13988
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 6º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - Organização de exposição oral

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 6º ano do EF sobre Organização de exposição oral

Plano 04 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Carla Carine Gerhardt

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é a quarta aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero mapa conceitual e no campo de atuação práticas de estudo e pesquisa. A aula faz parte do módulo de Análise linguística e semiótica.

Materiais necessários: Computador e datashow para apresentação de vídeo de exposição oral; computador ou tablets com o programa Padlet (disponível em: <https://pt-br.padlet.com/>) para os alunos fazerem anotações das análises.

Informações sobre o gênero: Forma oralizada de transmissão de conhecimentos. Ocorre de modo inteligível, pois é um gênero organizado previamente pelo orador, com fins específicos. Ao produzir exposições orais, os alunos devem planejar sua exposição de maneira coerente e explícita e, por isso, esquemas (conceituais ou diagramas, por exemplo) tornam-se aliados para organizar os conteúdos a serem apresentados.

Dificuldades antecipadas: Reconhecer etapas da estrutura composicional de apresentações orais. Esse reconhecimento é comum aos alunos, geralmente, apenas na análise de textos verbais escritos.

Referências sobre o assunto:

SCHNEUWLY, B.; DOLZ, J. Gêneros orais e escritos na escola. Tradução e organização de Roxane Rojo e Glaís Sales Cordeiro. São Paulo: Mercado de Letras, 2004.

MARCUSCHI, L. A. Da fala para a escrita: atividades de retextualização. 2ª. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

Linguagens e códigos ”Práticas e gêneros orais na escola”. Disponível em: <https://midia.atp.usp.br/impressos/redefor/GestaoCoordenadores/GCVC_LiCo_2011_2012/GCVCLico_v2_Tema3.pdf>. Acesso em 29 ago. 2018.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações:

  • Apresente aos alunos o tema da aula dizendo que, assim como textos escritos, as apresentações orais também possuem etapas, em que uma informação, como a apresentação do orador, podem ser apresentadas primeiro, e outras, como o título e a contextualização, são apresentadas na sequência. Essa abordagem fará com que os alunos tenham consciência e estejam preparados para entrar em contato com um tipo de análise não tão comum em suas práticas: a análise de texto oral. Este slide pode ser projetado via datashow ou, se a escola não tiver recursos tecnológicos à disposição, escrever o tema no quadro.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações:

  • Apresente a pergunta aos alunos por meio de projeção no datashow ou, se a escola não tiver recursos tecnológicos à disposição, escreva-a no quadro. As respostas podem ser as mais variadas e fornecer exemplos de gêneros previamente organizados, como as exposições de algum conteúdo em eventos científicos, a própria fala do professor até uma conversa com algum familiar, amigo ou vizinho. A intenção da pergunta é fazer os alunos levantarem os conhecimentos prévios que podem ter sobre o gênero e mobilizar a curiosidade para saber mais sobre esse este termo.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos

Orientações:

  • Apresente à turma o vídeo “Entrevista variação etária ”, em que três pessoas são entrevistadas sobre o tema variação linguística. O vídeo está disponível no Youtube em: tps://www.youtube.com/watch?v=LRhT1DMocUg>. A exposição oral dos entrevistados é elaborada instantaneamente, portanto, trata-se de uma exposição oral não planejada previamente. Esta é apenas uma sugestão de abordagem oral não organizada sobre algum tema, você pode escolher outros exemplos.
  • Apresente aos alunos o vídeo “A cerca/ Há cerca/ Acerca”, em que o professor Romulo Bolivar expõe como usar adequadamente essas três expressões da língua portuguesa. O vídeo, disponível em: <https://tvescola.org.br/tve/video/como-se-escreve-a-cerca-ha-cercaacerca> faz parte da série “Como se escreve” (<https://tvescola.org.br/tve/videoteca/faixa-etaria>), que apresenta vídeos de exposições orais sobre tópicos da norma padrão da língua portuguesa, publicada no site da TV Escola. Ao contrário do vídeo anterior (“Novo gato de estimação”), este apresenta uma exposição oral previamente organizada, cuja estrutura de exposição foi planejada antes de ser apresentada.
  • Peça para os alunos compararem as exposições orais reconhecendo aspectos semelhantes e diferentes. Aos poucos, auxilie com algumas questões, como: “As falas são organizadas previamente?”; “Que aspectos podem caracterizar essa diferenciação?”; “ É possível fazer o planejamento da fala em uma entrevista? E numa exposição oral?”. Espera-se que eles percebam semelhanças como o fato do conteúdo ser de áreas do estudo e diferenças como a preparação da fala na exposição sobre a língua portuguesa e a fala espontânea, sem planejamento prévio, na entrevista. Procure mobilizar o fato de os estudantes utilizarem a oralidade frequentemente em sua vida. Explique também que esses gêneros orais são mobilizados de diferentes maneiras, dependendo, por exemplo, do interlocutor. Com a família e os amigos, os adolescentes podem usar um tipo de fala, enquanto com vizinhos mais velhos ou professores, utilizam outro. Contudo, independentemente do interlocutor, muitas vezes, esses gêneros orais não são previamente organizados, eles simplesmente reproduzem o pensamento de maneira desorganizada. Marchuschi enfatiza, nesse sentido, que o estudo dos gêneros orais é tão importante quanto o dos escritos, pois ambos circulam na vida dos estudantes.
  • Caso você não haja esses recursos tecnológicos à disposição, elabore exposições orais a serem expostas por você mesmo na aula, sem recurso de gravação em vídeo, ou convide alguma pessoa para falar sobre algum tema aleatório. É importante apenas que uma das falas seja menos planejada, para que o aluno possa fazer a comparação com a outra exposição mais planejada. Sugere-se 10 minutos para esta etapa do desenvolvimento.

Referências:

SILVEIRA, V. Entrevistas de Variação Etária. YouTube, 20 abr. 2017. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=LRhT1DMocUg>. Acesso em: 17 nov. 2018.

BOLIVAR, R. Como Se Escreve - A cerca /Há cerca/Acerca. Nova Escola. Disponível em: <https://tvescola.org.br/tve/video/como-se-escreve-a-cerca-ha-cercaacerca>. Acesso em: 17 nov. 2018.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Apresente o vídeo da exposição oral aos alunos por meio de projeção no datashow, que já deve estar preparada para visualização antes do início da aula. O vídeo faz parte da série “Como se Escreve” da TV Escola e está disponível no link: <https://tvescola.org.br/tve/video/como-se-escreve-plural-de-cor>. Se necessário, projetar outros vídeos da TV Escola, disponíveis no link: <https://tvescola.org.br/tve/videoteca/faixa-etaria>. O vídeo aqui apresentado é apenas uma proposta, ao passo que é possível verificar outras estruturas de apresentação oral em outros vídeos de diferentes autores e disponibilizar aos alunos. Caso não se tenha esses recursos tecnológicos, é possível elaborar uma apresentação oral a ser exposta na aula, sem recurso de gravação em vídeo. Em Materiais Complementares há uma sugestão de texto-base com aspectos importantes a serem considerados na apresentação. Outra possibilidade é convidar um professor de outra área ou outro especialista externo para realizar uma exposição oral sobre conteúdo científico. Assim, será possível promover uma atividade interdisciplinar.
  • Promova a visualização do vídeo pela turma, o que pode ocorrer com pausas para discussão e identificação das etapas do gênero. Os alunos devem identificar essas características fazendo anotações em um tablet ou notebook, utilizando o programa virtual de bloco de notas PadLet. Por meio desse programa, as respostas podem ser compartilhadas ao final das análises de cada grupo. Neste link <https://pt.wikihow.com/Usar-o-Padlet>, você encontra informações de como o programa gratuito funciona. Caso a escola não tenha acesso a esses recursos tecnológicos, solicite que eles anotem nos cadernos ou em três diferentes cartazes a análise da exposição. Em Materiais Complementares, você encontra um link de acesso à sugestão de análise. Este material pode ser usado para que você tenha uma ideia das possíveis respostas, mas é importante permitir que os alunos identifiquem esses aspectos inicialmente no grupo. Caso os alunos demonstrem dificuldade em fazer a identificação e desenvolver a discussão, auxiliá-los, fazendo perguntas como: “O que perceberam sobre a forma como a exposição oral foi feita?”. É importante os alunos perceberem que realmente há uma organização composicional estrutural do gênero exposição oral, assim como estão acostumados a perceber em textos escritos. Espera-se que os alunos vejam como a exposição está sendo apresentada, como se pode perceber o planejamento por trás da fala: as marcas linguísticas, a apresentação do palestrante, a divisão do tema e subtemas etc. Sugere-se 25 minutos para esta etapa do desenvolvimento

Materiais complementares: Texto-base para elaborar apresentação oral na ausência de recursos tecnológicos na escola aqui; sugestão de análise da estrutura composicional do vídeo aqui;

Referência: BOLIVAR, R. Plural de Cor. Nova Escola. Disponível em: < https://tvescola.org.br/tve/video/como-se-escreve-plural-de-cor>. Acesso em: 17 nov. 2018.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

  • Pergunte aos alunos quais foram as etapas identificadas, a fim de revisar aspectos da composição do gênero, importante para entendimento do gênero, tanto para a leitura quanto para a produção em outros momentos desta sequência de atividades.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é a quarta aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero mapa conceitual e no campo de atuação práticas de estudo e pesquisa. A aula faz parte do módulo de Análise linguística e semiótica.

Materiais necessários: Computador e datashow para apresentação de vídeo de exposição oral; computador ou tablets com o programa Padlet (disponível em: <https://pt-br.padlet.com/>) para os alunos fazerem anotações das análises.

Informações sobre o gênero: Forma oralizada de transmissão de conhecimentos. Ocorre de modo inteligível, pois é um gênero organizado previamente pelo orador, com fins específicos. Ao produzir exposições orais, os alunos devem planejar sua exposição de maneira coerente e explícita e, por isso, esquemas (conceituais ou diagramas, por exemplo) tornam-se aliados para organizar os conteúdos a serem apresentados.

Dificuldades antecipadas: Reconhecer etapas da estrutura composicional de apresentações orais. Esse reconhecimento é comum aos alunos, geralmente, apenas na análise de textos verbais escritos.

Referências sobre o assunto:

SCHNEUWLY, B.; DOLZ, J. Gêneros orais e escritos na escola. Tradução e organização de Roxane Rojo e Glaís Sales Cordeiro. São Paulo: Mercado de Letras, 2004.

MARCUSCHI, L. A. Da fala para a escrita: atividades de retextualização. 2ª. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

Linguagens e códigos ”Práticas e gêneros orais na escola”. Disponível em: <https://midia.atp.usp.br/impressos/redefor/GestaoCoordenadores/GCVC_LiCo_2011_2012/GCVCLico_v2_Tema3.pdf>. Acesso em 29 ago. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações:

  • Apresente aos alunos o tema da aula dizendo que, assim como textos escritos, as apresentações orais também possuem etapas, em que uma informação, como a apresentação do orador, podem ser apresentadas primeiro, e outras, como o título e a contextualização, são apresentadas na sequência. Essa abordagem fará com que os alunos tenham consciência e estejam preparados para entrar em contato com um tipo de análise não tão comum em suas práticas: a análise de texto oral. Este slide pode ser projetado via datashow ou, se a escola não tiver recursos tecnológicos à disposição, escrever o tema no quadro.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações:

  • Apresente a pergunta aos alunos por meio de projeção no datashow ou, se a escola não tiver recursos tecnológicos à disposição, escreva-a no quadro. As respostas podem ser as mais variadas e fornecer exemplos de gêneros previamente organizados, como as exposições de algum conteúdo em eventos científicos, a própria fala do professor até uma conversa com algum familiar, amigo ou vizinho. A intenção da pergunta é fazer os alunos levantarem os conhecimentos prévios que podem ter sobre o gênero e mobilizar a curiosidade para saber mais sobre esse este termo.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos

Orientações:

  • Apresente à turma o vídeo “Entrevista variação etária ”, em que três pessoas são entrevistadas sobre o tema variação linguística. O vídeo está disponível no Youtube em: tps://www.youtube.com/watch?v=LRhT1DMocUg>. A exposição oral dos entrevistados é elaborada instantaneamente, portanto, trata-se de uma exposição oral não planejada previamente. Esta é apenas uma sugestão de abordagem oral não organizada sobre algum tema, você pode escolher outros exemplos.
  • Apresente aos alunos o vídeo “A cerca/ Há cerca/ Acerca”, em que o professor Romulo Bolivar expõe como usar adequadamente essas três expressões da língua portuguesa. O vídeo, disponível em: <https://tvescola.org.br/tve/video/como-se-escreve-a-cerca-ha-cercaacerca> faz parte da série “Como se escreve” (<https://tvescola.org.br/tve/videoteca/faixa-etaria>), que apresenta vídeos de exposições orais sobre tópicos da norma padrão da língua portuguesa, publicada no site da TV Escola. Ao contrário do vídeo anterior (“Novo gato de estimação”), este apresenta uma exposição oral previamente organizada, cuja estrutura de exposição foi planejada antes de ser apresentada.
  • Peça para os alunos compararem as exposições orais reconhecendo aspectos semelhantes e diferentes. Aos poucos, auxilie com algumas questões, como: “As falas são organizadas previamente?”; “Que aspectos podem caracterizar essa diferenciação?”; “ É possível fazer o planejamento da fala em uma entrevista? E numa exposição oral?”. Espera-se que eles percebam semelhanças como o fato do conteúdo ser de áreas do estudo e diferenças como a preparação da fala na exposição sobre a língua portuguesa e a fala espontânea, sem planejamento prévio, na entrevista. Procure mobilizar o fato de os estudantes utilizarem a oralidade frequentemente em sua vida. Explique também que esses gêneros orais são mobilizados de diferentes maneiras, dependendo, por exemplo, do interlocutor. Com a família e os amigos, os adolescentes podem usar um tipo de fala, enquanto com vizinhos mais velhos ou professores, utilizam outro. Contudo, independentemente do interlocutor, muitas vezes, esses gêneros orais não são previamente organizados, eles simplesmente reproduzem o pensamento de maneira desorganizada. Marchuschi enfatiza, nesse sentido, que o estudo dos gêneros orais é tão importante quanto o dos escritos, pois ambos circulam na vida dos estudantes.
  • Caso você não haja esses recursos tecnológicos à disposição, elabore exposições orais a serem expostas por você mesmo na aula, sem recurso de gravação em vídeo, ou convide alguma pessoa para falar sobre algum tema aleatório. É importante apenas que uma das falas seja menos planejada, para que o aluno possa fazer a comparação com a outra exposição mais planejada. Sugere-se 10 minutos para esta etapa do desenvolvimento.

Referências:

SILVEIRA, V. Entrevistas de Variação Etária. YouTube, 20 abr. 2017. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=LRhT1DMocUg>. Acesso em: 17 nov. 2018.

BOLIVAR, R. Como Se Escreve - A cerca /Há cerca/Acerca. Nova Escola. Disponível em: <https://tvescola.org.br/tve/video/como-se-escreve-a-cerca-ha-cercaacerca>. Acesso em: 17 nov. 2018.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Apresente o vídeo da exposição oral aos alunos por meio de projeção no datashow, que já deve estar preparada para visualização antes do início da aula. O vídeo faz parte da série “Como se Escreve” da TV Escola e está disponível no link: <https://tvescola.org.br/tve/video/como-se-escreve-plural-de-cor>. Se necessário, projetar outros vídeos da TV Escola, disponíveis no link: <https://tvescola.org.br/tve/videoteca/faixa-etaria>. O vídeo aqui apresentado é apenas uma proposta, ao passo que é possível verificar outras estruturas de apresentação oral em outros vídeos de diferentes autores e disponibilizar aos alunos. Caso não se tenha esses recursos tecnológicos, é possível elaborar uma apresentação oral a ser exposta na aula, sem recurso de gravação em vídeo. Em Materiais Complementares há uma sugestão de texto-base com aspectos importantes a serem considerados na apresentação. Outra possibilidade é convidar um professor de outra área ou outro especialista externo para realizar uma exposição oral sobre conteúdo científico. Assim, será possível promover uma atividade interdisciplinar.
  • Promova a visualização do vídeo pela turma, o que pode ocorrer com pausas para discussão e identificação das etapas do gênero. Os alunos devem identificar essas características fazendo anotações em um tablet ou notebook, utilizando o programa virtual de bloco de notas PadLet. Por meio desse programa, as respostas podem ser compartilhadas ao final das análises de cada grupo. Neste link <https://pt.wikihow.com/Usar-o-Padlet>, você encontra informações de como o programa gratuito funciona. Caso a escola não tenha acesso a esses recursos tecnológicos, solicite que eles anotem nos cadernos ou em três diferentes cartazes a análise da exposição. Em Materiais Complementares, você encontra um link de acesso à sugestão de análise. Este material pode ser usado para que você tenha uma ideia das possíveis respostas, mas é importante permitir que os alunos identifiquem esses aspectos inicialmente no grupo. Caso os alunos demonstrem dificuldade em fazer a identificação e desenvolver a discussão, auxiliá-los, fazendo perguntas como: “O que perceberam sobre a forma como a exposição oral foi feita?”. É importante os alunos perceberem que realmente há uma organização composicional estrutural do gênero exposição oral, assim como estão acostumados a perceber em textos escritos. Espera-se que os alunos vejam como a exposição está sendo apresentada, como se pode perceber o planejamento por trás da fala: as marcas linguísticas, a apresentação do palestrante, a divisão do tema e subtemas etc. Sugere-se 25 minutos para esta etapa do desenvolvimento

Materiais complementares: Texto-base para elaborar apresentação oral na ausência de recursos tecnológicos na escola aqui; sugestão de análise da estrutura composicional do vídeo aqui;

Referência: BOLIVAR, R. Plural de Cor. Nova Escola. Disponível em: < https://tvescola.org.br/tve/video/como-se-escreve-plural-de-cor>. Acesso em: 17 nov. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

  • Pergunte aos alunos quais foram as etapas identificadas, a fim de revisar aspectos da composição do gênero, importante para entendimento do gênero, tanto para a leitura quanto para a produção em outros momentos desta sequência de atividades.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 6º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 6º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP40 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP42 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano