13445
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Plano de aula - A finalidade dos textos instrucionais no cotidiano

POR: Amara Maria Bicudo De Souza 25/11/2018
Código: LPO2_01SQA02

2º ano / Língua Portuguesa / Sequência de Atividades

Plano de aula alinhado à BNCC:

(EF12LP04) Ler e compreender, em colaboração com os colegas e com a ajuda do professor ou já com certa autonomia, listas, agendas, calendários, avisos, convites, receitas, instruções de montagem (digitais ou impressos), dentre outros gêneros do campo da vida cotidiana, considerando a situação comunicativa e o tema/assunto do texto e relacionando sua forma de organização à sua finalidade.

(EF15LP03) Localizar informações explícitas em textos.

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 2º ano do Fundamental sobre instruções de montagem e seu uso no cotidiano

 

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é a 2ª aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Instruções de Montagem e no campo de atuação da vida cotidiana. A aula faz parte do módulo de leitura.

Materiais necessários: Folhas xerografadas, papel dobradura (cortados em formato de quadrado e de retângulo) e textos digitados em fonte maior ou cópia dos textos ampliados.

Informações sobre o gênero: Esse gênero textual tem características bem específicas. Ele se apoia em frases curtas elencadas por meio de letras ou números, verbo no imperativo ou no infinitivo, sequências de ações que demandam recomendações para cada passo a ser realizado. O gênero “ Instruções de Montagem” apresenta, portanto, uma série de orientações que devem ser seguidas por quem deseja criar algo. Em geral, o texto é composto pelo título - o nome do objeto a ser confeccionado, a lista dos materiais necessários, a que se seguem as orientações de como se confecciona.

Dificuldades antecipadas: Numa sala de 2º ano, os alunos ainda estão em processo de alfabetização, dessa forma, há alunos em diferentes etapas da hipótese de escrita. Como será solicitada a leitura de um texto, é provável que os alunos que ainda não lêem apresentem dificuldade na realização da proposta. É possível, também, que alguns alunos apresentem dificuldade na execução da dobradura, visto que envolve habilidade manual com a qual nem toda criança está familiarizada.

Referências sobre o assunto:

GARCIA-REIS, Andreia Rezende; BOTELHO, Laura Silveira; MAGALHÃES, Tânia Guedes (Orgs.) Leitura e escrita de textos instrucionais. Recife: Pipa Comunicação, 2017. p. 69 - 96.

SCHNEUWLY, B.;DOLZ, J.et al. Os generos escolares-práticas de linguagem aos objetos de ensino. In.SCHNEUWLY, B.;DOLZ, J. Gêneros orais e escritos na escola. Campinas: Mercado das Letras, 2004.

SANTOS, Carmi Ferraz; MENDONÇA, Marci; CAVALCANTE, Marianne C.B. (Orgs.) Diversidade Textual: o gênero na sala de aula. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

Tempo sugerido: 1 minuto

Orientações: Faça a apresentação da proposta da aula para os alunos e diga que irão trabalhar com o gênero textual “instruções de montagem” para que percebam sua finalidade no cotidiano.

Tempo sugerido: 8 minutos

Antes de iniciar a aula, é importante conhecer o objeto de estudo “Texto de instruções de montagem”. Esse gênero textual tem características bem específicas. Ele se apoia em frases curtas elencadas por meio de letras ou números, verbo no imperativo ou infinitivo, sequências de ações que demandam recomendações para cada passo a ser realizado.

Orientações:

  • Agrupe os alunos em duplas para facilitar a troca de experiências em agrupamentos produtivos (onde alunos com diferentes níveis de conhecimento possam ajudar uns aos outros), visto que se encontram em processo de alfabetização.
  • Inicie a aula dizendo para as crianças que irão trabalhar com dois diferentes textos de instruções de montagem.
  • Resgate com os alunos os conhecimentos prévios sobre a utilidade deste gênero no cotidiano. Nesse momento, os alunos podem fazer várias colocações, inclusive generalizar a ideia de que instruções de montagem referem-se somente à montagem de móveis. Conduza a discussão de maneira que percebam que o gênero “Instruções de Montagem” tem uma amplitude maior e refere-se à montagem de todo e qualquer objeto do dia-a-dia.
  • Apresente dois cartazes com textos de instruções de montagem que poderão ser fixados no quadro e diga que estes textos são os mesmos que eles receberão.

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações:

  • Entregue os dois textos para as duplas. Organize os alunos de maneira que os agrupamentos sejam produtivos e favoreçam a troca de experiências. Nessa etapa, há crianças que já estão apropriadas do Sistema de Escrita Alfabético (SEA) e outras ainda em processo.
  • Peça que façam a leitura dos textos, identificando suas semelhanças (a forma como os textos se apresentam e sua função: os dois textos têm a função de ensinar a fazer uma dobradura e apresentam figuras, os passos a serem realizados em cada figura e os números que indicam a ordem a ser seguida na montagem) e diferenças (como são textos que montam dobraduras diferentes, então as diferenças estão justamente ligadas aos desenhos e descrição dos passos).
  • Nesse momento, circule entre as duplas auxiliando os alunos que realizam leitura sem fluência, fazendo intervenções em relação à compreensão do texto e diagnosticando quais as principais dificuldades ou questionamentos dos alunos durante a realização da atividade. Pode acontecer de alguns alunos se apoiarem somente nas imagens e ignorarem o texto escrito. Essa questão pode ser retomada no fechamento da aula bem como durante as intervenções, pois esse apoio às imagens pode ocorrer por vários motivos, entre outros, pelo fato do aluno ainda não ter se apropriado do Sistema de Escrita Alfabético ou por ser um objeto comum do cotidiano e anteciparem as etapas de montagem.
  • Questione as crianças sobre o assunto do texto, fazendo perguntas tais como:
  • O que estes dois textos de instrução de montagem nos ensinam a construir?
  • Vocês conhecem esses brinquedos? Já construíram ou fizeram?
  • Seguiram os mesmo passos sugeridos nestes textos?
  • O que é igual na organização dos dois textos?
  • Espera-se que os alunos percebam as semelhanças e diferenças entre os textos, que percebam que a função do texto de instrução de montagem é a de ensinar e que os dois textos apresentados cumprem essa função.
  • A conversa deve ser conduzida para que percebam que o texto tem relação com o cotidiano, mostrando que os objetos que são montados ou construídos seguem uma ordem de passos de montagem. Além disso, espera-se que percebam que nos dois textos há presença de título, imagens e etapas de montagem da dobradura.
  • Sendo assim, retome a leitura do texto. Desta vez, releia o texto com as crianças de maneira que enquanto você acompanha e faz a leitura pelos cartazes no quadro as crianças acompanhem a folha xerografada dos textos. Neste momento, indique que o texto pode ser seguido com o dedo, para que as crianças não se percam e percebam a relação fala/escrita, além de localizar a leitura que está sendo feita por você.

Materiais complementares: Para esta aula, recomenda-se a utilização de dois textos de instruções de dobradura. Estes textos podem ser escolhidos de acordo com sua preferência. Para acessar os textos sugeridos para esta aula, “clique aqui

Orientações:

  • Solicite que a turma escolha um dos dois textos para construir a dobradura por meio dos passos de instruções de montagem. Nesse momento pode-se fazer uma votação (as crianças adoram participar ativamente de escolhas de acordo com suas preferências) para definir qual a dobradura que será confeccionada.
  • Leve os papéis previamente preparados para as dobraduras relacionadas aos textos, pois isso facilitará o trabalho e não se perderá o foco principal da aula: ensinar sobre a funcionalidade do gênero instrucional.
  • Peça para que uma dupla por vez faça a leitura em voz alta de uma etapa, para que todos executem as orientações de dobras. Assim, os alunos participam ativamente do processo de confecção da dobradura, utilizam da leitura das etapas para compreender a relação da leitura/escrita e fazem uso do texto de instruções de montagem de acordo com sua função social.
  • Caso haja dúvidas no momento das dobras, releia com a turma a etapa em questão, garantindo que todos compreendam a orientação. É possível que tais dúvidas surjam, devido a algumas dificuldades na fluência e/ou na entonação, comuns em alunos que são leitores há pouco tempo.
  • Ajude as duplas que porventura estiverem com dificuldade em realizar as dobras. Por envolver alguns procedimentos minuciosos, alguns alunos podem apresentar dificuldade na habilidade motora ou mesmo pela falta de compreensão do processo mesmo, o que é natural, principalmente nessa faixa etária. A intervenção do professor será fundamental para que todos confeccionem a dobradura com sucesso.
  • Ao final do processo de instrução, leve-os a perceber que sem o acompanhamento das etapas e das ilustrações não seria possível realizar a dobradura. Além disso, é importante que percebam que numa montagem às vezes se faz necessário reler as etapas para realizá-las com mais precisão e corretamente. Para isso, retome os momentos em que isso se fez necessário durante a montagem da dobradura.

Tempo sugerido: 11 minutos

Orientações:

Já encaminhando a aula para a finalização:

1) Questione os alunos sobre a atividade realizada a partir do texto:

  • Houve dificuldade em realizar a dobradura? Se sim, quais dificuldades foram encontradas? Se não, o que facilitou a realização da dobradura?

Nesse momento, os alunos podem apresentar como resposta que a dificuldade em si está nas dobras de montagem, ou ainda podem apontar a dificuldade na leitura, já que podem haver crianças ainda em processo de alfabetização. Quanto ao que facilitou, espera-se que percebam que relaciona-se ao texto de instrução que ensina como se faz a dobradura com a explicação em texto, bem como as figuras que facilitam a visualização da montagem da dobradura.

  • Seria possível fazer a dobradura sem o texto para ensinar?

Espera-se que os alunos apontem que sem o texto não seria possível a montagem. Eles podem levantar a questão que se alguém soubesse montar não seria necessário o texto, porém, para ensinar, a pessoa precisaria fazer junto a dobradura para ilustrar as etapas.

  • Quais foram as partes do texto que facilitaram a montagem da dobradura?

Nesse texto especificamente, o que facilitou a montagem foram as imagens com o passo a passo de cada dobra. Mas é bom lembrar os alunos que nem todos os textos de instrução apresentam imagens, essa não é uma regra.

  • Além dos textos de instrução de montagem de brinquedos, existem outros textos de instrução? Quais vocês conhecem?

Aqui as crianças podem citar vários textos. Lembre-os que os textos de instruções estão relacionados a ensinar algo. Caso não citem, aponte as bulas que ensinam como tomar um remédio, as instruções de jogos que ensinam como jogar, as receitas que ensinam como preparar um alimento, os textos de montagem que ensinam como montar móveis ou outros objetos, etc.

A ideia é que os alunos percebam que os textos de montagem além de ligados ao cotidiano, tem uma funcionalidade muito específica: ensinar. Além disso, as crianças devem perceber que justamente por ter essa função, os textos de instrução seguem uma sequência de passos e que podem ser de diferentes tipos: bula, receita, instruções de jogos, entre outros.

Este plano de aula foi produzido pelo Time de Autores NOVA ESCOLA
Professor-autor: Amara Souza
Mentor: Anie Paruta
Especialista: Tânia Rios

Título da aula: A finalidade dos textos instrucionais no cotidiano

Finalidade da aula: A partir da comparação entre textos de instruções de montagem, localizar informações que situem sua funcionalidade no cotidiano.

Ano: 2º ano do Ensino Fundamental

Gênero: Instruções de montagem

Objeto(s) do conhecimento: Estratégia de leitura / Compreensão em leitura

Prática de linguagem: Leitura

Habilidade(s) da BNCC: EF15LP03, EF12LP04

Sobre esta aula: esta é a  2ª aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Instruções de Montagem e no campo de atuação da vida cotidiana. A aula faz parte do módulo de leitura.

Materiais necessários: Folhas xerografadas, papel dobradura (cortados em formato de quadrado e de retângulo) e textos digitados em fonte maior ou cópia dos textos ampliados.

Informações sobre o gênero: Esse gênero textual tem características bem específicas. Ele se apoia em frases curtas elencadas por meio de letras ou números, verbo no imperativo ou no infinitivo, sequências de ações que demandam recomendações para cada passo a ser realizado. O gênero “ Instruções de Montagem” apresenta, portanto, uma série de orientações que devem ser seguidas por quem deseja criar algo. Em geral, o texto é composto pelo título - o nome do objeto a ser confeccionado, a lista dos materiais necessários, a que se seguem as orientações de como se confecciona.

Dificuldades antecipadas: Numa sala de 2º ano, os alunos ainda estão em processo de alfabetização, dessa forma, há alunos em diferentes etapas da hipótese de escrita. Como será solicitada a leitura de um texto, é provável que os alunos que ainda não lêem apresentem dificuldade na realização da proposta. É possível, também, que alguns alunos apresentem dificuldade na execução da dobradura, visto que envolve habilidade manual com a qual nem toda criança está familiarizada.

Referências sobre o assunto:

GARCIA-REIS, Andreia Rezende; BOTELHO, Laura Silveira; MAGALHÃES, Tânia Guedes (Orgs.) Leitura e escrita de textos instrucionais. Recife: Pipa Comunicação, 2017. p. 69 - 96.

SCHNEUWLY, B.;DOLZ, J.et al. Os generos escolares-práticas de linguagem aos objetos de ensino. In.SCHNEUWLY, B.;DOLZ, J. Gêneros orais e escritos na escola. Campinas: Mercado das Letras, 2004.

SANTOS, Carmi Ferraz; MENDONÇA, Marci; CAVALCANTE, Marianne C.B. (Orgs.) Diversidade Textual: o gênero na sala de aula. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

AULAS DESSA UNIDADE:

AULAS DESSA DISCIPLINA:

1º Ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

2º Ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

AULAS RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes