14481
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 7º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - A organização global da carta de solicitação

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 7º ano do EF sobre A organização global da carta de solicitação

Plano 04 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Katia Nelsina Pereira Chiaradia

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é a quarta aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Carta de Solicitação e no campo de atuação da vida pública. A aula faz parte do módulo de Análise Linguística e Semiótica.

Materiais necessários: Você precisará de computador, projetor de imagens e cópias das atividades.

Dificuldades antecipadas: É provável que os estudantes tenham dificuldade em escolher seus pares de trabalho. Você pode auxiliá-los estabelecendo critérios para a formação das duplas.

Informações sobre o gênero Carta de solicitação: carta formal em que o emissor formaliza um pedido ao destinatário. Diferente de uma carta de reclamação, o produtor da carta de solicitação não necessariamente considera que tem um direito assegurado, mas acredita que seu interlocutor poderá atendê-lo. Por isso, além de explicitar a solicitação, deve ter forte base argumentativa.

Referências sobre o assunto:

BARBOSA, Jacqueline P. e ROJO, Roxane. Hipermodernidade, multiletramentos e gêneros discursivos. Editora Parábola, 2015.

BARBOSA, Jacqueline P. Carta de solicitação e Carta de reclamação. Coleção Trabalhando com os Gêneros do Discurso- Editora FTD, 2005.

Programa de formação da Prefeitura – 2010 - Cadernos de apoio a aprendizagem 7º ano, parte 1 e parte 2 - Fazendo pedidos: cartas de solicitação e requerimento. Disponível em: <http://portalsme.prefeitura.sp.gov.br/Main/Noticia/Visualizar/PortalSMESP/cadernos>. Acesso em: 20 out. 2018.

DOLZ, Joaquim e SCHNEUWLY, Bernard (orgs.). Gêneros orais e escritos na escola. Campinas. Mercado de Letras, 2004.

TEIXEIRA, Ana Paula Tosta; BLASQUE, Roberta Maria Garcia; SANTOS, Célia Dias dos. “A exposição oral na sala de aula”: in Anais para o VII Seminário de Pesquisas em Ciências Humanas, da Universidade Estadual de Londrina (UEL), 2008. Disponível em: <http://www.uel.br/eventos/sepech/sepech08/arqtxt/resumos-anais/AnaPTTeixeiraRobertaGBlasque.pdf>. Acesso em: 20 out. 2018.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto

Orientações:

  • Projete a questão (você também pode escrever no quadro) e estimule a participação dos alunos. Permita que eles se manifestem livremente sobre diferentes formas de estruturar uma solicitação, inclusive contando brevemente sobre experiências pessoais.
  • Instigue-os, à medida em que apresentam possíveis componentes e formas de uma solicitação, a refletir sobre o porquê precisamos solicitar coisas. Essa parte da discussão deve servir de condutor para a próxima etapa do trabalho, na qual analisaremos problemas existentes na estrutura educacional brasileira. Assim, quando a turma chegar a resposta de que é preciso solicitar algo para resolver problemas e/ou melhorar situações, parta para a próxima etapa da aula.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 9 minutos

Orientações:

  • Projete as charges no quadro ou entregues impressas. Você pode acessá-las nos seguintes links:

Correio do Cidadão – Nº 380, por Tiago Silva. Disponível em https://tiagosilvacartoons.files.wordpress.com/2012/01/mini-charge-nc2ba-380.jpg?w=590&h=318 Acesso em 25 de fevereiro de 2019

http://www.sinsej.org.br/2017/03/problematizando-a-sala-de-aula/

  • Pergunte-lhes se conhecem o nome desses textos e onde são publicados. Espera-se que digam que são charges e que comumente são publicadas em jornais, revistas e/ou em sites na internet.
  • Peça que apontem quais elementos constroem a comunicação nas charges. Faça-os perceber que a comunicação é composta por imagens, cores e texto e que todas esses elementos são responsáveis pela produção de sentidos.
  • Pergunte-lhes se eles sabem qual a função das charges. De forma simplificada, é possível afirmar que as charges buscam retratar questões atuais e relevantes de forma humorística.
  • Explique que as charges apontam problemas pelos quais passa a educação no Brasil e, então, peça aos alunos que explorem quais problemas educacionais estão presentes nas três charges.
  • Instigue-os a analisar e descrever como em cada charge o problema é representado ao leitor a partir dos elementos que as compõem, tais como desenhos, cores e textos. A seguir, a fim de auxiliar a condução do processo de interpretação, encontram-se breves análises das charges em questão: a charge 1 faz referência ao problema da infraestrutura precária em escolas, que fica evidenciado pelo retrato da sala de aula destruída. Além disso, a escrita na lousa juntamente às falas dos personagens faz uma crítica à falta de resoluções para esse problema. No caso da charge 2, há referência ao problema da superlotação das salas de aula a partir dos desenhos. A fala do professor remete à dificuldade em se dar aulas nesse contexto. Por fim, a charge 3 aborda a questão da má remuneração a professores, o que fica evidente na caracterização de um professor em situação de pobreza, Além disso, na lousa há informações contraditórias entre a condição econômica do país no âmbito mundial e os baixos salários da carreira docente. Em todas as charges é possível notar as expressões de tristeza nos rostos dos personagens e as cores frias utilizadas, que podem ser interpretadas como remetendo a tristeza.

Materiais complementares

Correio do Cidadão – Nº 380, por Tiago Silva. Disponível em https://tiagosilvacartoons.files.wordpress.com/2012/01/mini-charge-nc2ba-380.jpg?w=590&h=318 Acesso em 25 de fevereiro de 2019

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos

Orientações:

  • Faça as perguntas do slide aos alunos e sistematize na lousa as respostas obtidas, organizando-as em três colunas: problemas; responsáveis pela resolução; formas de solicitar a resolução dos problemas ao responsável. Essa tabela auxiliará os grupos na análise posterior das diferentes cartas de solicitação. Além dos problemas relacionados à infraestrutura escolar, à remuneração do professor e à superlotação das salas de aula, instigue os alunos a pensar em pontos que gostariam que fossem melhores na escola em que estudam. Sistematize as respostas na primeira coluna da tabela feita no quadro. Em seguida, para o preenchimento da segunda coluna da tabela, pergunte a eles quem poderia resolver esses problemas. Algumas respostas possíveis são: direção da escola, professores, pais, comunidade, prefeito, governos e presidente. Por fim, para a última coluna da tabela, pergunte à turma quais seriam as formas possíveis de fundamentar a solicitação de resolução do problema ao responsável. Ajude-os a entender que descrever o problema, relatar situações que envolvem o problema e/ou explicar os impactos do problema na vida dos envolvidos são formas de argumentar em favor da necessidade de uma resolução.
  • Após a conclusão da tabela, peça que os estudantes se organizem em duplas ou trios. Caso tenham dificuldade no processo, estabeleça critérios como: o primeiro e o último números da chamado, o segundo e o penúltimo, e assim sucessivamente.
  • Explique-lhes que, ao fim dessa atividade, eles serão convidados a uma reflexão.

Materiais complementares: Você encontra as cartas para impressão aqui. Se preferir, é possível projetar no quadro as cartas. Elas se encontram nos slides seguintes.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Projete no quadro as cartas de solicitação que estão nos próxims slides e leia para a sala ou solicite que um estudante o faça.
  • O tempo sugerido para essa atividade é de 10 minutos, para a leitura das duas cartas.
  • Entregue para os alunos a versão que você encontra nos materiais complementares, com a tabela que deverão utilizar para a atividade. Tendo em vista o movimento investigativo e analítico da atividade de preparação, peça-lhes que analisem as cartas de solicitação separadas para essa atividade, a partir dos elementos constituintes da tabela e anotem suas observações. É importante que, para cada uma das cartas, os estudantes caracterizem quais problemas educacionais são nelas retratados, quem é, segundo a carta, responsável por resolver esses problemas e como o autor fundamentou sua solicitação ao responsável. Oriente os estudantes a utilizar a tabela de possibilidades montada na lousa para auxiliar nas análises. Para tanto, eles terão 20 minutos.

Materiais complementares: Você encontra as cartas para impressão aqui. Se preferir, é possível projetar no quadro as cartas. Elas se encontram nos slides seguintes.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Entregue para os alunos a versão que você encontra nos materiais complementares, com a tabela que deverão utilizar para a atividade. Tendo em vista o movimento investigativo e analítico da atividade de preparação, peça-lhes que analisem as cartas de solicitação separadas para essa atividade, a partir dos elementos constituintes da tabela e anotem suas observações. É importante que, para cada uma das cartas, os estudantes caracterizem quais problemas educacionais são nelas retratados, quem é, segundo a carta, responsável por resolver esses problemas e como o autor fundamentou sua solicitação ao responsável. Oriente os estudantes a utilizar a tabela de possibilidades montada na lousa para auxiliar nas análises.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Entregue para os alunos a versão que você encontra nos materiais complementares, com a tabela que deverão utilizar para a atividade. Tendo em vista o movimento investigativo e analítico da atividade de preparação, peça-lhes que analisem as cartas de solicitação separadas para essa atividade, a partir dos elementos constituintes da tabela e anotem suas observações. É importante que, para cada uma das cartas, os estudantes caracterizem quais problemas educacionais são nelas retratados, quem é, segundo a carta, responsável por resolver esses problemas e como o autor fundamentou sua solicitação ao responsável. Oriente os estudantes a utilizar a tabela de possibilidades montada na lousa para auxiliar nas análises.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Entregue para os alunos a versão que você encontra nos materiais complementares, com a tabela que deverão utilizar para a atividade. Tendo em vista o movimento investigativo e analítico da atividade de preparação, peça-lhes que analisem as cartas de solicitação separadas para essa atividade, a partir dos elementos constituintes da tabela e anotem suas observações. É importante que, para cada uma das cartas, os estudantes caracterizem quais problemas educacionais são nelas retratados, quem é, segundo a carta, responsável por resolver esses problemas e como o autor fundamentou sua solicitação ao responsável. Oriente os estudantes a utilizar a tabela de possibilidades montada na lousa para auxiliar nas análises.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Entregue para os alunos a versão que você encontra nos materiais complementares, com a tabela que deverão utilizar para a atividade. Tendo em vista o movimento investigativo e analítico da atividade de preparação, peça-lhes que analisem as cartas de solicitação separadas para essa atividade, a partir dos elementos constituintes da tabela e anotem suas observações. É importante que, para cada uma das cartas, os estudantes caracterizem quais problemas educacionais são nelas retratados, quem é, segundo a carta, responsável por resolver esses problemas e como o autor fundamentou sua solicitação ao responsável. Oriente os estudantes a utilizar a tabela de possibilidades montada na lousa para auxiliar nas análises.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Projete a tabela para que todos possam estabelecer comparação entre suas anotações e essas referências parciais. É importante que eles entendam que as anotações do quadro/slide são referências e não gabaritos. Ou seja, não é necessário que as copiem ou que desconsiderem suas anotações. O caráter dialógico-reflexivo da atividade é o grande ganho.
  • O tempo sugerido para essa atividade é de 5 minutos.

Observação ao professor:

É importante observar, aqui, que "qualidade de relato” está diretamente relacionada à “qualidade de argumento". O autor da carta, ao explicar sua percepção dos fatos e/ou do problema abordado, é estratégico em sua persuasão. Em uma carta de solicitação, o autor convida o destinatário a olhar a questão pela ótica dele. Para isso, é preciso relatar. Assim, os relatos das cartas do plano são os fundamentos, as justificativas, os argumentos, que embasam as solicitações feitas.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Após a exposição da tabela-referência, peça-lhes que levantem hipóteses para a pergunta projetada.
  • Após o último debate, peça aos grupos que compartilhem brevemente as conclusões a que chegaram.
  • Por fim, feche a discussão destacando o fato de que toda solicitação precisa de argumentação que a sustente, ou seja, que comprove sua validade e pertinência. Para isso, entre as muitas estratégias possíveis na construção da argumentação, utiliza-se o relato como uma ferramenta adequada para esse fim. Eles devem entender que a solicitação de algo exige argumentação, fundamentação, a fim de comprovar sua validade e pertinência.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é a quarta aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Carta de Solicitação e no campo de atuação da vida pública. A aula faz parte do módulo de Análise Linguística e Semiótica.

Materiais necessários: Você precisará de computador, projetor de imagens e cópias das atividades.

Dificuldades antecipadas: É provável que os estudantes tenham dificuldade em escolher seus pares de trabalho. Você pode auxiliá-los estabelecendo critérios para a formação das duplas.

Informações sobre o gênero Carta de solicitação: carta formal em que o emissor formaliza um pedido ao destinatário. Diferente de uma carta de reclamação, o produtor da carta de solicitação não necessariamente considera que tem um direito assegurado, mas acredita que seu interlocutor poderá atendê-lo. Por isso, além de explicitar a solicitação, deve ter forte base argumentativa.

Referências sobre o assunto:

BARBOSA, Jacqueline P. e ROJO, Roxane. Hipermodernidade, multiletramentos e gêneros discursivos. Editora Parábola, 2015.

BARBOSA, Jacqueline P. Carta de solicitação e Carta de reclamação. Coleção Trabalhando com os Gêneros do Discurso- Editora FTD, 2005.

Programa de formação da Prefeitura – 2010 - Cadernos de apoio a aprendizagem 7º ano, parte 1 e parte 2 - Fazendo pedidos: cartas de solicitação e requerimento. Disponível em: <http://portalsme.prefeitura.sp.gov.br/Main/Noticia/Visualizar/PortalSMESP/cadernos>. Acesso em: 20 out. 2018.

DOLZ, Joaquim e SCHNEUWLY, Bernard (orgs.). Gêneros orais e escritos na escola. Campinas. Mercado de Letras, 2004.

TEIXEIRA, Ana Paula Tosta; BLASQUE, Roberta Maria Garcia; SANTOS, Célia Dias dos. “A exposição oral na sala de aula”: in Anais para o VII Seminário de Pesquisas em Ciências Humanas, da Universidade Estadual de Londrina (UEL), 2008. Disponível em: <http://www.uel.br/eventos/sepech/sepech08/arqtxt/resumos-anais/AnaPTTeixeiraRobertaGBlasque.pdf>. Acesso em: 20 out. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto

Orientações:

  • Projete a questão (você também pode escrever no quadro) e estimule a participação dos alunos. Permita que eles se manifestem livremente sobre diferentes formas de estruturar uma solicitação, inclusive contando brevemente sobre experiências pessoais.
  • Instigue-os, à medida em que apresentam possíveis componentes e formas de uma solicitação, a refletir sobre o porquê precisamos solicitar coisas. Essa parte da discussão deve servir de condutor para a próxima etapa do trabalho, na qual analisaremos problemas existentes na estrutura educacional brasileira. Assim, quando a turma chegar a resposta de que é preciso solicitar algo para resolver problemas e/ou melhorar situações, parta para a próxima etapa da aula.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 9 minutos

Orientações:

  • Projete as charges no quadro ou entregues impressas. Você pode acessá-las nos seguintes links:

Correio do Cidadão – Nº 380, por Tiago Silva. Disponível em https://tiagosilvacartoons.files.wordpress.com/2012/01/mini-charge-nc2ba-380.jpg?w=590&h=318 Acesso em 25 de fevereiro de 2019

http://www.sinsej.org.br/2017/03/problematizando-a-sala-de-aula/

  • Pergunte-lhes se conhecem o nome desses textos e onde são publicados. Espera-se que digam que são charges e que comumente são publicadas em jornais, revistas e/ou em sites na internet.
  • Peça que apontem quais elementos constroem a comunicação nas charges. Faça-os perceber que a comunicação é composta por imagens, cores e texto e que todas esses elementos são responsáveis pela produção de sentidos.
  • Pergunte-lhes se eles sabem qual a função das charges. De forma simplificada, é possível afirmar que as charges buscam retratar questões atuais e relevantes de forma humorística.
  • Explique que as charges apontam problemas pelos quais passa a educação no Brasil e, então, peça aos alunos que explorem quais problemas educacionais estão presentes nas três charges.
  • Instigue-os a analisar e descrever como em cada charge o problema é representado ao leitor a partir dos elementos que as compõem, tais como desenhos, cores e textos. A seguir, a fim de auxiliar a condução do processo de interpretação, encontram-se breves análises das charges em questão: a charge 1 faz referência ao problema da infraestrutura precária em escolas, que fica evidenciado pelo retrato da sala de aula destruída. Além disso, a escrita na lousa juntamente às falas dos personagens faz uma crítica à falta de resoluções para esse problema. No caso da charge 2, há referência ao problema da superlotação das salas de aula a partir dos desenhos. A fala do professor remete à dificuldade em se dar aulas nesse contexto. Por fim, a charge 3 aborda a questão da má remuneração a professores, o que fica evidente na caracterização de um professor em situação de pobreza, Além disso, na lousa há informações contraditórias entre a condição econômica do país no âmbito mundial e os baixos salários da carreira docente. Em todas as charges é possível notar as expressões de tristeza nos rostos dos personagens e as cores frias utilizadas, que podem ser interpretadas como remetendo a tristeza.

Materiais complementares

Correio do Cidadão – Nº 380, por Tiago Silva. Disponível em https://tiagosilvacartoons.files.wordpress.com/2012/01/mini-charge-nc2ba-380.jpg?w=590&h=318 Acesso em 25 de fevereiro de 2019

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos

Orientações:

  • Faça as perguntas do slide aos alunos e sistematize na lousa as respostas obtidas, organizando-as em três colunas: problemas; responsáveis pela resolução; formas de solicitar a resolução dos problemas ao responsável. Essa tabela auxiliará os grupos na análise posterior das diferentes cartas de solicitação. Além dos problemas relacionados à infraestrutura escolar, à remuneração do professor e à superlotação das salas de aula, instigue os alunos a pensar em pontos que gostariam que fossem melhores na escola em que estudam. Sistematize as respostas na primeira coluna da tabela feita no quadro. Em seguida, para o preenchimento da segunda coluna da tabela, pergunte a eles quem poderia resolver esses problemas. Algumas respostas possíveis são: direção da escola, professores, pais, comunidade, prefeito, governos e presidente. Por fim, para a última coluna da tabela, pergunte à turma quais seriam as formas possíveis de fundamentar a solicitação de resolução do problema ao responsável. Ajude-os a entender que descrever o problema, relatar situações que envolvem o problema e/ou explicar os impactos do problema na vida dos envolvidos são formas de argumentar em favor da necessidade de uma resolução.
  • Após a conclusão da tabela, peça que os estudantes se organizem em duplas ou trios. Caso tenham dificuldade no processo, estabeleça critérios como: o primeiro e o último números da chamado, o segundo e o penúltimo, e assim sucessivamente.
  • Explique-lhes que, ao fim dessa atividade, eles serão convidados a uma reflexão.

Materiais complementares: Você encontra as cartas para impressão aqui. Se preferir, é possível projetar no quadro as cartas. Elas se encontram nos slides seguintes.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Projete no quadro as cartas de solicitação que estão nos próxims slides e leia para a sala ou solicite que um estudante o faça.
  • O tempo sugerido para essa atividade é de 10 minutos, para a leitura das duas cartas.
  • Entregue para os alunos a versão que você encontra nos materiais complementares, com a tabela que deverão utilizar para a atividade. Tendo em vista o movimento investigativo e analítico da atividade de preparação, peça-lhes que analisem as cartas de solicitação separadas para essa atividade, a partir dos elementos constituintes da tabela e anotem suas observações. É importante que, para cada uma das cartas, os estudantes caracterizem quais problemas educacionais são nelas retratados, quem é, segundo a carta, responsável por resolver esses problemas e como o autor fundamentou sua solicitação ao responsável. Oriente os estudantes a utilizar a tabela de possibilidades montada na lousa para auxiliar nas análises. Para tanto, eles terão 20 minutos.

Materiais complementares: Você encontra as cartas para impressão aqui. Se preferir, é possível projetar no quadro as cartas. Elas se encontram nos slides seguintes.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Entregue para os alunos a versão que você encontra nos materiais complementares, com a tabela que deverão utilizar para a atividade. Tendo em vista o movimento investigativo e analítico da atividade de preparação, peça-lhes que analisem as cartas de solicitação separadas para essa atividade, a partir dos elementos constituintes da tabela e anotem suas observações. É importante que, para cada uma das cartas, os estudantes caracterizem quais problemas educacionais são nelas retratados, quem é, segundo a carta, responsável por resolver esses problemas e como o autor fundamentou sua solicitação ao responsável. Oriente os estudantes a utilizar a tabela de possibilidades montada na lousa para auxiliar nas análises.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Entregue para os alunos a versão que você encontra nos materiais complementares, com a tabela que deverão utilizar para a atividade. Tendo em vista o movimento investigativo e analítico da atividade de preparação, peça-lhes que analisem as cartas de solicitação separadas para essa atividade, a partir dos elementos constituintes da tabela e anotem suas observações. É importante que, para cada uma das cartas, os estudantes caracterizem quais problemas educacionais são nelas retratados, quem é, segundo a carta, responsável por resolver esses problemas e como o autor fundamentou sua solicitação ao responsável. Oriente os estudantes a utilizar a tabela de possibilidades montada na lousa para auxiliar nas análises.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Entregue para os alunos a versão que você encontra nos materiais complementares, com a tabela que deverão utilizar para a atividade. Tendo em vista o movimento investigativo e analítico da atividade de preparação, peça-lhes que analisem as cartas de solicitação separadas para essa atividade, a partir dos elementos constituintes da tabela e anotem suas observações. É importante que, para cada uma das cartas, os estudantes caracterizem quais problemas educacionais são nelas retratados, quem é, segundo a carta, responsável por resolver esses problemas e como o autor fundamentou sua solicitação ao responsável. Oriente os estudantes a utilizar a tabela de possibilidades montada na lousa para auxiliar nas análises.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Entregue para os alunos a versão que você encontra nos materiais complementares, com a tabela que deverão utilizar para a atividade. Tendo em vista o movimento investigativo e analítico da atividade de preparação, peça-lhes que analisem as cartas de solicitação separadas para essa atividade, a partir dos elementos constituintes da tabela e anotem suas observações. É importante que, para cada uma das cartas, os estudantes caracterizem quais problemas educacionais são nelas retratados, quem é, segundo a carta, responsável por resolver esses problemas e como o autor fundamentou sua solicitação ao responsável. Oriente os estudantes a utilizar a tabela de possibilidades montada na lousa para auxiliar nas análises.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Projete a tabela para que todos possam estabelecer comparação entre suas anotações e essas referências parciais. É importante que eles entendam que as anotações do quadro/slide são referências e não gabaritos. Ou seja, não é necessário que as copiem ou que desconsiderem suas anotações. O caráter dialógico-reflexivo da atividade é o grande ganho.
  • O tempo sugerido para essa atividade é de 5 minutos.

Observação ao professor:

É importante observar, aqui, que "qualidade de relato” está diretamente relacionada à “qualidade de argumento". O autor da carta, ao explicar sua percepção dos fatos e/ou do problema abordado, é estratégico em sua persuasão. Em uma carta de solicitação, o autor convida o destinatário a olhar a questão pela ótica dele. Para isso, é preciso relatar. Assim, os relatos das cartas do plano são os fundamentos, as justificativas, os argumentos, que embasam as solicitações feitas.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Após a exposição da tabela-referência, peça-lhes que levantem hipóteses para a pergunta projetada.
  • Após o último debate, peça aos grupos que compartilhem brevemente as conclusões a que chegaram.
  • Por fim, feche a discussão destacando o fato de que toda solicitação precisa de argumentação que a sustente, ou seja, que comprove sua validade e pertinência. Para isso, entre as muitas estratégias possíveis na construção da argumentação, utiliza-se o relato como uma ferramenta adequada para esse fim. Eles devem entender que a solicitação de algo exige argumentação, fundamentação, a fim de comprovar sua validade e pertinência.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 7º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 7º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP27 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano