11558
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Plano de aula - Estimando e medindo utilizando medidas não padronizadas e padronizadas

Plano de aula de Matemática com atividades para 2° ano do Fundamental sobre medidas padronizadas, medidas não padronizadas e estimativa

Plano 02 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Bárbara da Silva Bittencourt Gomes,

ESTE É UM CONTEÚDO PARA O SAEB Ver Mais >
 

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Este plano de aula foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autora: Bárbara da Silva Bittencourt Gomes.

Mentora: Marcella de Oliveira Abreu Fontinele.

Revisora Pedagógica: Eliane Zanin

Especialista de área: Fernando Barnabé



Habilidade da BNCC

(EF02MA16) Estimar, medir e comparar comprimentos de lados de salas (incluindo contorno) e de polígonos, utilizando unidades de medida não padronizadas e padronizadas (metro, centímetro e milímetro) e instrumentos adequados.

(EF02MA17) Estimar, medir e comparar capacidade e massa, utilizando estratégias pessoais e unidades de medida não padronizadas ou padronizadas (litro, mililitro, cm3, grama e quilograma).



Objetivos específicos

Realizar estimativas e medições  entre medidas de comprimento utilizando medidas não padronizadas e padronizadas.

Conceito-chave

Medidas padronizadas, medidas não padronizadas e estimativa.

Recursos necessários

  • Cartolina;
  • Cartolina laminada.( caso não use a fita cetim);
  • Cola de isopor;
  • Cola branca;
  • Tesoura sem ponta;
  • Fita cetim nº 10;
  • Atividade impressas.




Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientação: Leia o objetivo para os alunos.

Propósito: Compartilhar o objetivo da aula com a turma.

Retomada select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos (slides 3 a 5)

Orientação: Para essa aula, leve um pedaço de barbante com 1 metro de comprimento.

Antes de iniciar essa parte da aula, garanta se os alunos sabem medir com o palmo da mão, caso não, reoriente-os. De maneira geral, a turma já se apropriou da técnica, visto que já foi apresentada nas séries anteriores. Informe que você mediu o barbante usando o palmo da mão, e que como cada palmo tem 20 cm ( considere o valor de 20 cm como padrão de um palmo de um adulto), logo o barbante tem 1 metro= 20 cm + 20 cm +20 cm +20 cm +20 cm. Demonstre medindo o barbante com o palmo da mão e faça o registro no quadro. Destaque que 100 cm equivale a 1 metro. E, conclua que neste caso cada 5 palmos teremos 1 metro. Depois, questione com a turma outras medidas que podemos usar para medir comprimento. Espera-se que eles falem dos pés ou passos. Forme duplas para realizar essa atividade, os alunos podem escolher seus pares. Entregue a atividade para cada dupla e um pedaço de barbante com 1 metro e peça que eles preencham o quadro. Acompanhe as duplas, observando como eles construíram as estratégias para medir e estimar. Depois, escolha uma dupla para socializar e explicar para a turma como realizou as medições e fixe o quadro de cada dupla no mural da sala. Essa atividade além de retomar os conhecimentos já construído em relação a habilidade de estimar, vai ser importante para o desenvolvimento da atividade principal. Construir referências pessoais auxiliam nas atividades de estimativas e que envolvam medições. Faça perguntas de maneira que os incentivem a refletir sobre as variações encontradas. Por exemplo, uma dupla pode achar 5 palmos para ter 1 m , mas outra dupla, pode encontrar 6 palmos, questione essas variações , para que eles percebam a importância da construção do quadro transformando medidas não padronizadas para padronizadas.

Propósito: Construir referências pessoais de medidas para realização para realizar as estimativas.

Discuta com a turma:

  • Quantos palmos cabem no barbante?
  • Qual outra medida podemos usar para medir o barbante?
  • Quantos pés cabem no barbante?
  • Todos acharam a mesma quantidade de palmos?
  • Por que ocorreu uma variação na quantidade de palmos?
  • E, os pés? Todos chegaram a mesma quantidade?
  • Como foi possível estimar a altura de vocês usando o barbante como medida?

Materiais complementares para impressão:

Retomada

Retomada select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos (slides 3 a 5)

Orientação: Para essa aula, leve um pedaço de barbante com 1 metro de comprimento.

Antes de iniciar essa parte da aula, garanta se os alunos sabem medir com o palmo da mão, caso não, reoriente-os. De maneira geral, a turma já se apropriou da técnica, visto que já foi apresentada nas séries anteriores. Informe que você mediu o barbante usando o palmo da mão, e que como cada palmo tem 20 cm ( considere o valor de 20 cm como padrão de um palmo de um adulto), logo o barbante tem 1 metro= 20 cm + 20 cm +20 cm +20 cm +20 cm. Demonstre medindo o barbante com o palmo da mão e faça o registro no quadro. Destaque que 100 cm equivale a 1 metro. E, conclua que neste caso cada 5 palmos teremos 1 metro. Depois, questione com a turma outras medidas que podemos usar para medir comprimento. Espera-se que eles falem dos pés ou passos. Forme duplas para realizar essa atividade, os alunos podem escolher seus pares. Entregue a atividade para cada dupla e um pedaço de barbante com 1 metro e peça que eles preencham o quadro. Acompanhe as duplas, observando como eles construíram as estratégias para medir e estimar. Depois, escolha uma dupla para socializar e explicar para a turma como realizou as medições e fixe o quadro de cada dupla no mural da sala. Essa atividade além de retomar os conhecimentos já construído em relação a habilidade de estimar, vai ser importante para o desenvolvimento da atividade principal. Construir referências pessoais auxiliam nas atividades de estimativas e que envolvam medições. Faça perguntas de maneira que os incentivem a refletir sobre as variações encontradas. Por exemplo, uma dupla pode achar 5 palmos para ter 1 m , mas outra dupla, pode encontrar 6 palmos, questione essas variações , para que eles percebam a importância da construção do quadro transformando medidas não padronizadas para padronizadas.

Propósito: Construir referências pessoais de medidas para realização para realizar as estimativas.

Discuta com a turma:

  • Quantos palmos cabem no barbante?
  • Qual outra medida podemos usar para medir o barbante?
  • Quantos pés cabem no barbante?
  • Todos acharam a mesma quantidade de palmos?
  • Por que ocorreu uma variação na quantidade de palmos?
  • E, os pés? Todos chegaram a mesma quantidade?
  • Como foi possível estimar a altura de vocês usando o barbante como medida?

Retomada select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos (slides 3 a 5)

Orientação: Para essa aula, leve um pedaço de barbante com 1 metro de comprimento.

Antes de iniciar essa parte da aula, garanta se os alunos sabem medir com o palmo da mão, caso não, reoriente-os. De maneira geral, a turma já se apropriou da técnica, visto que já foi apresentada nas séries anteriores. Informe que você mediu o barbante usando o palmo da mão, e que como cada palmo tem 20 cm ( considere o valor de 20 cm como padrão de um palmo de um adulto), logo o barbante tem 1 metro= 20 cm + 20 cm +20 cm +20 cm +20 cm. Demonstre medindo o barbante com o palmo da mão e faça o registro no quadro. Destaque que 100 cm equivale a 1 metro. E, conclua que neste caso cada 5 palmos teremos 1 metro. Depois, questione com a turma outras medidas que podemos usar para medir comprimento. Espera-se que eles falem dos pés ou passos. Forme duplas para realizar essa atividade, os alunos podem escolher seus pares. Entregue a atividade para cada dupla e um pedaço de barbante com 1 metro e peça que eles preencham o quadro. Acompanhe as duplas, observando como eles construíram as estratégias para medir e estimar. Depois, escolha uma dupla para socializar e explicar para a turma como realizou as medições e fixe o quadro de cada dupla no mural da sala. Essa atividade além de retomar os conhecimentos já construído em relação a habilidade de estimar, vai ser importante para o desenvolvimento da atividade principal. Construir referências pessoais auxiliam nas atividades de estimativas e que envolvam medições. Faça perguntas de maneira que os incentivem a refletir sobre as variações encontradas. Por exemplo, uma dupla pode achar 5 palmos para ter 1 m , mas outra dupla, pode encontrar 6 palmos, questione essas variações , para que eles percebam a importância da construção do quadro transformando medidas não padronizadas para padronizadas.

Propósito: Construir referências pessoais de medidas para realização para realizar as estimativas.

Discuta com a turma:

  • Quantos palmos cabem no barbante?
  • Qual outra medida podemos usar para medir o barbante?
  • Quantos pés cabem no barbante?
  • Todos acharam a mesma quantidade de palmos?
  • Por que ocorreu uma variação na quantidade de palmos?
  • E, os pés? Todos chegaram a mesma quantidade?
  • Como foi possível estimar a altura de vocês usando o barbante como medida?

Atividade principal select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos (slides 6 e 7)

Orientação: Projete o slide para a turma e leia as orientações para confeccionar a saia. Caso não seja possível projetar, faça um cartaz seguindo o exemplo e registre as orientações no quadro. Explique que eles irão confeccionar a saia seguindo as instruções, o tamanho do comprimento das tiras, a distância entre uma tira e outra e medindo a cintura do aluno que vai experimentar a saia. Entregue um modelo da saia com as instruções.

Propósito: Estimar e medir utilizando medidas não padronizadas e padronizadas.

Discuta com a turma:

  • Quais medidas vocês podem usar como referências?
  • Será que a tabela com as medidas pessoais podem auxiliar vocês a encontrar a medida correta das fitas?
  • Falamos que 1 m = 100 cm . E , meio metro?

Materiais complementares para impressão:

Atividade Principal

Guia de intervenção

Atividade principal select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos (slides 6 e 7)

Orientação: Projete o slide para a turma e leia as orientações para confeccionar a saia. Caso não seja possível projetar, faça um cartaz seguindo o exemplo e registre as orientações no quadro. Explique que eles irão confeccionar a saia seguindo as instruções, o tamanho do comprimento das tiras, a distância entre uma tira e outra e medindo a cintura do aluno que vai experimentar a saia. Entregue um modelo da saia com as instruções.

Propósito: Estimar e medir utilizando medidas não padronizadas e padronizadas.

Discuta com a turma:

  • Quais medidas vocês podem usar como referências?
  • Será que a tabela com as medidas pessoais podem auxiliar vocês a encontrar a medida correta das fitas?
  • Falamos que 1 m = 100 cm . E , meio metro?

Discussão da solução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientação: Peça que três ou mais duplas que construíram estratégias diferentes, socializem as saias que produziram e expliquem como realizaram as medições. É muito importante que eles compartilhem as estratégias para que eles percebam que a ideia de estimar podem ter variações mas que medir precisa seguir um padrão. A turma também vai perceber que a medida da cintura pode variar de colega para colega. Inclusive, pode incluir mais essa medida como referência de medidas pessoais. No slide, seguem possíveis hipóteses de resoluções feitas pelos alunos. Pode acontecer como, no exemplo de Roberta e Karina, a estimativa de 5 cm ficarem bem distante da medida. Se isso acontecer retome coletivamente, questione outras referências(lápis, borracha, apontador e outros) que podiam ser usadas. Registre a explicação de cada dupla e a exponha juntamente com as saias, deixando-as visíveis à turma. Caso, a turma apresente apenas uma estratégia, demonstre outras possibilidades de resoluções, incluindo as que estão no slide.

No momento da discussão, questione o motivo da escolha de uma medida padronizada para confeccionar a saia. Pergunte se poderia ter pedido, por exemplo, tiras com 7 pés. A intenção é que eles reflitam que a medida dos palmos ou pés podiam resultar em tamanhos de tiras diferentes, já que essas medidas podem variar, dependendo do tamanho da mão ou pé da pessoa.

Propósito: Demonstrar as diversas possibilidades de realizar estimativas.

Discuta com a turma:

  • Por que nas orientações a medida pedida foi 1 metro? Será que podia ao invés de solicitar tiras de 1m , ser tiras com 5 palmos ou 7 pés?
  • Vocês podia usar o palmo, os pés, a altura e o barbante como medidas. Para mediar pedaços menores, era mais fácil usar qual das medidas?
  • Como vocês fizeram para colocar o espaço de 5 cm?
  • Sem utilizar o barbante, vocês teriam como estimar a medida da fita?

Material Complementar:

Resolução da Atividade Principal

Encerramento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientação: Finalize a aula destacando a ideia de que podemos medir comprimentos usando como medida não padronizada os palmos, os pés e a própria altura.Assim, como podemos utilizar uma medida padronizada, como o barbante de 1 m , para estabelecer medições, estimativas e comparações. Destaque a informação de que podemos descobrir quantos palmos nosso , por exemplo, cabem em 1 metro e com isto, medir outros objetos.

Propósito:Destacar as medidas não padronizadas e padronizadas como estratégias para estimar, medir e comparar.

Raio x select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

Orientação: Projete ou registre a atividade de avaliação para os alunos. Peça que eles respondam individualmente. O objetivo é avaliar se os alunos vão exercitar a ideia de estimar, medir e comparar utilizando medidas não padronizadas e padronizadas. A atividade propõe que o aluno associe os pés (medida não padronizada) associando ao metro, e a partir deste contexto, consiga estimar quantos metros têm entre a árvore de maçã e laranja. Caso, a turma ainda demonstre dificuldade em realizar essas associações, que também foram feitas na confecção da saia, discuta com a turma as possibilidades , apresentando as resoluções.

Propósito: Avaliar a aprendizagem do aluno.

Materiais complementares para impressão:

Raio X

Resolução do Raio X

Atividade complementar

Resolução da Atividade Complementar


Resumo da aula

download Baixar plano

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientação: Leia o objetivo para os alunos.

Propósito: Compartilhar o objetivo da aula com a turma.


Este plano de aula foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autora: Bárbara da Silva Bittencourt Gomes.

Mentora: Marcella de Oliveira Abreu Fontinele.

Revisora Pedagógica: Eliane Zanin

Especialista de área: Fernando Barnabé



Habilidade da BNCC

(EF02MA16) Estimar, medir e comparar comprimentos de lados de salas (incluindo contorno) e de polígonos, utilizando unidades de medida não padronizadas e padronizadas (metro, centímetro e milímetro) e instrumentos adequados.

(EF02MA17) Estimar, medir e comparar capacidade e massa, utilizando estratégias pessoais e unidades de medida não padronizadas ou padronizadas (litro, mililitro, cm3, grama e quilograma).



Objetivos específicos

Realizar estimativas e medições  entre medidas de comprimento utilizando medidas não padronizadas e padronizadas.

Conceito-chave

Medidas padronizadas, medidas não padronizadas e estimativa.

Recursos necessários

  • Cartolina;
  • Cartolina laminada.( caso não use a fita cetim);
  • Cola de isopor;
  • Cola branca;
  • Tesoura sem ponta;
  • Fita cetim nº 10;
  • Atividade impressas.



Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos (slides 3 a 5)

Orientação: Para essa aula, leve um pedaço de barbante com 1 metro de comprimento.

Antes de iniciar essa parte da aula, garanta se os alunos sabem medir com o palmo da mão, caso não, reoriente-os. De maneira geral, a turma já se apropriou da técnica, visto que já foi apresentada nas séries anteriores. Informe que você mediu o barbante usando o palmo da mão, e que como cada palmo tem 20 cm ( considere o valor de 20 cm como padrão de um palmo de um adulto), logo o barbante tem 1 metro= 20 cm + 20 cm +20 cm +20 cm +20 cm. Demonstre medindo o barbante com o palmo da mão e faça o registro no quadro. Destaque que 100 cm equivale a 1 metro. E, conclua que neste caso cada 5 palmos teremos 1 metro. Depois, questione com a turma outras medidas que podemos usar para medir comprimento. Espera-se que eles falem dos pés ou passos. Forme duplas para realizar essa atividade, os alunos podem escolher seus pares. Entregue a atividade para cada dupla e um pedaço de barbante com 1 metro e peça que eles preencham o quadro. Acompanhe as duplas, observando como eles construíram as estratégias para medir e estimar. Depois, escolha uma dupla para socializar e explicar para a turma como realizou as medições e fixe o quadro de cada dupla no mural da sala. Essa atividade além de retomar os conhecimentos já construído em relação a habilidade de estimar, vai ser importante para o desenvolvimento da atividade principal. Construir referências pessoais auxiliam nas atividades de estimativas e que envolvam medições. Faça perguntas de maneira que os incentivem a refletir sobre as variações encontradas. Por exemplo, uma dupla pode achar 5 palmos para ter 1 m , mas outra dupla, pode encontrar 6 palmos, questione essas variações , para que eles percebam a importância da construção do quadro transformando medidas não padronizadas para padronizadas.

Propósito: Construir referências pessoais de medidas para realização para realizar as estimativas.

Discuta com a turma:

  • Quantos palmos cabem no barbante?
  • Qual outra medida podemos usar para medir o barbante?
  • Quantos pés cabem no barbante?
  • Todos acharam a mesma quantidade de palmos?
  • Por que ocorreu uma variação na quantidade de palmos?
  • E, os pés? Todos chegaram a mesma quantidade?
  • Como foi possível estimar a altura de vocês usando o barbante como medida?

Materiais complementares para impressão:

Retomada

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos (slides 3 a 5)

Orientação: Para essa aula, leve um pedaço de barbante com 1 metro de comprimento.

Antes de iniciar essa parte da aula, garanta se os alunos sabem medir com o palmo da mão, caso não, reoriente-os. De maneira geral, a turma já se apropriou da técnica, visto que já foi apresentada nas séries anteriores. Informe que você mediu o barbante usando o palmo da mão, e que como cada palmo tem 20 cm ( considere o valor de 20 cm como padrão de um palmo de um adulto), logo o barbante tem 1 metro= 20 cm + 20 cm +20 cm +20 cm +20 cm. Demonstre medindo o barbante com o palmo da mão e faça o registro no quadro. Destaque que 100 cm equivale a 1 metro. E, conclua que neste caso cada 5 palmos teremos 1 metro. Depois, questione com a turma outras medidas que podemos usar para medir comprimento. Espera-se que eles falem dos pés ou passos. Forme duplas para realizar essa atividade, os alunos podem escolher seus pares. Entregue a atividade para cada dupla e um pedaço de barbante com 1 metro e peça que eles preencham o quadro. Acompanhe as duplas, observando como eles construíram as estratégias para medir e estimar. Depois, escolha uma dupla para socializar e explicar para a turma como realizou as medições e fixe o quadro de cada dupla no mural da sala. Essa atividade além de retomar os conhecimentos já construído em relação a habilidade de estimar, vai ser importante para o desenvolvimento da atividade principal. Construir referências pessoais auxiliam nas atividades de estimativas e que envolvam medições. Faça perguntas de maneira que os incentivem a refletir sobre as variações encontradas. Por exemplo, uma dupla pode achar 5 palmos para ter 1 m , mas outra dupla, pode encontrar 6 palmos, questione essas variações , para que eles percebam a importância da construção do quadro transformando medidas não padronizadas para padronizadas.

Propósito: Construir referências pessoais de medidas para realização para realizar as estimativas.

Discuta com a turma:

  • Quantos palmos cabem no barbante?
  • Qual outra medida podemos usar para medir o barbante?
  • Quantos pés cabem no barbante?
  • Todos acharam a mesma quantidade de palmos?
  • Por que ocorreu uma variação na quantidade de palmos?
  • E, os pés? Todos chegaram a mesma quantidade?
  • Como foi possível estimar a altura de vocês usando o barbante como medida?

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos (slides 3 a 5)

Orientação: Para essa aula, leve um pedaço de barbante com 1 metro de comprimento.

Antes de iniciar essa parte da aula, garanta se os alunos sabem medir com o palmo da mão, caso não, reoriente-os. De maneira geral, a turma já se apropriou da técnica, visto que já foi apresentada nas séries anteriores. Informe que você mediu o barbante usando o palmo da mão, e que como cada palmo tem 20 cm ( considere o valor de 20 cm como padrão de um palmo de um adulto), logo o barbante tem 1 metro= 20 cm + 20 cm +20 cm +20 cm +20 cm. Demonstre medindo o barbante com o palmo da mão e faça o registro no quadro. Destaque que 100 cm equivale a 1 metro. E, conclua que neste caso cada 5 palmos teremos 1 metro. Depois, questione com a turma outras medidas que podemos usar para medir comprimento. Espera-se que eles falem dos pés ou passos. Forme duplas para realizar essa atividade, os alunos podem escolher seus pares. Entregue a atividade para cada dupla e um pedaço de barbante com 1 metro e peça que eles preencham o quadro. Acompanhe as duplas, observando como eles construíram as estratégias para medir e estimar. Depois, escolha uma dupla para socializar e explicar para a turma como realizou as medições e fixe o quadro de cada dupla no mural da sala. Essa atividade além de retomar os conhecimentos já construído em relação a habilidade de estimar, vai ser importante para o desenvolvimento da atividade principal. Construir referências pessoais auxiliam nas atividades de estimativas e que envolvam medições. Faça perguntas de maneira que os incentivem a refletir sobre as variações encontradas. Por exemplo, uma dupla pode achar 5 palmos para ter 1 m , mas outra dupla, pode encontrar 6 palmos, questione essas variações , para que eles percebam a importância da construção do quadro transformando medidas não padronizadas para padronizadas.

Propósito: Construir referências pessoais de medidas para realização para realizar as estimativas.

Discuta com a turma:

  • Quantos palmos cabem no barbante?
  • Qual outra medida podemos usar para medir o barbante?
  • Quantos pés cabem no barbante?
  • Todos acharam a mesma quantidade de palmos?
  • Por que ocorreu uma variação na quantidade de palmos?
  • E, os pés? Todos chegaram a mesma quantidade?
  • Como foi possível estimar a altura de vocês usando o barbante como medida?

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos (slides 6 e 7)

Orientação: Projete o slide para a turma e leia as orientações para confeccionar a saia. Caso não seja possível projetar, faça um cartaz seguindo o exemplo e registre as orientações no quadro. Explique que eles irão confeccionar a saia seguindo as instruções, o tamanho do comprimento das tiras, a distância entre uma tira e outra e medindo a cintura do aluno que vai experimentar a saia. Entregue um modelo da saia com as instruções.

Propósito: Estimar e medir utilizando medidas não padronizadas e padronizadas.

Discuta com a turma:

  • Quais medidas vocês podem usar como referências?
  • Será que a tabela com as medidas pessoais podem auxiliar vocês a encontrar a medida correta das fitas?
  • Falamos que 1 m = 100 cm . E , meio metro?

Materiais complementares para impressão:

Atividade Principal

Guia de intervenção

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 18 minutos (slides 6 e 7)

Orientação: Projete o slide para a turma e leia as orientações para confeccionar a saia. Caso não seja possível projetar, faça um cartaz seguindo o exemplo e registre as orientações no quadro. Explique que eles irão confeccionar a saia seguindo as instruções, o tamanho do comprimento das tiras, a distância entre uma tira e outra e medindo a cintura do aluno que vai experimentar a saia. Entregue um modelo da saia com as instruções.

Propósito: Estimar e medir utilizando medidas não padronizadas e padronizadas.

Discuta com a turma:

  • Quais medidas vocês podem usar como referências?
  • Será que a tabela com as medidas pessoais podem auxiliar vocês a encontrar a medida correta das fitas?
  • Falamos que 1 m = 100 cm . E , meio metro?

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientação: Peça que três ou mais duplas que construíram estratégias diferentes, socializem as saias que produziram e expliquem como realizaram as medições. É muito importante que eles compartilhem as estratégias para que eles percebam que a ideia de estimar podem ter variações mas que medir precisa seguir um padrão. A turma também vai perceber que a medida da cintura pode variar de colega para colega. Inclusive, pode incluir mais essa medida como referência de medidas pessoais. No slide, seguem possíveis hipóteses de resoluções feitas pelos alunos. Pode acontecer como, no exemplo de Roberta e Karina, a estimativa de 5 cm ficarem bem distante da medida. Se isso acontecer retome coletivamente, questione outras referências(lápis, borracha, apontador e outros) que podiam ser usadas. Registre a explicação de cada dupla e a exponha juntamente com as saias, deixando-as visíveis à turma. Caso, a turma apresente apenas uma estratégia, demonstre outras possibilidades de resoluções, incluindo as que estão no slide.

No momento da discussão, questione o motivo da escolha de uma medida padronizada para confeccionar a saia. Pergunte se poderia ter pedido, por exemplo, tiras com 7 pés. A intenção é que eles reflitam que a medida dos palmos ou pés podiam resultar em tamanhos de tiras diferentes, já que essas medidas podem variar, dependendo do tamanho da mão ou pé da pessoa.

Propósito: Demonstrar as diversas possibilidades de realizar estimativas.

Discuta com a turma:

  • Por que nas orientações a medida pedida foi 1 metro? Será que podia ao invés de solicitar tiras de 1m , ser tiras com 5 palmos ou 7 pés?
  • Vocês podia usar o palmo, os pés, a altura e o barbante como medidas. Para mediar pedaços menores, era mais fácil usar qual das medidas?
  • Como vocês fizeram para colocar o espaço de 5 cm?
  • Sem utilizar o barbante, vocês teriam como estimar a medida da fita?

Material Complementar:

Resolução da Atividade Principal

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientação: Finalize a aula destacando a ideia de que podemos medir comprimentos usando como medida não padronizada os palmos, os pés e a própria altura.Assim, como podemos utilizar uma medida padronizada, como o barbante de 1 m , para estabelecer medições, estimativas e comparações. Destaque a informação de que podemos descobrir quantos palmos nosso , por exemplo, cabem em 1 metro e com isto, medir outros objetos.

Propósito:Destacar as medidas não padronizadas e padronizadas como estratégias para estimar, medir e comparar.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

Orientação: Projete ou registre a atividade de avaliação para os alunos. Peça que eles respondam individualmente. O objetivo é avaliar se os alunos vão exercitar a ideia de estimar, medir e comparar utilizando medidas não padronizadas e padronizadas. A atividade propõe que o aluno associe os pés (medida não padronizada) associando ao metro, e a partir deste contexto, consiga estimar quantos metros têm entre a árvore de maçã e laranja. Caso, a turma ainda demonstre dificuldade em realizar essas associações, que também foram feitas na confecção da saia, discuta com a turma as possibilidades , apresentando as resoluções.

Propósito: Avaliar a aprendizagem do aluno.

Materiais complementares para impressão:

Raio X

Resolução do Raio X

Atividade complementar

Resolução da Atividade Complementar


Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Grandezas e Medidas do 2º ano :

Com o plano de aula sobre grandezas e medidas, os alunos aprendem medição e estimativa de medidas de comprimento, capacidade e massa com unidades padronizadas, resolução de problemas com essas medidas, reconhecimento de várias formas de medição do tempo e resolução de problemas com sistema monetário brasileiro.

MAIS AULAS DE Matemática do 2º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF02MA16 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF02MA17 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Curso relacionado ao Plano

Resolução de Problemas em Matemática com Esforço Produtivo

Neste curso, Kátia Smole ensina como estimular o raciocínio matemático dos alunos, por meio de sugestões de atividade, textos com dicas e a realização de uma prática de sala de aula.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Matemática

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano