14025
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Plano de aula - Panfletos/folhetos informativos: a escolha de palavras e os diferentes sentidos

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 7º ano do EF sobre Panfletos/folhetos informativos: a escolha de palavras e os diferentes sentidos

Plano 02 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Daiane De Oliveira Oliveira

 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é segunda aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero folheto/panfleto e no campo de atuação jornalístico/midiático. A aula faz parte do módulo de leitura.

Materiais necessários: Folhetos/panfletos informativos impressos, data show, dicionário, caderno e caneta.

Informações sobre o gênero: Folheto/panfleto é um gênero que apresenta informações sobre produtos e serviços com objetivo de incentivar seu leitor a adquiri-los, ou divulgar ideias e opiniões, com a intenção de mudar o comportamento de seu leitor. Utiliza-se de linguagem apelativa e multimodal. É possível considerar, também, o folheto/panfleto não como um gênero, mas como um suporte para outros gêneros, como textos de cunho religioso, publicitário, entre outros.

Dificuldades antecipadas: Alguns estudantes podem sentir dificuldades para perceber o efeito de sentido causado pelo jogo de palavras.

Referências sobre o assunto:

COSTA, Sérgio Roberto. Dicionário de Gêneros Textuais. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

CANO, Márcio Rogério de Oliveira. Análise do discurso do gênero Panfleto. Disponível em: http://ebooks.pucrs.br/edipucrs/anais/sited/arquivos/MarcioRogeriodeOliveiraCano.pdf.Acesso em 10 ago 2018.

CARNEIRO, J. R. D. ; CONDE, E. P. ; COSTA, A. M. Panfletos: Uma Análise Interpretativa Do Gênero Anúncio. Disponível em: http://www.leffa.pro.br/tela4/Textos/Textos/Anais/ECLAE_II/panfletos%20uma%20analise%20interpretativa/principal.htm. Acesso em 10 ago 2018.

ALVES, Andresa Guedes Kaminski; COSTA-HÜBES, Terezinha da Conceição. O Gênero Panfleto No Ensino De Língua Portuguesa Numa Perspectiva Sociointeracionista. Disponível em: http://cac-php.unioeste.br/eventos/iisnel/CD_IISnell/pages/simposios/simposio%2006/O%20GENERO%20PENFLETO%20NO%20ENSINO%20DE%20LINGUA%20PORTUGUESA%20NUMA%20PERSPECTIVA%20SOCIOINTERACIONISTA.pdf Acesso em 10 ago 2018.

Links para outros planos:

PANFLETO. Portal do Professor. Disponível em: . Acesso em: 3 de julho de 2018.

PANFLETO. Portal do Professor. Disponível em: <http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=56115>. Acesso em: 3 de julho de 2018.

A LEITURA DE FOLHETOS INFORMATIVOS. Disponível em: <http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=21174>. Acesso em: 4 de julho de 2018.

PANFLETO. Portal do Professor. Disponível em: <http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=22514>. Acesso em: 4 de julho de 2018.

IMPORTANTE: Essa aula abordará um folheto cujo tema é violência contra a mulher. Sendo um tema importante e de séria preocupação, deve ser abordado em sala de aula, no entanto, é importante estar atendo a opiniões que os alunos possam expressar que ferem o direito das mulheres e que normalizam a violência contra a mulher. Dessa forma, segue link de informações adicionais sobre o tema:

COMO TRABALHAR A IGUALDADE DE GÊNERO NA ESCOLA. Carta Capital. Disponível em: <http://www.cartaeducacao.com.br/reportagens/como-trabalhar-a-igualdade-de-genero-na-escola/>. Acesso em: 12 de novembro de 2018.

A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER. Senado Federal. Disponível em: <https://www12.senado.leg.br/institucional/omv/entenda-a-violencia/a-violencia-contra-a-mulher>. Acesso em: 12 de novembro de 2018.

MARIA DA PENHA NA SALA DE AULA: DA EDUCAÇÃO INFANTIL À EJA. Disponível em: <https://novaescola.org.br/conteudo/5341/maria-da-penha-na-sala-de-aula-da-educacao-infantil-ao-eja>. Acesso em: 12 de novembro de 2018.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

  • Explique brevemente aos estudantes que o objetivo da aula é identificar e analisar como as palavras e seus diferentes sentidos são utilizados no/pelo gênero folheto/panfleto para alertar e conscientizar o leitor.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Distribua os folhetos impressos para os estudantes.
  • Explique aos estudantes que se trata de um folheto informativo e de conscientização, e que as informações orientam os leitores para tomarem uma atitude, realizarem uma ação.
  • Peça para que eles façam, individualmente, uma leitura silenciosa do texto.
  • Peça que observem qual verbo se repete no folheto (Ligar).
  • Solicite que procurem no dicionário o(s) significado(s) deste verbo e copiem no caderno, pois será(ão) útil(eis) para a finalização da atividade.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 28 minutos

Orientações:

  • Peça que os alunos respondam as questões no caderno. Socialize as respostas oralmente em sala.
  • Ajude-os a perceber que o uso das palavras em um contexto comunicativo pode criar diferentes relações de sentido entre elas, sentidos muito além dos expressos nos dicionários.
  • Espera-se que os estudantes percebam que a ambiguidade existente no uso do verbo “ligar” não compromete a compreensão do folheto, ao contrário, reflete o uso criativo e produtivo da linguagem. Na primeira frase, o uso do verbo ligar (acompanhado do pronome se) no sentido de “preste atenção, fique esperto” e ligar no sentido comunicar-se através do telefone ou telefonar incentiva o leitor do folheto a ficar atento a um assunto sério e preocupante (violência contra mulher) e a tomar uma ação cidadã por denunciar aos órgãos competentes. O uso denotativo do verbo ligar no sentido de denunciar é reafirmado pelos elementos visuais (uma mão portando um celular cuja tela está escrito Ligue 180)
  • Informe que LIGUE 180 é uma Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência. Sua logomarca é uma mulher de costas, de braços levantados e aberto, como se corresse para o LIGUE 180. Logo, remete a ideia de buscar proteção e apoio. Essa central é um serviço de utilidade pública gratuito e confidencial (preserva o anonimato), oferecido pela Secretaria Nacional de Políticas, desde 2005. Tem por objetivo receber denúncias de violência, reclamações sobre os serviços da rede de atendimento à mulher e de orientar as mulheres sobre seus direitos e sobre a legislação vigente, encaminhando-as para outros serviços quando necessário. Para maiores informações, acesse o site.
  • Espera-se que os estudantes percebam que ao informar que a ligação é gratuita, ou seja, não há a necessidade de ter créditos, ou utilizar seus créditos para fazer a ligação, elimina-se esse impedimento de maneira prática e facilita a denúncia. Além disso, o medo do agressor e de sofrer represálias faz com que as pessoas deixem de denunciar, por isso a importância de informar que a denúncia é anônima e sigilosa.
  • Ressalte que essa denúncia deve ser feita não apenas pela vítima de violência, mas por qualquer pessoa que presenciar qualquer situação suspeita, anormal ou de visível violação de direitos. A frase “Violência contra a mulher também é um problema nosso” remete ao fato que homens também devem denunciar.
  • Lance questionamento sobre como o antigo ditado popular “Em briga de marido e mulher não se mete a colher” pode incentivar a violência. O que ele quer dizer? Será que essa ideia pode dificultar a luta contra a violência doméstica? Qual a função social deste folheto/panfleto? Que relação há entre o folheto e o ditado popular?

.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Além de ligar no sentido de telefonar para denunciar, o verbo também é utilizado no sentido de se importar ou considerar o problema como “nosso”. Ao abordar dessa maneira, o folheto desmistifica o ditado sexista “Em briga de marido e mulher não se mete a colher” , ou seja, que a violência contra a mulher não é um assunto de casal e denunciar não é invadir a privacidade do outro. Denunciar, ou não se omitir ou ignorar, é uma atitude cidadã.
  • É possível que os estudantes associem a cor roxa, predominante do folheto a sensações de tristeza e melancolia resultantes da violência.
  • Nota-se que parcerias em campanhas de conscientização, como as citadas no folheto (Governo Federal, Governo do Estado da Bahia, CREAS, DEAM, Secretária Municipal do Trabalho e do Desenvolvimento Social e Porto Seguro) auxiliam na divulgação da campanha e em ações efetivas de enfrentamento da violência contra a mulher.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Registre no caderno a resposta da questão acima. Crie um ambiente agradável para que os estudantes possam se expressar e ouvir a opinião dos outros colegas.
  • Discuta oralmente sobre o modo como os elementos da linguagem verbal e visual se articularam no panfleto/folheto estudado, considerando a intencionalidade do texto: informar sobre um serviço de denúncia disponível para situações de violência contra a mulher e que as pessoas devem se conscientizar sobre o problema e tomar uma atitude.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é segunda aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero folheto/panfleto e no campo de atuação jornalístico/midiático. A aula faz parte do módulo de leitura.

Materiais necessários: Folhetos/panfletos informativos impressos, data show, dicionário, caderno e caneta.

Informações sobre o gênero: Folheto/panfleto é um gênero que apresenta informações sobre produtos e serviços com objetivo de incentivar seu leitor a adquiri-los, ou divulgar ideias e opiniões, com a intenção de mudar o comportamento de seu leitor. Utiliza-se de linguagem apelativa e multimodal. É possível considerar, também, o folheto/panfleto não como um gênero, mas como um suporte para outros gêneros, como textos de cunho religioso, publicitário, entre outros.

Dificuldades antecipadas: Alguns estudantes podem sentir dificuldades para perceber o efeito de sentido causado pelo jogo de palavras.

Referências sobre o assunto:

COSTA, Sérgio Roberto. Dicionário de Gêneros Textuais. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

CANO, Márcio Rogério de Oliveira. Análise do discurso do gênero Panfleto. Disponível em: http://ebooks.pucrs.br/edipucrs/anais/sited/arquivos/MarcioRogeriodeOliveiraCano.pdf.Acesso em 10 ago 2018.

CARNEIRO, J. R. D. ; CONDE, E. P. ; COSTA, A. M. Panfletos: Uma Análise Interpretativa Do Gênero Anúncio. Disponível em: http://www.leffa.pro.br/tela4/Textos/Textos/Anais/ECLAE_II/panfletos%20uma%20analise%20interpretativa/principal.htm. Acesso em 10 ago 2018.

ALVES, Andresa Guedes Kaminski; COSTA-HÜBES, Terezinha da Conceição. O Gênero Panfleto No Ensino De Língua Portuguesa Numa Perspectiva Sociointeracionista. Disponível em: http://cac-php.unioeste.br/eventos/iisnel/CD_IISnell/pages/simposios/simposio%2006/O%20GENERO%20PENFLETO%20NO%20ENSINO%20DE%20LINGUA%20PORTUGUESA%20NUMA%20PERSPECTIVA%20SOCIOINTERACIONISTA.pdf Acesso em 10 ago 2018.

Links para outros planos:

PANFLETO. Portal do Professor. Disponível em: . Acesso em: 3 de julho de 2018.

PANFLETO. Portal do Professor. Disponível em: <http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=56115>. Acesso em: 3 de julho de 2018.

A LEITURA DE FOLHETOS INFORMATIVOS. Disponível em: <http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=21174>. Acesso em: 4 de julho de 2018.

PANFLETO. Portal do Professor. Disponível em: <http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=22514>. Acesso em: 4 de julho de 2018.

IMPORTANTE: Essa aula abordará um folheto cujo tema é violência contra a mulher. Sendo um tema importante e de séria preocupação, deve ser abordado em sala de aula, no entanto, é importante estar atendo a opiniões que os alunos possam expressar que ferem o direito das mulheres e que normalizam a violência contra a mulher. Dessa forma, segue link de informações adicionais sobre o tema:

COMO TRABALHAR A IGUALDADE DE GÊNERO NA ESCOLA. Carta Capital. Disponível em: <http://www.cartaeducacao.com.br/reportagens/como-trabalhar-a-igualdade-de-genero-na-escola/>. Acesso em: 12 de novembro de 2018.

A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER. Senado Federal. Disponível em: <https://www12.senado.leg.br/institucional/omv/entenda-a-violencia/a-violencia-contra-a-mulher>. Acesso em: 12 de novembro de 2018.

MARIA DA PENHA NA SALA DE AULA: DA EDUCAÇÃO INFANTIL À EJA. Disponível em: <https://novaescola.org.br/conteudo/5341/maria-da-penha-na-sala-de-aula-da-educacao-infantil-ao-eja>. Acesso em: 12 de novembro de 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

  • Explique brevemente aos estudantes que o objetivo da aula é identificar e analisar como as palavras e seus diferentes sentidos são utilizados no/pelo gênero folheto/panfleto para alertar e conscientizar o leitor.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Distribua os folhetos impressos para os estudantes.
  • Explique aos estudantes que se trata de um folheto informativo e de conscientização, e que as informações orientam os leitores para tomarem uma atitude, realizarem uma ação.
  • Peça para que eles façam, individualmente, uma leitura silenciosa do texto.
  • Peça que observem qual verbo se repete no folheto (Ligar).
  • Solicite que procurem no dicionário o(s) significado(s) deste verbo e copiem no caderno, pois será(ão) útil(eis) para a finalização da atividade.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 28 minutos

Orientações:

  • Peça que os alunos respondam as questões no caderno. Socialize as respostas oralmente em sala.
  • Ajude-os a perceber que o uso das palavras em um contexto comunicativo pode criar diferentes relações de sentido entre elas, sentidos muito além dos expressos nos dicionários.
  • Espera-se que os estudantes percebam que a ambiguidade existente no uso do verbo “ligar” não compromete a compreensão do folheto, ao contrário, reflete o uso criativo e produtivo da linguagem. Na primeira frase, o uso do verbo ligar (acompanhado do pronome se) no sentido de “preste atenção, fique esperto” e ligar no sentido comunicar-se através do telefone ou telefonar incentiva o leitor do folheto a ficar atento a um assunto sério e preocupante (violência contra mulher) e a tomar uma ação cidadã por denunciar aos órgãos competentes. O uso denotativo do verbo ligar no sentido de denunciar é reafirmado pelos elementos visuais (uma mão portando um celular cuja tela está escrito Ligue 180)
  • Informe que LIGUE 180 é uma Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência. Sua logomarca é uma mulher de costas, de braços levantados e aberto, como se corresse para o LIGUE 180. Logo, remete a ideia de buscar proteção e apoio. Essa central é um serviço de utilidade pública gratuito e confidencial (preserva o anonimato), oferecido pela Secretaria Nacional de Políticas, desde 2005. Tem por objetivo receber denúncias de violência, reclamações sobre os serviços da rede de atendimento à mulher e de orientar as mulheres sobre seus direitos e sobre a legislação vigente, encaminhando-as para outros serviços quando necessário. Para maiores informações, acesse o site.
  • Espera-se que os estudantes percebam que ao informar que a ligação é gratuita, ou seja, não há a necessidade de ter créditos, ou utilizar seus créditos para fazer a ligação, elimina-se esse impedimento de maneira prática e facilita a denúncia. Além disso, o medo do agressor e de sofrer represálias faz com que as pessoas deixem de denunciar, por isso a importância de informar que a denúncia é anônima e sigilosa.
  • Ressalte que essa denúncia deve ser feita não apenas pela vítima de violência, mas por qualquer pessoa que presenciar qualquer situação suspeita, anormal ou de visível violação de direitos. A frase “Violência contra a mulher também é um problema nosso” remete ao fato que homens também devem denunciar.
  • Lance questionamento sobre como o antigo ditado popular “Em briga de marido e mulher não se mete a colher” pode incentivar a violência. O que ele quer dizer? Será que essa ideia pode dificultar a luta contra a violência doméstica? Qual a função social deste folheto/panfleto? Que relação há entre o folheto e o ditado popular?

.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Além de ligar no sentido de telefonar para denunciar, o verbo também é utilizado no sentido de se importar ou considerar o problema como “nosso”. Ao abordar dessa maneira, o folheto desmistifica o ditado sexista “Em briga de marido e mulher não se mete a colher” , ou seja, que a violência contra a mulher não é um assunto de casal e denunciar não é invadir a privacidade do outro. Denunciar, ou não se omitir ou ignorar, é uma atitude cidadã.
  • É possível que os estudantes associem a cor roxa, predominante do folheto a sensações de tristeza e melancolia resultantes da violência.
  • Nota-se que parcerias em campanhas de conscientização, como as citadas no folheto (Governo Federal, Governo do Estado da Bahia, CREAS, DEAM, Secretária Municipal do Trabalho e do Desenvolvimento Social e Porto Seguro) auxiliam na divulgação da campanha e em ações efetivas de enfrentamento da violência contra a mulher.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Registre no caderno a resposta da questão acima. Crie um ambiente agradável para que os estudantes possam se expressar e ouvir a opinião dos outros colegas.
  • Discuta oralmente sobre o modo como os elementos da linguagem verbal e visual se articularam no panfleto/folheto estudado, considerando a intencionalidade do texto: informar sobre um serviço de denúncia disponível para situações de violência contra a mulher e que as pessoas devem se conscientizar sobre o problema e tomar uma atitude.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Leitura/Escuta do 7º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 7º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP02 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP04 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano