14242
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Atividade - Levando livros para casa

POR: Helena Cristina Cintra Eher 30/11/2018
Código: EDI2_25UND05

Creche / Educação Infantil

Atividade alinhada à BNCC:

(EI02EO04) Comunicar-se com os colegas e os adultos, buscando compreendê-los e fazendo-se compreender.

(EI02EF06) Criar e contar histórias oralmente, com base em imagens ou temas sugeridos.

(EI02EF09) Manusear diferentes instrumentos e suportes de escrita para desenhar, traçar letras e outros sinais gráficos.

Plano de atividade de Educação Infantil com atividades para Crianças bem Pequenas sobre manuseio de diferentes instrumentos e suportes de escrita para desenhar

Resumo

ilustracao

Nesta proposta, as crianças escolherão livros para levar para a casa e tentarão registrar o nome das obras em um painel da sala.

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Avise os pais, com antecedência, que as crianças levarão livros para casa para serem lidos com a família e a data em que eles devem ser devolvidos para a escola. Fique atento à qualidade das narrativas, das ilustrações e à adequação dos livros à faixa etária. Certifique-se de que não reforçam estereótipos e preconceitos. (Sugestão de leitura: "Como escolher boa literatura para crianças?" da Revista Emília).

Materiais:

Separe livros numa quantidade maior do que a de crianças. Garanta que sejam adequados a elas e à sua faixa etária. Disponibilize-os em caixas, cestos, mesas ou prateleiras acessíveis. Faça uma sacolinha para que levem os livros (pode ser de TNT, outro tecido ou até mesmo um saco plástico transparente), coloque o nome e a foto das crianças em cada sacolinha. Imprima uma folha de registro para cada uma. Providencie papéis (cartolina, papel kraft ou colorset) para o cartaz da tabela com o nome e a foto das crianças, para escrever os combinados com elas e para o painel com os registros feitos em casa.Tenha canetões, caderninho e caneta para anotações. Separe materiais para atividades que as crianças possam realizar com autonomia (jogos de montar, baú com acessórios e fantasias, etc).

Espaços:

Em um canto da sala, disponibilize os livros para que fiquem visíveis e acessíveis às crianças. Espalhe-os em alguns grupos para que as elas possam ver as capas e tenham facilidade de pegá-los e manuseá-los. Em um outro canto, arrume o material que será usado para a confecção da tabela com os pequenos grupos. Em outros cantos, prepare os materiais que as crianças poderão utilizar no momento de livre escolha. Procure aproveitar o espaço da sala de forma que as crianças possam transitar com autonomia para escolher a atividade de sua preferência.

Tempo sugerido:

Aproximadamente uma hora.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Como a criança se expressa? Como é sua interação com as outras crianças e com o professor? Que tipo de atitudes ela demonstra nessas interações?

2. Como as crianças contam/recontam suas histórias? Lembram-se de algumas partes ou personagens? Que tipos de inferências elas fazem a partir das ilustrações?

3. Como a criança faz o registro no cartaz? Que estratégias ela usa ao assumir o papel de escritora (como segura o canetão, como faz seu registro, olha no livro)?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo. Deixe os materiais acessíveis a todas as crianças. Fique atento às crianças que precisam de alguma ajuda para se locomover ou se comunicar, verbalize o que elas expressam por meio de gestos, sons, expressões ou apontando. Durante o registro, observe e ajude, se necessário, as crianças que tiverem dificuldade ou que estiverem inseguras. Respeite o tempo e o interesse de cada uma.

O que fazer durante?

1

Convide as crianças para sentarem em roda com o grande grupo. Conte que elas vão escolher um livro para levar para casa e ler com a família. Explore com elas como será esse momento, com quem elas lerão, se elas leem livros em casa, etc. Observe como se expressam, se usam gestos, expressões ou movimentos para comunicar sobre suas experiências de leitura e verbalize o que estão mostrando. Possibilite que elas tragam suas experiências e que se comuniquem de forma livre e espontânea.Conte sobre sua experiência como leitor, em que parte da casa você costuma ler, que tipos de história e personagens você gosta.


2

Mostre a sacolinha na qual as crianças levarão o livro e a folha de registro para ser preenchida com a família. Esclareça que elas, junto com a família, poderão fazer um desenho, escrever ou colocar uma foto de como foi a leitura do livro. Seja responsivo ao que elas comunicam de diferentes formas. Algumas crianças podem levantar para pegar a sacola com seu nome e foto para se ver ou mostrar sua foto para os colegas. Acolha essa iniciativa.

Possíveis falas e ações das crianças e do professor neste momento: É para fazer junto com a mamãe?, A gente vai levar o livro na sacola?, Eu tenho o livro dos Três Porquinhos. Algumas crianças podem se expressar de outras maneiras, exemplo: Qué!, verbalize o que elas estão querendo comunicar: Você quer levar o livro para casa? Que bom! Com quem você vai ler?. Algumas podem apontar para a sacola (Prof: Isso mesmo, cada um vai levar o livro na sua própria sacolinha.). Algumas podem fazer gestos, como um 'sim' com a cabeça (Prof: Você também gosta de ler com a mamãe? Ela já te contou a história do lobo?).

3

Diga que vocês precisam fazer alguns combinados, que você vai anotá-los para que ninguém se esqueça deles e que você vai escrever o que as crianças acharem importante. Pegue um papel para o cartaz e um canetão. É importante combinar sobre a devolução do livro, o cuidado com ele e sobre o momento da leitura com a família. Não vá com frases prontas, crie-as junto com as crianças, estimulando-as a participar do momento. Fique atento às ideias e sugestões que vão partir delas, seja por meio de atitudes, gestos ou da fala, e as registre no cartaz. Fale as palavras enquanto as escreve com letra de forma maiúscula e depois leia a frase, acompanhando com o dedo.

Possíveis ações do professor neste momento: Se perceber que uma criança se aproxima para acompanhar a escrita, querendo ler a frase ou escrever no cartaz, deixe um espaço para que faça isso. Incentive-as e não as corrija. Colabore, se necessário, na produção dos combinados de maneira responsiva, por exemplo: O livro pode ficar em casa? Tem que trazer para a escola? O que podemos combinar sobre isso? A partir do que as crianças demonstrarem, monte o texto: Vou escrever 'Trazer o livro de volta'. Ficou bom?’


4

Convide as crianças para manusear os livros e escolher o que querem levar para casa. Observe como elas interagem com as obras, umas com as outras e com você. Deixe que mostrem aos colegas, que folheiem, que conversem sobre as histórias, os personagens, etc. Algumas podem começar a ler ou recontar a história de um livro conhecido, sugira que, individualmente ou em pequenos grupos, elas contem uma parte do livro, à sua maneira. Observe e escute, mas não precisa pedir que todas façam isso. Respeite o interesse das crianças. Ajude quem estiver com dificuldadepara escolher o livro, retomando alguns personagens ou parte do enredo. Convide as que não pegaram nenhum livro para procurar um junto com você, mostre algumas opções, folheie, pergunte se elas gostam de um personagem, sugira que vejam o mesmo livro que um outro amigo está vendo ou com um mesmo personagem.

Possíveis ações das crianças neste momento: Pegar ou trocar de livros várias vezes. Mostrar um livro para outra criança ou querer disputar um outro. Pedir que o professor leia para ela. Contar uma história para ela mesma, para outra criança ou para o professor. Observar as outras crianças para só depois ir pegar um livro também.


5

Diga às crianças que você vai chamá-las, aos poucos, para anotar o livro que estão levando e que, enquanto isso, as outras podem continuar manuseando as obras ou explorar outras atividades disponíveis,por exemplo jogos de montar e um baú com acessórios e fantasias. Observe as crianças que se manifestam para ir com você e reúna um pequeno grupo (com no máximo quatro integrantes) no espaço que você preparou para a confecção do cartaz com a tabela.


6

Diga ao grupo que essa tabela serve para que todos saibam qual livro cada um está levando. Peça às crianças que encontrem seu próprio nome (com a foto) para escrever na frente o título do livro. Leia o título no livro, apontando-o enquanto lê, e peça que façam o registro. Observe o comportamento escritor da criança, se ela olha no livro para copiar, como segura o canetão. Não há certo ou errado, a intenção é que a criança se aproxime do papel de escritor, perceba a função da escrita e se sinta capaz de assumir esse papel. Não faça interferências e não as corrija, mas esteja disponível para ajudá-las, se pedirem, e para encorajá-las no processo. Registre suas observações e o livro que cada uma está levando, para seu controle.

Possíveis ações das crianças neste momento: Elas podem fazer a representação de diferentes maneiras: um risco, um desenho, algumas formas, pintar o espaço. Algumas podem querer ler o que escreveram ou pedir que você leia. Outras podem usar a capa do livro para observar ou desenhar um personagem da história. Se alguma criança não quiser escrever, pergunte se ela quer que você escreva e se depois quer deixar a marca dela ao lado da sua.


7

Quando as crianças do grupo terminarem, peça que cada uma guarde o livro em sua própria sacolinha. Se elas quiserem, deixe que fiquem mais um tempo por ali, manuseando o livro que levarão para casa antes de guardá-lo ou optarem por outra atividade disponível no espaço de livre escolha. Enquanto isso, outras crianças formam o pequeno grupo para completar a tabela com o título do livro. Repita essa atividade até que todas tenham participado do registro.


Para finalizar:

Deixe as crianças brincarem mais um pouco com as atividades de livre escolha e brinque junto com elas. Avise quando faltarem dez minutos para acabar a atividade e depois quando faltarem cinco minutos. Convide as crianças para guardar os livros e os outros materiais, vocês podem cantar uma música que já usam nos momentos de arrumação. Uma sugestão é a "Hora de organizar", disponível aqui. Enquanto guardam, cante a canção de diferentes maneiras com as crianças, especialmente de formas sugeridas por elas, como: voz grave, voz aguda, alto, baixo, rápido, devagar etc. Depois de tudo guardado, reúna-as e mostre como ficou a tabela. Observe se algumas apontam seu próprio nome ou título do livro que estão levando e atente-se a como realizam esse processo. Mostre que você está valorizando a participação delas. Pergunte se mais crianças querem mostrar ou ler a anotação delas. Leia o nome e o livro das crianças que não quiserem fazer isso sozinhas. Diga que espera que aproveitem bastante esse momento de leitura com a família e que vai querer saber tudo sobre essa experiência.

Desdobramentos

Caso queira ampliar a atividade de leitura em casa, faça um projeto de biblioteca circulante no qual as crianças levem o livro para ler em casa com frequência (toda semana, por exemplo). Além disso, em algumas dessas vezes, você pode organizar um espaço e um momento (no horário de entrada e/ou saída) para que os familiares possam escolher o próximo livro junto com os pequenos. Quando as crianças trouxerem o livro de volta, explore como foi o momento de leitura delas com a família, com quem elas leram, onde estavam, o que tinha na história e convide-as a mostrar o registro que fizeram.

Engajando as famílias

Toda essa atividade promove o envolvimento da família. Junto com o livro e a folha de registro, mande um bilhete explicativo que fale sobre a atividade. Nele deve constar que a criança está levando um livro escolhido por ela para ser lido com os familiares, uma explicação sobre a folha de registro e quando o livro deve ser devolvido. Você também pode aproveitar para falar sobre a importância da leitura para o desenvolvimento da linguagem e como um momento de prazer e afetividade entre a criança e a família. Faça um painel na entrada da sala com os registros trazidos pelas por elas.

Este plano de atividade foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autora:  Helena Cristina Cintra Eher

Mentora: Nilcileni Aparecida Ebani Brambilla

Especialista do subgrupo etário: Karina Rizek

Sugestão de idade: 1 ano e 7 meses a 2 anos e 11 meses

Campos de Experiência: Escuta, fala, pensamento e imaginação; o eu, o outro e o nós.

Objetivos e códigos da Base:

(EI02EF09) Manusear diferentes instrumentos e suportes de escrita para desenhar, traçar letras e outros sinais gráficos.

(EI02EF06) Criar e contar histórias oralmente, com base em imagens ou temas sugeridos.

(EI02EO04) Comunicar-se com os colegas e os adultos, buscando compreendê-los e fazendo-se compreender.

Abordagem didática: Ler diariamente possibilita que as crianças desenvolvam o prazer pelo mundo fantástico dos livros. Explorar as obras com os pequenos permite a eles se aproximar da linguagem escrita. Observando a capa, eles podem construir hipóteses sobre o que está escrito e onde está escrito e identificar informações como o nome do autor, o título etc. Dentro do livro, outros conhecimentos são importantes, como diferenciar a ilustração da escrita, antecipar textos e acontecimentos com base na ilustração, entre outros. A própria narrativa, com seus personagens e cenários, pode ser aproveitada para a realização de boas conversas com e entre as crianças.

Apoiador Técnico


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

OUTRAS ATIVIDADES DESSA UNIDADE:

ATIVIDADES DESSA DISCIPLINA:

ATIVIDADES RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes