13357
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Atividade - Cantigas com os nomes das crianças

POR: Vera Regina Corrêa de Mello 30/11/2018
Código: EDI1_19UND01

1º ano / Educação Infantil

Atividade alinhada à BNCC:

(EI01TS03) Explorar diferentes fontes sonoras e materiais para acompanhar brincadeiras cantadas, canções, músicas e melodias.

(EI01EF01) Reconhecer quando é chamado por seu nome e reconhecer os nomes de pessoas com quem convive.

(EI01EO03) Interagir com crianças da mesma faixa etária e adultos ao explorar espaços, materiais, objetos, brinquedos.

Plano de atividade de Educação Infantil com atividades para Bebês sobre Reconhecimento de si mesmo e dos outros pelo nome próprio

Resumo

ilustracao

Use instrumentos variados para uma atividade musical onde o nome de cada bebê apareça nas canções.

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Para que esta atividade seja realizada, é necessária a rotina de cantar músicas que envolvam nomes próprios.

Sugestões: Música “Bom dia, com alegria” https://youtu.be/06WFp3tMVsU . Aqui, você pode colocar o nome da criança no lugar da expressão “com alegria”.

Outras sugestões estão disponíveis neste link:

https://docs.google.com/document/d/19qXyrfs5AJ3NmHQaaI-NausSI665ZGOpaBV-b0UILKE/edit?usp=sharing

Materiais:

Fontes sonoras variadas: chocalhos, pandeiros, tambores, guizos, sinos etc. Materiais construídos anteriormente pelas próprias crianças também são bem-vindos. Alguns exemplos: latas, pedaços de madeira, garrafas, panelas, colheres de pau e potes, entre outros.

Se for possível, leve seu celular, uma máquina fotográfica ou uma filmadora para registrar a atividade.

Espaços:

Organize a sala e garanta que as crianças possam se movimentar livremente pelo espaço e manusear as diferentes fontes sonoras disponibilizadas. Assegure que bebês que ainda não engatinham estejam inseridos na roda ou no centro delas, em cadeirinhas ou colchonetes. Você também pode levá-los no colo, observando as manifestações deles.

Tempo sugerido:

40 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Como as crianças interagem com a proposta? Apontam novas possibilidades de brincadeiras com as cantigas? Quais? Elas se expressam de que forma?

2. No convite ao manuseio das fontes sonoras demonstram interesse, procuram acompanhar as músicas e como o demonstram?

3. Por meio de quais ações as crianças indicam que estão reconhecendo a si mesmas quando chamadas pelos nomes próprios?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e diferenças de cada um. Identifique se o espaço é tranquilo e silencioso, de modo que as canções com nomes próprios sejam ouvidas. Participe e promova a interação e a ajuda mútua. Contemple diferentes alternativas para que todos os bebês escutem claramente as músicas. Mude de lugar, aproxime as fontes sonoras do corpo do bebê e observe as diferentes formas de expressão de cada criança.

O que fazer durante?

1

Convide o grupo todo de bebês a se sentar com você em roda e explique a proposta da atividade. Garanta que todos estejam confortáveis e inseridos na roda ou no centro dela, em cadeirinhas, em cima de um colchonete ou no colo. Pergunte quem quer iniciar alguma música em que você possa colocar o nome deles. Faça, quando possível, registros em vídeo e/ou fotos.


2

Comece a atividade cantando a música que as crianças sugerirem. Cante cada música proposta por elas e aproveite este momento para ampliar o repertório dos bebês, incluindo novas canções. Não havendo sugestão das crianças, proponha você as músicas. Vá introduzindo o nome dos bebês nelas e observe como a turma se movimenta com os ritmos.


3

Convide os bebês para levantar e andar pelo espaço e para manusear as fontes sonoras oferecidas. Enquanto isso, nomeie os instrumentos. Para quem ainda não caminha, coloque as fontes sonoras próximas e oportunize que escolham e explorem os instrumentos. Garanta que os bebês manifestem interesses e promova a interação deles. Caso algum balbucie ou bata palma, lembre-se de que ele também está produzindo uma fonte sonora.


4

Convide todos de volta à roda. Inicie uma música utilizando os nomes deles e os objetos sonoros.


Para finalizar:

Diga às crianças, antes da última música, quea proposta está chegando ao fim. O professor irá falar o nome de bebê e ele, quando solicitado, vai pegar seu objeto e colocar dentro da caixa que está no centro da roda. Conforme eles guardam, podem andar pela sala em direção a um cantinho de leitura ou a outro espaço com brinquedos. Peça ajuda de crianças que já andam, para que guardem instrumentos para outros bebês que apenas engatinham e perceba como todos reagem.

Desdobramentos

Repita ou acrescente músicas em outras oportunidades. Outra sugestão é fazer a variante da atividade com brincadeiras cantadas e sem fontes sonoras, apenas usando gestos ou o próprio corpo para produzir sons (bater palmas, bater o pé, bater com as mãos na perna, na barriga). Convide outro grupo de crianças para participar dessa brincadeira.

Engajando as famílias

Faça um mural com as letras das músicas, no qual seja possível colocar também os nomes das crianças.

Viabilize o vídeo realizado durante a atividade e convide as famílias para visitar a sala. Sugira aos familiares que realizem a atividade em casa, cantando os nomes das pessoas que moram com o bebê. Elabore, se possível, um CD com os registros sonoro e visual da atividade e presenteie pais e responsáveis.

Este plano de atividade foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor:  Vera Regina Corrêa de Mello

Mentor: Adriana Vidaletti

Especialista do subgrupo etário:  Ana Teresa Gavião

Campos de Experiência:

O eu, o nós e o outro; traços, sons, cores e formas; escuta, fala, pensamento e imaginação.

Objetivos e códigos da Base
Centrais:

(EI01TS03) Explorar diferentes fontes sonoras e materiais para acompanhar brincadeiras cantadas, canções, músicas e melodias.

(EI01EF01) Reconhecer quando é chamado por seu nome e reconhecer os nomes de pessoas com quem convive.
Transversal:

(EI01EO03) Interagir com crianças da mesma faixa etária e adultos ao explorar espaços, materiais, objetos, brinquedos.

Abordagem didática:   

O tema da identidade pode ter sua gênese no trabalho com os bebês: da descoberta e conhecimento de si ao reconhecimento de suas características e potencialidades. As propostas que envolvem o nome próprio são fundamentais nesse processo. Imersos em um novo ambiente, as crianças aprendem a se reconhecer, a conhecer os amigos e aqueles que as cercam por meio dos nomes, que identificam e legitimam cada um como uma pessoa, com direitos, necessidades e vontades próprias. Assim, as atividades com nome próprio configuram ações de cidadania e respeito à singularidade de cada bebê.

Apoiador Técnico


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

ATIVIDADES DESSA UNIDADE:

ATIVIDADES DESSA DISCIPLINA:

ATIVIDADES RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes