14451
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 5º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - A Crônica humorística

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 5º ano do Fundamental sobre a crônica humorística

Plano 04 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Janira Alencar Vieira De Sousa

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é a quarta aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Crônica e no campo de atuação Artístico-literário/Vida cotidiana. A aula faz parte do módulo de Análise Linguística / Semiótica.

Materiais necessários: - Cópias das três partes do texto (crônica A Volta, de Luís Fernando Veríssimo) para todos os alunos

- Cópia das questões que serão sorteadas

- Caixa para dispor as perguntas para o sorteio

- Folhas de papel A4 para a ilustração

- Lápis de cor / canetinhas

- Fita adesiva para fixação das ilustrações

- Pincel para quadro

Informações sobre o gênero: A palavra Crônica vem do grego Chronos, e o gênero, de fato, possui uma ligação direta com o tempo, pois tem por base fatos simples, do cotidiano, expostos em linguagem literária. Os textos se caracterizam por serem narrativas curtas, com tempo, espaço e personagens reduzidos e predominância de linguagem coloquial. Nesta aula, será trabalhada uma crônica humorística, que lança mão da ironia e do humor como forma de criticar aspectos da sociedade, política, cultura ou economia, garantindo uma leitura envolvente e a reflexão acerca dessas questões.

Dificuldades antecipadas: As informações de cunho inferencial exigem compreensão mais elaborada e, por isso mesmo, requerem estratégias de trabalho pensadas para esse propósito.

Referências sobre o assunto:

ARAÚJO, Djario Dias. Crônica: o cotidiano em destaque. Disponível em: http://www.serdigital.com.br/gerenciador/clientes/ceel/arquivos/35.pdf. Acesso em: 10 de setembro de 2018.

CABRAL, Marina. A Crônica. Disponível em:https://brasilescola.uol.com.br/redacao/a-cronica.htm. Acesso em 10 de setembro de 2108.

PORTILHO, Gabriela. Leve a crônica para as aulas de Língua Portuguesa. 2013. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/2171/leve-a-cronica-para-as-aulas-de-lingua-portuguesa. Acesso em: 10 de setembro de 2018.

Redação Brasil Escola. Crônica. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/redacao/cronica.htm. Acesso em 10 de setembro de 2108.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto

Orientações: Leia o título com os alunos e questione o sentido da expressão “caixinha de surpresa”.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

  • Solicite a um aluno que leia o enunciado.
  • Promova uma tempestade de ideias, no intuito de revisitar o que foi estudado sobre o gênero Crônica. Se necessário, medie e estimule a discussão, lançando questionamentos como:
  • Se quisermos ler crônicas, onde podemos buscá-las? (Para que relembrem os suportes e meios de publicação comuns).
  • Geralmente, qual a intenção do autor ao escrever esses textos? (Espera-se que relembrem o caráter crítico e reflexivo do gênero).
  • Sobre que assuntos eles costumam falar? (Espera-se que percebam que os mais diversos assuntos, mesmo os mais simples e corriqueiros, podem servir de ponto de partida de uma crônica. Cenas cotidianas, esporte, questões políticas, culturais e comportamentais são temas comuns).
  • As crônicas são textos de caráter informativo ou narrativo?
  • Qual o tipo de linguagem comum nesses textos? (Para que relembrem a predominância da linguagem simples e coloquial).

  • Caso deseje acessar as respostas para as questões acima, clique aqui.
  • Promova, com essa discussão, um momento de troca de aprendizagens e fala voluntária. Estimule e valorize a participação dos alunos.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 40 minutos

Orientações:

  • Distribua o tempo da seguinte maneira: 10 minutos para a leitura e resolução de cada etapa + 10 minutos para a confecção das ilustrações.
  • Leia para o grupo o texto introdutório (slide 4) e a consigna da atividade. Essa apresentação inicial tem por objetivo despertar a curiosidade das crianças acerca do texto e fazer uma breve apresentação do autor, Luís Fernando Veríssimo.
  • Divida a sala em 3 grupos, que trabalharão juntos durante toda a aula.
  • Entregue para cada aluno uma cópia da 1ª parte do texto e solicite que façam uma leitura individual e silenciosa.
  • Após a leitura, cada grupo sorteará da caixa uma pergunta, que deve ser respondida oralmente. Disponibilize um tempo (cerca de 2 minutos) para que os alunos troquem ideias sobre o texto e elaborem coletivamente a resposta.
  • A equipe que sortear a pergunta de número 1 iniciará, lendo-a para o grupo e relatando a resposta a que chegou. Em seguida, quem sorteou as perguntas 2 e 3, respectivamente, fará o mesmo. Atenção: Deve-se colocar na caixa somente as perguntas referentes à etapa do trabalho em curso.

As perguntas são:

  • Após a leitura atenta do título e da primeira parte do texto, respondam: Sobre o que fala esse texto? Explique como vocês chegaram a essa conclusão.
  • O narrador faz parte da história ou apenas a está contando? Citem uma frase do texto que os levou a essa conclusão. Como chamamos esse tipo de narrador?
  • Levantem hipóteses: o que acontecerá na história daqui pra frente? Como vocês imaginam que será a visita do homem à sua cidade natal?

  • Após cada resposta, questione as demais equipes, a fim de verificar se elas concordam com o que foi dito, se há algo que desejam acrescentar. As hipóteses levantadas pela equipe 3 devem ser registradas no quadro para, ao final da leitura completa do texto, serem verificadas e confirmadas ou não.
  • Entregue para cada aluno a 2ª parte do texto e, novamente, peça para que a leiam silenciosamente.
  • Passe novamente a caixa, para que cada grupo sorteie uma pergunta. O procedimento de resolução é o mesmo da primeira etapa: tempo para elaboração coletiva da resposta, apresentação em ordem crescente, comentários após a fala de cada equipe. As perguntas são:
  • O homem passeia pela cidade, revendo pessoas e lugares de sua infância. Como ele se sente com essa vivência? Citem 2 frases do texto (parte 2) que confirmem a sua resposta.
  • O autor não descreve a personagem principal, mas o texto nos dá algumas “pistas” de como ela é. Com base nas duas partes que vocês leram do texto, falem tudo o que vocês puderam descobrir sobre o homem.
  • Que outras personagens apareceram no texto até agora? Como é a interação do homem com cada uma?

  • Repita o procedimento, agora com a parte final do texto: entregue uma cópia para cada aluno para que leia silenciosamente e, depois, passe novamente a caixa de perguntas. Lembre-se de comentar cada uma após a apresentação da equipe. As perguntas são:
  • O texto apresenta em seu desfecho uma quebra de expectativas; ou seja, algo que foge daquilo que era esperado. Qual é essa quebra de expectativa? Por que ela foge do que era esperado para o final desse texto?
  • O homem fica surpreso e atordoado ao descobrir que não estava na cidade que queria visitar. Porém, ao longo do texto, vários acontecimentos poderiam servir de pista para que ele percebesse que estava no lugar errado. Citem três dessas pistas.
  • A crônica narra uma situação engraçada e fora do comum vivida por um homem que pretendia visitar a sua cidade natal. Quais são os fatores e acontecimentos responsáveis por garantir o humor do texto?

  • Releia para o grupo as hipóteses levantadas pela equipe 3, na primeira etapa do trabalho, a fim de verificar se eles conseguiram prever o desfecho da história.
  • Para todos os alunos, individualmente: Ao longo do texto, o autor descreve detalhes da cidade, à medida que homem vai desbravando-a. Com base nessa descrição, como você imagina que ela seja? Grande ou pequena? Pacata ou agitada? Acolhedora ou não?

Escolha um dos lugares descritos no texto (rua, estação ou a casa, por exemplo) e faça um desenho, ilustrando como você o imagina. Faremos uma exposição na sala com todos os desenhos.

Materiais complementares:

  • Para acessar o texto, já dividido em 3 partes, clique aqui.
  • Para acessar e imprimir as questões referentes a cada etapa do trabalho, clique aqui.
  • Caso deseje acessar as respostas referentes às questões, clique aqui.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 4 minutos

Orientações:

  • Apresente ao grupo a proposta de slide 5, explicando também que será montada uma exposição com as ilustrações em sala. Reserve, para isso, um espaço grande o suficiente e de destaque.
  • Solicite 3 ou 4 alunos para apresentarem as suas produções, de preferência que tenham desenhado lugares diferentes da cidade.
  • Durante a apresentação, é importante que relacionem seus desenhos às passagens do texto que descrevem a cidade e que expliquem as conclusões a que chegaram sobre ela (se é grande ou pequena, pacata ou agitada etc.). Dessa forma, estarão analisando o cenário da narrativa.
  • Após a apresentação, oriente os alunos na montagem do mural com suas ilustrações.

Sugestão de atividade complementar, para ser realizada em casa: Pesquise mais informações sobre a obra de Luís Fernando Veríssimo e leia outras crônicas dele.

Sugestões de livros: Festa de Criança, Comédias para se ler na escola, O Santinho.

Sugestões de sites: https://brasilescola.uol.com.br/literatura/luis-fernando-verissimo.htm

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é a quarta aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Crônica e no campo de atuação Artístico-literário/Vida cotidiana. A aula faz parte do módulo de Análise Linguística / Semiótica.

Materiais necessários: - Cópias das três partes do texto (crônica A Volta, de Luís Fernando Veríssimo) para todos os alunos

- Cópia das questões que serão sorteadas

- Caixa para dispor as perguntas para o sorteio

- Folhas de papel A4 para a ilustração

- Lápis de cor / canetinhas

- Fita adesiva para fixação das ilustrações

- Pincel para quadro

Informações sobre o gênero: A palavra Crônica vem do grego Chronos, e o gênero, de fato, possui uma ligação direta com o tempo, pois tem por base fatos simples, do cotidiano, expostos em linguagem literária. Os textos se caracterizam por serem narrativas curtas, com tempo, espaço e personagens reduzidos e predominância de linguagem coloquial. Nesta aula, será trabalhada uma crônica humorística, que lança mão da ironia e do humor como forma de criticar aspectos da sociedade, política, cultura ou economia, garantindo uma leitura envolvente e a reflexão acerca dessas questões.

Dificuldades antecipadas: As informações de cunho inferencial exigem compreensão mais elaborada e, por isso mesmo, requerem estratégias de trabalho pensadas para esse propósito.

Referências sobre o assunto:

ARAÚJO, Djario Dias. Crônica: o cotidiano em destaque. Disponível em: http://www.serdigital.com.br/gerenciador/clientes/ceel/arquivos/35.pdf. Acesso em: 10 de setembro de 2018.

CABRAL, Marina. A Crônica. Disponível em:https://brasilescola.uol.com.br/redacao/a-cronica.htm. Acesso em 10 de setembro de 2108.

PORTILHO, Gabriela. Leve a crônica para as aulas de Língua Portuguesa. 2013. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/2171/leve-a-cronica-para-as-aulas-de-lingua-portuguesa. Acesso em: 10 de setembro de 2018.

Redação Brasil Escola. Crônica. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/redacao/cronica.htm. Acesso em 10 de setembro de 2108.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto

Orientações: Leia o título com os alunos e questione o sentido da expressão “caixinha de surpresa”.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

  • Solicite a um aluno que leia o enunciado.
  • Promova uma tempestade de ideias, no intuito de revisitar o que foi estudado sobre o gênero Crônica. Se necessário, medie e estimule a discussão, lançando questionamentos como:
  • Se quisermos ler crônicas, onde podemos buscá-las? (Para que relembrem os suportes e meios de publicação comuns).
  • Geralmente, qual a intenção do autor ao escrever esses textos? (Espera-se que relembrem o caráter crítico e reflexivo do gênero).
  • Sobre que assuntos eles costumam falar? (Espera-se que percebam que os mais diversos assuntos, mesmo os mais simples e corriqueiros, podem servir de ponto de partida de uma crônica. Cenas cotidianas, esporte, questões políticas, culturais e comportamentais são temas comuns).
  • As crônicas são textos de caráter informativo ou narrativo?
  • Qual o tipo de linguagem comum nesses textos? (Para que relembrem a predominância da linguagem simples e coloquial).

  • Caso deseje acessar as respostas para as questões acima, clique aqui.
  • Promova, com essa discussão, um momento de troca de aprendizagens e fala voluntária. Estimule e valorize a participação dos alunos.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 40 minutos

Orientações:

  • Distribua o tempo da seguinte maneira: 10 minutos para a leitura e resolução de cada etapa + 10 minutos para a confecção das ilustrações.
  • Leia para o grupo o texto introdutório (slide 4) e a consigna da atividade. Essa apresentação inicial tem por objetivo despertar a curiosidade das crianças acerca do texto e fazer uma breve apresentação do autor, Luís Fernando Veríssimo.
  • Divida a sala em 3 grupos, que trabalharão juntos durante toda a aula.
  • Entregue para cada aluno uma cópia da 1ª parte do texto e solicite que façam uma leitura individual e silenciosa.
  • Após a leitura, cada grupo sorteará da caixa uma pergunta, que deve ser respondida oralmente. Disponibilize um tempo (cerca de 2 minutos) para que os alunos troquem ideias sobre o texto e elaborem coletivamente a resposta.
  • A equipe que sortear a pergunta de número 1 iniciará, lendo-a para o grupo e relatando a resposta a que chegou. Em seguida, quem sorteou as perguntas 2 e 3, respectivamente, fará o mesmo. Atenção: Deve-se colocar na caixa somente as perguntas referentes à etapa do trabalho em curso.

As perguntas são:

  • Após a leitura atenta do título e da primeira parte do texto, respondam: Sobre o que fala esse texto? Explique como vocês chegaram a essa conclusão.
  • O narrador faz parte da história ou apenas a está contando? Citem uma frase do texto que os levou a essa conclusão. Como chamamos esse tipo de narrador?
  • Levantem hipóteses: o que acontecerá na história daqui pra frente? Como vocês imaginam que será a visita do homem à sua cidade natal?

  • Após cada resposta, questione as demais equipes, a fim de verificar se elas concordam com o que foi dito, se há algo que desejam acrescentar. As hipóteses levantadas pela equipe 3 devem ser registradas no quadro para, ao final da leitura completa do texto, serem verificadas e confirmadas ou não.
  • Entregue para cada aluno a 2ª parte do texto e, novamente, peça para que a leiam silenciosamente.
  • Passe novamente a caixa, para que cada grupo sorteie uma pergunta. O procedimento de resolução é o mesmo da primeira etapa: tempo para elaboração coletiva da resposta, apresentação em ordem crescente, comentários após a fala de cada equipe. As perguntas são:
  • O homem passeia pela cidade, revendo pessoas e lugares de sua infância. Como ele se sente com essa vivência? Citem 2 frases do texto (parte 2) que confirmem a sua resposta.
  • O autor não descreve a personagem principal, mas o texto nos dá algumas “pistas” de como ela é. Com base nas duas partes que vocês leram do texto, falem tudo o que vocês puderam descobrir sobre o homem.
  • Que outras personagens apareceram no texto até agora? Como é a interação do homem com cada uma?

  • Repita o procedimento, agora com a parte final do texto: entregue uma cópia para cada aluno para que leia silenciosamente e, depois, passe novamente a caixa de perguntas. Lembre-se de comentar cada uma após a apresentação da equipe. As perguntas são:
  • O texto apresenta em seu desfecho uma quebra de expectativas; ou seja, algo que foge daquilo que era esperado. Qual é essa quebra de expectativa? Por que ela foge do que era esperado para o final desse texto?
  • O homem fica surpreso e atordoado ao descobrir que não estava na cidade que queria visitar. Porém, ao longo do texto, vários acontecimentos poderiam servir de pista para que ele percebesse que estava no lugar errado. Citem três dessas pistas.
  • A crônica narra uma situação engraçada e fora do comum vivida por um homem que pretendia visitar a sua cidade natal. Quais são os fatores e acontecimentos responsáveis por garantir o humor do texto?

  • Releia para o grupo as hipóteses levantadas pela equipe 3, na primeira etapa do trabalho, a fim de verificar se eles conseguiram prever o desfecho da história.
  • Para todos os alunos, individualmente: Ao longo do texto, o autor descreve detalhes da cidade, à medida que homem vai desbravando-a. Com base nessa descrição, como você imagina que ela seja? Grande ou pequena? Pacata ou agitada? Acolhedora ou não?

Escolha um dos lugares descritos no texto (rua, estação ou a casa, por exemplo) e faça um desenho, ilustrando como você o imagina. Faremos uma exposição na sala com todos os desenhos.

Materiais complementares:

  • Para acessar o texto, já dividido em 3 partes, clique aqui.
  • Para acessar e imprimir as questões referentes a cada etapa do trabalho, clique aqui.
  • Caso deseje acessar as respostas referentes às questões, clique aqui.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 4 minutos

Orientações:

  • Apresente ao grupo a proposta de slide 5, explicando também que será montada uma exposição com as ilustrações em sala. Reserve, para isso, um espaço grande o suficiente e de destaque.
  • Solicite 3 ou 4 alunos para apresentarem as suas produções, de preferência que tenham desenhado lugares diferentes da cidade.
  • Durante a apresentação, é importante que relacionem seus desenhos às passagens do texto que descrevem a cidade e que expliquem as conclusões a que chegaram sobre ela (se é grande ou pequena, pacata ou agitada etc.). Dessa forma, estarão analisando o cenário da narrativa.
  • Após a apresentação, oriente os alunos na montagem do mural com suas ilustrações.

Sugestão de atividade complementar, para ser realizada em casa: Pesquise mais informações sobre a obra de Luís Fernando Veríssimo e leia outras crônicas dele.

Sugestões de livros: Festa de Criança, Comédias para se ler na escola, O Santinho.

Sugestões de sites: https://brasilescola.uol.com.br/literatura/luis-fernando-verissimo.htm

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 5º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 5º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF35LP29 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano