ser questionadas nas fases seguintes.
Slide Plano Aula

Orientações:

  • Apresente o texto à turma, sem as rubricas, que estão em itálico. Você pode entregar a versão impressa já sem elas ou criar um documento no power point, com um efeito capaz de suprimi-las e, depois, revelá-las nos slides.
  • Leia, com a turma, o texto Intimidade, de Gregório Duvivier.
  • Solicite e pergunte, aos alunos, o seguinte:
  • Foi possível compreender o texto em questão?
  • O que se entende da história?
  • Nesta etapa, preocupe-se, sobretudo, em ouvir as contribuições dos alunos. As respostas poderão ser questionadas nas fases seguintes.
Slide Plano Aula

Orientações:

  • Exiba, para a turma, o vídeo disponível nos materiais complementares (abaixo). Recomende que, em grupos, pensem sobre as questões abaixo:
  • Do que trata o vídeo? O que há em comum entre a produção audiovisual e o texto lido anteriormente? (O vídeo trata do término de relacionamento entre uma mulher e seu parceiro, um homem de atitudes sempre previsíveis por ela. O vídeo é uma adaptação cênica do texto, tratando, os dois, da mesma história).
  • Quais elementos cênicos podem ser notados na produção? Cite alguns. (Professor, nota-se a composição de um cenário (sala de jantar), a presença de personagens (atores desempenhando o papel de um casal), figurino e iluminação (adequada ao momento da cena: jantar, à noite, com pouca luz e algumas velas), por exemplo).
  • Após assistir ao vídeo, pode-se dizer que o texto lido corresponde a tudo o que se passa no conteúdo audiovisual? (Professor, lembre-se de que, a esta altura, o texto foi lido sem a exibição das rubricas. Assim, deixe que os alunos discutam a questão, mediando as intervenções. A intenção é fazer com que os estudantes percebam que as ações, os comportamentos dos atores em cena não foram detalhadamente descritos no texto - que você apresentou sem algumas informações. Desse modo, a versão textual não traz os detalhes importantes a respeito do contexto em que o enredo se passa, resultando, assim, na precariedade do entendimento pleno da história, no entendimento equivocado dos acontecimentos do texto, dentre outras coisas).
  • O que poderia ser feito para que o texto lido correspondesse melhor a tudo o que se passa no vídeo? (Professor, espera-se que os alunos proponham a elaboração das rubricas, a fim de detalhar o que acontecerá durante a encenação e para que o texto, por si, possa preencher os sentidos do que se desenrola na história).
  • Em grupos ou duplas, reescreva a versão escrita de “Intimidade”, elaborando as rubricas e fazendo as adaptações necessárias. (É importante acompanhar as produções, professor, analisando uma reescrita que considere alterações pertinentes no texto. Você pode orientar os alunos nesse sentido).

Materiais complementares: para assistir o vídeo clique aqui.

Intimidade. 2014. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=qX7ntbo8zXw&t=3s>. Acesso em: 21 set. 2018.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Volte ao texto, desta vez, com as rubricas exibidas, para que os alunos possam compará-lo com as próprias reescritas. Após isso, convide a turma à apreciação das seguintes questões, que podem ser realizadas em grupos.
  • A linguagem do texto é formal ou informal? Dê exemplos para sua resposta e justifique-a. (A linguagem empregada é informal, recorrendo a usos na 2ª pessoa do singular “te”; a abreviações “pra”, “tá”; e expressões como “da gente”. Dessa forma, é a representação de uma fala diária, cotidiana, que ocorre entre os personagens na figura de pessoas íntimas, postas numa cena de diálogo).
  • Recursos gráficos são empregados no texto? Quais? De que modo eles contribuem para a caracterização de um texto dramático? (Sim. O uso de itálico e caixa alta - letras maiúsculas. Em itálico estão destacadas as rubricas e em caixa alta, a identificação da fala das personagens. Ambas são importantes para um texto que se pretende servir de norte, orientação para a encenação de um espetáculo teatral / conteúdo audiovisual voltado ao entretenimento).
  • “Ela tapa os olhos. Começa a narrar o que ele tá fazendo.” Qual a importância dessa rubrica para o sentido do texto? (Indicar que a personagem adivinha as ações do companheiro, mesmo que não as veja. Essa previsão dos comportamentos do rapaz é a razão do pedido de separação abordado na trama, dada a falta de surpresas de um relacionamento entediante).
  • “Ele joga a água no rosto dela. Mas ela já estava com um guarda-chuva aberto, seca. Ela fecha o guarda-chuva.” O trecho em questão poderia ser suprimido sem prejuízo de sentido para o texto? (Professor, é interessante notar que o trecho poderia ser suprimido sem que o tecido textual se tornasse incoerente por isso. No entanto, a supressão agregaria menos valor à produção, eliminando o humor no desfecho, algo relevante para esse tipo de conteúdo, dedicado à comédia).
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 05 minutos.

Orientações:

  • Na conclusão da aula, proponha aos alunos que identifiquem do terceiro quadro, na parte baixa do slide, quais elementos puderam ser notados no texto lido e quais foram aqueles que deixaram de ser previstos textualmente, sendo percebidos apenas no vídeo assistido. (O enredo, as personagens e os efeitos sonoros estavam sinalizados no texto e podem ser identificados em cena. As rubricas foram indicadas textualmente. No entanto, não houve, na produção escrita, orientações relacionadas ao figurino, cenário e iluminação, por meio de rubricas de ambiente, por exemplo. Elas são reveladas no vídeo. Não há ficha técnica, embora esta seja um item fundamental nos textos dramáticos).
  • Pergunte aos alunos se há possíveis razões para o texto em questão não ter trazido todos os elementos do gênero “drama” para si. Destaque que o texto foi publicado no livro “Put some farofa” (Gregorio Duvivier), uma publicação que reúne esquetes e crônicas. Desse modo, pode haver certo hibridismo entre gêneros. Deixe aberta a discussão, que poderá ser questionada pelos alunos, de maneira mais aprofundada, em outras aulas ou outros contextos.
Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 8º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 8º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF89LP34 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano