14013
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 6º ano > Leitura/Escuta

Plano de aula - Gibis em sala de aula

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 6º ano do EF sobre Gibis em sala de aula

Plano 01 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Suzana De Carvalho Lima Kawai

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é primeira aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero história em quadrinhos e no campo de atuação jornalístico-midiático. A aula faz parte do módulo de leitura.

Materiais necessários:

- Com antecedência, peça que os alunos tragam gibis para esta aula. Leve alguns exemplares a mais, garantindo que cada aluno tenha uma revista em mãos.

- Pesquise notícias atuais ligadas ao universo das HQs. No próximo slide, há sugestões, mas é sempre interessante que as opções sejam atualizadas. Não é necessário fazer cópias dessas notícias.

Dificuldades antecipadas: atribuir sentidos aos elementos não verbais da capa de uma revista em quadrinhos, pois nem sempre são considerados pelos alunos em suas leituras.

Referências sobre o assunto: RAMOS, Paulo. FIGUEIRA, Diego. Graphic novel, narrativa gráfica, novela gráfica ou romance gráfico? Terminologias distintas para um mesmo rótulo. In: RAMOS, Paulo. VERGUEIRO,Waldomiro. FIGUEIRA, Diogo (Org.). Quadrinhos e literatura: diálogos possíveis. São Paulo: Criativo, 2014. p 185-205.

HANNA, Kátia. Watchmen: quem forma seu formato? Disponível em: . Acesso em: 22 jul. 2018.

BORTO, Bruno de Almeida. Superlogos: identidade gráfica dos logotipos das capas de revistas em quadrinhos brasileiras de super-herói. Disponível em: <http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/31451/1/2017_BrunodeAlmeidaPorto.pdf>. Acesso em: 23 jul. 2018.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

  • Projete este slide e/ou escreva o tema da aula no quadro.
  • Prepare-se para, a seguir, apresentar notícias e curiosidades sobre o mundo dos quadrinhos. Em geral, muito por conta do cinema, os alunos acompanham as notícias ligadas a esse universo. Nesta etapa da aula, esse interesse deverá ser canalizado para o envolvimento com as atividades subsequentes.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações:

  • Diga à turma que vai mostrar uma notícia interessante sobre o universo dos quadrinhos.
  • Projete ou apenas resuma brevemente os fatos. Aqui seguem algumas sugestões, mas é importante atualizá-las, acompanhando o foco de interesse dos alunos no momento:
  • “Quarteto Fantástico - Marvel revela novo visual dos personagens nos quadrinhos!” (Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2018.)
  • “Estava cansado de ler HQs com heróis brancos’, diz diretor de ‘Pantera Negra’. (Folha de S.Paulo. 10 maio 2018) - Ver texto aqui.
  • “Após 68 anos, editora Abril deixa de publicar quadrinhos da Disney no país” (Folha de S.Paulo. 9. jun. 2018)
  • A partir da notícia, questione e ouça os alunos a respeito de seus heróis preferidos. Pesquise de antemão para propor boas perguntas que conduzam cada vez mais para dentro das HQs e menos do cinema. Sugestões: “Vocês preferem os heróis da Marvel ou da DC?”, “Sabiam que Pantera Negra foi o primeiro herói negro dos quadrinhos? Ele foi criado pela Marvel e pelo roteirista Stan Lee na década de 60, quando a população negra norte-americana nem podia frequentar o mesmo banheiro que as pessoas brancas…”, “Stan Lee foi também criador de Homem de Ferro, Thor, Quarteto Fantástico e outros…”. Traga curiosidades, mas permita que os alunos falem de seus quadrinhos e gibis favoritos. Deixe claro que muitos dos super-heróis do cinema, na verdade, são originários do texto em quadrinhos.

Materiais complementares:

  • Caso queira saber mais sobre os universos Marvel e DC e suas diferenças clique aqui.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações:

  • Organize a turma em duplas e peça que troquem entre si os gibis que tiverem trazido e/ou os exemplares emprestados do acervo pessoal do professor ou da biblioteca.
  • Por dez minutos, deixe que os alunos manipulem as publicações que mais lhes interessarem e que leiam algumas das histórias.
  • Organize uma roda de conversa e peça a alguns alunos que contem com as próprias palavras uma das histórias de que mais gostou.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Ao final dos dez minutos de leitura, peça a atenção dos alunos, solicitando que concentrem sua atenção nas capas dos gibis.
  • Questione qual a importância da capa para a publicação e deixe que os alunos expressem oralmente as suas hipóteses. Registre algumas no quadro, como numa tempestade de ideias. Esses registros iniciais serão retomados mais tarde. Possíveis respostas: “A capa é importante para identificar a revista, o protagonista, a história principal etc.”
  • Peça que as duplas comparem as capas de suas revistas e, no caderno, anotem em tópicos os elementos que se repetem.

Possíveis respostas: logotipo (as crianças podem chamar de “título” ou “nome da revista”), número da edição, preço, código de barras, editora, selos indicativos de edições ou séries especiais, título da história principal etc.

4. Confira as respostas dos alunos e passe ao próximo slide.

Materiais complementares:

  • Caso queira saber mais sobre os elementos constituintes das capas dos gibis, leia: Borto, Bruno de Almeida. Superlogos: identidade gráfica dos logotipos das capas de revistas em quadrinhos brasileiras de super-herói. Disponível aqui. Acesso em: 23 jul. 2018.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Peça que as crianças confiram e localizem na capa da revista que ainda estará com elas o número dela. Chame a atenção para o slide e mostre que há duas revistas “Turma da Mônica Jovem nº 01”. Questione se eles têm alguma explicação para o fato. Ouça algumas hipóteses.

  • Explique que este elemento da capa pode tornar um gibi extremamente valioso, mas ter um exemplar nº 01 do Homem Aranha em mãos não significa ter a primeira revista publicada com o personagem. É bastante comum os estúdios zerarem as séries dos protagonistas e reiniciarem a história deles, modificando os personagens com que se relacionam e as características do universo em que vivem.

  • Oriente os alunos a buscarem na imagem as evidências das transformações que ocorreram com a Mônica e o Cebolinha entre um número e outro (roupas e expressões evidenciam a passagem da adolescência para um momento de maior maturidade). Em geral, o desenho e toda a equipe de roteiristas e ilustradores muda também, conferindo outro traçado aos quadrinhos, outro rumo às narrativas e, portanto, ao texto (no slide isso está evidente, embora a Turma da Mônica seja bem mais conservadora nas mudanças do que estúdios como Marvel e DC). Vê-se algo similar no cinema, quando as franquias de super-heróis são reiniciadas (mudam atores, diretores e os conflitos narrativos). Há uma questão mercadológica importante: uma série que não vende mais tão bem pode ser cancelada por um tempo e reiniciada mais tarde com outros conflitos e roupagem. Há um termo americano para esse fenômeno: “reboot”. Se o leitor quer comprar uma revista em quadrinhos do Superman, precisa saber que ele será um personagem diferente a cada série.

Informações apenas para o professor: A Turma da Mônica foi zerada por ocasião dos 80 anos de Maurício de Souza, entretanto o estúdio não fez mudanças significativas nos personagens; apenas incorporou o selo comemorativo na capa e passou a trazer os créditos dos cartunistas e roteiristas que trabalharam na edição. A Turma da Mônica Jovem zerou ao chegar à revista de número 100. O traço dos personagens mudou bastante, eles continuam adolescentes, mas há a previsão de que envelhecerão com os leitores. Neste caso, ter zerado a revista foi mais uma jogada mercadológica para colecionadores. Estúdios como Marvel e DC fazem alterações bem maiores no universo de seus personagens. O super-herói Lanterna Verde, criado em 1930 pela DC, por exemplo, aparece numa série reiniciada em 2011 (Earth 2) como um personagem gay. Saiba mais aqui.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido:

Orientações:

  • Recupere no quadro a tempestade de ideias que os alunos fizeram inicialmente.
  • Questione se poderiam aprofundar ou ampliar suas primeiras hipóteses a respeito da função da capa de um gibi.
  • Formule, então, coletivamente, uma conclusão a respeito da capa das revistas em quadrinhos. Evidencie que, mesmo à porta das histórias, o leitor já está envolvido por elas, sendo esta a função dos elementos paratextuais.
  • Peça aos alunos que registrem a produção coletiva no caderno.

Sugestão de resposta:

As capas dos gibis devem ser olhadas com atenção, pois até números minúsculos, o tamanho e a inclinação de algumas palavras, que nem toda gente notaria, podem sinalizar informações muito importantes. No mundo dos quadrinhos, os personagens podem viver, ao mesmo tempo, em universos diferentes; podem ser adolescentes em um mundo e adultos em outro, por exemplo. Por isso se deve observar, na capa, o traçado dos desenhos ou os selos indicativos (quando houver), para descobrir a qual série a revista pertence. Uma capa identifica visualmente o gibi e ainda dá pistas do que ocorrerá nas histórias que estão por vir.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

  • Peça a um aluno para ler as conclusões da aula que foram anotadas no caderno.
  • Recolha os gibis e demais materiais em uma caixa, avisando que ela ficará disponível para empréstimos e leitura em sala durante as próximas aulas.

Sugestões ao professor: em algumas cidades, feiras de trocas de revistas em quadrinhos são um programa comum nos finais de semana. Traga a agenda desses eventos para os alunos. Você pode promover também, na sala de aula, um mural de classificados para a troca dos gibis. Os alunos podem preencher uma ficha com os dados da revista que têm disponível para trocar (título, número, estado de conservação) e divulgar no mural, de forma a estimular a troca entre os colegas, prática comum entre colecionadores do gênero.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é primeira aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero história em quadrinhos e no campo de atuação jornalístico-midiático. A aula faz parte do módulo de leitura.

Materiais necessários:

- Com antecedência, peça que os alunos tragam gibis para esta aula. Leve alguns exemplares a mais, garantindo que cada aluno tenha uma revista em mãos.

- Pesquise notícias atuais ligadas ao universo das HQs. No próximo slide, há sugestões, mas é sempre interessante que as opções sejam atualizadas. Não é necessário fazer cópias dessas notícias.

Dificuldades antecipadas: atribuir sentidos aos elementos não verbais da capa de uma revista em quadrinhos, pois nem sempre são considerados pelos alunos em suas leituras.

Referências sobre o assunto: RAMOS, Paulo. FIGUEIRA, Diego. Graphic novel, narrativa gráfica, novela gráfica ou romance gráfico? Terminologias distintas para um mesmo rótulo. In: RAMOS, Paulo. VERGUEIRO,Waldomiro. FIGUEIRA, Diogo (Org.). Quadrinhos e literatura: diálogos possíveis. São Paulo: Criativo, 2014. p 185-205.

HANNA, Kátia. Watchmen: quem forma seu formato? Disponível em: . Acesso em: 22 jul. 2018.

BORTO, Bruno de Almeida. Superlogos: identidade gráfica dos logotipos das capas de revistas em quadrinhos brasileiras de super-herói. Disponível em: <http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/31451/1/2017_BrunodeAlmeidaPorto.pdf>. Acesso em: 23 jul. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

  • Projete este slide e/ou escreva o tema da aula no quadro.
  • Prepare-se para, a seguir, apresentar notícias e curiosidades sobre o mundo dos quadrinhos. Em geral, muito por conta do cinema, os alunos acompanham as notícias ligadas a esse universo. Nesta etapa da aula, esse interesse deverá ser canalizado para o envolvimento com as atividades subsequentes.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações:

  • Diga à turma que vai mostrar uma notícia interessante sobre o universo dos quadrinhos.
  • Projete ou apenas resuma brevemente os fatos. Aqui seguem algumas sugestões, mas é importante atualizá-las, acompanhando o foco de interesse dos alunos no momento:
  • “Quarteto Fantástico - Marvel revela novo visual dos personagens nos quadrinhos!” (Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2018.)
  • “Estava cansado de ler HQs com heróis brancos’, diz diretor de ‘Pantera Negra’. (Folha de S.Paulo. 10 maio 2018) - Ver texto aqui.
  • “Após 68 anos, editora Abril deixa de publicar quadrinhos da Disney no país” (Folha de S.Paulo. 9. jun. 2018)
  • A partir da notícia, questione e ouça os alunos a respeito de seus heróis preferidos. Pesquise de antemão para propor boas perguntas que conduzam cada vez mais para dentro das HQs e menos do cinema. Sugestões: “Vocês preferem os heróis da Marvel ou da DC?”, “Sabiam que Pantera Negra foi o primeiro herói negro dos quadrinhos? Ele foi criado pela Marvel e pelo roteirista Stan Lee na década de 60, quando a população negra norte-americana nem podia frequentar o mesmo banheiro que as pessoas brancas…”, “Stan Lee foi também criador de Homem de Ferro, Thor, Quarteto Fantástico e outros…”. Traga curiosidades, mas permita que os alunos falem de seus quadrinhos e gibis favoritos. Deixe claro que muitos dos super-heróis do cinema, na verdade, são originários do texto em quadrinhos.

Materiais complementares:

  • Caso queira saber mais sobre os universos Marvel e DC e suas diferenças clique aqui.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações:

  • Organize a turma em duplas e peça que troquem entre si os gibis que tiverem trazido e/ou os exemplares emprestados do acervo pessoal do professor ou da biblioteca.
  • Por dez minutos, deixe que os alunos manipulem as publicações que mais lhes interessarem e que leiam algumas das histórias.
  • Organize uma roda de conversa e peça a alguns alunos que contem com as próprias palavras uma das histórias de que mais gostou.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Ao final dos dez minutos de leitura, peça a atenção dos alunos, solicitando que concentrem sua atenção nas capas dos gibis.
  • Questione qual a importância da capa para a publicação e deixe que os alunos expressem oralmente as suas hipóteses. Registre algumas no quadro, como numa tempestade de ideias. Esses registros iniciais serão retomados mais tarde. Possíveis respostas: “A capa é importante para identificar a revista, o protagonista, a história principal etc.”
  • Peça que as duplas comparem as capas de suas revistas e, no caderno, anotem em tópicos os elementos que se repetem.

Possíveis respostas: logotipo (as crianças podem chamar de “título” ou “nome da revista”), número da edição, preço, código de barras, editora, selos indicativos de edições ou séries especiais, título da história principal etc.

4. Confira as respostas dos alunos e passe ao próximo slide.

Materiais complementares:

  • Caso queira saber mais sobre os elementos constituintes das capas dos gibis, leia: Borto, Bruno de Almeida. Superlogos: identidade gráfica dos logotipos das capas de revistas em quadrinhos brasileiras de super-herói. Disponível aqui. Acesso em: 23 jul. 2018.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Peça que as crianças confiram e localizem na capa da revista que ainda estará com elas o número dela. Chame a atenção para o slide e mostre que há duas revistas “Turma da Mônica Jovem nº 01”. Questione se eles têm alguma explicação para o fato. Ouça algumas hipóteses.

  • Explique que este elemento da capa pode tornar um gibi extremamente valioso, mas ter um exemplar nº 01 do Homem Aranha em mãos não significa ter a primeira revista publicada com o personagem. É bastante comum os estúdios zerarem as séries dos protagonistas e reiniciarem a história deles, modificando os personagens com que se relacionam e as características do universo em que vivem.

  • Oriente os alunos a buscarem na imagem as evidências das transformações que ocorreram com a Mônica e o Cebolinha entre um número e outro (roupas e expressões evidenciam a passagem da adolescência para um momento de maior maturidade). Em geral, o desenho e toda a equipe de roteiristas e ilustradores muda também, conferindo outro traçado aos quadrinhos, outro rumo às narrativas e, portanto, ao texto (no slide isso está evidente, embora a Turma da Mônica seja bem mais conservadora nas mudanças do que estúdios como Marvel e DC). Vê-se algo similar no cinema, quando as franquias de super-heróis são reiniciadas (mudam atores, diretores e os conflitos narrativos). Há uma questão mercadológica importante: uma série que não vende mais tão bem pode ser cancelada por um tempo e reiniciada mais tarde com outros conflitos e roupagem. Há um termo americano para esse fenômeno: “reboot”. Se o leitor quer comprar uma revista em quadrinhos do Superman, precisa saber que ele será um personagem diferente a cada série.

Informações apenas para o professor: A Turma da Mônica foi zerada por ocasião dos 80 anos de Maurício de Souza, entretanto o estúdio não fez mudanças significativas nos personagens; apenas incorporou o selo comemorativo na capa e passou a trazer os créditos dos cartunistas e roteiristas que trabalharam na edição. A Turma da Mônica Jovem zerou ao chegar à revista de número 100. O traço dos personagens mudou bastante, eles continuam adolescentes, mas há a previsão de que envelhecerão com os leitores. Neste caso, ter zerado a revista foi mais uma jogada mercadológica para colecionadores. Estúdios como Marvel e DC fazem alterações bem maiores no universo de seus personagens. O super-herói Lanterna Verde, criado em 1930 pela DC, por exemplo, aparece numa série reiniciada em 2011 (Earth 2) como um personagem gay. Saiba mais aqui.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido:

Orientações:

  • Recupere no quadro a tempestade de ideias que os alunos fizeram inicialmente.
  • Questione se poderiam aprofundar ou ampliar suas primeiras hipóteses a respeito da função da capa de um gibi.
  • Formule, então, coletivamente, uma conclusão a respeito da capa das revistas em quadrinhos. Evidencie que, mesmo à porta das histórias, o leitor já está envolvido por elas, sendo esta a função dos elementos paratextuais.
  • Peça aos alunos que registrem a produção coletiva no caderno.

Sugestão de resposta:

As capas dos gibis devem ser olhadas com atenção, pois até números minúsculos, o tamanho e a inclinação de algumas palavras, que nem toda gente notaria, podem sinalizar informações muito importantes. No mundo dos quadrinhos, os personagens podem viver, ao mesmo tempo, em universos diferentes; podem ser adolescentes em um mundo e adultos em outro, por exemplo. Por isso se deve observar, na capa, o traçado dos desenhos ou os selos indicativos (quando houver), para descobrir a qual série a revista pertence. Uma capa identifica visualmente o gibi e ainda dá pistas do que ocorrerá nas histórias que estão por vir.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

  • Peça a um aluno para ler as conclusões da aula que foram anotadas no caderno.
  • Recolha os gibis e demais materiais em uma caixa, avisando que ela ficará disponível para empréstimos e leitura em sala durante as próximas aulas.

Sugestões ao professor: em algumas cidades, feiras de trocas de revistas em quadrinhos são um programa comum nos finais de semana. Traga a agenda desses eventos para os alunos. Você pode promover também, na sala de aula, um mural de classificados para a troca dos gibis. Os alunos podem preencher uma ficha com os dados da revista que têm disponível para trocar (título, número, estado de conservação) e divulgar no mural, de forma a estimular a troca entre os colegas, prática comum entre colecionadores do gênero.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Leitura/Escuta do 6º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 6º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP49 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF67LP28 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano