12291
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Ciências > 5º ano > Vida e Evolução

Plano de aula - Pâncreas e fígado: auxiliares da digestão

Plano de aula de Ciências com atividades para 5o ano do EF sobre Pâncreas e fígado: auxiliares da digestão

Plano 04 de 10 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Alexandre Tolentino de Carvalho

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Nesta aula, os alunos terão uma visão mais completa do sistema digestório, podendo compreendê-lo como um complexo formado por órgãos que constituem um tubo contínuo percorrido pelo alimento durante a digestão (tubo digestivo) e por órgãos auxiliares (glândulas salivares, fígado e pâncreas). Por meio de experimentos, os alunos terão a oportunidade de compreender o fígado e o pâncreas como órgãos que produzem substâncias importantes para o processo de digestão química a ser lançadas no tubo digestivo. Permita que possam levantar hipóteses a respeito do tema e busque deixar as definições científicas para o final da aula, no momento de Sistematização.

Materiais necessários para a aula: Canudo, bexiga de balão, tubo de látex ou mangueiras finas, tubos de condução de fios elétricos, massa de modelar, óleo de cozinha, água, grãos cozidos ou crus, leite, vinagre ou limão.

Título da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos.

Orientações: Leia o tema da aula para os alunos e pergunte se sabem o que é fígado e pâncreas. Pergunte se têm alguma informação sobre estes dois órgãos. Deixe que comentem uns com os outros sobre o motivo que levou o título a chamar estes órgãos de auxiliares da digestão. Levante outros questionamentos:

  • O que faz algo que é auxiliar?
  • Por que estes órgãos podem ser considerados como auxiliares da digestão?

Neste momento, não apresente qualquer definição ou resposta às perguntas feitas. Se limite a dizer que durante esta aula os alunos trabalharão para responder essas e outras perguntas.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 4 minutos.

Orientações: Neste momento da aula, crie um ambiente de curiosidade e exploração em que os alunos possam pensar sobre a situação apresentada e possam conjecturar a respeito. O objetivo é que eles compreendam que o vômito é constituído pelo alimento que estava no estômago e que recebeu a adição de substâncias responsáveis pela digestão (suco gástrico). Portanto, espera-se que associem o cheiro forte do vômito às substâncias lançadas no alimento durante o processo de digestão. Pergunte aos alunos:

  • O que é o vômito?
  • Por que o vômito tem um cheiro tão forte?
  • O que faz com que o mesmo alimento que, antes de ser comido, cheirava e aparentava tão bem, agora pareça desagradável e fedorento?

Deixe claro que o vômito é a eliminação do alimento que se encontra no estômago, já em processo de digestão. Portanto, não é somente alimento, mas alimento com algumas substâncias que iremos conhecer durante a aula. Limite-se a dizer que existem substâncias no vômito que foram lançadas no alimento para digeri-lo, mas não diga quais são elas. No fim da aula, retorne a este assunto para que os alunos possam compreender que o vômito é formado por alimento e suco gástrico, sabendo que bile e suco pancreático são lançados em uma etapa posterior, já no intestino delgado.

Questão disparadora select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos.

Orientações: Esta questão permitirá que os alunos detectem a presença de órgãos, no sistema digestório, que não constituem o tubo digestivo, mas que são importantes para o processo de transformação do alimento. Permita que pensem a respeito e que compartilhem sua hipóteses com os colegas. Deixe que falem sobre o que pensam a respeito da participação destes órgãos no processo digestivo.

Mão na massa select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos (slides 5 a 7).

Orientações: Este momento da aula foi pensado para que os alunos identifiquem o caminho por onde passa o alimento (tubo digestivo) e os órgãos auxiliares. Permita que os alunos possam montar seu modelo de sistema digestório da forma que os conhecimentos prévios deles permitem. Erros neste momento são bem vistos e desejáveis para introduzirmos problematizações que levarão as crianças a uma reflexão sobre o assunto. Divida a turma em trios para que os alunos possam montar o modelo em conjunto. Oriente-os a pensar sobre os órgãos que formam o sistema e sobre a disposição de cada um. Oriente-os a desenhar o modelo antes de montá-lo. Assim, podem debater ideias e aprimorar o projeto. Incentive-os a pensar o caminho pelo qual o alimento passa como um trajeto contínuo de modo que o alimento possa entrar por uma extremidade e sair pela outra. Separe para esta etapa o tempo de 10 minutos.

Materiais necessários: Canudo, bexiga de balão, tubo de látex ou mangueiras finas, tubos de condução de fios elétricos, massa de modelar (o professor e os alunos podem sugerir outros materiais que estejam disponíveis para essa atividade).

Mão na massa select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Após montarem o modelo, mostre a imagem do sistema digestório de modo que possam compará-la ao modelo construído, identificando órgãos não representados ou que apresentem algum equívoco em sua disposição.

Mão na massa select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Divida a turma em dois grupos. Aqui os alunos irão realizar experimentos que reproduzirão transformações químicas sofridas pelo alimento durante o processo de digestão. Neste momento, os alunos já identificaram a presença de dois órgãos, o fígado e o pâncreas. E, como viram que o alimento não passa por eles, precisam descobrir qual a função de cada um. Os experimentos irão ajudá-los a perceber que esses órgãos produzem substâncias que ajudam no processo digestivo.

No experimento 1, precisam compreender que a bile é capaz de digerir as gorduras, mas não outros nutrientes. Assim, funciona como um detergente que quebra as moléculas de gordura.

No experimento 2, precisam entender que o suco pancreático, além de outras funções, digere as proteínas separando-as do restante do quimo.

Ao realizar o experimento, o professor pode ir levantando alguns questionamentos, conduzindo os alunos a refletir sobre a relação do experimento com o funcionamento dos órgãos auxiliares. Pergunte:

  • O que aconteceu com o alimento no decorrer do experimento?
  • O que este acontecimento tem a ver com a digestão do alimento?
  • Que substância colocada na mistura agiu na digestão do alimento?
  • Pensando na digestão que ocorre em nosso corpo, como o experimento pode explicar a participação do órgão que você ficou responsável por investigar (fígado ou pâncreas), na digestão dos alimentos?

Separe para esta etapa 10 minutos.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 6 minutos.

Orientações: Após realizar o experimento e tomar as conclusões, cada grupo apresenta para o restante da turma aquilo que refletiram sobre os acontecimentos observados. Enquanto um grupo apresenta suas conclusões, o grupo espectador deve estar atento, tomando nota das informações e pontuando dúvidas que venham a surgir. O professor, ainda neste momento, tem o papel fundamental de mediar a discussão, incentivando a postura investigativa dos alunos.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Projete o slide e convide os alunos a escrever aquilo que aprenderam nesta aula. Entregue o Material impresso para que possam ter em seus cadernos as conclusões a que chegaram nesta aula. Você pode acessá-lo nos Materiais complementares deste plano.

Neste momento, estabeleça relações entre os conceitos a ser sistematizados e as atividades realizadas no decorrer da aula. Os alunos precisam compreender que os órgãos auxiliares são responsáveis por produzir substâncias que permitem a digestão de partes específicas do alimento. Além do mais, o fígado ainda se mostra importante para a digestão uma vez que armazena nutrientes para ser utilizados posteriormente.

O fígado é um órgão muito importante para o organismo que possui muitas funções como:

  • Filtrar o sangue.
  • Armazenar nutrientes.
  • Armazenar e liberar glicose.

Certifique-se de que concluam que, na digestão, o fígado produz a bile, que é lançada no intestino delgado e que ajuda a digerir a gordura dos alimentos. Assim, quando o alimento chega ao intestino delgado, a bile produzida pelo fígado digere a gordura, transformando-a em pequenas gotículas, enquanto uma substância produzida pelo próprio intestino, o suco intestinal, digere outros componentes do alimento.

A função do pâncreas também é produzir substâncias que vão ajudar a digerir o alimento. Assim, este órgão produz o suco pancreático, que também é lançado no intestino delgado e ajuda na digestão de proteínas, carboidratos e lipídios.

Este processo digestivo, em que substâncias são produzidas pelo corpo e jogadas no alimento, é chamado de digestão química. Além da bile e do suco pancreático, outras substâncias participam do digestão química:

  • A saliva, produzida pelas glândulas salivares.
  • O suco gástrico, produzido pelo estômago.
  • Os sucos intestinais, produzidos pelos intestinos.

Cada uma destas substâncias digere um tipo diferente de componente dos alimentos. No fim do processo, o alimento se torna um líquido com partículas bem pequenas de nutrientes que serão absorvidas no intestino delgado e no intestino grosso e levados para todas as partes do corpo.

Os alunos precisam concluir esta aula entendendo que a digestão química do alimento é um processo complexo que se dá por meio da participação de várias substâncias. Assim, a bile e o suco pancreático são responsáveis por apenas parte da digestão. Portanto, mostre que, além destas substâncias, outras como a saliva, o suco gástrico e os sucos intestinais compõem este complexo processo de digestão química.

Ao terminar a sistematização dos conhecimentos, retome o contexto da aula, sobre o vômito. Pergunte aos alunos:

  • Agora que sabemos que várias substâncias ajudam na digestão do alimento, vocês podem dizer que substâncias estão presentes no vômito e que fazem ele cheirar tão forte?

É importante deixar claro que a bile e o suco pancreático são inseridos na digestão já quando o alimento está no intestino. Portanto, quando vomitamos, estamos eliminando o alimento do estômago, já em processo de digestão, junto com o suco gástrico. Assim, os alunos precisam concluir que o vômito é um composto formado de alimento, saliva e suco gástrico. Bile e suco pancreático não estão presentes no vômito.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Nesta aula, os alunos terão uma visão mais completa do sistema digestório, podendo compreendê-lo como um complexo formado por órgãos que constituem um tubo contínuo percorrido pelo alimento durante a digestão (tubo digestivo) e por órgãos auxiliares (glândulas salivares, fígado e pâncreas). Por meio de experimentos, os alunos terão a oportunidade de compreender o fígado e o pâncreas como órgãos que produzem substâncias importantes para o processo de digestão química a ser lançadas no tubo digestivo. Permita que possam levantar hipóteses a respeito do tema e busque deixar as definições científicas para o final da aula, no momento de Sistematização.

Materiais necessários para a aula: Canudo, bexiga de balão, tubo de látex ou mangueiras finas, tubos de condução de fios elétricos, massa de modelar, óleo de cozinha, água, grãos cozidos ou crus, leite, vinagre ou limão.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos.

Orientações: Leia o tema da aula para os alunos e pergunte se sabem o que é fígado e pâncreas. Pergunte se têm alguma informação sobre estes dois órgãos. Deixe que comentem uns com os outros sobre o motivo que levou o título a chamar estes órgãos de auxiliares da digestão. Levante outros questionamentos:

  • O que faz algo que é auxiliar?
  • Por que estes órgãos podem ser considerados como auxiliares da digestão?

Neste momento, não apresente qualquer definição ou resposta às perguntas feitas. Se limite a dizer que durante esta aula os alunos trabalharão para responder essas e outras perguntas.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 4 minutos.

Orientações: Neste momento da aula, crie um ambiente de curiosidade e exploração em que os alunos possam pensar sobre a situação apresentada e possam conjecturar a respeito. O objetivo é que eles compreendam que o vômito é constituído pelo alimento que estava no estômago e que recebeu a adição de substâncias responsáveis pela digestão (suco gástrico). Portanto, espera-se que associem o cheiro forte do vômito às substâncias lançadas no alimento durante o processo de digestão. Pergunte aos alunos:

  • O que é o vômito?
  • Por que o vômito tem um cheiro tão forte?
  • O que faz com que o mesmo alimento que, antes de ser comido, cheirava e aparentava tão bem, agora pareça desagradável e fedorento?

Deixe claro que o vômito é a eliminação do alimento que se encontra no estômago, já em processo de digestão. Portanto, não é somente alimento, mas alimento com algumas substâncias que iremos conhecer durante a aula. Limite-se a dizer que existem substâncias no vômito que foram lançadas no alimento para digeri-lo, mas não diga quais são elas. No fim da aula, retorne a este assunto para que os alunos possam compreender que o vômito é formado por alimento e suco gástrico, sabendo que bile e suco pancreático são lançados em uma etapa posterior, já no intestino delgado.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos.

Orientações: Esta questão permitirá que os alunos detectem a presença de órgãos, no sistema digestório, que não constituem o tubo digestivo, mas que são importantes para o processo de transformação do alimento. Permita que pensem a respeito e que compartilhem sua hipóteses com os colegas. Deixe que falem sobre o que pensam a respeito da participação destes órgãos no processo digestivo.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos (slides 5 a 7).

Orientações: Este momento da aula foi pensado para que os alunos identifiquem o caminho por onde passa o alimento (tubo digestivo) e os órgãos auxiliares. Permita que os alunos possam montar seu modelo de sistema digestório da forma que os conhecimentos prévios deles permitem. Erros neste momento são bem vistos e desejáveis para introduzirmos problematizações que levarão as crianças a uma reflexão sobre o assunto. Divida a turma em trios para que os alunos possam montar o modelo em conjunto. Oriente-os a pensar sobre os órgãos que formam o sistema e sobre a disposição de cada um. Oriente-os a desenhar o modelo antes de montá-lo. Assim, podem debater ideias e aprimorar o projeto. Incentive-os a pensar o caminho pelo qual o alimento passa como um trajeto contínuo de modo que o alimento possa entrar por uma extremidade e sair pela outra. Separe para esta etapa o tempo de 10 minutos.

Materiais necessários: Canudo, bexiga de balão, tubo de látex ou mangueiras finas, tubos de condução de fios elétricos, massa de modelar (o professor e os alunos podem sugerir outros materiais que estejam disponíveis para essa atividade).

Slide Plano Aula

Orientações: Após montarem o modelo, mostre a imagem do sistema digestório de modo que possam compará-la ao modelo construído, identificando órgãos não representados ou que apresentem algum equívoco em sua disposição.

Slide Plano Aula

Orientações: Divida a turma em dois grupos. Aqui os alunos irão realizar experimentos que reproduzirão transformações químicas sofridas pelo alimento durante o processo de digestão. Neste momento, os alunos já identificaram a presença de dois órgãos, o fígado e o pâncreas. E, como viram que o alimento não passa por eles, precisam descobrir qual a função de cada um. Os experimentos irão ajudá-los a perceber que esses órgãos produzem substâncias que ajudam no processo digestivo.

No experimento 1, precisam compreender que a bile é capaz de digerir as gorduras, mas não outros nutrientes. Assim, funciona como um detergente que quebra as moléculas de gordura.

No experimento 2, precisam entender que o suco pancreático, além de outras funções, digere as proteínas separando-as do restante do quimo.

Ao realizar o experimento, o professor pode ir levantando alguns questionamentos, conduzindo os alunos a refletir sobre a relação do experimento com o funcionamento dos órgãos auxiliares. Pergunte:

  • O que aconteceu com o alimento no decorrer do experimento?
  • O que este acontecimento tem a ver com a digestão do alimento?
  • Que substância colocada na mistura agiu na digestão do alimento?
  • Pensando na digestão que ocorre em nosso corpo, como o experimento pode explicar a participação do órgão que você ficou responsável por investigar (fígado ou pâncreas), na digestão dos alimentos?

Separe para esta etapa 10 minutos.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 6 minutos.

Orientações: Após realizar o experimento e tomar as conclusões, cada grupo apresenta para o restante da turma aquilo que refletiram sobre os acontecimentos observados. Enquanto um grupo apresenta suas conclusões, o grupo espectador deve estar atento, tomando nota das informações e pontuando dúvidas que venham a surgir. O professor, ainda neste momento, tem o papel fundamental de mediar a discussão, incentivando a postura investigativa dos alunos.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações: Projete o slide e convide os alunos a escrever aquilo que aprenderam nesta aula. Entregue o Material impresso para que possam ter em seus cadernos as conclusões a que chegaram nesta aula. Você pode acessá-lo nos Materiais complementares deste plano.

Neste momento, estabeleça relações entre os conceitos a ser sistematizados e as atividades realizadas no decorrer da aula. Os alunos precisam compreender que os órgãos auxiliares são responsáveis por produzir substâncias que permitem a digestão de partes específicas do alimento. Além do mais, o fígado ainda se mostra importante para a digestão uma vez que armazena nutrientes para ser utilizados posteriormente.

O fígado é um órgão muito importante para o organismo que possui muitas funções como:

  • Filtrar o sangue.
  • Armazenar nutrientes.
  • Armazenar e liberar glicose.

Certifique-se de que concluam que, na digestão, o fígado produz a bile, que é lançada no intestino delgado e que ajuda a digerir a gordura dos alimentos. Assim, quando o alimento chega ao intestino delgado, a bile produzida pelo fígado digere a gordura, transformando-a em pequenas gotículas, enquanto uma substância produzida pelo próprio intestino, o suco intestinal, digere outros componentes do alimento.

A função do pâncreas também é produzir substâncias que vão ajudar a digerir o alimento. Assim, este órgão produz o suco pancreático, que também é lançado no intestino delgado e ajuda na digestão de proteínas, carboidratos e lipídios.

Este processo digestivo, em que substâncias são produzidas pelo corpo e jogadas no alimento, é chamado de digestão química. Além da bile e do suco pancreático, outras substâncias participam do digestão química:

  • A saliva, produzida pelas glândulas salivares.
  • O suco gástrico, produzido pelo estômago.
  • Os sucos intestinais, produzidos pelos intestinos.

Cada uma destas substâncias digere um tipo diferente de componente dos alimentos. No fim do processo, o alimento se torna um líquido com partículas bem pequenas de nutrientes que serão absorvidas no intestino delgado e no intestino grosso e levados para todas as partes do corpo.

Os alunos precisam concluir esta aula entendendo que a digestão química do alimento é um processo complexo que se dá por meio da participação de várias substâncias. Assim, a bile e o suco pancreático são responsáveis por apenas parte da digestão. Portanto, mostre que, além destas substâncias, outras como a saliva, o suco gástrico e os sucos intestinais compõem este complexo processo de digestão química.

Ao terminar a sistematização dos conhecimentos, retome o contexto da aula, sobre o vômito. Pergunte aos alunos:

  • Agora que sabemos que várias substâncias ajudam na digestão do alimento, vocês podem dizer que substâncias estão presentes no vômito e que fazem ele cheirar tão forte?

É importante deixar claro que a bile e o suco pancreático são inseridos na digestão já quando o alimento está no intestino. Portanto, quando vomitamos, estamos eliminando o alimento do estômago, já em processo de digestão, junto com o suco gástrico. Assim, os alunos precisam concluir que o vômito é um composto formado de alimento, saliva e suco gástrico. Bile e suco pancreático não estão presentes no vômito.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Vida e Evolução do 5º ano :

MAIS AULAS DE Ciências do 5º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF05CI06 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Ciências

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano