14470
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 6º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - A concordância verbal num texto do Mulá Nasrudin

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 6º ano do EF sobre A concordância verbal num texto do Mulá Nasrudin

Plano 01 de 3 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Cláudio Santana Bispo

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a primeira aula de um conjunto de três planos de aula com foco em Análise linguística e semiótica. A finalidade deste conjunto de planos é:

  • Aula 1: Descobrir o princípio fundamental da concordância verbal com base em uma leitura de uma história de Nasrudin.
  • Aula 2: Compreender alguns mecanismos de concordância com base na leitura e na realização de exercícios baseados numa história do Mulá Nasrudin.
  • Aula 3: Aplicar a regra fundamental da concordância verbal (relação entre o sujeito e o verbo) com base na leitura e na reescrita da letra de
    “Samba do Arnesto”.

Esta aula possibilita o estudo das regras de concordância verbal por meio da descoberta de regularidades linguísticas observadas com base na leitura de uma história do Mulá Nasrudin (Um mestre diferente). As aulas seguintes propiciam, respectivamente, exercitar e aplicar estas regularidades linguísticas em atividades discursivas mais complexas.

A abordagem dos aspectos linguísticos e semióticos se fará pela perspectiva enunciativo-discursiva, na qual é dada especial relevância aos efeitos de sentido produzidos pelas práticas de linguagem nos diferentes campos de atuação por meio dos diversos gêneros textuais, conforme sugerido na Base Nacional Comum Curricular (BNCC):

“Os conhecimentos sobre a língua, as demais semioses e a norma-padrão não devem ser tomados como uma lista de conteúdos dissociados das práticas de linguagem, mas como propiciadores de reflexão a respeito do funcionamento da língua no contexto destas práticas. A seleção de habilidades na BNCC está relacionada com aqueles conhecimentos fundamentais para que o estudante possa apropriar-se do sistema linguístico que organiza o português brasileiro.” (BNCC - LÍNGUA PORTUGUESA NO ENSINO FUNDAMENTAL - ANOS FINAIS: PRÁTICAS DE LINGUAGEM, OBJETOS DE CONHECIMENTO E HABILIDADES, cap. 4.1.1.2, p. 137 - dez. 2017.)

Materiais necessários:

Texto: Um mestre diferente, do Mulá Nasrudin (disponível em Materiais para Impressão) e no site: http://www.nasrudin.com.br/index.htm).
Perfil biográfico (opcional), disponível em: http://www.nasrudin.com.br/eu-sou-nasrudin.htm

Dificuldades antecipadas:

Distinguir e diferenciar o verbo dos demais termos da oração;
Perceber as relações de concordância entre o verbo e o sujeito da oração.

Referências sobre o assunto:

Adoniran Barbosa - sites de biografia, letra e música:

BECHARA, Evanildo. Moderna gramática portuguesa. – 37. ed. rev., ampl. e atual. – Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.
CASTILHO, Ataliba T. de. Nova gramática do português brasileiro. – 1. Ed., 4ª reimpressão – São Paulo: Contexto, 2016.
CUNHA, Celso e CINTRA, Luís F. Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. – 7. ed. Rio de Janeiro: Lexicon, 2016.
História: “Um mestre diferente”, do Mulá Nasrudin (disponível em “Materiais para Impressão) e no site: http://www.nasrudin.com.br/index.htm).
Revista Nova Escola:

  • Concordância verbal e nominal (2 de fevereiro de 2017):

Site: https://novaescola.org.br/conteudo/5800/concordancia-verbal-e-nominal.

  • Livro de Canções de Adoniran Barbosa (2 de setembro de 2017):

Site: https://novaescola.org.br/conteudo/6478/livro-de-cancoes-de-adoniran-barbosa



Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações:

Explique aos alunos que, no decorrer da aula, ocorrerá a leitura de uma história do Mulá Nasrudin (Um mestre diferente) e eles devem estar atentos para descobrir como funciona a concordância entre o verbo e outros termos da oração tanto na fala quanto na escrita.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

  • Inicie a aula escrevendo no quadro um trecho do perfil biográfico do Mulá Nasrudin destacando os verbos das orações.
  • Com seu turbante, sua barba e seu burrico, Nasrudin aparece em cada conto como uma pessoa diferente: às vezes é um tonto completo, às vezes faz os outros de bobos.
    Mas eu
    acho que de um jeito ou de outro, parecendo maluco ou muito inteligente, ele fala para todo mundo: criança, adulto, branco, preto, amarelo, pobre, rico, menino, menina.
  • Disponível em: http://www.nasrudin.com.br/eu-sou-nasrudin.htm
  • Em seguida, faça algumas perguntas a fim de descobrir o que eles sabem sobre os verbos destacados:
  • Para que servem estas palavras no texto?
  • Possibilidade de resposta: Estas palavras servem para dizer algo sobre o Mulá Nasrudin, que é o sujeito das orações (Nasrudin aparece, é, faz, fala).
  • O que elas indicam?
  • Possibilidade de resposta: Elas indicam que a ação se passa no tempo presente (aparece, é, faz, acho, fala) e que estão se referindo à terceira pessoa do singular (ele - aparece, é, faz, fala) e primeira pessoa do singular (eu - acho).
  • Como sabemos o que elas estão indicando?
  • Possibilidade de resposta: Sabemos o que elas estão indicando pela maneira como estão flexionadas (as formas verbais informam tempo/modo, a pessoa e o número nos quais estão conjugadas como: aparece = tempo presente do modo indicativo, terceira pessoa
    do singular).
  • De quem elas estão falando?
  • Possibilidade de resposta: Elas estão falando do personagem Nasrudin (Nasrudin aparece, é, faz, fala) e da autora/narradora do perfil biográfico (eu acho que de um jeito ou de outro…).

Materiais complementares:

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 28 minutos.

Orientações:

  • Explique aos alunos que você lerá uma história do Mulá Nasrudin (Um mestre diferente), disponível em Materiais para impressão e no site: http://www.nasrudin.com.br/index.htm.
  • Caso julgue necessário, aproveite para falar brevemente sobre a biografia do autor, disponível no site: http://www.nasrudin.com.br/eu-sou-nasrudin.htm
  • Peça-lhes especial atenção à maneira como se flexionam os verbos nas orações.
  • Após a leitura, recupere algumas destas orações e registre-as no quadro, dando destaque às formas verbais, como: “Vocês sabem sobre o que eu vou falar hoje?”, ou: “Todos responderam ao mesmo tempo.”
  • Faça perguntas sobre as formas verbais destacadas, procurando chamar a atenção dos alunos, sobretudo, às flexões de número e pessoa:
  • O verbo está conjugado em que tempo (presente, passado ou futuro)? Como você descobriu isso?
  • O verbo está no singular ou no plural? Justifique.
  • O verbo está se referindo a qual termo da oração?
  • *Obs.: Tendo em vista que um levantamento prévio sobre o tema já foi feito na introdução da aula, espera-se que os alunos deem respostas do tipo:
  • O verbo saber está conjugado no tempo presente do indicativo. Percebe-se isto pelas terminações dos verbos, como em “sabem” (Eu sei, ele sabe, nós sabemos, eles sabem).
  • O verbo responder está no plural porque a palavra “Todos” está no plural e a terminação do verbo indica que ele também está no plural, como em “responderam (ele respondeu = singular; eles responderam = plural).
  • A locução verbal vou falar está se referindo ao pronome “eu”, pois conjugamos o verbo da seguinte maneira: eu vou, tu vais, ele vai, nós vamos etc.).
  • Peça-lhes para destacar os termos aos quais os verbos se referem: Vocês sabem sobre o que eu vou falar hoje?; Todos responderam ao mesmo tempo;
  • Oriente os alunos a substituir estes termos destacados por pronomes pessoais (primeira, segunda e terceira pessoa, do singular e plural), flexionando os verbos da maneira adequada: Eu sei sobre o que você vai falar hoje; Ela sabe sobre o que vocês vão falar hoje; Nós respondemos ao mesmo tempo; Eles responderam ao mesmo tempo.
  • *Obs.: Se considerar necessário, apresente e explique aos alunos as três pessoas do discurso e a sua correspondência com os pronomes pessoais, no singular e no plural (primeira pessoa = aquela que fala: eu e nós; segunda pessoa = aquela a quem se fala: tu e vós; terceira pessoa = aquela de quem se fala: ele/ela e eles/elas).
  • Pergunte aos alunos:
  • Qual é a função desempenhada na oração por estes termos com os quais os verbos se relacionam?
  • **Obs: Espera-se, pelo levantamento dos conhecimentos prévios, que os alunos já tenham alguma noção sobre o papel do sujeito numa oração. Caso não tenham, induza-os a perceber que o sujeito, na oração, é o termo sobre o qual se afirma algo que, sobretudo, é expresso pelo verbo (predicado).
  • Peça-lhes que acrescentem outros sujeitos (substantivos próprios, por exemplo) às orações (no singular e no plural), flexionando os verbos da maneira adequada. Por exemplo: Mariana sabe sobre o que o professor vai falar hoje?; Os jogadores responderam ao mesmo tempo;
  • ***Obs.: Estas substituições e acréscimos possibilitam aos alunos descobrir e compreender a relação de concordância entre o verbo e o sujeito da oração, em pessoa e número.

Materiais complementares:

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

  • Finalize a aula perguntando aos alunos;
  • Que flexões devem ser feitas no verbo para que se relacione adequadamente com o sujeito da oração?
  • Possibilidade de resposta: Devem ser feitas flexões de número e de pessoa, de acordo com o sujeito da oração. Além disso, o verbo pode apresentar variações que indicam o modo e o tempo nos quais ocorrem as ações do sujeito.
  • Como é o nome desta relação que ocorre entre estes dois termos na oração (sujeito e verbo)?
  • Possibilidade de resposta: Esta relação entre o sujeito e o verbo recebe o nome de concordância verbal.

Materiais complementares:

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a primeira aula de um conjunto de três planos de aula com foco em Análise linguística e semiótica. A finalidade deste conjunto de planos é:

  • Aula 1: Descobrir o princípio fundamental da concordância verbal com base em uma leitura de uma história de Nasrudin.
  • Aula 2: Compreender alguns mecanismos de concordância com base na leitura e na realização de exercícios baseados numa história do Mulá Nasrudin.
  • Aula 3: Aplicar a regra fundamental da concordância verbal (relação entre o sujeito e o verbo) com base na leitura e na reescrita da letra de
    “Samba do Arnesto”.

Esta aula possibilita o estudo das regras de concordância verbal por meio da descoberta de regularidades linguísticas observadas com base na leitura de uma história do Mulá Nasrudin (Um mestre diferente). As aulas seguintes propiciam, respectivamente, exercitar e aplicar estas regularidades linguísticas em atividades discursivas mais complexas.

A abordagem dos aspectos linguísticos e semióticos se fará pela perspectiva enunciativo-discursiva, na qual é dada especial relevância aos efeitos de sentido produzidos pelas práticas de linguagem nos diferentes campos de atuação por meio dos diversos gêneros textuais, conforme sugerido na Base Nacional Comum Curricular (BNCC):

“Os conhecimentos sobre a língua, as demais semioses e a norma-padrão não devem ser tomados como uma lista de conteúdos dissociados das práticas de linguagem, mas como propiciadores de reflexão a respeito do funcionamento da língua no contexto destas práticas. A seleção de habilidades na BNCC está relacionada com aqueles conhecimentos fundamentais para que o estudante possa apropriar-se do sistema linguístico que organiza o português brasileiro.” (BNCC - LÍNGUA PORTUGUESA NO ENSINO FUNDAMENTAL - ANOS FINAIS: PRÁTICAS DE LINGUAGEM, OBJETOS DE CONHECIMENTO E HABILIDADES, cap. 4.1.1.2, p. 137 - dez. 2017.)

Materiais necessários:

Texto: Um mestre diferente, do Mulá Nasrudin (disponível em Materiais para Impressão) e no site: http://www.nasrudin.com.br/index.htm).
Perfil biográfico (opcional), disponível em: http://www.nasrudin.com.br/eu-sou-nasrudin.htm

Dificuldades antecipadas:

Distinguir e diferenciar o verbo dos demais termos da oração;
Perceber as relações de concordância entre o verbo e o sujeito da oração.

Referências sobre o assunto:

Adoniran Barbosa - sites de biografia, letra e música:

BECHARA, Evanildo. Moderna gramática portuguesa. – 37. ed. rev., ampl. e atual. – Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.
CASTILHO, Ataliba T. de. Nova gramática do português brasileiro. – 1. Ed., 4ª reimpressão – São Paulo: Contexto, 2016.
CUNHA, Celso e CINTRA, Luís F. Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. – 7. ed. Rio de Janeiro: Lexicon, 2016.
História: “Um mestre diferente”, do Mulá Nasrudin (disponível em “Materiais para Impressão) e no site: http://www.nasrudin.com.br/index.htm).
Revista Nova Escola:

  • Concordância verbal e nominal (2 de fevereiro de 2017):

Site: https://novaescola.org.br/conteudo/5800/concordancia-verbal-e-nominal.

  • Livro de Canções de Adoniran Barbosa (2 de setembro de 2017):

Site: https://novaescola.org.br/conteudo/6478/livro-de-cancoes-de-adoniran-barbosa



Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações:

Explique aos alunos que, no decorrer da aula, ocorrerá a leitura de uma história do Mulá Nasrudin (Um mestre diferente) e eles devem estar atentos para descobrir como funciona a concordância entre o verbo e outros termos da oração tanto na fala quanto na escrita.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

  • Inicie a aula escrevendo no quadro um trecho do perfil biográfico do Mulá Nasrudin destacando os verbos das orações.
  • Com seu turbante, sua barba e seu burrico, Nasrudin aparece em cada conto como uma pessoa diferente: às vezes é um tonto completo, às vezes faz os outros de bobos.
    Mas eu
    acho que de um jeito ou de outro, parecendo maluco ou muito inteligente, ele fala para todo mundo: criança, adulto, branco, preto, amarelo, pobre, rico, menino, menina.
  • Disponível em: http://www.nasrudin.com.br/eu-sou-nasrudin.htm
  • Em seguida, faça algumas perguntas a fim de descobrir o que eles sabem sobre os verbos destacados:
  • Para que servem estas palavras no texto?
  • Possibilidade de resposta: Estas palavras servem para dizer algo sobre o Mulá Nasrudin, que é o sujeito das orações (Nasrudin aparece, é, faz, fala).
  • O que elas indicam?
  • Possibilidade de resposta: Elas indicam que a ação se passa no tempo presente (aparece, é, faz, acho, fala) e que estão se referindo à terceira pessoa do singular (ele - aparece, é, faz, fala) e primeira pessoa do singular (eu - acho).
  • Como sabemos o que elas estão indicando?
  • Possibilidade de resposta: Sabemos o que elas estão indicando pela maneira como estão flexionadas (as formas verbais informam tempo/modo, a pessoa e o número nos quais estão conjugadas como: aparece = tempo presente do modo indicativo, terceira pessoa
    do singular).
  • De quem elas estão falando?
  • Possibilidade de resposta: Elas estão falando do personagem Nasrudin (Nasrudin aparece, é, faz, fala) e da autora/narradora do perfil biográfico (eu acho que de um jeito ou de outro…).

Materiais complementares:

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 28 minutos.

Orientações:

  • Explique aos alunos que você lerá uma história do Mulá Nasrudin (Um mestre diferente), disponível em Materiais para impressão e no site: http://www.nasrudin.com.br/index.htm.
  • Caso julgue necessário, aproveite para falar brevemente sobre a biografia do autor, disponível no site: http://www.nasrudin.com.br/eu-sou-nasrudin.htm
  • Peça-lhes especial atenção à maneira como se flexionam os verbos nas orações.
  • Após a leitura, recupere algumas destas orações e registre-as no quadro, dando destaque às formas verbais, como: “Vocês sabem sobre o que eu vou falar hoje?”, ou: “Todos responderam ao mesmo tempo.”
  • Faça perguntas sobre as formas verbais destacadas, procurando chamar a atenção dos alunos, sobretudo, às flexões de número e pessoa:
  • O verbo está conjugado em que tempo (presente, passado ou futuro)? Como você descobriu isso?
  • O verbo está no singular ou no plural? Justifique.
  • O verbo está se referindo a qual termo da oração?
  • *Obs.: Tendo em vista que um levantamento prévio sobre o tema já foi feito na introdução da aula, espera-se que os alunos deem respostas do tipo:
  • O verbo saber está conjugado no tempo presente do indicativo. Percebe-se isto pelas terminações dos verbos, como em “sabem” (Eu sei, ele sabe, nós sabemos, eles sabem).
  • O verbo responder está no plural porque a palavra “Todos” está no plural e a terminação do verbo indica que ele também está no plural, como em “responderam (ele respondeu = singular; eles responderam = plural).
  • A locução verbal vou falar está se referindo ao pronome “eu”, pois conjugamos o verbo da seguinte maneira: eu vou, tu vais, ele vai, nós vamos etc.).
  • Peça-lhes para destacar os termos aos quais os verbos se referem: Vocês sabem sobre o que eu vou falar hoje?; Todos responderam ao mesmo tempo;
  • Oriente os alunos a substituir estes termos destacados por pronomes pessoais (primeira, segunda e terceira pessoa, do singular e plural), flexionando os verbos da maneira adequada: Eu sei sobre o que você vai falar hoje; Ela sabe sobre o que vocês vão falar hoje; Nós respondemos ao mesmo tempo; Eles responderam ao mesmo tempo.
  • *Obs.: Se considerar necessário, apresente e explique aos alunos as três pessoas do discurso e a sua correspondência com os pronomes pessoais, no singular e no plural (primeira pessoa = aquela que fala: eu e nós; segunda pessoa = aquela a quem se fala: tu e vós; terceira pessoa = aquela de quem se fala: ele/ela e eles/elas).
  • Pergunte aos alunos:
  • Qual é a função desempenhada na oração por estes termos com os quais os verbos se relacionam?
  • **Obs: Espera-se, pelo levantamento dos conhecimentos prévios, que os alunos já tenham alguma noção sobre o papel do sujeito numa oração. Caso não tenham, induza-os a perceber que o sujeito, na oração, é o termo sobre o qual se afirma algo que, sobretudo, é expresso pelo verbo (predicado).
  • Peça-lhes que acrescentem outros sujeitos (substantivos próprios, por exemplo) às orações (no singular e no plural), flexionando os verbos da maneira adequada. Por exemplo: Mariana sabe sobre o que o professor vai falar hoje?; Os jogadores responderam ao mesmo tempo;
  • ***Obs.: Estas substituições e acréscimos possibilitam aos alunos descobrir e compreender a relação de concordância entre o verbo e o sujeito da oração, em pessoa e número.

Materiais complementares:

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

  • Finalize a aula perguntando aos alunos;
  • Que flexões devem ser feitas no verbo para que se relacione adequadamente com o sujeito da oração?
  • Possibilidade de resposta: Devem ser feitas flexões de número e de pessoa, de acordo com o sujeito da oração. Além disso, o verbo pode apresentar variações que indicam o modo e o tempo nos quais ocorrem as ações do sujeito.
  • Como é o nome desta relação que ocorre entre estes dois termos na oração (sujeito e verbo)?
  • Possibilidade de resposta: Esta relação entre o sujeito e o verbo recebe o nome de concordância verbal.

Materiais complementares:

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 6º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 6º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF06LP06 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano