14502
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Plano de aula - Apresentar a origem do teatro, comparada às formas atuais de encenação

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 8º ano do EF sobre Apresentar a origem do teatro, comparada às formas atuais de encenação

Plano 01 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Carolina Silva

 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos; ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a primeira aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero textual dramático (comédia) e no campo de atuação artístico-literário. A aula faz parte de uma sequência de atividades voltadas para teatro, texto e humor.

Informações sobre o gênero: Texto dramático (comédia): produção artístico-literária que, reunindo texto e espetáculo, organiza e estrutura o humor numa apresentação. É irreverente, retrata o cotidiano e as pessoas comuns. Seu objetivo é entreter, provocando o riso do espectador e ampliando seu imaginário, levando-o a uma maior compreensão da realidade.

Materiais necessários: Projetor para a exibição do vídeo “Entrevista de emprego”, do Porta dos Fundos. Imagens impressas de teatros/salas de espetáculo contemporâneas, peças sendo encenadas: prédio de um teatro, salas de espetáculos dentro de shopping centers, teatros de arena em universidades, salas de teatro escuras, espetáculo com projeções de luz /sombras sobre palco; atores dispostos em palco, à frente do público; palcos móveis durante peças teatrais, contrarregras arrastando móveis nas mudanças de cena.

Dificuldades antecipadas: Os alunos podem sentir dificuldades em reparar nos aspectos estéticos dos teatros da Grécia Antiga bem como das salas teatrais contemporâneas.

Referências sobre o assunto: 1) PEIXOTO, Fernando. O que é teatro. São Paulo: Brasiliense, 1995. 2) Heliodora Barbara. O teatro explicado para meus filhos. São Paulo: Agir, 2008. 3) Sequência de videoaulas sobre teatro, no canal do telecurso, no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=IVRUcr5Nou8 4) Vídeo sobre os sentidos do teatro, disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=-20Ef8uEHmE.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Professor, garanta que as carteiras da sala estejam organizadas em grupos para que haja trocas e construção colaborativa de saberes entre os alunos. Apresente a proposta da aula para a turma.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos.

Orientações:

  • Exiba o vídeo “Entrevista de emprego” para os alunos. O conteúdo está disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=wV3vGWcca3U.
  • Professor, peça que os alunos, em grupos, discutam as questões abaixo:
  • 1) Que papéis assumem as pessoas envolvidas na cena? (Um homem assume o papel de entrevistador. O outro, Marcos, é o entrevistado e candidato à vaga de emprego.)
  • 2) Elas disfarçam os seus papéis ao longo da entrevista? Por quê? (Sim. O entrevistador, ao sugerir uma dinâmica para conhecer o perfil e testar a capacidade de seu candidato lidar com problemas, finge ser um caçador e propõe a Marcos alguns desafios. Este, por sua vez, passando-se por um leopardo e, depois, encenando ser diferentes personagens de literatura/filmes, mostra que consegue driblar os desafios propostos pelo entrevistador, de modo que, no final da dinâmica, tendo demonstrado seu preparo e todas as suas astúcias, vence o homem e acaba tomando seu lugar.)
  • 3) Você acha possível que alguém aja de modo parecido, numa entrevista de emprego real, com as pessoas desta cena? (Professor, talvez os alunos respondam que não, pelo fato de, no vídeo, as ações parecerem mais exageradas. No entanto, cabe a você discutir com eles como costuma ou pode ser o comportamento de indivíduos numa situação como esta: se dizem sempre a verdade, se dissimulam a realidade etc.)
  • 4) O que leva os envolvidos nesta situação comunicativa a agir de tal modo? (Há diferentes possibilidades de resposta. Uma delas é a de que Marcos precisa aproveitar a oportunidade para demonstrar todos os atributos que o levarão à conquista da vaga de emprego. Por outro lado, o entrevistador necessita cumprir o papel de agente rigoroso para escolher o candidato mais preparado.)
  • 5) Na vida, as pessoas podem assumir personagens para se adequar a certas situações? (A questão é aberta e pode levar a diferentes conclusões. Professor, evite noções de certo e errado neste tipo de debate. Busque incentivar os alunos a perceber que as situações da vida são plurais e que podemos assumir posturas e comportamentos diferentes em cada uma delas.)
  • 6) O teatro parece algo muito distante da vida? (Com base nestas discussões, é possível que os alunos concluam que não. O teatro é representação e, muitas vezes, por meio dele, somos capazes de nos reconhecer melhor, dada sua verossimilhança.)

  • Confira os resultados da atividade acima e sistematize, com a turma, as noções sobre o conteúdo veiculado no vídeo. Depois, recorra às perguntas abaixo, relacionadas à produção em questão:
  • 1) O vídeo assistido pertence a qual canal? (Porta dos Fundos, no YouTube.)
  • 2) Vocês conhecem o Porta dos Fundos? Conte-nos a respeito. (É provável que os alunos façam menções ao canal, no YouTube. Trata-se de uma produtora que cria vídeos de comédia, veiculados na internet, por meio do canal de mesmo nome.)
  • 3) A que tipo de conteúdo o canal se dedica? (Dedica-se a vídeos de humor, geralmente verossímeis.)
  • 4) Qual teria sido a intenção do canal em produzir este conteúdo? (É possível que haja diferentes palpites. Um deles seria entreter, pois se trata de um canal voltado para o entretenimento. Ao criar conteúdos humorísticos, uma das intenções é, também, fazer rir, além de outras possibilidades.)
  • 5) É possível notar recursos do teatro na produção assistida? Quais? (Sim. Há cenário, atores interpretando personagens, ações desenvolvendo-se de acordo com um roteiro construído previamente etc.)

4. Professor, no final das discussões, reforce a compreensão dos alunos sobre a capacidade da arte teatral para a representação sensível e crítica da vida, ampliando a nossa percepção da realidade das coisas, por meio do fingimento artístico e da dramatização.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

  • Com base na memória sobre a relação estreita entre teatro e vida, converse com a turma sobre as origens do teatro na Grécia Antiga, utilizando a foto do teatro de Dionísio.
  • Esclareça que experiências dramáticas já existiam antes dos gregos; no entanto, eles foram os primeiros a sair do improviso e a dar ao espetáculo características poéticas presentes, até os dias atuais, no teatro ocidental. Na Antiguidade, a arte dramática grega tem suas origens em representações bastante cênicas de rituais para Dionísio, divindade da vegetação, fertilidade e do vinho. Nestas comemorações, os gregos recorriam a elementos que compõem a arte dramática até os dias de hoje, como a caracterização e o canto, por exemplo.
  • Depois destas explanações, peça a cada um dos grupos de alunos que cite uma forma de arte presente em nossa sociedade. (Caso não haja palpites, professor, incite os alunos a se lembrar de alguns espaços como museus, casas de shows, salões institucionais, onde geralmente podem ser encontrados diversos tipos de manifestações artísticas. Assim, os estudantes podem arriscar relacionar artes como a pintura, a escultura, a música, a dança, a literatura etc.). Em seguida, pergunte-lhes quais destas manifestações artísticas já foram notadas numa peça teatral. (Se não forem arriscados palpites, pergunte sobre a possibilidade de tais manifestações ser utilizadas num espetáculo. Espera-se que os alunos reconheçam que diferentes formas de arte podem aparecer numa apresentação teatral. Deste modo, são muito plurais e criativas suas formas de expressão, podendo conjugar diferentes manifestações artísticas.)

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações:

  • Professor, convide os alunos a observar a imagem das ruínas do Teatro de Mileto, edifício ao ar livre, usado para as apresentações. Explique-lhes que a palavra “teatro”, do grego “théatron”, significa “lugar de onde se vê”. Após isso, incentive-os a refletir sobre a estrutura desta construção a partir de algumas perguntas:
  • Ao observar a estrutura do teatro grego, quais características fazem jus ao significado “lugar de onde se vê”? (Professor, espera-se que os alunos sejam capazes de notar que a arquitetura favorecia a boa visão das cenas e também uma melhor acústica para ouvir os espetáculos. O tamanho da construção também chama a atenção para a sua capacidade, permitindo que muitas pessoas, cerca de 10.000, pudessem assistir às dramatizações.)
  • A capacidade de reunir tantas pessoas em apenas um teatro, para assistir ao mesmo espetáculo, possibilita uma interação social importante? (Professor, você poderá chamar a atenção dos alunos para esta questão, propondo-lhes que pensem sobre a relevância de uma sensação de pertencimento a um grupo, motivada pela capacidade do teatro de reunir as pessoas em torno de uma mostra que, muitas vezes, versava sobre o cotidiano grego ou elementos de sua cultura.

2. Agora, professor, aproveite a distribuição dos estudantes em grupo e distribua fotos impressas de salas de teatro atuais bem como de espetáculos sendo encenados (aquelas já providenciadas por você para a realização desta etapa da aula). Solicite que os alunos observem, atentamente, as imagens, orientando-se pelos aspectos a seguir:

  • Quais diferenças podemos notar quanto à estrutura do Teatro de Mileto e do de Dionísio em relação aos teatros de hoje? (Os estudantes podem perceber que, diferentemente destes espaços gregos, nossos teatros dividem-se, muitas vezes, em salas de espetáculos: são fechadas e com recursos de isolamento acústico, a fim de melhorar o conforto auditivo dos espectadores. Os prédios que abrigam as salas de espetáculo podem ser construções em pontos estratégicos ou culturais de bairros, zonas, regiões, como também podemos contar com salas em shoppings centers e outros espaços alternativos - centros culturais, etc. Um aspecto interessante a ressaltar, professor, é que alguns teatros de arena de universidades, por exemplo, preservam muitas das características destes teatros gregos. Uma sugestão de pesquisa a respeito pode aguçar a curiosidade dos discentes sobre o tema.
  • Lugares como o Teatro de Mileto ou o de Dionísio não contavam com recursos tecnológicos naquela época. Com base nas fotos dos espetáculos que vocês têm em mãos, relacionem as tecnologias que parecem ser usadas nas cenas em questão. Para além daquelas presentes nas imagens, vocês poderiam citar outras? (Professor, com base nas fotos sugeridas no item Materiais necessários desta aula, os alunos podem identificar: salas escuras com iluminações estratégicas ao longo do espaço, projeção de sombras e fontes de luz sobre os cenários, atuação dos atores à frente do público para melhor visão e audição das peças, palcos rotativos, o apoio de contrarregras nas mudanças de cena, a presença de efeitos especiais nos espetáculos, como nevoeiros ou fumos; etc. Outros aspectos sensoriais não identificáveis em imagens podem ser relatados pelos alunos, como recursos de sonoplastia, que incluem o emprego de músicas ou gravações de ruídos, sons como o de trovão, chuva, vento, piar dos pássaros, dentre outros exemplos.)

3. Professor, aprecie as contribuições trazidas pelos grupos na atividade acima, sistematizando as observações feitas e acrescentando, se necessário, informações cabíveis.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações:

  • Professor, agora, questione os alunos sobre quais são os espaços onde as apresentações teatrais se desenvolvem na contemporaneidade. Se os palpites forem poucos ou inexistentes, sugira-lhes que observem, detalhadamente, as imagens do presente slide. Solicite, em seguida, uma pesquisa sobre os atuais espaços da arte dramática e como ela se caracteriza nestes ambientes, para uma rápida apreciação na próxima aula, que versará sobre a diferença entre tragédia e comédia, passando à comédia de costumes no Brasil, por meio do texto dramático de Martins Pena.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos; ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a primeira aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero textual dramático (comédia) e no campo de atuação artístico-literário. A aula faz parte de uma sequência de atividades voltadas para teatro, texto e humor.

Informações sobre o gênero: Texto dramático (comédia): produção artístico-literária que, reunindo texto e espetáculo, organiza e estrutura o humor numa apresentação. É irreverente, retrata o cotidiano e as pessoas comuns. Seu objetivo é entreter, provocando o riso do espectador e ampliando seu imaginário, levando-o a uma maior compreensão da realidade.

Materiais necessários: Projetor para a exibição do vídeo “Entrevista de emprego”, do Porta dos Fundos. Imagens impressas de teatros/salas de espetáculo contemporâneas, peças sendo encenadas: prédio de um teatro, salas de espetáculos dentro de shopping centers, teatros de arena em universidades, salas de teatro escuras, espetáculo com projeções de luz /sombras sobre palco; atores dispostos em palco, à frente do público; palcos móveis durante peças teatrais, contrarregras arrastando móveis nas mudanças de cena.

Dificuldades antecipadas: Os alunos podem sentir dificuldades em reparar nos aspectos estéticos dos teatros da Grécia Antiga bem como das salas teatrais contemporâneas.

Referências sobre o assunto: 1) PEIXOTO, Fernando. O que é teatro. São Paulo: Brasiliense, 1995. 2) Heliodora Barbara. O teatro explicado para meus filhos. São Paulo: Agir, 2008. 3) Sequência de videoaulas sobre teatro, no canal do telecurso, no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=IVRUcr5Nou8 4) Vídeo sobre os sentidos do teatro, disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=-20Ef8uEHmE.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Professor, garanta que as carteiras da sala estejam organizadas em grupos para que haja trocas e construção colaborativa de saberes entre os alunos. Apresente a proposta da aula para a turma.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos.

Orientações:

  • Exiba o vídeo “Entrevista de emprego” para os alunos. O conteúdo está disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=wV3vGWcca3U.
  • Professor, peça que os alunos, em grupos, discutam as questões abaixo:
  • 1) Que papéis assumem as pessoas envolvidas na cena? (Um homem assume o papel de entrevistador. O outro, Marcos, é o entrevistado e candidato à vaga de emprego.)
  • 2) Elas disfarçam os seus papéis ao longo da entrevista? Por quê? (Sim. O entrevistador, ao sugerir uma dinâmica para conhecer o perfil e testar a capacidade de seu candidato lidar com problemas, finge ser um caçador e propõe a Marcos alguns desafios. Este, por sua vez, passando-se por um leopardo e, depois, encenando ser diferentes personagens de literatura/filmes, mostra que consegue driblar os desafios propostos pelo entrevistador, de modo que, no final da dinâmica, tendo demonstrado seu preparo e todas as suas astúcias, vence o homem e acaba tomando seu lugar.)
  • 3) Você acha possível que alguém aja de modo parecido, numa entrevista de emprego real, com as pessoas desta cena? (Professor, talvez os alunos respondam que não, pelo fato de, no vídeo, as ações parecerem mais exageradas. No entanto, cabe a você discutir com eles como costuma ou pode ser o comportamento de indivíduos numa situação como esta: se dizem sempre a verdade, se dissimulam a realidade etc.)
  • 4) O que leva os envolvidos nesta situação comunicativa a agir de tal modo? (Há diferentes possibilidades de resposta. Uma delas é a de que Marcos precisa aproveitar a oportunidade para demonstrar todos os atributos que o levarão à conquista da vaga de emprego. Por outro lado, o entrevistador necessita cumprir o papel de agente rigoroso para escolher o candidato mais preparado.)
  • 5) Na vida, as pessoas podem assumir personagens para se adequar a certas situações? (A questão é aberta e pode levar a diferentes conclusões. Professor, evite noções de certo e errado neste tipo de debate. Busque incentivar os alunos a perceber que as situações da vida são plurais e que podemos assumir posturas e comportamentos diferentes em cada uma delas.)
  • 6) O teatro parece algo muito distante da vida? (Com base nestas discussões, é possível que os alunos concluam que não. O teatro é representação e, muitas vezes, por meio dele, somos capazes de nos reconhecer melhor, dada sua verossimilhança.)

  • Confira os resultados da atividade acima e sistematize, com a turma, as noções sobre o conteúdo veiculado no vídeo. Depois, recorra às perguntas abaixo, relacionadas à produção em questão:
  • 1) O vídeo assistido pertence a qual canal? (Porta dos Fundos, no YouTube.)
  • 2) Vocês conhecem o Porta dos Fundos? Conte-nos a respeito. (É provável que os alunos façam menções ao canal, no YouTube. Trata-se de uma produtora que cria vídeos de comédia, veiculados na internet, por meio do canal de mesmo nome.)
  • 3) A que tipo de conteúdo o canal se dedica? (Dedica-se a vídeos de humor, geralmente verossímeis.)
  • 4) Qual teria sido a intenção do canal em produzir este conteúdo? (É possível que haja diferentes palpites. Um deles seria entreter, pois se trata de um canal voltado para o entretenimento. Ao criar conteúdos humorísticos, uma das intenções é, também, fazer rir, além de outras possibilidades.)
  • 5) É possível notar recursos do teatro na produção assistida? Quais? (Sim. Há cenário, atores interpretando personagens, ações desenvolvendo-se de acordo com um roteiro construído previamente etc.)

4. Professor, no final das discussões, reforce a compreensão dos alunos sobre a capacidade da arte teatral para a representação sensível e crítica da vida, ampliando a nossa percepção da realidade das coisas, por meio do fingimento artístico e da dramatização.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

  • Com base na memória sobre a relação estreita entre teatro e vida, converse com a turma sobre as origens do teatro na Grécia Antiga, utilizando a foto do teatro de Dionísio.
  • Esclareça que experiências dramáticas já existiam antes dos gregos; no entanto, eles foram os primeiros a sair do improviso e a dar ao espetáculo características poéticas presentes, até os dias atuais, no teatro ocidental. Na Antiguidade, a arte dramática grega tem suas origens em representações bastante cênicas de rituais para Dionísio, divindade da vegetação, fertilidade e do vinho. Nestas comemorações, os gregos recorriam a elementos que compõem a arte dramática até os dias de hoje, como a caracterização e o canto, por exemplo.
  • Depois destas explanações, peça a cada um dos grupos de alunos que cite uma forma de arte presente em nossa sociedade. (Caso não haja palpites, professor, incite os alunos a se lembrar de alguns espaços como museus, casas de shows, salões institucionais, onde geralmente podem ser encontrados diversos tipos de manifestações artísticas. Assim, os estudantes podem arriscar relacionar artes como a pintura, a escultura, a música, a dança, a literatura etc.). Em seguida, pergunte-lhes quais destas manifestações artísticas já foram notadas numa peça teatral. (Se não forem arriscados palpites, pergunte sobre a possibilidade de tais manifestações ser utilizadas num espetáculo. Espera-se que os alunos reconheçam que diferentes formas de arte podem aparecer numa apresentação teatral. Deste modo, são muito plurais e criativas suas formas de expressão, podendo conjugar diferentes manifestações artísticas.)
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações:

  • Professor, convide os alunos a observar a imagem das ruínas do Teatro de Mileto, edifício ao ar livre, usado para as apresentações. Explique-lhes que a palavra “teatro”, do grego “théatron”, significa “lugar de onde se vê”. Após isso, incentive-os a refletir sobre a estrutura desta construção a partir de algumas perguntas:
  • Ao observar a estrutura do teatro grego, quais características fazem jus ao significado “lugar de onde se vê”? (Professor, espera-se que os alunos sejam capazes de notar que a arquitetura favorecia a boa visão das cenas e também uma melhor acústica para ouvir os espetáculos. O tamanho da construção também chama a atenção para a sua capacidade, permitindo que muitas pessoas, cerca de 10.000, pudessem assistir às dramatizações.)
  • A capacidade de reunir tantas pessoas em apenas um teatro, para assistir ao mesmo espetáculo, possibilita uma interação social importante? (Professor, você poderá chamar a atenção dos alunos para esta questão, propondo-lhes que pensem sobre a relevância de uma sensação de pertencimento a um grupo, motivada pela capacidade do teatro de reunir as pessoas em torno de uma mostra que, muitas vezes, versava sobre o cotidiano grego ou elementos de sua cultura.

2. Agora, professor, aproveite a distribuição dos estudantes em grupo e distribua fotos impressas de salas de teatro atuais bem como de espetáculos sendo encenados (aquelas já providenciadas por você para a realização desta etapa da aula). Solicite que os alunos observem, atentamente, as imagens, orientando-se pelos aspectos a seguir:

  • Quais diferenças podemos notar quanto à estrutura do Teatro de Mileto e do de Dionísio em relação aos teatros de hoje? (Os estudantes podem perceber que, diferentemente destes espaços gregos, nossos teatros dividem-se, muitas vezes, em salas de espetáculos: são fechadas e com recursos de isolamento acústico, a fim de melhorar o conforto auditivo dos espectadores. Os prédios que abrigam as salas de espetáculo podem ser construções em pontos estratégicos ou culturais de bairros, zonas, regiões, como também podemos contar com salas em shoppings centers e outros espaços alternativos - centros culturais, etc. Um aspecto interessante a ressaltar, professor, é que alguns teatros de arena de universidades, por exemplo, preservam muitas das características destes teatros gregos. Uma sugestão de pesquisa a respeito pode aguçar a curiosidade dos discentes sobre o tema.
  • Lugares como o Teatro de Mileto ou o de Dionísio não contavam com recursos tecnológicos naquela época. Com base nas fotos dos espetáculos que vocês têm em mãos, relacionem as tecnologias que parecem ser usadas nas cenas em questão. Para além daquelas presentes nas imagens, vocês poderiam citar outras? (Professor, com base nas fotos sugeridas no item Materiais necessários desta aula, os alunos podem identificar: salas escuras com iluminações estratégicas ao longo do espaço, projeção de sombras e fontes de luz sobre os cenários, atuação dos atores à frente do público para melhor visão e audição das peças, palcos rotativos, o apoio de contrarregras nas mudanças de cena, a presença de efeitos especiais nos espetáculos, como nevoeiros ou fumos; etc. Outros aspectos sensoriais não identificáveis em imagens podem ser relatados pelos alunos, como recursos de sonoplastia, que incluem o emprego de músicas ou gravações de ruídos, sons como o de trovão, chuva, vento, piar dos pássaros, dentre outros exemplos.)

3. Professor, aprecie as contribuições trazidas pelos grupos na atividade acima, sistematizando as observações feitas e acrescentando, se necessário, informações cabíveis.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações:

  • Professor, agora, questione os alunos sobre quais são os espaços onde as apresentações teatrais se desenvolvem na contemporaneidade. Se os palpites forem poucos ou inexistentes, sugira-lhes que observem, detalhadamente, as imagens do presente slide. Solicite, em seguida, uma pesquisa sobre os atuais espaços da arte dramática e como ela se caracteriza nestes ambientes, para uma rápida apreciação na próxima aula, que versará sobre a diferença entre tragédia e comédia, passando à comédia de costumes no Brasil, por meio do texto dramático de Martins Pena.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Leitura/Escuta do 8º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 8º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP44 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF89LP34 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano