13393
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Atividade - Pintura com materiais da natureza

POR: Renata Braga Fonseca 17/11/2018
Código: EDI2_21UND01

Creche / Educação Infantil

Atividade alinhada à BNCC:

(EI02ET05) Classificar objetos, considerando determinado atributo (tamanho, peso, cor, forma etc.).

(EI02TS02) Utilizar materiais variados com possibilidades de manipulação (argila, massa de modelar), explorando cores, texturas, superfícies, planos, formas e volumes ao criar objetos tridimensionais.

(EI02ET01) Explorar e descrever semelhanças e diferenças entre as características e propriedades dos objetos (textura, massa, tamanho).

Plano de atividades de Educação Infantil com atividades para Crianças bem Pequenas sobre a Utilização de materiais variados para pintura

Resumo

ilustracao

Crianças usam galhos, folhas e outras coisas coletadas no parque para suas produções artísticas.

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Para a feitura da atividade, é importante que as crianças tenham realizado anteriormente uma coleta de materiais da natureza, que poderá ser feita na área verde ou campo de areia da própria escola. Fique atento em selecionar previamente os materiais. Exclua sementes, pedras pequenas ou outros elementos que possam apresentar algum tipo de risco, visto que são crianças bem pequenas. É importante que elas já tenham tido contato com instrumentos e suportes de pintura convencionais, pois esta atividade irá propor novos e diferentes materiais vindos da natureza.

Materiais:

Pesquise na internet, imprima, plastifique ou apresente em um computador, tablet ou data-show, imagens de pinturas e esculturas do artista Frans Krajcberg para as crianças. Selecione tintas atóxicas industrializadas ou caseiras de diversas cores, papéis de cores variadas e diferentes tamanhos como: cartolina, cartão, papel madeira, papel quarenta quilos, jornal ou outros que você tenha disponível na escola. Tecidos de várias cores e sem estampa. Corda de varal, barbante ou outro material disponível na escola que possa pendurar os tecidos. Pincéis, rolos, esponjas, broxas. Caixa com os materiais da natureza como galhos, pedras e folhas que foram coletados. Vasilhas com água para limpar os instrumentos de pintura e pano para enxugar.

Espaços:

A atividade começará na sala em grande grupo e, em seguida, seguirá para um espaço amplo organizado em forma de ateliê de pintura em uma área externa, como o pátio ou solário. Para a organização do espaço em ateliê, disponibilizeno centro mesas com tintas, colas, instrumentos de pintura, vasilhas com água, panos e caixas de areia. Ao redor, disponibilize o restante do material em pequenas ilhas, cada uma com um tipo específico de suporte. Delimite os espaços: um com papéis de cores escuras e tamanhos diferentes, outro com cores mais claras e outro com jornais e assim por diante. Os tecidos serão pendurados em cordas de varais ou barbantes.

Tempo sugerido:

Entre 01 hora e 01 hora e 15 minutos

Perguntas para guiar suas observações:

1. Quais semelhanças e diferenças as crianças conseguem perceber entre os materiais da natureza e os demais?

2.Como as crianças interagem com as imagens das obras? Se expressam falando, balbuciando ou apontando?

3. Como as crianças exploram e manuseiam os materiais da natureza como elementos de pintura? Demonstram prazer ao manusear os materiais de pintura? Como?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo.Observe o ritmo de cada criança na hora da pintura e permita brincadeiras livres, ou no parque, para as que terminarem primeiro ou para as que não desejarem participar.Apoie aquelas que não se sentem à vontade para manipular elementos da natureza e da própria proposta de pintura.

O que fazer durante?

1

Reúna as crianças em grande grupo e convide-as para sentarem em roda. Coloque em local próximo uma caixa com os materiais da natureza que as crianças coletaram anteriormente. Apresente imagens de obras de arte do escultor e pintor Frans Krajcberg. Deixe que as crianças observem e explorem as imagens. Pergunte se imaginam como o artista fez tais obras. As crianças podem falar sobre o que veem, o que sentem e o que as imagens lembram. Fique atento àquelas que se expressam apontando ou fazendo gestos. Diga que tais obras foram criadas usando materiais da natureza e fale sobre o artista.

Possíveis falas do professor neste momento: vou contar para vocês quem criou essas obras. Ele era um homem que se chamava Frans Krajcberg. Esse nome é bem engraçado, né? Ele nasceu num país chamado Polônia, mas veio morar no Brasil e se apaixonou pelas nossas florestas. Como gostava muito de cuidar da natureza, quando alguém queimava a floresta ou cortava muitas árvores, ele ia até lá e recolhia do chão pedaços de troncos, de folhas, de cascos de árvores e aproveitava para pintar e criar lindas esculturas! Assim, ele criou essas obras que vocês estão vendo.


2

Coloque a caixa com os materiais da natureza no meio da roda. Deixe as crianças explorarem os materiais brincando, manuseando e explorando. Distribua cópias plastificadas das imagens da obras, para que as crianças possam apreciá-las junto com os materiais, se desejarem. Dê um bom tempo para essa exploração, perceba o que comunicam interagindo com eles e converse com as crianças sobre as obras e sobre os materiais.


3

Diga para as crianças que elas usarão esses materiais para fazer pintura e que a atividade será realizada na área externa. Explique que será uma atividade de pintura diferente, baseada na proposta do Krajcberg de usar os materiais da natureza como suportes e instrumentos de pintura.


4

Convide as crianças para irem até o ateliê de pintura que você organizou. Caso tenha impresso as imagens das obras, leve-as e pendure-as em um varal. Peça ajuda das crianças para levar a caixa com os materiais da natureza até o local que serão realizadas as pinturas. Observe como elas exploram os espaços e suportes que estão disponíveis. Explore possibilidades de utilização dos materiais com elas. Ressalte que podem utilizar os suportes ou pintar os materiais que colheram. Oriente quanto ao cuidado no uso das tintas, como não colocá-las na boca e nem deixar destampadas as que não estiverem em uso. Registre todos os momentos através de fotos.

Possíveis ações das crianças neste momento: podem apontar os materiais que querem usar, podem observar por um tempo e depois começar a pintar, outras podem explorar vários recursos e outras podem se concentrar em poucos elementos.


5

Incentive a cooperação mútua e a socialização entre as crianças, como no momento da troca de materiais e na divisão dos instrumentos e suportes.Dê tempo para que elas realizem suas pinturas explorando as várias possibilidades de uso do mesmo material ou unindo materiais diferentes. Em alguns momentos, você pode chamar a atenção para as imagens das obras do artista, se estiverem disponíveis no espaço montado. Valorize as produções das crianças.

Possíveis falas e ações do professor: olha que bonita essa folha colorida! Como você fez isso?. Estimule a observação entre o grupo: vocês repararam como ela fez essa pintura?. Indique outras possíveis uniões de materiais: muito bonito esse galho que você pintou, se quiser você pode colocá-lo em pé, como o da obra que vimos!. Podemos usar a caixa de areia com algumas pedras ao redor para segurá-lo.

Para finalizar:

Comunique as crianças que a atividade irá terminar em dez minutos. Peça para irem finalizando as pinturas e tranquilize as que ainda não terminaram para que possam terminar com calma em seus tempos. Separe um espaço para que, conforme forem terminando, organizem suas produções em um único lugar. Permita que apreciem suas obras e a dos colegas. Enquanto as que faltam vão finalizando, as que já terminaram podem ir organizando e lavando os materiais que usaram. Quando terminarem, podem ir brincar no parque próximo, se houver, ou em brincadeiras livres. Oriente sobre os cuidados que se deve ter: guardar as tintas tampadas, lavar os pincéis, rolos, broxas e esponjas. Diga novamente que o tempo está terminando e, se necessário, dê mais dez minutos para concluírem as pinturas. Leve as crianças para lavarem as mãos, realizando uma brincadeira. Diga que devem fazer movimentos com as mãos, imitando as folhas de uma árvore quando balançadas pelo vento.

Desdobramentos

Caso queira repetir a atividade, você pode guardar alguns materiais coletados para as crianças utilizarem novamente em outras propostas. Também pode organizar, no dia seguinte, uma roda de apreciação das obras, conversando com as crianças sobre o processo de transformação dos materiais da natureza. Mencione sobre como esses materiais eram antes e como ficaram após a pintura. É possível repetir o formato ateliê de diferentes formas, como através de pinturas em caixas de papelão ou em algum suporte pouco explorado pelas crianças no primeiro momento.

Engajando as famílias

Comunique os pais, através da agenda ou bilhete e por meio dos registros fotográficos feitos, sobre a experiência das crianças nesta atividade. Convide-os a continuarem a exploração buscando novos materiais: hoje unimos a arte com a natureza, foi um casamento perfeito! Convido os senhores a contribuírem com nossa exploração, colhendo junto com sua criança novos elementos da natureza que possam se tornar uma verdadeira obra de arte. Divirta-se e não esqueça de levar uma sacolinha em seus passeios. Estamos aguardando ansiosos para repetir essa experiência!


Este plano de atividade foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor:  Renata Braga Fonseca

Mentor: Nilcileni Aparecida Ebani Brambilla

Especialista do subgrupo etário: Karina Rizek

Sugestão de idade: 1 ano e 7 meses a 2 anos e 11 meses

Campos de Experiência:  Traços, sons, cores e formas

Espaços, tempos, quantidades, relações e transformações

Objetivos e códigos da Base
Centrais:

(EI02TS02) Utilizar materiais variados com possibilidades de manipulac?a?o (argila, massa de modelar), explorando cores, texturas, superfi?cies, planos, formas e volumes ao criar objetos tridimensionais.
(EI02ET01) Explorar e descrever semelhanças e diferenças entre as características e propriedades dos objetos (textura, massa, tamanho).
Transversal:
(EI02ET05) Classificar objetos, considerando determinado atributo (tamanho, peso, cor, forma etc.).
Abordagem didática: Pintar e utilizar materiais apropriados de pintura, como pincéis, rolos, mãos e palitos. Além de prazeroso, eles oferecem às crianças uma ampla gama de experiências de exploração com cunho estético. Cabe à escola planejar e manter em sua rotina momentos permanentes de produção, que podem incluir desde a pintura até a preparação de materiais para sua realização. São sempre bem-vindas conversas e apreciações sobre como chegaram ao resultado final, como podem alcançar o que desejam e sobre como artistas conseguiram realizar suas obras.

Apoiador Técnico


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

OUTRAS ATIVIDADES DESSA UNIDADE:

ATIVIDADES DESSA DISCIPLINA:

ATIVIDADES RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes