13601
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Atividade - Massageando uns aos outros

Proponha que as crianças façam massagens umas nas outras como estratégia para se acalmarem após brincadeiras intensas

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Sandra Bonotto

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Esta atividade deve ser realizada após um momento em que as crianças encontram-se mais agitadas, como após realizarem brincadeiras de expansão corporal ou algum momento de parque.Caso queira pesquisar mais sobre o assunto para ampliar o repertório de massagem com as crianças, o vídeo Relaxamento Infantil oferece algumas sugestões de estratégias e materiais que podem ser explorados.

A forma de organização da atividade precisa garantir maior experienciação das crianças, o que é apresentado nesta proposta.

Materiais:

Cesta de materiais que as crianças possam utilizar para se massagear, como bolinhas de texturas diversas, carrinhos, tecidos, entre outros. Outros objetos, disponíveis na sala ou mochilas podem ser integrados pelas próprias crianças durante a atividade.

Pode dispor de tapetes, colchonetes e almofadas, para as crianças terem opções de escolha em relação a organização da proposta. Caso elas manifestem interesse por algum recurso musical que favoreça o relaxamento, selecione previamente músicas tranquilas em CDs, rádio ou celular. O celular também pode ser utilizado para registro da experiência em fotos e/ou pequenos vídeos. Caixa de livros para caso alguma criança não queira realizar a massagem. Papel e giz de cera para o desenho (opcional às crianças).

Espaços:

Essa atividade pode ser feita dentro da sala ou em algum outro espaço onde as crianças possam se organizar para relaxar. Ela começa com uma roda envolvendo todo o grupo. Posteriormente, as crianças se reunirão em pares ou trios para massagearem umas às outras ou individualmente, caso prefiram ter este momento sozinhas. É interessante deixar um espaço livre de móveis para organizar este momento da massagem.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 40 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Na etapa inicial, quais são as alternativas de ações e materiais para a realização da massagem propostas pelas crianças?

2. É possível observar atenção, cuidado e respeito com o outro na interação entre os pares? As crianças se organizam de forma a garantir a experiência de cada uma com a massagem? Como lidam com os conflitos?

3. A experiência é proveitosa para que as crianças se acalmem após uma atividade corporal e para refletirem sobre o controle e adequação no uso do seu corpo?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo.

Organize o espaço de forma que todos possam participar. Esta proposta permite que as crianças exerçam sua autonomia, com participação ativa na organização da própria atividade. Esteja atento para que sejam valorizadas as diferentes ações e interesses de todas as crianças, seja massageando ou recebendo massagem, organizando o espaço e os materiais ou oferecendo apoio necessário e respeito àquelas que não quiserem se envolver na situação.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Reúna as crianças e conte que você observou algo e que precisa da ajuda delas para resolvê-lo. Você percebeu que voltaram do parque muito agitadas e que precisam pensar em modos para relaxar de forma que fiquem mais tranquilas na sala.

Escute e observe as reações e falas das crianças e interaja, a partir delas, buscando valorizar suas ideias e opiniões e garantindo que possam se comunicar e conversar a partir do que estão trazendo.

Possíveis falas do professor neste momento: Nossa, crianças! Nós brincamos muito no parque e estamos todos bem cansados e agitados, não é mesmo? O que vocês acham que podemos fazer para nos relaxarmos? Será que uma massagem bem gostosa pode ajudar?


2

Convide as crianças para pensar em como poderiam relaxar com estratégias de massagem, de forma que elas organizem a sala para esta vivência. Deixe que emerja do grupo as propostas de organização. Incentive a pensarem na disposição dos móveis, objetos e ações que podem utilizar.Proponha que uma criança possa fazer a massagem no outro colega e depois ser massageada por ele. Diga que, para auxiliá-las, já deixou algumas coisas separadas (almofadas, tapetes, rádio, dentre outros) e trouxe uma cesta com objetos que poderão utilizar. Elas também podem buscar outros que desejarem pela sala, em suas coisas pessoais etc. Acolha e valorize as sugestões das crianças. Combine com elas que, para que tenham tempo de realizar a massagem, terão10minutos para a organização da sala. Relembre ocasionalmente a contagem do tempo para que elas possam se programar.

Possíveis ações da criança neste momento: Uma criança pega um colchonete e diz que prefere receber a sua massagem deitada utilizando bichos de pelúcia. A professora concorda e ressalta que cada um pode escolher a forma que se sente mais à vontade para receber a massagem dos colegas.


3

Assim que o espaço estiver pronto, comece a falar em voz baixa, buscando entrar no clima de relaxamento. Proponha que as crianças se organizem em duplas ou trios e conversem sobre como podem interagir durante a experiência da massagem. Caso nenhuma criança proponha, pergunte se elas não gostariam de ouvir uma música calma, para deixar o momento mais gostoso. Apresente as músicas que selecionou previamente para que escolham qual desejam ouvir.

Fazer combinados antes de iniciar a massagem colabora com a autonomia e o respeito durante a experiência. Exemplos: tocar o outro com cuidado, estar atento ao colega para confirmar se ele está gostando ou não de seu gesto, quem irá massagear primeiro, ficar em silêncio etc. Até mesmo respeitar se algum colega não quiser ser massageado.


4

Como este é o momento das crianças se massagearem, aproveite para observar o que elas fazem durante a atividade: gestos, expressões, iniciativas de interação e se utilizam ou não os objetos disponíveis. Você pode demonstrar alguns movimentos de massagem para as crianças, fazendo em si mesmo ou em alguém da turma, para que possam ampliar o repertório. Aproveite para registrar, se possível por meio de fotos ou vídeos, as interações que estão acontecendo para compartilhar a experiência com as próprias crianças e suas famílias em outro momento. Apoie suas ações e procure reagir sempre a partir de suas iniciativas, evitando ao máximo se antecipar às ações das crianças. Todos precisam ter a chance de vivenciar o momento, seja massageando a si, aos amigos, observando, imitando ou se divertindo. Se alguma criança não desejar participar da forma que foi combinada com o grupo, garanta que possa participar de outra forma. Ela pode realizar a massagem nela mesma, te auxiliar no registro com as fotos ou realizar outra alternativa de atividade calmante, como a de manusear algum livro de seu interesse.


5

Auxilie as crianças no controle do tempo para que elas possam se organizar, garantindo que todas que desejarem tenham a oportunidade de fazer e receber a massagem. Quando estiver chegando próximo do momento de finalizar a atividade, fale que, em cinco minutos, vocês irão começar a guardar os materiais e depois irão conversar para socializar as impressões sobre a experiência. Fale novamente em três minutos. Passados os cinco minutos, comente que chegou o momento de todas juntas organizarem a sala e os materiais no lugar indicado por você.


Para finalizar:

Convide as crianças para uma nova roda de conversa no grande grupo para compartilharem como foi realizar este momento de massagem, o que acharam desta experiência, o que sentiram ao realizar e receber a massagem etc. Ofereça os papéis e giz de cera para aquelas que desejarem fazer um desenho sobre a vivência da massagem. Escute as crianças e apoie que elas conversem entre si. Observe as reações durante a conversa ou o desenho. Busque sempre falar a partir do que as crianças trazem, valorizando suas ideias e apoiando que o grupo interaja em uma conversa coletiva.

Desdobramentos

Caso haja possibilidade dentro de sua rotina e de acordo com o envolvimento e interesse das crianças, é possível combinar com elas que o momento de relaxamento seja permanente após o parque ou alguma outra atividade de expansão corporal. Dessa forma você possibilitará que as crianças regulem sua agitação. A cada experiência, vocês podem inovar propiciando novos materiais, objetos ou músicas que podem ser somadas ao repertório das vivências já experienciadas. Também é possível explorar esta vivência em um outro local, como em alguma área externa ou com gramado. É interessante possibilitar um momento inicial de reavaliação da experiência anterior, para que as crianças se lembrem das interações que foram agradáveis e até mesmo manifestarem o que não gostariam de repetir.Para isso, podem utilizar as fotos e vídeos de seu registro.

Engajando as famílias

Possibilitar que as crianças avaliem seus sentimentos e se auto regulem quando estão mais agitadas é um processo importante na educação infantil e as famílias são parceiras importantes neste momento. Você pode se aproveitar de momentos como reuniões com as famílias ou organizar, com as crianças, algumas perguntas para pesquisas bem simples. Busque saber quais são as estratégias que utilizam em casa como na hora de dormir ou alguma outra situação que exige maior tranquilidade.

É importante compartilhar este novo repertório que as crianças têm vivenciado na escola, podendo socializar os registros das fotos e dos pequenos vídeos que foram realizados durante a atividade. Ao levar seus desenhos para casa, as crianças podem contar aos familiares sobre a experiência de massagem.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

ATIVIDADES DE Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses) :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03EO01 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03EO03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03CG02 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano