13999
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Plano de aula - Leitura de mitos: reconhecer valores socioculturais no texto

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 6º ano do EF sobre Leitura de mitos: reconhecer valores socioculturais no texto

Plano 02 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Matheus Seiji Bazaglia Kuroda

 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é a segunda aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Mito e no campo de atuação Campo artístico literário. A aula faz parte do módulo de leitura.

Materiais necessários:

  • Computador, projetor multimídia e tela.
  • Cópias dos textos “A Lenda do Arroz”, Jornal do Povo – 10 e 11/9/2005 – página 13" e “A Lenda Chinesa da Origem do Arroz”, disponíveis aqui.
  • Material para escrita: caderno, lápis, borracha, etc.

Informações sobre o gênero: Narrativa pedagógica de tradição oral que explica os diferentes fenômenos naturais e sobrenaturais utilizando uma linguagem simbólica

Dificuldades antecipadas: Os alunos poderão ter dificuldade em perceber os valores e crenças presentes nos textos porque podem não ter conhecimentos prévios sobre elementos da cultura na qual o mito que será trabalhado tem origem.

Referências sobre o assunto:

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

  • Apresente a proposta da aula aos alunos: os valores socioculturais presentes nos mitos a partir da leitura de dois mitos - de culturas diferentes - sobre a origem do arroz.
  • Nesta aula, serão feitas leituras de dois mitos (um indígena e outro chinês) que retratam a “origem do arroz”, considerando a importância dada ao alimento nas culturas chinesas e indígenas do sul brasileiro. Trata-se de um plano de aula que, a partir da leitura, em contraste com os conhecimentos já construídos pelos alunos, possibilita uma análise da presença de valores sociais, culturais e humanos de diferentes visões de mundo.
  • Para um bom desenvolvimento da aula, é importante a constante interação: entre professores/ alunos, alunos/alunos e interação entre informação dada (prévia) / informação nova (destacada da leitura dos mitos). O embate entre saberes, visões e conhecimentos poderá construir momentos produtivos de aprendizagem.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Organize a sala em grupos. A interação verbal é um recurso que pode potencializar os resultados das atividades propostas desta aula, na medida em que os alunos poderão, a todo momento, colocar suas ideias em constante embate com o pensamento de outros colegas; e, assim, juntos, ressignificar o conhecimento.
  • Oriente os alunos para que conversem em grupo e, a partir de seus conhecimentos prévios sobre características da cultura (religião, organização social, alimentação, economia) dos povos chineses e dos indígenas do sul do Brasil, mais especificamente do Rio Grande do Sul, preencham a tabela. Poderá ser fornecida uma tabela para cada grupo (para isso, clique aqui), ou os alunos poderão preenchê-la copiando no caderno.
  • Garanta o tempo necessário para que eles possam resgatar seus conhecimentos prévios sobre esses povos. Podem acontecer alguns casos em que os alunos não consigam lembrar de alguma informação; é interessante, neste momento, circular pelos grupos para ir norteando a discussão e apresentando pistas que possam ser relevantes, mas sem dar as respostas prontas.
  • Depois disso, quando finalizado, peça que um aluno de cada grupo conte para a turma as respostas anotadas. A socialização garante a participação de todos e , além, disso amplia o repertório de informações para uma discussão futura.
  • Ao finalizar as exposições, não faça correções, peça aos alunos que guardem essa atividade. Avise-os de que ela será retomada no final da aula.

Material Complementar:

Respostas possíveis/ desejáveis:

  • Para esta atividade, não se espera que os alunos completem todos os tópicos corretamente. Trata-se de uma atividade de levantamento dos conhecimentos prévios. É necessário cuidado, no entanto, com respostas preconceituosas e com ideias estereotipadas sobre esses povos. Se isso acontecer, seria interessante que o professor, no final da aula, desconstrua essas visões deturpadas a partir da leitura dos textos que seguirão adiante.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Anuncie que serão lidos dois textos de tradição oral, produzidos coletivamente pelo imaginário popular, sobre a temática da origem do arroz: metade da sala irá ler um mito indígena do Rio Grande do Sul; a outra metade, o da China.
  • Entregue um texto para cada grupo, tendo o cuidado para que a distribuição dos textos seja uniforme. Para ter acesso aos textos, clique aqui.
  • Peça que os alunos iniciem uma atenta leitura compartilhada em seus grupos. Os alunos poderão, durante a leitura do mito (na medida em que ele é carregado de valores locais) começar a ressignificar, a partir da interação com o texto, os seus conhecimentos sobre as tradições dos povos chineses e dos indígenas do sul brasileiro. A leitura permitirá, então, a identificação de valores sociais, culturais e humanos e de diferentes visões de mundo.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações:

  • Após a leitura, peça que os alunos, ainda em grupos, preencham uma nova tabela igual a da atividade anterior. Peça que eles procurem, exclusivamente no texto lido pelo seu grupo, informações (explícitas, implícitas, pressupostas ou inferidas) sobre a religiosidade, a organização social, a alimentação e a economia do povo no qual o mito lido circula (chineses ou índios do Rio Grande do Sul). Lembre-se de que o texto fornece pistas.
  • Seria interessante, nesta atividade, propor que os alunos destaquem no texto as passagens em que é possível retirar essas informações, a fim de legitimar as respostas.
  • Garanta tempo necessário para que eles terminem a atividade e discutam com os colegas.
  • Para cada grupo ficará uma coluna vazia, neste momento.
  • Depois disso, peça que um aluno de cada grupo compartilhe as respostas anotadas por eles com todos da sala.
  • Registre as respostas das duas colunas no quadro e peça para que os alunos preencham a coluna vazia de acordo com as informações escritas.

Respostas possíveis/ desejáveis:

  • CHINESES:
  • Religião: neste texto, infere-se que se trata de uma religião monoteísta, É interessante ressaltar para os alunos que a cultura chinesa é ampla e que existiam (e ainda existem) várias religiões, predominando o Confucionismo (baseada no sistema filosófico do chinês Confúcio), o Taoismo (filosofia de vida e uma religião chinesa milenar, na qual o ser humano deve viver em harmonia com a natureza) e o Budismo.
  • Organização Social: império - sociedade estratificada/ dividida - pela citação de um rei e um império.
  • Alimentação: basicamente o arroz, “o alimento preferido de todos”, segundo o texto.
  • Economia: infere-se, pela temática do conto, a agricultura.

  • INDÍGENAS (Sul do Brasil):
  • Religião: pressupõe-se, a partir da referência a uma Deusa das Águas, a existência de outros deuses dentro dessa cultura. É possível afirmar, então, que há, nessa tradição religiosa, o politeísmo.
  • Organização Social: familiar, perceptível a partir do “desesperado com a perda dos seus pais e de sua morada”, ficando sozinho e isolado.
  • Alimentação: infere-se, pela temática, o arroz.
  • Economia: agricultura, já que o índio Tuti cultivou e plantou as semesntes entregues pela Deusa da Água.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações:

  • Peça que os alunos, em seus grupos, comparem as duas tabelas preenchidas na aula (uma com os conhecimentos prévios, outras com as informações retiradas dos textos), anotando em seus cadernos. Depois, façam comparações entre os dois mitos lidos, destacando duas semelhanças e duas diferenças. Esta pergunta ajudará o aluno a estabelecer, para concluir a aula, múltiplos olhares sobre as identidades, sociedades e culturas.
  • Em seguida, peça que respondam ao questionamento: “Que elementos da cultura destes povos presentes nos textos nos ajudam a entender melhor a história?”.
  • Peça que os alunos verbalizem as suas respostas. É importante, neste momento, caso algum grupo tenha apontado, na atividade inicial (tabela 1), alguma informação preconceituosa ou estereotipada em relação às culturas estudadas nesta aula, desconstruir essas ideias, apresentando, a partir da correção e das informações destacadas, outras visões sobre esses povos.
  • A partir das respostas, em seguida e em tom de conversa, leve os alunos a uma reflexão sobre como o mito se relaciona diretamente com a visão de mundo de cada povo, apresentando as informações disponibilizadas aqui.

Respostas possíveis/ desejáveis:

  • Resposta pessoal. Para esta atividade, considerando que ela trabalha com o conhecimento prévio do aluno, há várias possibilidades de resoluções. Porém, espera-se que a leitura dos textos propostos em aula deem a oportunidade para que os alunos formulem as suas opiniões (muitas vezes extremamente simplistas e estereotipadas) sobre os valores e tradições desses povos presentes nos mitos.
  • Semelhanças: Atividade econômica (agricultura); alimentação (arroz); / Diferenças: organização social (os índios se organizam de acordo com as suas famílias; os chineses viviam em um império); religião (infere-se que o texto chinês lido é de uma cultura monoteísta, apesar da variedade religiosa do país; no texto indígena, há a inferência do politeísmo).
  • Os elementos da cultura desses povos presentes nos textos são: informações sobre a religião, a organização social, economia e alimentação. Entender esses elementos é importante, pois o mito relaciona-se estritamente às visões de mundo de determinado povo; entender a cultura contribui, pois, para compreender a simbologia por trás do mito.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é a segunda aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Mito e no campo de atuação Campo artístico literário. A aula faz parte do módulo de leitura.

Materiais necessários:

  • Computador, projetor multimídia e tela.
  • Cópias dos textos “A Lenda do Arroz”, Jornal do Povo – 10 e 11/9/2005 – página 13" e “A Lenda Chinesa da Origem do Arroz”, disponíveis aqui.
  • Material para escrita: caderno, lápis, borracha, etc.

Informações sobre o gênero: Narrativa pedagógica de tradição oral que explica os diferentes fenômenos naturais e sobrenaturais utilizando uma linguagem simbólica

Dificuldades antecipadas: Os alunos poderão ter dificuldade em perceber os valores e crenças presentes nos textos porque podem não ter conhecimentos prévios sobre elementos da cultura na qual o mito que será trabalhado tem origem.

Referências sobre o assunto:

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

  • Apresente a proposta da aula aos alunos: os valores socioculturais presentes nos mitos a partir da leitura de dois mitos - de culturas diferentes - sobre a origem do arroz.
  • Nesta aula, serão feitas leituras de dois mitos (um indígena e outro chinês) que retratam a “origem do arroz”, considerando a importância dada ao alimento nas culturas chinesas e indígenas do sul brasileiro. Trata-se de um plano de aula que, a partir da leitura, em contraste com os conhecimentos já construídos pelos alunos, possibilita uma análise da presença de valores sociais, culturais e humanos de diferentes visões de mundo.
  • Para um bom desenvolvimento da aula, é importante a constante interação: entre professores/ alunos, alunos/alunos e interação entre informação dada (prévia) / informação nova (destacada da leitura dos mitos). O embate entre saberes, visões e conhecimentos poderá construir momentos produtivos de aprendizagem.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Organize a sala em grupos. A interação verbal é um recurso que pode potencializar os resultados das atividades propostas desta aula, na medida em que os alunos poderão, a todo momento, colocar suas ideias em constante embate com o pensamento de outros colegas; e, assim, juntos, ressignificar o conhecimento.
  • Oriente os alunos para que conversem em grupo e, a partir de seus conhecimentos prévios sobre características da cultura (religião, organização social, alimentação, economia) dos povos chineses e dos indígenas do sul do Brasil, mais especificamente do Rio Grande do Sul, preencham a tabela. Poderá ser fornecida uma tabela para cada grupo (para isso, clique aqui), ou os alunos poderão preenchê-la copiando no caderno.
  • Garanta o tempo necessário para que eles possam resgatar seus conhecimentos prévios sobre esses povos. Podem acontecer alguns casos em que os alunos não consigam lembrar de alguma informação; é interessante, neste momento, circular pelos grupos para ir norteando a discussão e apresentando pistas que possam ser relevantes, mas sem dar as respostas prontas.
  • Depois disso, quando finalizado, peça que um aluno de cada grupo conte para a turma as respostas anotadas. A socialização garante a participação de todos e , além, disso amplia o repertório de informações para uma discussão futura.
  • Ao finalizar as exposições, não faça correções, peça aos alunos que guardem essa atividade. Avise-os de que ela será retomada no final da aula.

Material Complementar:

Respostas possíveis/ desejáveis:

  • Para esta atividade, não se espera que os alunos completem todos os tópicos corretamente. Trata-se de uma atividade de levantamento dos conhecimentos prévios. É necessário cuidado, no entanto, com respostas preconceituosas e com ideias estereotipadas sobre esses povos. Se isso acontecer, seria interessante que o professor, no final da aula, desconstrua essas visões deturpadas a partir da leitura dos textos que seguirão adiante.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Anuncie que serão lidos dois textos de tradição oral, produzidos coletivamente pelo imaginário popular, sobre a temática da origem do arroz: metade da sala irá ler um mito indígena do Rio Grande do Sul; a outra metade, o da China.
  • Entregue um texto para cada grupo, tendo o cuidado para que a distribuição dos textos seja uniforme. Para ter acesso aos textos, clique aqui.
  • Peça que os alunos iniciem uma atenta leitura compartilhada em seus grupos. Os alunos poderão, durante a leitura do mito (na medida em que ele é carregado de valores locais) começar a ressignificar, a partir da interação com o texto, os seus conhecimentos sobre as tradições dos povos chineses e dos indígenas do sul brasileiro. A leitura permitirá, então, a identificação de valores sociais, culturais e humanos e de diferentes visões de mundo.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações:

  • Após a leitura, peça que os alunos, ainda em grupos, preencham uma nova tabela igual a da atividade anterior. Peça que eles procurem, exclusivamente no texto lido pelo seu grupo, informações (explícitas, implícitas, pressupostas ou inferidas) sobre a religiosidade, a organização social, a alimentação e a economia do povo no qual o mito lido circula (chineses ou índios do Rio Grande do Sul). Lembre-se de que o texto fornece pistas.
  • Seria interessante, nesta atividade, propor que os alunos destaquem no texto as passagens em que é possível retirar essas informações, a fim de legitimar as respostas.
  • Garanta tempo necessário para que eles terminem a atividade e discutam com os colegas.
  • Para cada grupo ficará uma coluna vazia, neste momento.
  • Depois disso, peça que um aluno de cada grupo compartilhe as respostas anotadas por eles com todos da sala.
  • Registre as respostas das duas colunas no quadro e peça para que os alunos preencham a coluna vazia de acordo com as informações escritas.

Respostas possíveis/ desejáveis:

  • CHINESES:
  • Religião: neste texto, infere-se que se trata de uma religião monoteísta, É interessante ressaltar para os alunos que a cultura chinesa é ampla e que existiam (e ainda existem) várias religiões, predominando o Confucionismo (baseada no sistema filosófico do chinês Confúcio), o Taoismo (filosofia de vida e uma religião chinesa milenar, na qual o ser humano deve viver em harmonia com a natureza) e o Budismo.
  • Organização Social: império - sociedade estratificada/ dividida - pela citação de um rei e um império.
  • Alimentação: basicamente o arroz, “o alimento preferido de todos”, segundo o texto.
  • Economia: infere-se, pela temática do conto, a agricultura.

  • INDÍGENAS (Sul do Brasil):
  • Religião: pressupõe-se, a partir da referência a uma Deusa das Águas, a existência de outros deuses dentro dessa cultura. É possível afirmar, então, que há, nessa tradição religiosa, o politeísmo.
  • Organização Social: familiar, perceptível a partir do “desesperado com a perda dos seus pais e de sua morada”, ficando sozinho e isolado.
  • Alimentação: infere-se, pela temática, o arroz.
  • Economia: agricultura, já que o índio Tuti cultivou e plantou as semesntes entregues pela Deusa da Água.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações:

  • Peça que os alunos, em seus grupos, comparem as duas tabelas preenchidas na aula (uma com os conhecimentos prévios, outras com as informações retiradas dos textos), anotando em seus cadernos. Depois, façam comparações entre os dois mitos lidos, destacando duas semelhanças e duas diferenças. Esta pergunta ajudará o aluno a estabelecer, para concluir a aula, múltiplos olhares sobre as identidades, sociedades e culturas.
  • Em seguida, peça que respondam ao questionamento: “Que elementos da cultura destes povos presentes nos textos nos ajudam a entender melhor a história?”.
  • Peça que os alunos verbalizem as suas respostas. É importante, neste momento, caso algum grupo tenha apontado, na atividade inicial (tabela 1), alguma informação preconceituosa ou estereotipada em relação às culturas estudadas nesta aula, desconstruir essas ideias, apresentando, a partir da correção e das informações destacadas, outras visões sobre esses povos.
  • A partir das respostas, em seguida e em tom de conversa, leve os alunos a uma reflexão sobre como o mito se relaciona diretamente com a visão de mundo de cada povo, apresentando as informações disponibilizadas aqui.

Respostas possíveis/ desejáveis:

  • Resposta pessoal. Para esta atividade, considerando que ela trabalha com o conhecimento prévio do aluno, há várias possibilidades de resoluções. Porém, espera-se que a leitura dos textos propostos em aula deem a oportunidade para que os alunos formulem as suas opiniões (muitas vezes extremamente simplistas e estereotipadas) sobre os valores e tradições desses povos presentes nos mitos.
  • Semelhanças: Atividade econômica (agricultura); alimentação (arroz); / Diferenças: organização social (os índios se organizam de acordo com as suas famílias; os chineses viviam em um império); religião (infere-se que o texto chinês lido é de uma cultura monoteísta, apesar da variedade religiosa do país; no texto indígena, há a inferência do politeísmo).
  • Os elementos da cultura desses povos presentes nos textos são: informações sobre a religião, a organização social, economia e alimentação. Entender esses elementos é importante, pois o mito relaciona-se estritamente às visões de mundo de determinado povo; entender a cultura contribui, pois, para compreender a simbologia por trás do mito.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Leitura/Escuta do 6º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 6º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP44 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF67LP28 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano