14265
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Atividade - Identificando a sequência de personagens

POR: Helena Cristina Cintra Eher 30/11/2018
Código: EDI2_24UND01

Creche / Educação Infantil

Atividade alinhada à BNCC:

(EI02EF03) Demonstrar interesse e atenção ao ouvir a leitura de histórias e outros textos, diferenciando escrita de ilustrações, e acompanhando, com orientação do adulto-leitor, a direção da leitura (de cima para baixo, da esquerda para a direita).

(EI02EO04) Comunicar-se com os colegas e os adultos, buscando compreendê-los e fazendo-se compreender.

(EI02EF04) Formular e responder perguntas sobre fatos da história narrada, identificando cenários, personagens e principais acontecimentos.

Plano de atividade de Educação Infantil com atividades para Crianças bem pequenas sobre interesse e atenção ao ouvir e interagir com histórias

Resumo

ilustracao

Faça a leitura do livro "A Casa Sonolenta" e convide as crianças a interagir com a história, organizando as ilustrações na ordem da leitura.

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Para realizar esta atividade é importante que você já tenha lido o livro para as crianças, a fim de que elas já estejam familiarizadas com o enredo e com o texto da história.

Materiais:

Providencie o livro A Casa Sonolenta, de Audrey Wood (caso não seja possível, selecione outro título que possua a estrutura de contos de repetição com uma sequência recorrente, ou seja, que se repete ao longo da história). Para o espaço, use tecidos para fazer uma cabana ou tapetes e almofadas. Leve ilustrações dos personagens da história (vó, menino, cachorro etc) em tamanho grande e em quantidade suficiente, a depender do número de crianças nos pequenos grupos,que podem ser impressas, desenhadas ou xerocopiadas em uma folha A3, plastifique-as ou cole-as em papel duro para que as crianças possam manipulá-las. Separe algumas atividades que elas possam realizar com autonomia, por exemplo, massinha, papel A3 e giz de cera, jogos de encaixe etc.

Espaços:

Prepare um espaço aconchegante e confortável no qual as crianças possam se sentar para ouvir e participar da leitura da história, coloque tapetes e almofadas na sala ou escolha um espaço externo que seja agradável e onde não haja muito barulho. Você pode fazer uma cabana com tecidos nas quais elas possam entrar para ler o livro ouseparar um canto da sala usando os tecidos como uma cortina. Organize as outras atividades (jogos, massinha, material para desenho) de forma que as crianças que estiverem no outro pequeno grupo possam ter autonomia para escolhê-las e realizá-las.

Tempo sugerido:

Aproximadamente uma hora.

Perguntas para guiar suas observações:

1. As crianças demonstram interesse durante a leitura da história? Como elas participam dessa leitura (com gestos, expressões, imitações e falas)?

2. As crianças reconhecem os personagens da história? Como elas antecipam a narrativa e brincam com ela e com seus personagens a partir dos trechos que se repetem?

3. Como as crianças interagem e se comunicam com os colegas e com o professor? Que estratégias utilizam para se expressar?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. Observe as diferentes maneiras que as crianças utilizam para se expressar (gestos, movimentos, apontando, com expressões ou atitudes) e verbalize o que estão querendo comunicar.Possibilite que manipulem as ilustrações de acordo com suas individualidades, respeitando as vontade de cada uma de participar ou não.

O que fazer durante?

1

Reúna as crianças e diga que elas se dividirão em dois pequenos grupos: um irá ouvir e brincar com uma história enquanto o outro poderá escolher entre as atividades disponíveis no espaço, depois, os grupos trocarão de lugar. Transite pelo espaço mostrando o local da leitura e as outras possibilidades que terão para escolher.


2

Para dividir o grupo, peça que as crianças apontem ou se dirijam para a atividade que gostariam de realizar. Deixe que elas façam isso livremente e só interfira se um grupo ficar muito maior que o outro. O grupo não precisa ser dividido exatamente na metade, mas, se for necessário, aponte a atividade que precisa de mais crianças e incentive que participem dela. Se houver crianças que não fizeram nenhuma escolha, convide-as a se juntarem ao grupo que possui menos integrantes.Acompanhe o grupo no espaço que você preparou para a leitura. Se tiver outro professor ou auxiliar de sala disponível, peça que fique com as crianças que estarão no momento de livre escolha. Se não tiver essa possibilidade, sente-se em um local em que consiga observar todas elas.


3

Mostre às crianças a capa do livro A Casa Sonolenta. Pergunte se lembram-se da história. Explore os elementos e os personagens presentes na capa. Fique atento aos apontamentos trazidos por elas e faça questionamentos para instigá-las nessa exploração. Folheie o livro. Observe as crianças que apontam, gesticulam ou se expressam de diferentes maneiras e verbalize o que querem comunicar. Verifique se algumas contam algum trecho da história, se aproximam-se do livro para ver algum detalhe, para mostrar algum elemento do qual se lembram, para encontrar a página com determinada cena, valorize e acolha essas iniciativas.

Possíveis falas do professor neste momento: Se, por exemplo, uma criança aponta e verbaliza Au, au, instigue: É mesmo, tem um cachorro nessa história! Quem vai para a cama depois dele? Se uma outra imita alguém dormindo: Todo mundo quer dormir nessa casa, né? Vocês lembram quem acorda todos no final?

4

Avise que agora vocês lerão a história. Antes de começar, inicie o momento com algo que você já faz no seu dia a dia. Pode ser um verso, alguma atitude ou música que se torne a chave para abrir a atividade de leitura com as crianças. Sugestão de verso: Abram as portas! Abram as janelas! / Acendam a vela para iluminar / Neste espaço aqui/ A história já vai começar. Leia e aponte enquanto lê, o título, o nome do autor, do ilustrador e da editora.


5

Leia a história em voz alta, sem fazer alterações no vocabulário ou inclusões adicionais ao texto. Atente-se para a entonação e o ritmo da narrativa. Mostre as ilustrações para as crianças. Elas podem reagir a determinados personagens ou situações com gestos, movimentos, imitações e palavras. Ouça e responda, mas não demore para voltar a leitura, a fim de não perder o ritmo e o encadeamento da narrativa. Em histórias de repetição, como é o caso dessa, é comum que, quanto mais as crianças as escutem, mais se apropriem da narrativa e participem da leitura, antecipando e completando a fala do professor. Observe como agem e interagem nesse momento, incentive e valorize a participação delas.


6

Após o fim da leitura, converse sobre a estrutura da narrativa, sobre os personagens, o que acontece, onde e como,sempre por meio de propostas investigativas que podem estar apoiadas nas ilustrações. Faça perguntas que as estimulem a realizar descobertas sobre a história e considere os diferentes recursos que lançam mão para respondê-las: se apoiam-se na narrativa, nas ilustrações,na observação dos outros colegas, na capa do livro. Observe e escute-as com atenção, valorizando seus recursos, socializando suas descobertas e as relações possíveis que fazem. Deixe que se expressem de forma livre e espontânea, que mostrem a parte que mais gostam, que se aproximem do livro e apontem, que indiquem certo acontecimento da história, que façam comentários e conversem com você e com os colegas.

Possíveis falas do professor neste momento: Vocês se lembram quem foi o primeiro personagem a se deitar na cama? Olha, ele reparou que já dá pra saber que o próximo vai ser o menino. Será que isso acontece com os outros também? Que legal que você já achou a pulga nessa página! Vamos ver onde ela está na outra página?

7

Mostre as ilustrações dos personagens em tamanho grande. Observe se algumas crianças apontam, identificam quais são os personagens ou contam o trecho da história referente a cada um. Algumas crianças podem dar vida a eles por meios de imitações, gestos, sons ou expressões. Proponha que outras observem e se juntem a essa interação. Aproveite a iniciativa delas para transformar esse em um momento lúdico, no qual elas se apropriam dos personagens e da narrativa por meio da brincadeira.Brinque junto com elas, seguindo seus comandos e amplie esse momento pedindo que façam determinado gesto ou som toda vez que você mostrar um dos personagens. Se alguma criança quiser ser o mestre e apontar os personagens, troque de posição com ela.


8

Peça que as crianças te ajudem a ler a história novamente. Deixe as figuras no centro da roda e diga que vão colocar os personagens um em cima do outro, como acontece na história. Ao longo da leitura, peça que indiquem o próximo personagem que vai para a cama. Incentive que manipulem as imagens e respeite suas proposições na organização da sequência. Em histórias de repetição já conhecidas pelas crianças, elas naturalmente recitam as partes que se repetem, se isso não acontecer, faça pausas durante a leitura para incentivar a participação delas. No fim, quando os personagens saem da cama, convide-as a desempilhá-los.

Possíveis ações das crianças neste momento: Algumas, por timidez, podem não ter a iniciativa de pegar os personagens, mesmo tendo vontade. Outras podem empilhá-los à sua maneira, brincar com as figuras ou querer ficar com um muito querido.

Possíveis falas do professor neste momento: E agora, quem vai para a cama depois do gato? Isso mesmo, o rato. Você quer ajudar seu amigo e colocá-lo na nossa pilha? Vamos ver como ficou a história agora com o rato?


9

Ao terminar a história, se perceber que as crianças continuam envolvidas na atividade, dê um tempo para que manuseiem o livro, contem a história e brinquem com as figuras dos personagens. Se tiver mais de um exemplar do livro, disponibilize-o para o grupo. Observe como as crianças leem a história, como a contam para os colegas ou escutam o que outra criança está contando. Participe desse momento sem dirigir suas atitudes. Escute a história que uma delas quiser contar, brinque com os personagens de acordo com o que for criado por elas. Peça que organizem o espaço, os livros e os personagens para as próximas crianças. Repita a atividade com o outro grupo.


Para finalizar:

Quando terminar a leitura com o segundo grupo, observe o interesse da turma e, se necessário, deixe que brinquem um pouco mais com os livros, com os personagens e com as propostas de livre escolha. Deixe que explorem, brinquem, interajam e faça isso junto com elas. Avise quando estiver faltando dez minutos para acabar a atividade e depois quando faltar cinco minutos. Peça que as crianças te ajudem a guardar os materiais, sugira que façam isso imitando os personagens da história. Valorize as iniciativas delas nesse momento, proponha que acompanhem o movimento criado por uma criança, mas deixe-as à vontade para seguirem ou não a sugestão.

Desdobramentos

É muito importante que as histórias de repetição sejam lidas para as crianças mais de uma vez, para que elas se apropriem cada vez mais da narrativa, se sentindo capazes até de realizar a leitura com autonomia. Disponibilize o livro e os personagens em outros momentos para que, em pequenos grupos, elas recontem a história umas para as outras ou mesmo para que criem suas próprias histórias.

Engajando as famílias

Deixe, em uma parede na entrada da sala, a sequência dos personagens e um pequeno texto, que pode ser produzido junto com as crianças, contando um pouco sobre a leitura e a história do livro. Você pode também colocar um trecho da história e disponibilizar mais uma sequência de personagens, que possa ser manuseada, em uma mesa ao lado do mural. Convide as crianças para mostrar os personagens aos pais, para interagir com eles e com os familiares e para contar a história a eles no momento da entrada e/ou saída.


Este plano de atividade foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autora:  Helena Cristina Cintra Eher

Mentora: Nilcileni Aparecida Ebani Brambilla

Especialista do subgrupo etário: Karina Rizek

Sugestão de idade: 1 ano e 7 meses a 2 anos e 11 meses.

Campos de Experiência:  Escuta, fala, pensamento e imaginação; O eu, o outro e o nós.

Objetivos e códigos da Base:

(EI02EF03) Demonstrar interesse e atenção ao ouvir a leitura de histórias e outros textos, diferenciando escrita de ilustrações, e acompanhando, com orientação do adulto leitor, a direção da leitura (de cima para baixo, da esquerda para a direita).

(EI02EF04) Formular e responder perguntas sobre fatos da história narrada, identificando cenários, personagens e principais acontecimentos.

(EI02EO04) Comunicar-se com os colegas e os adultos, buscando compreendê-los e fazendo-se compreender

Abordagem didática: Na leitura de histórias com repetição encontramos uma estrutura que ajuda as crianças a se apropriar do texto, identificando e recontando oralmente trechos que se repetem, ao mesmo tempo em que se divertem com as narrativas. A ação favorece situações de manuseio dos livros pela criança, pois, ao se apropriar de parte do texto, ela pode interagir com o professor durante a leitura. Também contribui para a identificação de personagens, amplia a imaginação e o pensamento, enriquecendo também contextos de faz de conta.

Apoiador Técnico


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

OUTRAS ATIVIDADES DESSA UNIDADE:

ATIVIDADES DESSA DISCIPLINA:

ATIVIDADES RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes