13839
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Plano de aula - O compromisso com a imparcialidade no trabalho do resenhista

POR: Fernanda Costa Baccaro Fonseca 27/11/2018
Código: LPO9_10SQA03

9º ano / Língua Portuguesa / Sequência de Atividades

Plano de aula alinhado à BNCC:

(EF69LP45) Posicionar-se criticamente em relação a textos pertencentes a gêneros como quarta-capa, programa (de teatro, dança, exposição etc.), sinopse, resenha crítica, comentário em blog/vlog cultural etc., para selecionar obras literárias e outras manifestações artísticas (cinema, teatro, exposições, espetáculos, CD´s, DVD´s etc.), diferenciando as sequências descritivas e avaliativas e reconhecendo-os como gêneros que apoiam a escolha do livro ou produção cultural e consultando-os no momento de fazer escolhas, quando for o caso.

(EF89LP04) Identificar e avaliar teses/opiniões/posicionamentos explícitos e implícitos, argumentos e contra-argumentos em textos argumentativos do campo (carta de leitor, comentário, artigo de opinião, resenha crítica etc.), posicionando-se frente à questão controversa de forma sustentada.

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 9º ano do Fundamental sobre a imparcialidade na resenha

 

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é terceira aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Resenha/Vlog e no campo de atuação jornalístico/midiático. A aula faz parte do módulo de leitura.

Materiais necessários: Datashow, acesso à internet e textos impressos (para o caso de não ser possível o acesso em sala).

Informações sobre o gênero: A resenha crítica é texto que avalia uma manifestação cultural, filme, peça de teatro, show, exposição, com o objetivo de orientar o leitor. Sua função social é comentar e avaliar obras e espetáculos para que o leitor possa ter informações e avaliações. O gênero circula em diferentes veículos de comunicação como jornais, revistas, blogs, vlogs e, a depender desse veículo, pode estar voltada a diferentes públicos. Ao explorar tal gênero na escola, espera-se desenvolver a capacidade argumentativa do estudante com foco na exposição de suas apreciações e posicionamentos diante desses textos.

Dificuldades antecipadas: Os estudantes podem sentir dificuldades em associar uma possível perda de independência dos resenhistas ao serem pagos por um trabalho; é necessário esclarecer que a ética deve permear o trabalho desses profissionais para que eles garantam a credibilidade.

Referências sobre o assunto:

RODRIGUES, Flávio Luis Freire - A CONSTRUÇÃO DA CRÍTICA EM RESENHAS PRODUZIDAS POR ALUNOS, disponível em http://www.scielo.br/pdf/ld/v13n2/a04v13n2.pdf

Artigo sobre a função e o gênero disponível em: https://pedagogiaaopedaletra.com/resenha-critica/

Tempo sugerido: 1 minuto

Orientações:

Leia o título da aula e explique aos alunos que iremos tratar do trabalho dos resenhistas: profissionais responsáveis pela produção de resenhas.

Tempo sugerido: 4 minutos

Orientações:

  • Exiba o slide e leia o texto para os alunos.p
  • Peça à classe que identifique o gênero do texto: anúncio de oferta de vaga de emprego.
  • Na sequência, pergunte aos alunos:
  • Vocês já tinha ouvido falar na profissão de resenhista?
  • Vocês teriam interesse nessa vaga de emprego? Por quê?

As respostas são pessoais; espera-se, no entanto, que os alunos consigam associar o termo “resenha” à profissão de resenhista, compreendendo função a partir da relação estabelecida. Quanto a interessarem-se pela vaga, é preciso que percebam haver necessidade de se cultivar o hábito da leitura para o desempenho da função.

4. Caso deseje, exiba outros anúncios reais, disponíveis, clique aqui ou aqui.

Tempo sugerido: 40 minutos

Orientações:

  • Exiba o slide para a classe, acesse a matéria e leia os sete primeiros parágrafos do texto “Blogueiros resenhistas dizem que chegam a ler 70 livros em um só ano”, por Fernanda Ezabella e Raquel Cozer, disponível aqui. Caso não tenha acesso à internet em sala de aula, providencie cópias do texto.

Orientações:

  • Reúna os alunos em duplas, exiba as perguntas relativas à primeira parte da matéria ou distribua cópias impressas. O arquivo encontra-se disponível em materiais complementares. O trabalho em duplas pode favorecer uma discussão mais aprofundada do tema, ao justapor dois pontos de vista.
  • Indique algumas duplas para ler as respostas e verifique se há discrepância entre elas, reconduzindo a discussão se for preciso.

Respostas esperadas:

1) Por que as editoras têm investido na contratação de blogueiros para a produção de resenhas? Espera-se que os alunos compreendam que os blogueiros alcançam um número muito grande de leitores e suas resenhas podem influenciar, favoravelmente, a opção de muitos leitores por determinados títulos.

2) Que efeitos, no mercado editorial, surtem:
a- As críticas de obras literárias feitas por especialistas em jornais? Torne observável aos alunos que essas avaliações fazem com que as livrarias dêem destaque, em suas prateleiras, aos títulos avaliados positivamente.
b- Os posts publicados em blogs? Espera-se que os alunos percebam que as vendas aumentam, através da propaganda feita “boca a boca” por seguidores dos blogueiros, que pensam de forma similar a eles.

3) O que você considera mais efetivo: a avaliação de especialistas ou o comentário de blogueiros? Comente. Resposta pessoal. É importante que os alunos percebam que ambos são válidos; a diferença está no formato. Enquanto a avaliação do especialista tende a ser mais formal, a dos blogueiros costuma ser mais direta e informal, o que pode facilitar a interação com os leitores.

Materiais complementares:

Para acessar o arquivo com as perguntas relativas à primeira parte da matéria, clique aqui.

Orientações:

Exiba o novo slide para a classe e torne a acessar a matéria; desta vez, leia os quatro primeiros parágrafos do texto que consta no segundo bloco, intitulado “Independência” (“Blogueiros resenhistas dizem que chegam a ler 70 livros em um só ano”, por Fernanda Ezabella e Raquel Cozer, disponível aqui ). Caso não tenha acesso à internet em sala de aula, providencie cópias do texto.

Orientações:

  • Mantenha os alunos em duplas e exiba as perguntas relativas à segunda parte da matéria ou distribua cópias impressas. O trabalho em duplas pode favorecer uma discussão mais aprofundada do tema, ao justapor dois pontos de vista.
  • Indique algumas duplas para ler as respostas e verifique se há discrepância entre elas, reconduzindo a discussão se for preciso.

Respostas esperadas:

4) Por que os autores da matéria consideram “delicada” a posição de blogueiros contratados pelas editoras ou que recebem pelas resenhas?
Espera-se que os alunos percebam que os resenhistas são remunerados pelas editoras que publicam a obra e, portanto, podem ter sua independência comprometida ao sentirem-se pressionados a escrever textos favoráveis à obra e que estimulem as vendas.

5) Que argumento o blogueiro Danilo Leonardi usa para justificar que não se sente pressionado a fazer resenhas que agradem às editoras?
è importante que os alunos percebam que ele afirma receber pelo tempo dispensado à leitura do livro, não para fazer resenhas que firam sua independência em avaliar as obras.

6) Se você fosse contratado por uma editora para resenhar uma obra publicada por ela, sentiria-se à vontade para expressar uma opinião negativa? Comente.
Resposta pessoal. Observe que os estudantes podem sentir dificuldades em associar uma possível perda de independência dos resenhistas ao serem pagos por um trabalho; é necessário esclarecer que a ética deve permear o trabalho desses profissionais para que eles garantam a credibilidade.

Materiais complementares:

Para acessar o gabarito, com sugestões de respostas, clique aqui.

Para as perguntas relativas à segunda parte, clique aqui.

Orientações:

  • Exiba o slide e peça a um aluno para ler o texto em voz alta.
  • Reforce que a resenha foi publicada por uma blogueira na página da própria editora.
  • Peça aos alunos que destaquem, oralmente, os pontos da obra que atraíram a atenção da autora da resenha e concluam se a resenha estimula ou não a compra do livro.

Espera-se que os alunos percebam que a autora realça o fato de que os poemas transmitem mensagens interessantes, emocionantes e que despertam a vontade de releitura posterior.

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

  • Exiba o slide e proponha a questão aos alunos.
  • Faça uma rápida enquete, pedindo aos alunos que acreditam que a resenha seria publicada, independentemente das opiniões veiculadas, levantem a mão.
  • Indique alguns alunos para exporem seus pontos de vista.
  • Indique, a seguir, alguns alunos que pensem de forma contrária para justificar suas posições.
  • Observe as respostas e encerre a aula, reforçando para os alunos que a credibilidade de um resenhista depende, entre outros fatores, de seu compromisso com uma análise honesta e independente.

Este plano de aula foi produzido pelo Time de Autores NOVA ESCOLA
Professor-autor: Fernanda Baccaro
Mentor: Débora Souza
Especialista: Isabel Fernandes

Título da aula: O compromisso com a imparcialidade no trabalho do resenhista

Finalidade da aula: Ler resenha e textos sobre a função de resenhistas  para discutir o caráter ético do trabalho desenvolvido por profissionais contratados pelas editoras, para que o estudante possa se posicionar criticamente diante de um tema que possa gerar diferentes pontos de vista.

Ano: 9º ano do Ensino Fundamental

Gênero: Resenha/Vlog

Objeto(s) do conhecimento: Reconstrução das condições de produção, circulação e recepção. Apreciação e réplica / Estratégia de leitura: apreender os sentidos globais do texto. Apreciação e réplica

Prática de linguagem: Leitura

Habilidade(s) da BNCC: EF69LP45, EF89LP04


Sobre esta aula: esta é terceira aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Resenha/Vlog e no campo de atuação jornalístico/midiático. A aula faz parte do módulo de leitura.

Materiais necessários: Datashow, acesso à internet  e textos impressos (para o caso de não ser possível o acesso em sala).

Informações sobre o gênero: A resenha crítica é texto que avalia uma manifestação cultural, filme, peça de teatro, show, exposição, com o objetivo de orientar o leitor. Sua função social é comentar e avaliar obras e espetáculos para que o leitor possa ter informações e avaliações. O gênero circula em diferentes veículos de comunicação como jornais, revistas, blogs, vlogs e, a depender desse veículo, pode estar voltada a diferentes públicos. Ao explorar tal gênero na escola, espera-se desenvolver a capacidade argumentativa do estudante com foco na exposição de suas apreciações e posicionamentos diante desses textos.

Dificuldades antecipadas: Os estudantes podem sentir dificuldades em associar uma possível perda de independência dos resenhistas ao serem pagos por um trabalho; é necessário esclarecer que a ética deve permear o trabalho desses profissionais para que eles garantam a credibilidade.

Referências sobre o assunto:

RODRIGUES, Flávio Luis Freire - A CONSTRUÇÃO DA CRÍTICA EM RESENHAS PRODUZIDAS POR ALUNOS, disponível em http://www.scielo.br/pdf/ld/v13n2/a04v13n2.pdf

Artigo sobre a função e o gênero disponível em: https://pedagogiaaopedaletra.com/resenha-critica/


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

AULAS DESSA UNIDADE:

AULA 03

O compromisso com a imparcialidade no trabalho do resenhista

VOCÊ ESTÁ AQUI

AULAS DESSA DISCIPLINA:

1º Ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

2º Ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

AULAS RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes