14232
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Atividade - O cuidado e o faz de conta: Banho de bonecos

POR: Deborah Cristina Conceição Paiva 30/11/2018
Código: EDI2_03UND05

2º ano / Educação Infantil

Atividade alinhada à BNCC:

(EI02EF01) Dialogar com crianças e adultos, expressando seus desejos, necessidades, sentimentos e opiniões.

(EI02CG01) Apropriar-se de gestos e movimentos de sua cultura no cuidado de si e nos jogos e brincadeiras.

Plano de atividade de Educação Infantil com atividades para crianças bem pequenas sobre apropriar-se de gestos e movimentos nos jogos e brincadeiras com água

Resumo

ilustracao

Com bacias e água, as crianças vão realizar jogos simbólicos que remetem ao cuidado de si e dos outros.

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Ter realizado propostas de brincadeiras de faz de conta envolvendo materiais de largo alcance irá favorecer o entrosamento das crianças com a atividade.

Materiais:

Materiais que podem ser encontrados na unidade, como bacias e/ou baldes com água (uma bacia grande pode ser usada por até quatro crianças e um balde por duas), bonecos (preferencialmente de plástico, pois irão molhar, é interessante, mas não essencial, que tenham características físicas diversas como gêneros diferentes, etnias diferentes, cabelos e tamanhos variados etc.), retalhos de panos diversos, esponjas e materiais de largo alcance que podem representar itens de higiene, como blocos de madeira, talheres, objetos plásticos e caixas. Também é interessante usar sabonete de verdade, shampoos, cremes, roupinhas para os bonecos, fraldas, pomadas, talco etc. A ideia é enriquecer ao máximo a ação de faz de conta das crianças.

Espaços:

Preferencialmente área externa, como pátios, por envolver uso da água e dar mais liberdade às crianças para brincarem.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 50 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Como as crianças expressam gestos e movimentos da sua cultura ao cuidar dos bonecos no banho e em ações de cuidado no faz de conta?Fazem carinho? Colocam os bonecos para dormir?

2. Quais são os conflitos que surgem entre as crianças nesse momento? Elas utilizam alguma estratégia para resolvê-los de forma autônoma? Quais? Necessitam de apoio do professor? Como demonstram essa necessidade?

3. Quais atitudes de cuidado demonstram ter na brincadeira com bonecos? Relacionam de alguma forma os cuidados com bonecos consigo e com colegas? Como?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo. Esteja atento a disposição dos materiais para que estejam distribuídos de forma a permitir que as crianças possam se agrupar em pequenos grupos para escolher com quais materiais e parceiros querem brincar. Convide todos, mas respeite aqueles que levarem um tempo maior observando os colegas e não necessariamente explorando os materiais.

O que fazer durante?

1

Com o ambiente externo escolhido e preparado, garanta que as bacias/baldes com quantidades seguras de água estejam distribuídos de maneira espaçada para que as crianças possam aglomerar-se em pequenos grupos em torno deste item. Deixe dispostos os bonecos, retalhos de panos diversos, esponjas e materiais de largo alcance. Com estes materiais posicionados, traga o grande grupo. Contextualize a proposta contando para as crianças que irão realizar uma atividade no pátio com água, bonecos e outros materiais. Explique que elas poderão escolher os materiais que desejam brincar. É possível que transitem entre eles, mudem a disposição dos objetos e queiram agrupar muitos itens apenas para si. Dialogue sobre a importância de dividir para que todos brinquem à vontade e então deixe-as livres para que explorem e dirijam a brincadeira.


2

É comum em propostas que envolvam a disposição de diversos materiais que haja um período maior de exploração por parte das crianças. Elas irão transitar no espaço até que encontrem materiais e um grupo de crianças que lhes interessem parainiciar o jogo simbólico. Neste período, o professor deve acompanhar atentamente por meio de observação, registros fotográficos e de diálogos, a movimentação das crianças. Gradativamente, os pequenos grupos irão se estabelecer.

Possíveis ações da criança neste momento: Algumas crianças tendem a iniciar a brincadeira sozinhas e permanecem desta forma, procure nessas situações aproximar-se e começar uma brincar envolvendo-a no enredo, oferecendo a ela algum elemento ou pedindo ajuda para uma situação do faz de conta.

Possíveis falas do professor neste momento: Nossa, eu esqueci de pegar o sabonete para dar o banho, você pode pegar um para mim e me ajudar?

3

Após certo período, a brincadeira irá se estruturar. Grande parte das crianças começarão a representar espontaneamente os momentos de higiene que vivenciam, como, por exemplo, o banho, lavar as mãos, lavar louça ou roupa, fazer xixi cocô na fraldinha para serem limpos etc. Neste momento será possível observar e registrar os conhecimentos sobre essas situações de cuidados que as crianças possuem, demonstrando gestos, movimentos, seus principais interesses pelo cuidado de seu corpo e autonomia de determinadas habilidades presentes em sua cultura. É o momento do professor aproximar-se e, caso seja solicitado ou convidado, pode participar da brincadeira junto ao pequeno grupo.

Esteja atento às crianças que preferem observar o grande grupo. Procure oferecer um modelo de faz de conta a criança, pois algumas podem levar um tempo maior para envolver-se em dinâmicas coletivas e externalizar sua imaginação.

Possíveis ações do professor neste momento: Se aproxime da criança que apenas observa, pegue objetos próximos a ela e represente alguma ação.

Possíveis falas do professor neste momento: Nossa, olha só, estou lavando minhas mãos mas essa sujeirinha não sai! Será que alguém poderia me ajudar?


4

Com muitos objetos disponíveis para a brincadeira, é natural que algumas crianças entrem em disputa por determinados itens. Esteja atento caso essa situação ocorra, aproxime-se gentilmente e não tome partido para uma criança ou outra, mesmo que tenha observado a origem do problema. Demonstre empatia e faça perguntas claras que as guiem para lhe dizerem ou mostrarem a razão do problema. Com isso, indague-as sobre uma possível solução e deixe que elas busquem essa resposta, seja em uma ação, como buscar um novo objeto ou compartilhar aquele da disputa, ou em palavras, trazendo argumentos para solucionarem. Verifique se a solução encontrada é aceita por ambas as crianças e então elogie suas capacidades.


5

Esteja presente nas brincadeiras observando, imitando e participando. Nestes momentos, registre quais são os repertórios utilizados pelos pequenos grupos, principais enredos desenvolvidos no faz de conta, suas preferências, como trocam informações e se estão usando mais a linguagem oral ou corporal. Observe também como transformam os materiais, por exemplo, um pequeno pedaço de madeira que virou uma escova de dente para fazer a higiene bucal do boneco. Estes pequenos detalhes demonstram suas estratégias no brincar.


Para finalizar:

Tratando-se de uma proposta que envolve muita representação e brincadeira ativa, é preciso que haja uma antecipação diferenciada para o encerramento. Avise cerca de duas a três vezes antes da finalização (média de 15 minutos), para não causar uma ruptura brusca no envolvimento com uma brincadeira prazerosa.

Ao perceber que algumas crianças já estão se desinteressando pela atividade, as envolva na organização do espaço, agrupando os materiais que usou na brincadeira mas sem mexer nos materiais que as demais crianças estão usando.

Desdobramentos

Essa proposta pode ser repetida variando os espaços e materiais de acordo com as observações levantadas. A cada vez que for desenvolvida ganhará novos sentidos e familiaridade a criança. É possível também utilizar a mesma estratégia sem água em cantos de chegada e saída, momentos de parque etc.

Engajando as famílias

Peça as famílias que puderem para doar a escola materiais de largo alcance para serem utilizados na atividade, como potes, plásticos, caixas, pentes, escovas, talheres e quaisquer outros tipos de materiais usados.

No momento da atividade faça registros fotográficos, anote diálogos que surgem durante o jogo de representação com a utilização destes materiais e, posteriormente, coloque estes registros a exposição das famílias.


Este plano de atividade foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor:  Deborah Cristina Conceição Paiva

Mentor: Vládia Maria Eulálio Raposo Freire Pires

Especialista do subgrupo etário: Karina Rizek

Sugestão de idade: 1 ano e 7 meses a 2 anos e 11 meses.

Campos de Experiência:  Corpo, gestos e movimentos. Escuta, fala, pensamento e imaginação.

Objetivos e códigos da Base:

(EI02CG01) Apropriar-se de gestos e movimentos de sua cultura no cuidado de si e nos jogos e brincadeiras.

(EI02EF01) Dialogar com crianças e adultos, expressando seus desejos, necessidades, sentimentos e opiniões.
Abordagem didática: Na Educação Infantil, cuidar é uma função complementar e indissociável ao educar. É possível transformar a rotina de cuidado com a saúde em situações prazerosas e ricas em aprendizagens. Esses momentos são propícios para as crianças adquirirem hábitos saudáveis de cuidados pessoais, conquistarem autonomia, criarem vínculos afetivos, aprenderem a comunicar necessidades, desejo e desagrados, ampliarem a percepção sobre as diferentes sensações do corpo, controlarem progressivamente movimentos e impulsos etc.

Apoiador Técnico


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

ATIVIDADES DESSA UNIDADE:

ATIVIDADE 05

O cuidado e o faz de conta: Banho de bonecos

VOCÊ ESTÁ AQUI

ATIVIDADES DESSA DISCIPLINA:

ATIVIDADES RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes