13806
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 6º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - Partes e organização da entrevista

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 6º ano do Fundamental sobre o gênero entrevista

Plano 04 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Carolina Cristovão De Macedo

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é quarta aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero entrevista e no campo de atuação jornalístico/midiático. A aula faz parte do módulo de análise linguística e semiótica.

Materiais necessários: diversas revistas e/ou jornais que contenham entrevistas; fotocópias da atividade.

Informações sobre o gênero: a entrevista é um gênero de caráter interacional, geralmente entre duas pessoas, organizado em turnos com uma pequena introdução sobre o entrevistado e o tema. O intercâmbio pode ser registrado em áudio e/ou vídeo e, assim, ser exibido nos suportes em que a linguagem audiovisual permitida, ou também pode ser posteriormente transcrita e editada para publicação por escrito. A entrevista ainda pode ser feita com a interação já por escrito (por e-mail, por exemplo). O objetivo desse gênero é obter informações sobre a pessoa entrevistada ou sobre um tema/fato que a envolva. Para mais informações sobre o gênero: MEDINA, C. Entrevista: o diálogo possível. São Paulo: Ática, 1986.

Dificuldades antecipadas: os alunos podem não perceber a bipartição da entrevista; se confundir com a variação de organização em turnos de fala; e ter dificuldade ao manusear jornais e revistas para encontrar a seção específica de entrevistas.

Referências sobre o assunto:

CERQUEIRA NETO, J. C.; SANTOS, A. P. A entrevista como um gênero do discurso: conceitos e fundamentos. In: Travessias, v. 11, pp. 244-269, 2017. Disponível em: <http://saber.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/16207/11316>. Acesso em: 8 de set. 2018.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

  • Diga aos alunos que farão uma atividade de exploração científica em que eles serão os pesquisadores.
  • Aqui pretende-se mostrar aos alunos que não só quem trabalha com as ciências biológicas é cientista, como prevê o senso comum. Nesta aula o objetivo é dar uma amostra de como é o trabalho de investigação científica em uma área de humanidades e as pesquisas com o texto na área de linguagens.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

  • Peça aos alunos que organizem a sala para criar um ambiente descontraído e lúdico. Afaste as carteiras, convide a todos a se sentarem no chão (inicialmente em um grande círculo) e disponha diversas revistas e jornais no centro, que podem ser trazidas pelo professor e/ou pelos alunos. Outra possibilidade seria, se disponível, ir a uma biblioteca com hemeroteca para realizar a atividade. Essa disposição da sala e dos alunos sugere um ambiente diferente do padrão das aulas expositivas e promove mais liberdade e mobilidade, fatores que propiciam um olhar investigativo.
  • Verifique se a maioria dos materiais selecionados contém a seção de entrevistas (não há problemas se alguns materiais não possuir uma entrevista, pois não encontrar o que se procura faz parte do processo de pesquisa). Procure variar os tipos de jornais e revistas. Caso precise de sugestões, busque os seguintes títulos: Istoé, Veja, Exame, Carta Capital, Mundo Estranho, Superinteressante, Capricho, TodaTeen, Claudia, Correio Braziliense, Estado de Minas, Folha de São Paulo, O Estado de São Paulo, O Globo etc. Algumas escolas assinam jornais e revistas, verifique se é o caso da sua e reúna algumas para essa atividade.
  • A opção de utilizar materiais impressos e não on-line tem ainda o objetivo de aprender a manipular esses materiais físicos (utilizando o índice, por exemplo) e ter a sensação de ter algo em mãos, o que estimula o lúdico pelo tato, e não somente pela visão.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 33 minutos (slides 4 e 5)

Orientações:

  • Peça que os alunos consultem o material disponível para buscarem as seções de entrevista, e que observem as diversas entrevistas encontradas a fim de responder às duas perguntas do slide.
  • Neste momento, deixe os alunos livres para consultarem o material individualmente, em duplas ou em grupos. Trata-se de uma oportunidade de descobrir aspectos do texto respeitando o perfil científico dos alunos: alguns preferem o trabalho individual, outros, a troca de ideias com colegas.
  • Conclua essa fase da aula com uma conversa sobre as descobertas dos alunos. Procure ouvi-los sem corrigir ou explicar algo sobre a construção composicional do gênero. Lembre-se de que este é o momento de expor as reflexões e hipóteses somente. Construção composicional é a organização interna de um determinado gênero que nos permite rapidamente reconhecê-lo. A construção composicional, o conteúdo temático e o estilo são os pilares que constroem as características relativamente estáveis dos textos que nele se enquadram. Desse modo, espera-se, nessa atividade, que os alunos observem aspectos como título, frases em destaque, fotos, recursos de destaque como negrito e itálico, divisão interna do texto etc.
  • Faça perguntas como: “O que vocês observaram que a maioria das entrevistas têm?”; “Como conseguimos perceber que é uma entrevista sem ler o nome da seção?”; “Toda entrevista tem foto?”; “O que há nessa foto?”; “Como começa uma entrevista?”; “O que as entrevistas têm de diferente em relação a outros textos?”.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Peça que os alunos voltem a observar o material disponível, mas agora com outro objetivo: identificar que partes compõem a entrevista. Espera-se que os alunos identifiquem que há uma bipartição da entrevista: a introdução/apresentação sobre o entrevistado; e a entrevista propriamente dita, com os turnos de fala do entrevistador (com perguntas prevalentemente) e do entrevistado (com respostas prevalentemente).
  • É possível que os alunos enxerguem mais “partes” se considerarem cada pergunta e resposta como uma parte. Se isso ocorrer, explique que são divisões internas de uma mesma parte, pois têm as mesmas características. É possível ainda que os alunos considerem elementos do paratexto (título, frases em destaque, foto, nome do autor, nome do entrevistado, etc.) como partes do texto. Nesse caso, concorde que são elementos do texto, considerados acessórios, por não comporem o texto principal.
  • Toda descoberta dos alunos deve ser recebida de forma positiva, ainda que não se trate de uma conclusão relevante ou exata. Complemente as descobertas dos alunos, se necessário.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Distribua a atividade impressa para os alunos disponível nos Materiais Complementares.
  • Diga aos alunos que eles devem registrar o que descobriram de duas formas. Na primeira, explicando por escrito como a entrevista se organiza. Na segunda, indicando os elementos que compõem a página da entrevista na ilustração.
  • Para encerrar, peça que um aluno (ou alguns, dependendo do tempo disponível) leia o que escreveu e diga que partes indicou na ilustração/imagem.
  • Complemente as informações, caso necessário e cheque as respostas com as sugestões encontradas em Resolução da Atividade.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é quarta aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero entrevista e no campo de atuação jornalístico/midiático. A aula faz parte do módulo de análise linguística e semiótica.

Materiais necessários: diversas revistas e/ou jornais que contenham entrevistas; fotocópias da atividade.

Informações sobre o gênero: a entrevista é um gênero de caráter interacional, geralmente entre duas pessoas, organizado em turnos com uma pequena introdução sobre o entrevistado e o tema. O intercâmbio pode ser registrado em áudio e/ou vídeo e, assim, ser exibido nos suportes em que a linguagem audiovisual permitida, ou também pode ser posteriormente transcrita e editada para publicação por escrito. A entrevista ainda pode ser feita com a interação já por escrito (por e-mail, por exemplo). O objetivo desse gênero é obter informações sobre a pessoa entrevistada ou sobre um tema/fato que a envolva. Para mais informações sobre o gênero: MEDINA, C. Entrevista: o diálogo possível. São Paulo: Ática, 1986.

Dificuldades antecipadas: os alunos podem não perceber a bipartição da entrevista; se confundir com a variação de organização em turnos de fala; e ter dificuldade ao manusear jornais e revistas para encontrar a seção específica de entrevistas.

Referências sobre o assunto:

CERQUEIRA NETO, J. C.; SANTOS, A. P. A entrevista como um gênero do discurso: conceitos e fundamentos. In: Travessias, v. 11, pp. 244-269, 2017. Disponível em: <http://saber.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/16207/11316>. Acesso em: 8 de set. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

  • Diga aos alunos que farão uma atividade de exploração científica em que eles serão os pesquisadores.
  • Aqui pretende-se mostrar aos alunos que não só quem trabalha com as ciências biológicas é cientista, como prevê o senso comum. Nesta aula o objetivo é dar uma amostra de como é o trabalho de investigação científica em uma área de humanidades e as pesquisas com o texto na área de linguagens.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

  • Peça aos alunos que organizem a sala para criar um ambiente descontraído e lúdico. Afaste as carteiras, convide a todos a se sentarem no chão (inicialmente em um grande círculo) e disponha diversas revistas e jornais no centro, que podem ser trazidas pelo professor e/ou pelos alunos. Outra possibilidade seria, se disponível, ir a uma biblioteca com hemeroteca para realizar a atividade. Essa disposição da sala e dos alunos sugere um ambiente diferente do padrão das aulas expositivas e promove mais liberdade e mobilidade, fatores que propiciam um olhar investigativo.
  • Verifique se a maioria dos materiais selecionados contém a seção de entrevistas (não há problemas se alguns materiais não possuir uma entrevista, pois não encontrar o que se procura faz parte do processo de pesquisa). Procure variar os tipos de jornais e revistas. Caso precise de sugestões, busque os seguintes títulos: Istoé, Veja, Exame, Carta Capital, Mundo Estranho, Superinteressante, Capricho, TodaTeen, Claudia, Correio Braziliense, Estado de Minas, Folha de São Paulo, O Estado de São Paulo, O Globo etc. Algumas escolas assinam jornais e revistas, verifique se é o caso da sua e reúna algumas para essa atividade.
  • A opção de utilizar materiais impressos e não on-line tem ainda o objetivo de aprender a manipular esses materiais físicos (utilizando o índice, por exemplo) e ter a sensação de ter algo em mãos, o que estimula o lúdico pelo tato, e não somente pela visão.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 33 minutos (slides 4 e 5)

Orientações:

  • Peça que os alunos consultem o material disponível para buscarem as seções de entrevista, e que observem as diversas entrevistas encontradas a fim de responder às duas perguntas do slide.
  • Neste momento, deixe os alunos livres para consultarem o material individualmente, em duplas ou em grupos. Trata-se de uma oportunidade de descobrir aspectos do texto respeitando o perfil científico dos alunos: alguns preferem o trabalho individual, outros, a troca de ideias com colegas.
  • Conclua essa fase da aula com uma conversa sobre as descobertas dos alunos. Procure ouvi-los sem corrigir ou explicar algo sobre a construção composicional do gênero. Lembre-se de que este é o momento de expor as reflexões e hipóteses somente. Construção composicional é a organização interna de um determinado gênero que nos permite rapidamente reconhecê-lo. A construção composicional, o conteúdo temático e o estilo são os pilares que constroem as características relativamente estáveis dos textos que nele se enquadram. Desse modo, espera-se, nessa atividade, que os alunos observem aspectos como título, frases em destaque, fotos, recursos de destaque como negrito e itálico, divisão interna do texto etc.
  • Faça perguntas como: “O que vocês observaram que a maioria das entrevistas têm?”; “Como conseguimos perceber que é uma entrevista sem ler o nome da seção?”; “Toda entrevista tem foto?”; “O que há nessa foto?”; “Como começa uma entrevista?”; “O que as entrevistas têm de diferente em relação a outros textos?”.
Slide Plano Aula

Orientações:

  • Peça que os alunos voltem a observar o material disponível, mas agora com outro objetivo: identificar que partes compõem a entrevista. Espera-se que os alunos identifiquem que há uma bipartição da entrevista: a introdução/apresentação sobre o entrevistado; e a entrevista propriamente dita, com os turnos de fala do entrevistador (com perguntas prevalentemente) e do entrevistado (com respostas prevalentemente).
  • É possível que os alunos enxerguem mais “partes” se considerarem cada pergunta e resposta como uma parte. Se isso ocorrer, explique que são divisões internas de uma mesma parte, pois têm as mesmas características. É possível ainda que os alunos considerem elementos do paratexto (título, frases em destaque, foto, nome do autor, nome do entrevistado, etc.) como partes do texto. Nesse caso, concorde que são elementos do texto, considerados acessórios, por não comporem o texto principal.
  • Toda descoberta dos alunos deve ser recebida de forma positiva, ainda que não se trate de uma conclusão relevante ou exata. Complemente as descobertas dos alunos, se necessário.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • Distribua a atividade impressa para os alunos disponível nos Materiais Complementares.
  • Diga aos alunos que eles devem registrar o que descobriram de duas formas. Na primeira, explicando por escrito como a entrevista se organiza. Na segunda, indicando os elementos que compõem a página da entrevista na ilustração.
  • Para encerrar, peça que um aluno (ou alguns, dependendo do tempo disponível) leia o que escreveu e diga que partes indicou na ilustração/imagem.
  • Complemente as informações, caso necessário e cheque as respostas com as sugestões encontradas em Resolução da Atividade.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 6º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 6º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP16 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano