13877
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Atividade - Usando fotos para identificar pertences pessoais

POR: Vera Regina Corrêa de Mello 27/11/2018
Código: EDI1_19UND04

1º ano / Educação Infantil

Atividade alinhada à BNCC:

(EI01EF01) Reconhecer quando é chamado por seu nome e reconhecer os nomes de pessoas com quem convive.

(EI01EF06) Comunicar-se com outras pessoas usando movimentos, gestos, balbucios, fala e outras formas de expressão.

(EI01EO06) Interagir com outras crianças da mesma faixa etária e adultos, adaptando-se ao convívio social.

Plano de atividade de Educação Infantil com atividades para Bebês sobre reconhecimento de objetos pessoais

Resumo

ilustracao

Organize o espaço para que as crianças possam observar fotos suas e dos colegas e realizar brincadeiras com elas.

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Para a realização da atividade, será necessária a impressão de ao menos três fotos do rosto de cada criança (sugestão de tamanho: 10x15) na escola. Cole as fotos em papel de gramatura mais grossa, que servirão como etiquetas de identificação. Plastifique-as com fita adesiva, papel contact ou as coloque em sacos plásticos fechados com fita, aumentando a durabilidade do material. Prepare um canto com almofadas e tapete para proporcionar aconchego e acomode as fotos no chão.

Materiais:

Fotos 10x15 do rosto das crianças impressas, coladas em papel de gramatura grossa e plastificadas (com plástico ou Contact transparente). Tapete e almofadas. Celular ou máquina fotográfica, para registro da atividade.

Espaços:Num canto da sala de referência dos bebês, coloque um tapete, almofadas e as fotos dispostas de modo que eles sintam-se atraídos para se locomoverem até elas. A atividade deve ocorrer em pequenos grupos para que seja possível propiciar momentos de exploração significativa e para que você possa observar se os bebês interagem entre si e com as fotos expostas.

Tempo sugerido:

Entre 40 a 50 minutos

Perguntas para guiar suas observações:

1. De que forma os bebês interagem quando se dirigem ao tapete? Gesticulam, balbuciam para se comunicar uns com os outros e com o professor? De que maneira iniciam a exploração?

2. Como se reconhecem, se nomeiam nas fotos e como demonstram isso?

3. Como ocorre a interação entre eles e o professor após a descoberta das fotos e que novas possibilidades trazem?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo. Apoie os bebês garantindo um ambiente em que todos possam se comunicar, explorar, interagir e reconhecer a si e aos colegas por meio da manipulação das fotos, segundo suas próprias preferências, ritmos e possibilidades.

O que fazer durante?

1

Para esta atividade, será preciso mais de um adulto em sala para que possa ser realizada em pequenos grupos egarantindo que todos tenham apoio. Convide os bebês para irem até o tapete. Reserve o tempo necessário para que as explorações das fotos sejam realizadas de forma atrativa e as descobertas aconteçam. Garanta que os bebês menoresestejam acomodados perto das fotos e tenham acesso a elas. Enquanto um grupo realiza a atividade, os outros podem manusear/explorar um cesto de livros em outro canto da sala. Comece o registro da atividade com fotos ou filmagem.


2

Pegue uma foto e manuseie. Observe se os bebês se mostram curiosos, se aproximam das fotos, se reconhecem a si mesmos e reconhecem os colegas e como ocorre a interação entre eles. Apoie suas ações. Garanta que todos os bebês estejam posicionados e tenham tempo para explorar e se comunicar sobre as fotos espontaneamente, com falas, gestos ou balbucios.

Possíveis falas do professor neste momento: Vejam, encontrei uma foto? De quem será que é? Alguém sabe? Querem me contar?

Possíveis ações das crianças neste momento: Um bebê observa sentado nas almofadas os outros bebês que estão perto dele e balbucia alguma coisa quando olha a foto que está com o professor. Ele olha como se estivesse procurando e esperando a resposta do bebê que está nela. Observe quais interações acontecem aqui. O bebê tenta se comunicar com o professor, com outro bebê ou se apenas fica observando.


3

Convide o pequeno grupo para fazer a brincadeira de “Escondeu - Achou” e oriente como ela acontece. Escolha uma foto e a esconda embaixo de uma almofada. Ache-a e nomeie o bebê encontrado. Fale o nome de cada bebê e convide-os para que brinquem uns com os outros. Varie o tom e a entonação da sua voz. Observe se começam a tentar esconder as fotos que escolhem, como se dão as interações e comunicação entre eles e se trazem outras brincadeiras ou explorações. Amplie a brincadeira e proponha aos bebês uma variação, embaralhando as fotos. Pegue uma foto, descreva o que vê e perceba se eles identificam o colega através da descrição. Promova a ação das crianças solicitando que cada uma pegue uma foto e aponte quem é o colega que sorteou.

Possíveis falas do professor neste momento: Eu tenho em minhas mãos a foto de uma menina. Ela tem cabelos pretos, olhos castanhos e hoje está usando um vestido rosa. Adivinha quem é? É a (diga o nome da criança).

Possíveis ações das crianças neste momento: Os bebês poderão olhar uns aos outros a procura do colega que está sendo descrito. Ao ser revelada a identidade da foto e nomeada pelo professor, a criança poderá apontar o colega ou a si mesma, comparando com a foto mostrada.


4

Proponha que juntos peguem suas fotos e levem até o local onde são guardadas as mochilas. Identifique com os bebês o local e mantenha as fotos no espaço para compor a organização. Garanta que tenha espaço suficiente para a locomoção de todos. É importante que as crianças realizem toda a movimentação com autonomia, fiquem envolvidas e interajam. Avise que a atividade está chegando ao fim.

Possíveis falas do professor neste momento: Onde será que estão guardadas as mochilas? Quem quer ir guardar sua foto lá?


Para finalizar:

Quando todas as crianças tiverem guardado suas fotos identificando o local dos seus pertences, finalize a atividade convidando a todas para que escolham outra brincadeira na sala de referência e promova a troca do grupo.

Desdobramentos

Repetir atividades como estas, nas quais os bebês usam suas fotos para se nomearem ou para reconhecerem seus pertences, são muito importantes no cotidiano pois ajudam na construção da identidade.Quando os locais já estiverem identificados com fotos, convide os bebês a ajudar na identificação de seus casacos e sapatos, e a guardá-los no local certo. Outra sugestão é o professor identificar com fotos a capa da agenda, com auxílio das crianças.

Engajando as famílias

Promova o movimento das famílias para que acompanhem os bebês na entrada ou saída até o local de seus pertences na sala, procurando sua própria foto, ouvindo/falando seu nome e deixando ali sua mochila. Converse com elas, explicando a importância do reconhecimento através da foto e sugira que façam isso diariamente, pelo menos em um dos momentos da rotina.


Este plano de atividade foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor: Vera Regina Corrêa de Mello

Mentor: Adriana Vidaletti

Especialista do subgrupo etário: Ana Teresa Gavião

Campos de Experiência:  O Eu, o Nós e o Outro; Traços, Sons, Cores e Formas; Escuta, Fala, Pensamento e Imaginação.

Objetivos e códigos da Base
(EI01EO06) Interagir com outras crianças da mesma faixa etária e adultos, adaptando-se ao convívio social.

(EI01EF01) Reconhecer quando é chamado por seu nome e reconhecer os nomes de pessoas com quem convive.

(EI01EF06) Comunicar-se com outras pessoas usando movimentos, gestos, balbucios, fala e outras formas de expressão.

Abordagem didática:

O tema da identidade na educação infantil pode ter sua gênese no trabalho com os bebês: da descoberta e conhecimento de si ao reconhecimento de suas características e potencialidades. As propostas que envolvem o “nome próprio” são fundamentais tais como a chamada, as músicas de roda que envolvem os nomes, a identificação do local para colocar os pertences por meio de foto e nomes dos bebês.

Imersos em um novo ambiente, os bebês vão aprendendo a se reconhecer, a conhecer os amigos e as pessoas que o cercam, por meio dos nomes que identificam cada um.

Assim, as propostas com o nome próprio configuram ações de valorização e respeito  a singularidade de cada bebê.

Apoiador Técnico


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

ATIVIDADES DESSA UNIDADE:

ATIVIDADES DESSA DISCIPLINA:

ATIVIDADES RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes