14446
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 4º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - Para que serve a pontuação?

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 4º ano do EF sobre Para que serve a pontuação?

Plano 07 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Márcia Regina Pereira

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é sétima aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero verbete (resumo), no campo de atuação estudo e práticas de pesquisa/ todos os campos. A aula faz parte do módulo de Análise Linguística e Semiótica.

Materiais necessários: projetor de slides, cópias dos textos e da atividade que constam nos materiais complementares para realização desta aula, lápis de cor, cadernos dos alunos para anotações , flip chart e canetas.

Informações sobre o gênero: O conhecimento científico foi por muito tempo restrito a poucos, a organização da enciclopédia (e seus verbetes) foi uma das primeiras tentativas de compilação de conhecimentos de diversas áreas, de uma forma simples e breve, com o intuito de divulgação para o público leigo. O verbete é, portanto, um gênero específico da esfera de divulgação científica. Verbetes são encontrados principalmente em enciclopédias, dicionários comuns da língua ou em específicos de determinadas áreas do conhecimento, sendo utilizados quando não se consegue fazer inferências sobre o significado de uma expressão ou de uma palavra a partir do seu contexto ou para se obter dados mais específicos a respeito de algum vocábulo. É considerado o 1º hipertexto do qual se tem notícia: sua leitura pode seguir muitos caminhos e o uso de remissões a outras palavras tem a função de “linkagem”, recurso muito comum hoje na internet. Para dialogar com o gênero será importante se familiarizar também com outros textos de divulgação científica, como as reportagens científicas, que nessa sequência serão fonte de informações para a produção de verbetes.

Dificuldades antecipadas: As turmas costumam ser heterogêneas, apresentando diferenças nas habilidades de leitura e escrita. A pontuação torna-se um desafio para os alunos que ainda se encontram em estágios iniciais da leitura. Possivelmente para eles, a função da pontuação para organizar e dar mais coerência ao texto seja menos percebida e compreendida. Por isso, essa aula foi planejada para ser realizada em duplas, formadas por níveis próximos de saberes. Caso haja alguém com muita dificuldade, forme dupla com outro aluno, que apresente proficiência leitora, sendo também compreensivo, tolerante e didático. Há também aqueles que, mesmo com mais experiência na leitura, ainda não identificam a função da pontuação, por isso também precisarão refletir sobre ela.

Referências sobre o assunto: ROJO, Roxane. O letramento escolar e os textos da divulgação científica – a apropriação dos gêneros de discurso na escola. Linguagem em (Dis)curso – LemD, v. 8, n. 3, p. 581-612, set./dez. 2008.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

  • Apresente o título da aula. Instigue-os a refletir sobre essa questão, ouça o que têm a dizer.
  • Esta aula tem o objetivo de promover descobertas relacionadas à “pontuação”. Irão analisar um mesmo verbetes veiculado em dois portadores: dicionário infantil e enciclopédia digital.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos

Orientações:

  • Projete esse slide e peça aos alunos que leiam o que aparece na tela em voz alta.
  • Solicite a um deles que explique aos demais o que entendeu. Nesse momento, o aluno que se propuser a ler, irá expressar seus conhecimentos sobre a língua. Ao ouvi-lo, poderá observar a entonação que poderá ser:
  • Afirmativa e interrogativa: ”Você se importa com a pontuação de um texto. Por quê?” ou “Você se importa com a pontuação de um texto, por quê?”
  • Interrogativa: “Você se importa com a pontuação de um texto? Por quê?”

3. Pergunte aos demais se concordam ou se têm outra sugestão de leitura. Ouça-os.

4. Pergunte-lhes se reconhecem esse estilo de escrita. É possível que respondam que essa maneira é usada nas mídias digitais, é uma hashtag (#), um código digital que se operacionaliza sem espaço entre as palavras e sem pontuação.

5. Questione: “Para que compreendamos com clareza o que lemos, que sinais gráficos poderiam nos auxiliar?”

6. Espera-se que respondam que em um texto escrito a pontuação é importante para que possamos entendê-lo.

7. Mostre o próximo slide com a mesma frase, porém pontuada.

Materiais complementares: projetor de slides ou cartaz contendo a frase acima.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Leia para os alunos, enfatizando a presença da pontuação por meio da entonação.

Materiais complementares: projetor de slides ou cartaz.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos

Orientações:

  • Para iniciar a atividade que será proposta nesta aula, desafie-os perguntando: Será que a pontuação é realmente importante? Por que ou para quê?
  • Forme duplas de acordo com os conhecimentos que possuem sobre leitura e escrita, garanta que sejam conhecimentos próximos. Somente aqueles que possuem muita dificuldade, devem ser agrupados com quem já apresenta essas habilidades desenvolvidas, para que o colega seja referência.

Materiais complementares: projetor de slides ou cartaz.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Esta é uma aula sobre pontuação, entretanto para que esse objeto de estudo tenha significado para os alunos é preciso estimulá-los. Por isso, desperte a curiosidade para o conteúdo dos textos que serão lidos a seguir.
  • Apresente -lhes a imagem do slide perguntando: “vocês já ouviram falar da cobra Naja? Sabem algo sobre ela? Essa cobra existe no Brasil?”
  • Explique-lhes que para responder às perguntas, podem pesquisar em um verbete de enciclopédia digital.
  • Entregue uma cópia do texto e atividade para cada aluno, assim todos podem acompanhem a leitura do texto 1.
  • Peça a um dos alunos que leia em voz alta.

Materiais complementares:

Texto: Verbete ‘Naja’. Escolar Britannica. Enciclopédia digital. Disponível em: https://escola.britannica.com.br/levels/fundamental/article/naja/481005. Acesso em 21/10/2018.

Material para impressão, clique aqui

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Após a leitura do verbete “naja” em uma enciclopédia digital, mostre-lhes o mesmo verbete presente em um dicionário on-line.
  • Realize a leitura em voz alta e solicite que os alunos acompanhem em suas cópias o texto 2.

Materiais complementares:

Texto: Verbete ‘Naja’. Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa. Dicionário on-line. Michaelis. Disponível em: http://michaelis.uol.com.br/busca?id=L18DZ. Acesso em 21/10/2018.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Agora que já descobriram as características da naja, deverão observar a pontuação utilizada em cada um dos verbetes.
  • É importante destacar que o primeiro texto traz muitas informações porque se trata de um verbete de enciclopédia, já o segundo é um verbete de um dicionário da Língua Portuguesa e por isso é mais sucinto.
  • Divida-os em duplas, formadas por níveis diferentes de saberes. Iniciem a atividade coletivamente.
  • O primeiro desafio da atividade será identificar o tipo de pontuação contida nos textos em estudo. Peça para que eles identifiquem e que compartilhem oralmente.
  • Pergunte qual foi o tipo de pontuação encontraram. Conforme forem apresentando suas descobertas, anote-as no flip chart ou no quadro.

Materiais complementares: cadernos dos alunos, flip chart ou quadro e canetas.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Agora que já sabem quais são os pontos utilizados no texto, problematize perguntando se eles sabem para que serve cada um deles.
  • Ao questioná-los, irá instigá-los a pensar nos saberes que já construíram sobre pontuação: o que já sabem e o que ainda precisam saber.
  • Observe se nomeiam os pontos corretamente, se os reconhecem e as hipóteses utilizam para justificar o uso de cada um.
  • Lembre-se que esse é um momento de levantamento de ideias, portanto não antecipe respostas. A atividade que farão a seguir vai colaborar com a reflexão sobre a função dos sinais de pontuação nos verbetes.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Após levantar as ideias iniciais dos alunos sobre as pontuações entregue a atividade que deve ser feita em dupla.
  • Leia as consignas da atividade em voz alta e garanta que entenderam o que deve ser feito.
  • De alguns minutos para realizarem a atividade e depois inicie a socialização. Durante a socialização os alunos devem completar suas respostas iniciais.

Materiais complementares: textos impressos para atividade, uma cópia para cada aluno, marcações realizadas no flip chart ou no quadro, lápis de cor.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Na socialização essa tela pode ser projetada afim de facilitar a discussão sobre o ponto final.
  • Investigue mais minuciosamente alguns trechos do texto. Reflita com eles:
  • Quantos pontos finais encontramos neste 1º parágrafo? (responderão que são dois)
  • Qual é a função do ponto final nesse parágrafo? (Sua função é fechar o período de frases, organizando assim as ideias no texto)
  • Verifique se essa mesma função se aplica aos outros parágrafos.
  • Note que no texto 2 aparece apenas uma vez o ponto. Esse verbete, mais breve por ser de dicionário, traz uma única ideia principal: o significado da palavra Naja.
  • Cuide para que entendam que o ponto final encerrou duas frases em um mesmo parágrafo. Cada uma expressou uma informação sobre a cobra naja: a primeira afirmou que é uma cobra venenosa e que infla o pescoço na forma de capuz quando se sente em perigo. A segunda, que existem diversas espécies de najas, mas nem todas são da mesma família. Ou seja, o primeiro parágrafo apresentou duas características da cobra dividas em dois períodos.
  • Ao terminarem essa análise, deverão completar suas respostas iniciais sobre a função de cada pontuação na tabela da atividade.

.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Na socialização essa tela pode ser projetada afim de facilitar a discussão sobre a vírgula.
  • Investigue mais minuciosamente alguns trechos do texto. Reflita com eles:
  • Quantas vírgulas encontramos no 1º e 2º parágrafo? (responderão que são duas, uma em cada parágrafo)
  • Elas têm a mesma função nos dois parágrafos? (apesar de ambas as vírgulas servirem assim como o ponto para organizarem os parágrafos, elas mostram que a ideia continua, ainda não foi finalizada. No 1º caso marca uma oração adversativa, iniciada com a palavra “mas”, no 2º caso ela organiza a enumeração dos habitats das najas: pradarias, florestas ou desertos”; a mesma função pode ser verificada nesse outro trecho: “Suas presas incluem mamíferos, pássaros, cobras, lagartos, sapos e até peixes.”
  • Verifique funções similares ou diversas nos parágrafos seguintes.
  • Outra frase que pode ser explorada é: “A naja-real, ou cobra-real, que vive na Ásia, é a cobra venenosa mais longa do mundo”. Nesse caso as vírgulas exercem a função de aposto, quando há a explicação sobre algo que foi referenciado anteriormente. A expressão isolada entre vírgulas “ou cobra real” anuncia um sinônimo para o nome naja-real. Em seguida temos um outro aposto que explica onde esse tipo de cobra vive, na Ásia.
  • Note que no texto 2 aparecem muitas vírgulas, que dão dinamicidade ao texto. Como não há ponto entre as orações não há nenhuma pausa longa.
  • Ao terminarem essa análise coletiva, oriente os alunos para que completem, nas suas palavras, a tabela da atividade.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Este é o último parágrafo do texto, onde é empregado o ponto e vírgula. Dos pontos analisados, foi o que menos apareceu. Questione o por quê. É provável que digam que o ponto e vírgula indica uma pausa maior que uma vírgula e menor que um ponto.
  • Leve-os a analisar a incidência dessa pontuação: no texto o ponto e vírgula foi usado para separar duas informações, sendo que uma restringiu a outra. “Alguns tipos de naja põem ovos (o que é mais comum); outros dão à luz a filhotes (provavelmente algo menos comum)”. Optou-se pelo ponto e vírgula, para ressaltar a relação entre as orações apesar de uma ser alternativa da outra.
  • Pergunte aos alunos se essa vírgula poderia ser substituída por uma conjunção que ligasse e explicasse uma forma de reprodução como alternativa a outra. A construção poderia ser por exemplo: “Alguns tipos de naja põem ovos, outros dão à luz seus filhotes”.

O ponto e vírgula aparecem com menor incidência, porque muitas vezes os autores constroem seus textos usando conjunções que dão coesão ao texto e cumprem a função de separar orações coordenadas, tal qual o ponto e vírgula. Usando conjunções é possível expressar também a natureza da relação entre as frases: alternativa, adversativa, conclusiva, explicativa, causal. O ponto e vírgula também podem aparecer em enumerações ou em orações extensas já subdivididas por vírgulas.

Materiais complementares:

Resolução da atividade, clique aqui

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Retome a legenda construída com os alunos ao longo da aula , leia com eles. Se os alunos não tiverem pasta ou classificador para guardar a atividade, solicite que colem em seus cadernos para consultas posteriores.
  • Esperamos ao final desta aula que os alunos possam ter percebido que:
  • A maior incidência de pontuação em verbetes são os pontos e vírgula, pois o gênero é repleto de afirmações e descrições. Não vemos por exemplo pontuação de diálogo ou exclamações ao longo do texto.
  • Os sinais de pontuação são estratégias de segmentação do texto em unidades menores para que o leitor compreenda o conteúdo do texto.
  • Ao realizar a pontuação de maneira adequada, apesar de segmentá-lo se mantém a coesão e a coerência.

Materiais complementares: legenda construída ao longo da aula, cadernos dos alunos, flip chart e canetas.

Vale a pena consultar esse link para mais informações: http://ceale.fae.ufmg.br/app/webroot/glossarioceale/verbetes/pontuacao

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é sétima aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero verbete (resumo), no campo de atuação estudo e práticas de pesquisa/ todos os campos. A aula faz parte do módulo de Análise Linguística e Semiótica.

Materiais necessários: projetor de slides, cópias dos textos e da atividade que constam nos materiais complementares para realização desta aula, lápis de cor, cadernos dos alunos para anotações , flip chart e canetas.

Informações sobre o gênero: O conhecimento científico foi por muito tempo restrito a poucos, a organização da enciclopédia (e seus verbetes) foi uma das primeiras tentativas de compilação de conhecimentos de diversas áreas, de uma forma simples e breve, com o intuito de divulgação para o público leigo. O verbete é, portanto, um gênero específico da esfera de divulgação científica. Verbetes são encontrados principalmente em enciclopédias, dicionários comuns da língua ou em específicos de determinadas áreas do conhecimento, sendo utilizados quando não se consegue fazer inferências sobre o significado de uma expressão ou de uma palavra a partir do seu contexto ou para se obter dados mais específicos a respeito de algum vocábulo. É considerado o 1º hipertexto do qual se tem notícia: sua leitura pode seguir muitos caminhos e o uso de remissões a outras palavras tem a função de “linkagem”, recurso muito comum hoje na internet. Para dialogar com o gênero será importante se familiarizar também com outros textos de divulgação científica, como as reportagens científicas, que nessa sequência serão fonte de informações para a produção de verbetes.

Dificuldades antecipadas: As turmas costumam ser heterogêneas, apresentando diferenças nas habilidades de leitura e escrita. A pontuação torna-se um desafio para os alunos que ainda se encontram em estágios iniciais da leitura. Possivelmente para eles, a função da pontuação para organizar e dar mais coerência ao texto seja menos percebida e compreendida. Por isso, essa aula foi planejada para ser realizada em duplas, formadas por níveis próximos de saberes. Caso haja alguém com muita dificuldade, forme dupla com outro aluno, que apresente proficiência leitora, sendo também compreensivo, tolerante e didático. Há também aqueles que, mesmo com mais experiência na leitura, ainda não identificam a função da pontuação, por isso também precisarão refletir sobre ela.

Referências sobre o assunto: ROJO, Roxane. O letramento escolar e os textos da divulgação científica – a apropriação dos gêneros de discurso na escola. Linguagem em (Dis)curso – LemD, v. 8, n. 3, p. 581-612, set./dez. 2008.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

  • Apresente o título da aula. Instigue-os a refletir sobre essa questão, ouça o que têm a dizer.
  • Esta aula tem o objetivo de promover descobertas relacionadas à “pontuação”. Irão analisar um mesmo verbetes veiculado em dois portadores: dicionário infantil e enciclopédia digital.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos

Orientações:

  • Projete esse slide e peça aos alunos que leiam o que aparece na tela em voz alta.
  • Solicite a um deles que explique aos demais o que entendeu. Nesse momento, o aluno que se propuser a ler, irá expressar seus conhecimentos sobre a língua. Ao ouvi-lo, poderá observar a entonação que poderá ser:
  • Afirmativa e interrogativa: ”Você se importa com a pontuação de um texto. Por quê?” ou “Você se importa com a pontuação de um texto, por quê?”
  • Interrogativa: “Você se importa com a pontuação de um texto? Por quê?”

3. Pergunte aos demais se concordam ou se têm outra sugestão de leitura. Ouça-os.

4. Pergunte-lhes se reconhecem esse estilo de escrita. É possível que respondam que essa maneira é usada nas mídias digitais, é uma hashtag (#), um código digital que se operacionaliza sem espaço entre as palavras e sem pontuação.

5. Questione: “Para que compreendamos com clareza o que lemos, que sinais gráficos poderiam nos auxiliar?”

6. Espera-se que respondam que em um texto escrito a pontuação é importante para que possamos entendê-lo.

7. Mostre o próximo slide com a mesma frase, porém pontuada.

Materiais complementares: projetor de slides ou cartaz contendo a frase acima.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Leia para os alunos, enfatizando a presença da pontuação por meio da entonação.

Materiais complementares: projetor de slides ou cartaz.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos

Orientações:

  • Para iniciar a atividade que será proposta nesta aula, desafie-os perguntando: Será que a pontuação é realmente importante? Por que ou para quê?
  • Forme duplas de acordo com os conhecimentos que possuem sobre leitura e escrita, garanta que sejam conhecimentos próximos. Somente aqueles que possuem muita dificuldade, devem ser agrupados com quem já apresenta essas habilidades desenvolvidas, para que o colega seja referência.

Materiais complementares: projetor de slides ou cartaz.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Esta é uma aula sobre pontuação, entretanto para que esse objeto de estudo tenha significado para os alunos é preciso estimulá-los. Por isso, desperte a curiosidade para o conteúdo dos textos que serão lidos a seguir.
  • Apresente -lhes a imagem do slide perguntando: “vocês já ouviram falar da cobra Naja? Sabem algo sobre ela? Essa cobra existe no Brasil?”
  • Explique-lhes que para responder às perguntas, podem pesquisar em um verbete de enciclopédia digital.
  • Entregue uma cópia do texto e atividade para cada aluno, assim todos podem acompanhem a leitura do texto 1.
  • Peça a um dos alunos que leia em voz alta.

Materiais complementares:

Texto: Verbete ‘Naja’. Escolar Britannica. Enciclopédia digital. Disponível em: https://escola.britannica.com.br/levels/fundamental/article/naja/481005. Acesso em 21/10/2018.

Material para impressão, clique aqui

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Após a leitura do verbete “naja” em uma enciclopédia digital, mostre-lhes o mesmo verbete presente em um dicionário on-line.
  • Realize a leitura em voz alta e solicite que os alunos acompanhem em suas cópias o texto 2.

Materiais complementares:

Texto: Verbete ‘Naja’. Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa. Dicionário on-line. Michaelis. Disponível em: http://michaelis.uol.com.br/busca?id=L18DZ. Acesso em 21/10/2018.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Agora que já descobriram as características da naja, deverão observar a pontuação utilizada em cada um dos verbetes.
  • É importante destacar que o primeiro texto traz muitas informações porque se trata de um verbete de enciclopédia, já o segundo é um verbete de um dicionário da Língua Portuguesa e por isso é mais sucinto.
  • Divida-os em duplas, formadas por níveis diferentes de saberes. Iniciem a atividade coletivamente.
  • O primeiro desafio da atividade será identificar o tipo de pontuação contida nos textos em estudo. Peça para que eles identifiquem e que compartilhem oralmente.
  • Pergunte qual foi o tipo de pontuação encontraram. Conforme forem apresentando suas descobertas, anote-as no flip chart ou no quadro.

Materiais complementares: cadernos dos alunos, flip chart ou quadro e canetas.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Agora que já sabem quais são os pontos utilizados no texto, problematize perguntando se eles sabem para que serve cada um deles.
  • Ao questioná-los, irá instigá-los a pensar nos saberes que já construíram sobre pontuação: o que já sabem e o que ainda precisam saber.
  • Observe se nomeiam os pontos corretamente, se os reconhecem e as hipóteses utilizam para justificar o uso de cada um.
  • Lembre-se que esse é um momento de levantamento de ideias, portanto não antecipe respostas. A atividade que farão a seguir vai colaborar com a reflexão sobre a função dos sinais de pontuação nos verbetes.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Após levantar as ideias iniciais dos alunos sobre as pontuações entregue a atividade que deve ser feita em dupla.
  • Leia as consignas da atividade em voz alta e garanta que entenderam o que deve ser feito.
  • De alguns minutos para realizarem a atividade e depois inicie a socialização. Durante a socialização os alunos devem completar suas respostas iniciais.

Materiais complementares: textos impressos para atividade, uma cópia para cada aluno, marcações realizadas no flip chart ou no quadro, lápis de cor.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Na socialização essa tela pode ser projetada afim de facilitar a discussão sobre o ponto final.
  • Investigue mais minuciosamente alguns trechos do texto. Reflita com eles:
  • Quantos pontos finais encontramos neste 1º parágrafo? (responderão que são dois)
  • Qual é a função do ponto final nesse parágrafo? (Sua função é fechar o período de frases, organizando assim as ideias no texto)
  • Verifique se essa mesma função se aplica aos outros parágrafos.
  • Note que no texto 2 aparece apenas uma vez o ponto. Esse verbete, mais breve por ser de dicionário, traz uma única ideia principal: o significado da palavra Naja.
  • Cuide para que entendam que o ponto final encerrou duas frases em um mesmo parágrafo. Cada uma expressou uma informação sobre a cobra naja: a primeira afirmou que é uma cobra venenosa e que infla o pescoço na forma de capuz quando se sente em perigo. A segunda, que existem diversas espécies de najas, mas nem todas são da mesma família. Ou seja, o primeiro parágrafo apresentou duas características da cobra dividas em dois períodos.
  • Ao terminarem essa análise, deverão completar suas respostas iniciais sobre a função de cada pontuação na tabela da atividade.

.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Na socialização essa tela pode ser projetada afim de facilitar a discussão sobre a vírgula.
  • Investigue mais minuciosamente alguns trechos do texto. Reflita com eles:
  • Quantas vírgulas encontramos no 1º e 2º parágrafo? (responderão que são duas, uma em cada parágrafo)
  • Elas têm a mesma função nos dois parágrafos? (apesar de ambas as vírgulas servirem assim como o ponto para organizarem os parágrafos, elas mostram que a ideia continua, ainda não foi finalizada. No 1º caso marca uma oração adversativa, iniciada com a palavra “mas”, no 2º caso ela organiza a enumeração dos habitats das najas: pradarias, florestas ou desertos”; a mesma função pode ser verificada nesse outro trecho: “Suas presas incluem mamíferos, pássaros, cobras, lagartos, sapos e até peixes.”
  • Verifique funções similares ou diversas nos parágrafos seguintes.
  • Outra frase que pode ser explorada é: “A naja-real, ou cobra-real, que vive na Ásia, é a cobra venenosa mais longa do mundo”. Nesse caso as vírgulas exercem a função de aposto, quando há a explicação sobre algo que foi referenciado anteriormente. A expressão isolada entre vírgulas “ou cobra real” anuncia um sinônimo para o nome naja-real. Em seguida temos um outro aposto que explica onde esse tipo de cobra vive, na Ásia.
  • Note que no texto 2 aparecem muitas vírgulas, que dão dinamicidade ao texto. Como não há ponto entre as orações não há nenhuma pausa longa.
  • Ao terminarem essa análise coletiva, oriente os alunos para que completem, nas suas palavras, a tabela da atividade.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Este é o último parágrafo do texto, onde é empregado o ponto e vírgula. Dos pontos analisados, foi o que menos apareceu. Questione o por quê. É provável que digam que o ponto e vírgula indica uma pausa maior que uma vírgula e menor que um ponto.
  • Leve-os a analisar a incidência dessa pontuação: no texto o ponto e vírgula foi usado para separar duas informações, sendo que uma restringiu a outra. “Alguns tipos de naja põem ovos (o que é mais comum); outros dão à luz a filhotes (provavelmente algo menos comum)”. Optou-se pelo ponto e vírgula, para ressaltar a relação entre as orações apesar de uma ser alternativa da outra.
  • Pergunte aos alunos se essa vírgula poderia ser substituída por uma conjunção que ligasse e explicasse uma forma de reprodução como alternativa a outra. A construção poderia ser por exemplo: “Alguns tipos de naja põem ovos, outros dão à luz seus filhotes”.

O ponto e vírgula aparecem com menor incidência, porque muitas vezes os autores constroem seus textos usando conjunções que dão coesão ao texto e cumprem a função de separar orações coordenadas, tal qual o ponto e vírgula. Usando conjunções é possível expressar também a natureza da relação entre as frases: alternativa, adversativa, conclusiva, explicativa, causal. O ponto e vírgula também podem aparecer em enumerações ou em orações extensas já subdivididas por vírgulas.

Materiais complementares:

Resolução da atividade, clique aqui

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Retome a legenda construída com os alunos ao longo da aula , leia com eles. Se os alunos não tiverem pasta ou classificador para guardar a atividade, solicite que colem em seus cadernos para consultas posteriores.
  • Esperamos ao final desta aula que os alunos possam ter percebido que:
  • A maior incidência de pontuação em verbetes são os pontos e vírgula, pois o gênero é repleto de afirmações e descrições. Não vemos por exemplo pontuação de diálogo ou exclamações ao longo do texto.
  • Os sinais de pontuação são estratégias de segmentação do texto em unidades menores para que o leitor compreenda o conteúdo do texto.
  • Ao realizar a pontuação de maneira adequada, apesar de segmentá-lo se mantém a coesão e a coerência.

Materiais complementares: legenda construída ao longo da aula, cadernos dos alunos, flip chart e canetas.

Vale a pena consultar esse link para mais informações: http://ceale.fae.ufmg.br/app/webroot/glossarioceale/verbetes/pontuacao

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 4º ano :

4º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 4º ano:

4º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF04LP05 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano