13743
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Plano de aula - Atividade de compreensão textual do gênero conto popular afro-brasileiro

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 5º ano do Fundamental sobre conto afro-brasileiro e sua compreensão

Plano 03 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Fabiana Júlia de Araújo Tenório

 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é terceira aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero conto popular afro-brasileiro e no campo de atuação Artístico-literário / Vida cotidiana / Todos os campos. A aula faz parte do módulo de Leitura.

Materiais necessários: Texto “Ossain dono das ervas e médico da religião africana no Brasil” impresso para os alunos. Caso o professor venha acompanhando essa sequência de atividades, os alunos já receberam o texto na primeira aula desta sequência. Basta lembrá-los de trazer para esta aula.

Informações sobre o gênero: Os contos populares são textos narrativos carregados do imaginário popular. Através deles, cada comunidade transmite valores, crenças e saberes. Os contos afro-brasileiros têm, além dessas, características próprias da literatura afro-brasileira e não podem prescindir da afrodescendência através de uma voz autoral, um tema, uma linguagem, um público-alvo e um lugar de enunciação (DUARTE, 2010). Esses elementos compõem um gênero de importância ideológica, histórica e literária.

Dificuldades antecipadas: Alunos com pequeno grau de autonomia na leitura e na escrita podem ter dificuldade com a atividade.

Referências sobre o assunto:

ABÍLIO, E. C.; MATTOS, M. S. de. Letramento e leitura da literatura. In; CARVALHO, M. A. F. de & MENDONÇA, R. H. (org.) Práticas de leitura e escrita. Ministério da Educação. Brasília, 2006.

KLEIMAN, A. Oficina de Leitura: teoria e prática. Campinas: Pontes/Editora Unicamp, 1993.

Contos afro-brasileiros do Mestre Didi: http://revistavozes.uespi.br/ojs/index.php/revistavozes/article/view/133

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Apresente a proposta da aula: aprofundar a compreensão do texto utilizado na aula anterior “Ossain, dono das ervas e médico da religião africana no Brasil” (link para o texto) e reconhecer as características principais do gênero, através de uma atividade de interpretação com perguntas.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

Orientações:

  • Retome o conto “Ossain dono das ervas e médico da religião africana no Brasil”. A partir da memória dos alunos, reativada com as perguntas propostas neste slide, explique o que é conto popular: Textos que se caracterizam por sua antiguidade, seu anonimato, sua divulgação persistente de geração em geração, levando ensinamentos morais, costumes e crenças de uma comunidade. Sua divulgação é, inicialmente, oral e traz influências das mais diversas culturas (indígena, africana, europeia) (ABÍLIO; MATTOS, 2006). Depois, amarre a ideia de que temos um conto popular afro-brasileiro. Os contos afro-brasileiros têm, além dessas, características próprias da literatura afro-brasileira e não podem prescindir da afrodescendência através de uma voz autoral, um tema, uma linguagem, um público-alvo e um lugar de enunciação (DUARTE, 2010). Esses elementos compõem um gênero de importância ideológica, histórica e literária.
  • Se essa for a primeira vez que os alunos têm contato com a história, faça com eles a leitura em voz alta, identificando as principais informações para a compreensão do texto. Em seguida, siga a mesma orientação sobre a reflexão do gênero conto, conto popular e conto popular afro-brasileiro.

Material complementar:

Para acessar o texto, clique aqui.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos

Orientações:

  • Explique que os alunos irão encontrar informações no texto que já foi lido. É importante que estejam com o texto em mãos para maior autonomia nas consultas aos trechos escolhidos. Caso o professor esteja acompanhando essa sequência de atividades, os alunos receberam a cópia do texto na aula 1. Se esta for a primeira aula sobre o conto, é necessário entregar uma cópia do conto aos alunos.

Para Kleiman (1993), referência citada no primeiro slide, é no momento de perceber os aspectos do texto, no momento da “conversa” com o autor, quando se confronta o que está escrito com o que fica implícito, que se efetiva a compreensão.

É importante ressaltar que a atividade de compreensão de texto, presente neste plano, vem sendo maturada ao longo das duas aulas anteriores. Uma vez conhecido o gênero conto popular afro-brasileiro, o vocabulário próprio dessa literatura, o ponto de vista do narrador afrodescendente, o enredo do conto e as partes que o compõem (conteúdos dos planos anteriores), a atividade escrita deste plano representa uma atividade de maior complexidade nesse módulo de Leitura.

2. Motive os alunos a perceberem as informações. A interação pode ser dirigida assim: “Vamos descobrir algumas informações no texto. Observem esse trecho e pensem comigo...podemos dizer onde Ossain morava? Quantos irmãos tinha? Onde ele gostava de ficar? Essas informações estão escritas no texto? Agora, vamos pensar: considerando tudo que descobrimos sobre Ossain nesse pequeno trecho, qual seria o sentido da palavra devotado? Vamos substituir por outras palavras para perceber se o sentido está correto na história de Ossain. Poderia ser “descuidado”? Ou poderia ser “desatento”? O que poderia significar devotado às matas?”

3. Espere que eles levantem hipóteses e só depois dê um significado (que pode ter aparecido entre as falas dos alunos ou não). “Pode significar dedicado às matas? Essa informação está escrita no texto? E para descobri-la, o que nós precisamos fazer?”

Materiais complementares:

Sobre as informações implícitas: Glossário Ceale

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

Orientações:

  • Leia outro trecho do texto e faça a pergunta seguinte aos alunos: Como podemos explicar o fato de ele ser o médico de todos os moradores aos dez anos? A interação pode ser dirigida assim: “Será que apenas lendo o que está escrito no texto temos como descobrir como Ossain se tornou médico aos dez anos? Essa informação está escrita no texto?”
  • Leia para eles, após pergunta, a informação seguinte: “Nos ritos religiosos afro-brasileiros, Orixá é a personificação divina das forças da natureza. Ossain é o Orixá da cura.”
  • Retome com os alunos a pergunta no slide e dialogue com eles sobre qual a relação que veem entre a definição da palavra “Orixá” e o fato de Ossain ser médico de todos os moradores da cidade com a idade de dez anos. Feche a informação dizendo que, desde a infância, Ossain conhecia muito bem as plantas medicinais, pois se dedicava às matas, gostava de estar entre as plantas, árvores e se tornou conhecedor de todas elas. Assim, ele já podia indicar qual planta poderia servir para as doenças da comunidade. Isso fez dele alguém em quem os moradores confiavam. A palavra médico, então, está vinculada a esse sentido de cura, de orientar a erva certa para cada doença, pois antigamente, antes mesmo das faculdades de medicina, nossos antepassados já utilizavam as plantas medicinais. Hoje, ainda temos esse hábito de tomar um chá para passar doenças ou sintomas mais simples, porém, no caso de Ossain, essa estreita relação com as matas já evidenciava que ele era um menino diferente.
  • Questione os alunos: “o que foi necessário para conseguirmos responder a pergunta no slide? A informação estava escrita no texto?”
  • Explique para a turma que, quando lemos, algumas informações estão escritas no texto, enquanto outras precisamos descobrir a partir do nosso conhecimento prévio; também podemos pesquisar assuntos e palavras que não conhecemos para realizarmos associações com o texto e, então, finalmente, podermos compreender o texto de forma mais profunda.

Material complementar:

Segundo o dicionário Caldas Aulete Digital (acesso em 27 de agosto de 2018), a palavra Orixá significa, “entre os iorubás e nos ritos religiosos afro-brasileiros, personificação divina das forças da natureza.”

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações:

  • Forme duplas para que respondam à atividade escrita. A formação de duplas permite a interação e a partilha de ideias, além de favorecer a aprendizagem dos alunos que possuem menos autonomia na leitura e escrita.
  • Dê tempo para que eles discutam e respondam às questões.
  • Escute as respostas dos alunos e direcione a resolução final das perguntas.
  • Aproveite esse momento de socialização para ir reforçando as pistas textuais e os conhecimentos de mundo mobilizados pelos alunos.

Materiais complementares:

Perguntas: Atividade para impressão

Resolução da atividade: Resolução

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

  • Encerre essa aula (e o módulo de leitura) solicitando que os alunos façam uma memória do que aprenderam.
  • Preencha no quadro uma tabela com a síntese do que eles disserem, conforme está nesse slide.
  • Reforce que o que caracteriza um conto popular é sua antiguidade, o anonimato e a divulgação. (ABÍLIO; MATTOS, 2006) Já o conto popular afro-brasileiro precisa, além dessas características, ter uma voz autoral afrodescendente, uma linguagem própria da cultura afro, além de uma temática vinculada a sua cultura.
  • Peça que os alunos anotem no caderno a memória de aula com data: Contos Populares Afro-brasileiros - Aula 3.
  • Elogie o trabalho de interpretação que os alunos realizaram e motive-os para o trabalho com os elementos da narrativa na próxima aula.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é terceira aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero conto popular afro-brasileiro e no campo de atuação Artístico-literário / Vida cotidiana / Todos os campos. A aula faz parte do módulo de Leitura.

Materiais necessários: Texto “Ossain dono das ervas e médico da religião africana no Brasil” impresso para os alunos. Caso o professor venha acompanhando essa sequência de atividades, os alunos já receberam o texto na primeira aula desta sequência. Basta lembrá-los de trazer para esta aula.

Informações sobre o gênero: Os contos populares são textos narrativos carregados do imaginário popular. Através deles, cada comunidade transmite valores, crenças e saberes. Os contos afro-brasileiros têm, além dessas, características próprias da literatura afro-brasileira e não podem prescindir da afrodescendência através de uma voz autoral, um tema, uma linguagem, um público-alvo e um lugar de enunciação (DUARTE, 2010). Esses elementos compõem um gênero de importância ideológica, histórica e literária.

Dificuldades antecipadas: Alunos com pequeno grau de autonomia na leitura e na escrita podem ter dificuldade com a atividade.

Referências sobre o assunto:

ABÍLIO, E. C.; MATTOS, M. S. de. Letramento e leitura da literatura. In; CARVALHO, M. A. F. de & MENDONÇA, R. H. (org.) Práticas de leitura e escrita. Ministério da Educação. Brasília, 2006.

KLEIMAN, A. Oficina de Leitura: teoria e prática. Campinas: Pontes/Editora Unicamp, 1993.

Contos afro-brasileiros do Mestre Didi: http://revistavozes.uespi.br/ojs/index.php/revistavozes/article/view/133

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Apresente a proposta da aula: aprofundar a compreensão do texto utilizado na aula anterior “Ossain, dono das ervas e médico da religião africana no Brasil” (link para o texto) e reconhecer as características principais do gênero, através de uma atividade de interpretação com perguntas.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

Orientações:

  • Retome o conto “Ossain dono das ervas e médico da religião africana no Brasil”. A partir da memória dos alunos, reativada com as perguntas propostas neste slide, explique o que é conto popular: Textos que se caracterizam por sua antiguidade, seu anonimato, sua divulgação persistente de geração em geração, levando ensinamentos morais, costumes e crenças de uma comunidade. Sua divulgação é, inicialmente, oral e traz influências das mais diversas culturas (indígena, africana, europeia) (ABÍLIO; MATTOS, 2006). Depois, amarre a ideia de que temos um conto popular afro-brasileiro. Os contos afro-brasileiros têm, além dessas, características próprias da literatura afro-brasileira e não podem prescindir da afrodescendência através de uma voz autoral, um tema, uma linguagem, um público-alvo e um lugar de enunciação (DUARTE, 2010). Esses elementos compõem um gênero de importância ideológica, histórica e literária.
  • Se essa for a primeira vez que os alunos têm contato com a história, faça com eles a leitura em voz alta, identificando as principais informações para a compreensão do texto. Em seguida, siga a mesma orientação sobre a reflexão do gênero conto, conto popular e conto popular afro-brasileiro.

Material complementar:

Para acessar o texto, clique aqui.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos

Orientações:

  • Explique que os alunos irão encontrar informações no texto que já foi lido. É importante que estejam com o texto em mãos para maior autonomia nas consultas aos trechos escolhidos. Caso o professor esteja acompanhando essa sequência de atividades, os alunos receberam a cópia do texto na aula 1. Se esta for a primeira aula sobre o conto, é necessário entregar uma cópia do conto aos alunos.

Para Kleiman (1993), referência citada no primeiro slide, é no momento de perceber os aspectos do texto, no momento da “conversa” com o autor, quando se confronta o que está escrito com o que fica implícito, que se efetiva a compreensão.

É importante ressaltar que a atividade de compreensão de texto, presente neste plano, vem sendo maturada ao longo das duas aulas anteriores. Uma vez conhecido o gênero conto popular afro-brasileiro, o vocabulário próprio dessa literatura, o ponto de vista do narrador afrodescendente, o enredo do conto e as partes que o compõem (conteúdos dos planos anteriores), a atividade escrita deste plano representa uma atividade de maior complexidade nesse módulo de Leitura.

2. Motive os alunos a perceberem as informações. A interação pode ser dirigida assim: “Vamos descobrir algumas informações no texto. Observem esse trecho e pensem comigo...podemos dizer onde Ossain morava? Quantos irmãos tinha? Onde ele gostava de ficar? Essas informações estão escritas no texto? Agora, vamos pensar: considerando tudo que descobrimos sobre Ossain nesse pequeno trecho, qual seria o sentido da palavra devotado? Vamos substituir por outras palavras para perceber se o sentido está correto na história de Ossain. Poderia ser “descuidado”? Ou poderia ser “desatento”? O que poderia significar devotado às matas?”

3. Espere que eles levantem hipóteses e só depois dê um significado (que pode ter aparecido entre as falas dos alunos ou não). “Pode significar dedicado às matas? Essa informação está escrita no texto? E para descobri-la, o que nós precisamos fazer?”

Materiais complementares:

Sobre as informações implícitas: Glossário Ceale

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

Orientações:

  • Leia outro trecho do texto e faça a pergunta seguinte aos alunos: Como podemos explicar o fato de ele ser o médico de todos os moradores aos dez anos? A interação pode ser dirigida assim: “Será que apenas lendo o que está escrito no texto temos como descobrir como Ossain se tornou médico aos dez anos? Essa informação está escrita no texto?”
  • Leia para eles, após pergunta, a informação seguinte: “Nos ritos religiosos afro-brasileiros, Orixá é a personificação divina das forças da natureza. Ossain é o Orixá da cura.”
  • Retome com os alunos a pergunta no slide e dialogue com eles sobre qual a relação que veem entre a definição da palavra “Orixá” e o fato de Ossain ser médico de todos os moradores da cidade com a idade de dez anos. Feche a informação dizendo que, desde a infância, Ossain conhecia muito bem as plantas medicinais, pois se dedicava às matas, gostava de estar entre as plantas, árvores e se tornou conhecedor de todas elas. Assim, ele já podia indicar qual planta poderia servir para as doenças da comunidade. Isso fez dele alguém em quem os moradores confiavam. A palavra médico, então, está vinculada a esse sentido de cura, de orientar a erva certa para cada doença, pois antigamente, antes mesmo das faculdades de medicina, nossos antepassados já utilizavam as plantas medicinais. Hoje, ainda temos esse hábito de tomar um chá para passar doenças ou sintomas mais simples, porém, no caso de Ossain, essa estreita relação com as matas já evidenciava que ele era um menino diferente.
  • Questione os alunos: “o que foi necessário para conseguirmos responder a pergunta no slide? A informação estava escrita no texto?”
  • Explique para a turma que, quando lemos, algumas informações estão escritas no texto, enquanto outras precisamos descobrir a partir do nosso conhecimento prévio; também podemos pesquisar assuntos e palavras que não conhecemos para realizarmos associações com o texto e, então, finalmente, podermos compreender o texto de forma mais profunda.

Material complementar:

Segundo o dicionário Caldas Aulete Digital (acesso em 27 de agosto de 2018), a palavra Orixá significa, “entre os iorubás e nos ritos religiosos afro-brasileiros, personificação divina das forças da natureza.”

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações:

  • Forme duplas para que respondam à atividade escrita. A formação de duplas permite a interação e a partilha de ideias, além de favorecer a aprendizagem dos alunos que possuem menos autonomia na leitura e escrita.
  • Dê tempo para que eles discutam e respondam às questões.
  • Escute as respostas dos alunos e direcione a resolução final das perguntas.
  • Aproveite esse momento de socialização para ir reforçando as pistas textuais e os conhecimentos de mundo mobilizados pelos alunos.

Materiais complementares:

Perguntas: Atividade para impressão

Resolução da atividade: Resolução

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

  • Encerre essa aula (e o módulo de leitura) solicitando que os alunos façam uma memória do que aprenderam.
  • Preencha no quadro uma tabela com a síntese do que eles disserem, conforme está nesse slide.
  • Reforce que o que caracteriza um conto popular é sua antiguidade, o anonimato e a divulgação. (ABÍLIO; MATTOS, 2006) Já o conto popular afro-brasileiro precisa, além dessas características, ter uma voz autoral afrodescendente, uma linguagem própria da cultura afro, além de uma temática vinculada a sua cultura.
  • Peça que os alunos anotem no caderno a memória de aula com data: Contos Populares Afro-brasileiros - Aula 3.
  • Elogie o trabalho de interpretação que os alunos realizaram e motive-os para o trabalho com os elementos da narrativa na próxima aula.
Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Leitura/Escuta do 5º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 5º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF35LP03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF35LP04 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF35LP05 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF15LP01 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF35LP06 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF15LP02 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano