14200
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Atividade - Apreciando a si mesmo e aos colegas em registros fotográficos

POR: Vera Regina Corrêa de Mello 30/11/2018
Código: EDI1_19UND05

1º ano / Educação Infantil

Atividade alinhada à BNCC:

(EI01EF01) Reconhecer quando é chamado por seu nome e reconhecer os nomes de pessoas com quem convive.

(EI01EF06) Comunicar-se com outras pessoas usando movimentos, gestos, balbucios, fala e outras formas de expressão.

(EI01EO06) Interagir com outras crianças da mesma faixa etária e adultos, adaptando-se ao convívio social.

Plano de atividade de Educação Infantil com atividades para bebês sobre Reconhecer sua identidade através de fotos e nome

Resumo

ilustracao

Monte caixas com fotos dos bebês sozinhos e em grupo e os estimule a explorar as fotos e a organizá-las em um varal.

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Para esta atividade será necessário imprimir fotos dos bebês na escola, individuais e registros em grupo, em tamanho 13x18. Nas fotos individuais coloque abaixo o nome de cada bebê. Cole as fotos em papel de gramatura grossa e as plastifique, reforçando o material. Separe três caixas para as fotos individuais e três para as fotos em grupo. Organize na sala um espaço confortável e amplo no qual você irá montar um varal na altura dos bebês. Deixe no local alguns prendedores a disposição que serão utilizados para fixar as fotos no varal.

Materiais:

Fotos, papel de gramatura grossa, contact e/ou plástico, cordão de nylon ou barbante, pregadores, seis caixas para colocar as fotos e câmera fotográfica ou celular para os registros, com fins de documentação pedagógica.

Espaços:

A atividade será realizada na sala de referência dos bebês. Organize no centro da sala emum tapete confortável, as três caixas com as fotos individuais, de modo que o ambiente fique atrativo para os bebês se locomoverem e realizarem as explorações.

Tempo sugerido:

De40 a 50 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Como os bebês exploram as caixas e o espaço oferecido? Quais descobertas realizam?

2. Como comunicam ao reconhecer-se e reconhecer os outros bebês nas fotos?

3. Como se dá a interação uns com os outros e com o professor durante a atividade?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo. Propicie para que todos os bebês tenham asseguradas as condições de participação no espaço e na exploração dos materiais oferecidos. Incentive a forma de expressão de todos, conforme suas preferências, ritmos e possibilidades.

O que fazer durante?

1

Convide todo o grupo de bebês para se aproximar do espaço organizado. Em pequenos grupos apresente as caixas com as fotos individuais e incentive a livre exploração do material por eles. Garanta que os bebês menoresestejam posicionados próximos às caixas e apoie suas participações. Observe como eles exploram as caixas e o espaço. Medie a ação dos bebês sendo promotor do manuseio das fotos. Garanta que o grupo todo interaja e que todos se expressem de forma livre através de gestos, olhares, palavras e balbucios. Assegure a documentação pedagógica durante a exploração dos materiais com anotações e/ou fotografias/vídeos.

Possíveis falas do professor neste momento: O que é isso no chão? O que será que tem dentro? Querem descobrir? Uma surpresa! Vamos ver o que podemos fazer?

Possíveis ações da criança neste momento: Alguns bebês podem vir engatinhando ou andando até as caixas e começarem a pegar e abrir, outros podem ficar de longe observando, se aproximando lentamente.

inicio-num>

2

Após o momento de livre exploração das fotos individuais, aproxime-se dos pequenos grupos e nomeie as fotos que estão em suas mãos. Observe se reconhecem quem está nas fotos e de que forma nomeiam a si próprios e aos colegas. Apoie suas expressões e incentive a comunicação entre os bebês. Valorize seus gestos incentivando a nomear as fotos ou a apontar o bebê que aparece nela. Interaja com eles e fique atento para perceber e aproveitar as novas possibilidades no manuseio das fotos, potencializando esse momento e garantindo novas descobertas.


3

Até esse momento, o bebês devem estar envolvidos de diferentes formas na exploração das fotos individuais. Apresente as novas caixas com as fotos para eles, onde aparecem interagindo em atividades em grupo. Deixe-os livres para uma nova exploração. Observe com atenção como se comunicam sobre o que estão vendo e quais expressões utilizam. Converse com eles sobre as imagens. Após a livre exploração das fotos convide um dos bebêspara pegar uma e mostrar ao grupo. Pergunte quem está na foto. Nomeie junto a eles as pessoas que aparecem no registro, o que estão fazendo e onde estão. Faça as intervenções necessárias para promover as interações e descobertas das crianças. Repita o convite para outros bebês prestando atenção para o interesse do grupo.

Possíveis falas do professor neste momento: Olhem, eu trouxe novas caixas! Alguém aqui gostaria de me ajudar a abri-las? Você quer? Vamos descobrir o que tem dentro? Mais fotos?

Possíveis ações da criança neste momento: Os bebês podem começar a balbuciar, bater palmas com intenção de se comunicar e interagir com a fala do professor e dos outros. Pode ter aquele que fique apenas observando. Nesse caso, interaja com ele.


4Após explorar e nomear as fotos, convide a todos para que juntos sigam para o varal onde irão pendurar as fotos.Organize pequenos grupos e tenha na sala a presença de mais um professor, para ajudar na movimentação das crianças e colocação das fotos no varal. Observe que novas possibilidades estão trazendo e como manifestam isso. Fique atento à interação e interesse de todos.


Para finalizar:

Ao final da montagem do varal, fale para os bebês que as fotos ficarão expostas no corredor, ao lado da sala. Ao final do dia, transfira as fotos do varal da sala para o do corredor, para que as famílias e demais pessoas da escola vejam no dia seguinte.

Desdobramentos

Variações para a atividade:1- Chamada em sala nomeando os próprios nomes e os dos colegas, utilizando as fotos.

2- Brincadeira do Procura: achar onde as fotos serão escondidas pela sala e os bebês terão que procurar e nomear quem acharam ou o que estão fazendo. Todas as atividades são importantes para a formação da identidade dos bebês.

3- Famílias poderão ser convidadas a enviar fotos de brincadeiras realizadas em casa com os bebês e em sala, além do reconhecimento e nomeação, pode ser realizada a reprodução das brincadeiras registradas nas fotos.

Engajando as famílias

As famílias irão apreciar o varal colocado no corredor. Mostre a elas, em uma reunião, os registros realizados (fotos e vídeos) durante a atividade. Incentive que parem diariamente frente ao varal com as crianças, valorizando o que produziram e ajudando na identificação do bebê. Sugira que, em casa, exponham fotos no ambiente para que o bebê possa se reconhecer e reconhecer seus familiares. Converse com as famílias reforçando a importância de propiciar a identificação e reconhecimento dos bebês através das imagens.


Este plano de atividade foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor:  Vera Regina Corrêa de Mello

Mentor: Adriana Vidaletti

Especialista do subgrupo etário: Ana Teresa Gavião

Campos de Experiência:

O Eu, o Nós e o Outro

Traços, Sons, Cores e Formas

Escuta, Fala, Pensamento e Imaginação

Objetivos e códigos da Base:

(EI01EO06) Interagir com outras crianças da mesma faixa etária e adultos, adaptando-se ao convívio social.

(EI01EF01) Reconhecer quando é chamado por seu nome e reconhecer os nomes de pessoas com quem convive.

(EI01EF06) Comunicar-se com outras pessoas usando movimentos, gestos, balbucios, fala e outras formas de expressão.

Abordagem didática:

O tema da identidade pode ter sua gênese no trabalho com os bebês: da descoberta e conhecimento de si ao reconhecimento de suas características e potencialidades. As propostas que envolvem o “nome próprio” são fundamentais nesse processo. Imersos em um novo ambiente, as crianças aprendem a se reconhecer, a conhecer os amigos e aqueles que o cercam por meio dos nomes, que identificam e legitimam cada um como uma pessoa, com direitos, necessidades e vontades próprias. Assim, as atividades com nome próprio configuram ações de cidadania e respeito à singularidade de cada bebês.

Apoiador Técnico


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

ATIVIDADES DESSA UNIDADE:

ATIVIDADE 05

Apreciando a si mesmo e aos colegas em registros fotográfico...

VOCÊ ESTÁ AQUI

ATIVIDADES DESSA DISCIPLINA:

ATIVIDADES RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes