11454
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Plano de aula - Trabalhando com sequências numéricas no fio de contas.

POR: Erika Christian Fernandes Pettersen 10/12/2018
Código: MAT1_03NUM09

1º ano / Matemática / Números

Plano de aula alinhado à BNCC:

(EF01MA05) Comparar números naturais de até duas ordens em situações cotidianas, com sem suporte da reta numérica.

Plano de aula de Matemática com atividades para 1º ano do Fundamental sobre Ordenação e sequências numéricas.

 

Objetivo select-down

Este plano de aula foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor: Érika Christian Fernandes Pettersen

Mentor: Maria Lydia Mello

Especialista de área: Luciana Tenuta

Habilidade da BNCC

(EF01MA05) - Comparar números naturais de até duas ordens em situações cotidianas, com e sem suporte da reta numérica.

Objetivos específicos

  • Estabelecer relações entre diversas sequências numéricas (2 em 2, 5 em 5, 10 em 10).
  • Perceber que uma quantidade pode estar relacionada com  diversas formas de sequenciação.

Conceito-chave

Ordenação e sequências numéricas.

Recursos necessários:

  • Atividades impressas em folha A4 na quantidade suficiente para cada grupo formado por 4 alunos de sua turma, para as atividades de : retomada e atividade principal.
  • Atividades impressas em folha A4 na quantidade total de alunos da turma, para as atividades de  raio x.
  • Materiais para a confecção do fio de contas para os alunos: poderão ser utilizados para a montagem do fio barbantes ou fio de nylon em tamanho suficiente para enfiar as contas (mais ou menos de 50 cm até 1 metro), no total de pelo menos 50 contas para cada fio. As contas poderão ser de tampinhas plásticas de refrigerantes, miçangas grandes ou mesmo canudinhos de plástico, sendo que deverão ser distribuídas em 2 cores diferentes contadas de 5 em 5.

Obs.: um pacote de miçangão nº 10, com 250gr contém cerca de 650 unidades, sendo divididas por 50 contas, darão em média 13 fios de contas.

  • Fio de contas do professor: poderá ser feito com bolinhas do brinquedo “piscina de bolinhas”, pois é um tamanho maior que facilitará a visualização por toda a turma. Utilizar barbante ou fio de nylon furando as bolinhas e passando o fio por dentro de cada uma delas. Fazer a mesma disposição das duas cores contadas de 5 em 5 do fio de contas dos alunos.
  • Diversos pregadores de roupa ou clipes para fazer marcações/separações das contas no fio.



Informações adicionais:

Origem do fio de contas:

O colar de contas é um material didático introduzido em 1974 pelo famoso matemático americano Hassier Whitney, do Instituto para Estudos Avançados de Princeton, Nova Jersey, EUA.

Após ter sido reconhecido como um dos maiores matemáticos deste século, o Professor Whitney passou a dedicar-se exclusivamente ao trabalho com crianças, em especial as da pré-escola e dos anos iniciais do Ensino Fundamental.

Funcionalidade:

O FIO DE CONTAS é um material de apoio à Matemática. Através dele os alunos podem fazer contagens simples, de 2 em 2, de 3 em 3 (…), somar, subtrair e resolver situações problemas. Este material didático é extremamente útil para trabalhar a ideia de quantidade, para a construção de conceito de número e para contagem e pequenos cálculos, tornando as quantidades e suas representações simbólicas bastante familiares às crianças.


Tempo sugerido: 2 minutos

Orientação: Projete ou leia o objetivo para a turma, usando uma linguagem mais simples para as crianças.

Propósito: Compartilhar o objetivo da aula.

Retomada select-down

Tempo sugerido: 8 minutos (Slides 3 e 4).

Orientações: Organize para essa aula os materiais listados no arquivo “Sobre o plano”. Separe os alunos formando grupos com 4 alunos. Cada grupo deverá ter seu próprio fio de contas. Utilize o fio de contas do professor para prendendo-o no quadro para que a turma tenha uma melhor visualização. Primeiramente, deixe que explorem o fio, contando quantas bolinhas existem, observando a organização das sequências de cores, etc.

Observação: o FIO DE CONTAS é um material de apoio à Matemática. Através dele os alunos podem fazer contagens simples, de 2 em 2, de 3 em 3 (…), somar, subtrair e resolver situações problemas. Este material didático é extremamente útil para trabalhar a ideia de quantidade, para a construção de conceito de número e para contagem e pequenos cálculos, tornando as quantidades e suas representações simbólicas bastante familiares às crianças.

Propósito: Contar, em diferentes sequências, uma determinada quantidade.

Discuta com a turma:

Estou com algumas dúvidas, ajudem-me a resolvê-las:

  • Se eu contar de 2 em 2 consigo parar no número 5?
  • Contando de 2 em 2 consigo chegar no número 14? Quantos “dois” foi preciso contar?
  • Se eu contar de 5 em 5 consigo parar no número 12?
  • Estando no número 7, quantos “cincos” terei que contar?

Material Complementar:

Aquecimento

Resolução do Aquecimento

Retomada select-down

Tempo sugerido: 8 minutos (Slides 3 e 4).

Orientação: Siga, após o manuseio do material, propondo alguns questionamentos para que o grupo reflita, discuta e execute a tarefa a fim de solucioná-la. Entregue para cada grupo de crianças a atividade impressa e deixe que conversem entre si para resolvê-la. Após perceber que todos já concluíram, promova a exposição dos resultados em uma conversa coletiva.

Propósito: Contar, em diferentes sequências, uma determinada quantidade.

Material complementar:

Aquecimento

Resolução do Aquecimento

Atividade principal select-down

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientação: Utilize o seu colar de contas feito de bolinhas maiores e reorganize as contas de forma a ficar no formato desse colar. Apresente a situação para a sua turma, projete o slide ou escreva no quadro, fazendo a leitura para que todos a compreendam. Primeiramente, deixe que observem bem o fio de contas preso no quadro com a nova disposição das bolinhas. As crianças poderão também reorganizar o seu próprio fio de contas usando pregadores de roupa ou clipes para fazer a separação de acordo com a imagem. Caso não tenha o material disponível para essa reorganização, entregue uma cópia do modelo do colar impressa para cada grupo. Nesta folha, os alunos poderão fazer as marcações que acharem necessárias para resolver como descobrir se João está certo ou não. Deixe um tempo para que cada grupo reflita, discuta e execute a tarefa a fim de solucioná-la.

Propósito: Organizar determinada quantidade em diversos tipos de sequências numéricas.

Discuta com a turma:

  • Sem contar de um em um é possível perceber quantas contas possuem o colar?
  • Como podemos contar essas contas de maneira mais rápida?

Materiais complementares:

Atividade Principal

Resolução da Atividade Principal

Guia de intervenção

Discussão das soluções select-down

Tempo sugerido: 10 minutos (Slides 6 até 9)

Orientação: Projete ou leia os slides para a turma. No painel de soluções apresentamos algumas possíveis formas para resolver a situação proposta que devem ser discutidas com as crianças. No entanto, é melhor explorar as resoluções que surgirem no contexto da sua aula. Nos exemplos dos slides, foram apresentadas três possíveis maneiras de estratégias que podem ser utilizadas pelas crianças (pode ser que existam outras). Proponha uma reflexão com os alunos levando-os a perceberem que mesmo utilizando maneiras diferentes de realizar as “somas”, os agrupamentos, as sequências, foi possível encontrar o mesmo resultado.

Propósito: Conhecer e explicar o uso de algumas estratégias de resolução utilizadas pelos alunos promovendo o debate de ideias de forma positiva e enriquecedora. Contribuir também para a análise de erros/dificuldades e valorizar as diferentes resoluções.

Discussão das soluções select-down

Tempo sugerido: 10 minutos (Slides 6 até 9)

Orientação: Projete ou leia os slides para a turma. No painel de soluções apresentamos algumas possíveis formas para resolver a situação proposta que devem ser discutidas com as crianças. No entanto, é melhor explorar as resoluções que surgirem no contexto da sua aula. Nos exemplos dos slides, foram apresentadas três possíveis maneiras de estratégias que podem ser utilizadas pelas crianças (pode ser que existam outras). Proponha uma reflexão com os alunos levando-os a perceberem que mesmo utilizando maneiras diferentes de realizar as “somas”, os agrupamentos, as sequências, foi possível encontrar o mesmo resultado.

Propósito: Conhecer e explicar o uso de algumas estratégias de resolução utilizadas pelos alunos promovendo o debate de ideias de forma positiva e enriquecedora. Contribuir também para a análise de erros/dificuldades e valorizar as diferentes resoluções.

Discussão das soluções select-down

Tempo sugerido: 10 minutos (Slides 6 até 9)

Orientação: Projete ou leia os slides para a turma. No painel de soluções apresentamos algumas possíveis formas para resolver a situação proposta que devem ser discutidas com as crianças. No entanto, é melhor explorar as resoluções que surgirem no contexto da sua aula. Nos exemplos dos slides, foram apresentadas três possíveis maneiras de estratégias que podem ser utilizadas pelas crianças (pode ser que existam outras). Proponha uma reflexão com os alunos levando-os a perceberem que mesmo utilizando maneiras diferentes de realizar as “somas”, os agrupamentos, as sequências, foi possível encontrar o mesmo resultado.

Propósito: Conhecer e explicar o uso de algumas estratégias de resolução utilizadas pelos alunos promovendo o debate de ideias de forma positiva e enriquecedora. Contribuir também para a análise de erros/dificuldades e valorizar as diferentes resoluções.

Discussão das soluções select-down

Tempo sugerido: 10 minutos (Slides 6 até 9)

Orientação: Projete ou leia os slides para a turma. No painel de soluções apresentamos algumas possíveis formas para resolver a situação proposta que devem ser discutidas com as crianças. No entanto, é melhor explorar as resoluções que surgirem no contexto da sua aula. Nos exemplos dos slides, foram apresentadas três possíveis maneiras de estratégias que podem ser utilizadas pelas crianças (pode ser que existam outras). Proponha uma reflexão com os alunos levando-os a perceberem que mesmo utilizando maneiras diferentes de realizar as “somas”, os agrupamentos, as sequências, foi possível encontrar o mesmo resultado.

Propósito: Conhecer e explicar o uso de algumas estratégias de resolução utilizadas pelos alunos promovendo o debate de ideias de forma positiva e enriquecedora. Contribuir também para a análise de erros/dificuldades e valorizar as diferentes resoluções.

Encerramento select-down

Tempo Sugerido: 2 minutos

Orientação: Faça o fechamento da atividade principal retomando brevemente com os alunos o que foi necessário para descobrir o total de contas do colar de Bruna, ou seja, a utilização do que já aprenderam sobre as diversas sequências numéricas. Como a sua utilização facilita a contagem e a torna mais rápida.

Propósito: Retomar a ideia de que existem diferentes formas de sequenciar quantidades.

Raio x select-down

Tempo sugerido: 6 minutos (Slides 11 e 12)

Orientação: Entregue uma cópia da atividade para cada aluno. Leia a situação problema e reserve um tempo para que possam analisar e encontrar uma forma de resolvê-la sozinhos. O raio x é uma atividade oportuna para verificar e avaliar se os alunos conseguiram compreenderam o conteúdo proposto e alcançar o objetivo de aprendizagem.

Propósito: Auxiliar o aluno a perceber possíveis relações entre as sequências numéricas de acordo com determinada quantidade.

Discuta com a turma:

  • Como é possível alcançar o total de 20 quadradinhos em cada sequência?
  • O que será necessário fazer?

Materiais complementares:

Raio X

Resolução do raio x

Atividade complementar

Resolução da atividade complementar

Raio x select-down

Tempo sugerido: 2minutos

Orientação: Entregue uma cópia da atividade para cada aluno. Leia a situação problema e reserve um tempo para que possam analisar e encontrar uma forma de resolvê-la sozinhos. O raio x é uma atividade oportuna para verificar e avaliar se os alunos conseguiram compreenderam o conteúdo proposto e alcançar o objetivo de aprendizagem.

Propósito: Auxiliar o aluno a perceber possíveis relações entre as sequências numéricas de acordo com determinada quantidade.

Discuta com a turma:

  • A quantidade de 20 quadradinhos pôde ser distribuída nas três formas de sequências?
  • O valor exato foi alcançado ao final dessa distribuição?
  • Qual das três sequências, obteve maior número de distribuições? Por quê?
  • Qual teve menos distribuições? Por quê?

Materiais complementares:

Raio X

Resolução do raio x

Atividade complementar

Resolução da atividade complementar

Resumo da aula

download Baixar plano

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientação: Projete ou leia o objetivo para a turma, usando uma linguagem mais simples para as crianças.

Propósito: Compartilhar o objetivo da aula.


Este plano de aula foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor: Érika Christian Fernandes Pettersen

Mentor: Maria Lydia Mello

Especialista de área: Luciana Tenuta

Habilidade da BNCC

(EF01MA05) - Comparar números naturais de até duas ordens em situações cotidianas, com e sem suporte da reta numérica.

Objetivos específicos

  • Estabelecer relações entre diversas sequências numéricas (2 em 2, 5 em 5, 10 em 10).
  • Perceber que uma quantidade pode estar relacionada com  diversas formas de sequenciação.

Conceito-chave

Ordenação e sequências numéricas.

Recursos necessários:

  • Atividades impressas em folha A4 na quantidade suficiente para cada grupo formado por 4 alunos de sua turma, para as atividades de : retomada e atividade principal.
  • Atividades impressas em folha A4 na quantidade total de alunos da turma, para as atividades de  raio x.
  • Materiais para a confecção do fio de contas para os alunos: poderão ser utilizados para a montagem do fio barbantes ou fio de nylon em tamanho suficiente para enfiar as contas (mais ou menos de 50 cm até 1 metro), no total de pelo menos 50 contas para cada fio. As contas poderão ser de tampinhas plásticas de refrigerantes, miçangas grandes ou mesmo canudinhos de plástico, sendo que deverão ser distribuídas em 2 cores diferentes contadas de 5 em 5.

Obs.: um pacote de miçangão nº 10, com 250gr contém cerca de 650 unidades, sendo divididas por 50 contas, darão em média 13 fios de contas.

  • Fio de contas do professor: poderá ser feito com bolinhas do brinquedo “piscina de bolinhas”, pois é um tamanho maior que facilitará a visualização por toda a turma. Utilizar barbante ou fio de nylon furando as bolinhas e passando o fio por dentro de cada uma delas. Fazer a mesma disposição das duas cores contadas de 5 em 5 do fio de contas dos alunos.
  • Diversos pregadores de roupa ou clipes para fazer marcações/separações das contas no fio.



Informações adicionais:

Origem do fio de contas:

O colar de contas é um material didático introduzido em 1974 pelo famoso matemático americano Hassier Whitney, do Instituto para Estudos Avançados de Princeton, Nova Jersey, EUA.

Após ter sido reconhecido como um dos maiores matemáticos deste século, o Professor Whitney passou a dedicar-se exclusivamente ao trabalho com crianças, em especial as da pré-escola e dos anos iniciais do Ensino Fundamental.

Funcionalidade:

O FIO DE CONTAS é um material de apoio à Matemática. Através dele os alunos podem fazer contagens simples, de 2 em 2, de 3 em 3 (…), somar, subtrair e resolver situações problemas. Este material didático é extremamente útil para trabalhar a ideia de quantidade, para a construção de conceito de número e para contagem e pequenos cálculos, tornando as quantidades e suas representações simbólicas bastante familiares às crianças.

Tempo sugerido: 8 minutos (Slides 3 e 4).

Orientações: Organize para essa aula os materiais listados no arquivo “Sobre o plano”. Separe os alunos formando grupos com 4 alunos. Cada grupo deverá ter seu próprio fio de contas. Utilize o fio de contas do professor para prendendo-o no quadro para que a turma tenha uma melhor visualização. Primeiramente, deixe que explorem o fio, contando quantas bolinhas existem, observando a organização das sequências de cores, etc.

Observação: o FIO DE CONTAS é um material de apoio à Matemática. Através dele os alunos podem fazer contagens simples, de 2 em 2, de 3 em 3 (…), somar, subtrair e resolver situações problemas. Este material didático é extremamente útil para trabalhar a ideia de quantidade, para a construção de conceito de número e para contagem e pequenos cálculos, tornando as quantidades e suas representações simbólicas bastante familiares às crianças.

Propósito: Contar, em diferentes sequências, uma determinada quantidade.

Discuta com a turma:

Estou com algumas dúvidas, ajudem-me a resolvê-las:

  • Se eu contar de 2 em 2 consigo parar no número 5?
  • Contando de 2 em 2 consigo chegar no número 14? Quantos “dois” foi preciso contar?
  • Se eu contar de 5 em 5 consigo parar no número 12?
  • Estando no número 7, quantos “cincos” terei que contar?

Material Complementar:

Aquecimento

Resolução do Aquecimento

Tempo sugerido: 8 minutos (Slides 3 e 4).

Orientação: Siga, após o manuseio do material, propondo alguns questionamentos para que o grupo reflita, discuta e execute a tarefa a fim de solucioná-la. Entregue para cada grupo de crianças a atividade impressa e deixe que conversem entre si para resolvê-la. Após perceber que todos já concluíram, promova a exposição dos resultados em uma conversa coletiva.

Propósito: Contar, em diferentes sequências, uma determinada quantidade.

Material complementar:

Aquecimento

Resolução do Aquecimento

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientação: Utilize o seu colar de contas feito de bolinhas maiores e reorganize as contas de forma a ficar no formato desse colar. Apresente a situação para a sua turma, projete o slide ou escreva no quadro, fazendo a leitura para que todos a compreendam. Primeiramente, deixe que observem bem o fio de contas preso no quadro com a nova disposição das bolinhas. As crianças poderão também reorganizar o seu próprio fio de contas usando pregadores de roupa ou clipes para fazer a separação de acordo com a imagem. Caso não tenha o material disponível para essa reorganização, entregue uma cópia do modelo do colar impressa para cada grupo. Nesta folha, os alunos poderão fazer as marcações que acharem necessárias para resolver como descobrir se João está certo ou não. Deixe um tempo para que cada grupo reflita, discuta e execute a tarefa a fim de solucioná-la.

Propósito: Organizar determinada quantidade em diversos tipos de sequências numéricas.

Discuta com a turma:

  • Sem contar de um em um é possível perceber quantas contas possuem o colar?
  • Como podemos contar essas contas de maneira mais rápida?

Materiais complementares:

Atividade Principal

Resolução da Atividade Principal

Guia de intervenção

Tempo sugerido: 10 minutos (Slides 6 até 9)

Orientação: Projete ou leia os slides para a turma. No painel de soluções apresentamos algumas possíveis formas para resolver a situação proposta que devem ser discutidas com as crianças. No entanto, é melhor explorar as resoluções que surgirem no contexto da sua aula. Nos exemplos dos slides, foram apresentadas três possíveis maneiras de estratégias que podem ser utilizadas pelas crianças (pode ser que existam outras). Proponha uma reflexão com os alunos levando-os a perceberem que mesmo utilizando maneiras diferentes de realizar as “somas”, os agrupamentos, as sequências, foi possível encontrar o mesmo resultado.

Propósito: Conhecer e explicar o uso de algumas estratégias de resolução utilizadas pelos alunos promovendo o debate de ideias de forma positiva e enriquecedora. Contribuir também para a análise de erros/dificuldades e valorizar as diferentes resoluções.

Tempo sugerido: 10 minutos (Slides 6 até 9)

Orientação: Projete ou leia os slides para a turma. No painel de soluções apresentamos algumas possíveis formas para resolver a situação proposta que devem ser discutidas com as crianças. No entanto, é melhor explorar as resoluções que surgirem no contexto da sua aula. Nos exemplos dos slides, foram apresentadas três possíveis maneiras de estratégias que podem ser utilizadas pelas crianças (pode ser que existam outras). Proponha uma reflexão com os alunos levando-os a perceberem que mesmo utilizando maneiras diferentes de realizar as “somas”, os agrupamentos, as sequências, foi possível encontrar o mesmo resultado.

Propósito: Conhecer e explicar o uso de algumas estratégias de resolução utilizadas pelos alunos promovendo o debate de ideias de forma positiva e enriquecedora. Contribuir também para a análise de erros/dificuldades e valorizar as diferentes resoluções.

Tempo sugerido: 10 minutos (Slides 6 até 9)

Orientação: Projete ou leia os slides para a turma. No painel de soluções apresentamos algumas possíveis formas para resolver a situação proposta que devem ser discutidas com as crianças. No entanto, é melhor explorar as resoluções que surgirem no contexto da sua aula. Nos exemplos dos slides, foram apresentadas três possíveis maneiras de estratégias que podem ser utilizadas pelas crianças (pode ser que existam outras). Proponha uma reflexão com os alunos levando-os a perceberem que mesmo utilizando maneiras diferentes de realizar as “somas”, os agrupamentos, as sequências, foi possível encontrar o mesmo resultado.

Propósito: Conhecer e explicar o uso de algumas estratégias de resolução utilizadas pelos alunos promovendo o debate de ideias de forma positiva e enriquecedora. Contribuir também para a análise de erros/dificuldades e valorizar as diferentes resoluções.

Tempo sugerido: 10 minutos (Slides 6 até 9)

Orientação: Projete ou leia os slides para a turma. No painel de soluções apresentamos algumas possíveis formas para resolver a situação proposta que devem ser discutidas com as crianças. No entanto, é melhor explorar as resoluções que surgirem no contexto da sua aula. Nos exemplos dos slides, foram apresentadas três possíveis maneiras de estratégias que podem ser utilizadas pelas crianças (pode ser que existam outras). Proponha uma reflexão com os alunos levando-os a perceberem que mesmo utilizando maneiras diferentes de realizar as “somas”, os agrupamentos, as sequências, foi possível encontrar o mesmo resultado.

Propósito: Conhecer e explicar o uso de algumas estratégias de resolução utilizadas pelos alunos promovendo o debate de ideias de forma positiva e enriquecedora. Contribuir também para a análise de erros/dificuldades e valorizar as diferentes resoluções.

Tempo Sugerido: 2 minutos

Orientação: Faça o fechamento da atividade principal retomando brevemente com os alunos o que foi necessário para descobrir o total de contas do colar de Bruna, ou seja, a utilização do que já aprenderam sobre as diversas sequências numéricas. Como a sua utilização facilita a contagem e a torna mais rápida.

Propósito: Retomar a ideia de que existem diferentes formas de sequenciar quantidades.

Tempo sugerido: 6 minutos (Slides 11 e 12)

Orientação: Entregue uma cópia da atividade para cada aluno. Leia a situação problema e reserve um tempo para que possam analisar e encontrar uma forma de resolvê-la sozinhos. O raio x é uma atividade oportuna para verificar e avaliar se os alunos conseguiram compreenderam o conteúdo proposto e alcançar o objetivo de aprendizagem.

Propósito: Auxiliar o aluno a perceber possíveis relações entre as sequências numéricas de acordo com determinada quantidade.

Discuta com a turma:

  • Como é possível alcançar o total de 20 quadradinhos em cada sequência?
  • O que será necessário fazer?

Materiais complementares:

Raio X

Resolução do raio x

Atividade complementar

Resolução da atividade complementar

Tempo sugerido: 2minutos

Orientação: Entregue uma cópia da atividade para cada aluno. Leia a situação problema e reserve um tempo para que possam analisar e encontrar uma forma de resolvê-la sozinhos. O raio x é uma atividade oportuna para verificar e avaliar se os alunos conseguiram compreenderam o conteúdo proposto e alcançar o objetivo de aprendizagem.

Propósito: Auxiliar o aluno a perceber possíveis relações entre as sequências numéricas de acordo com determinada quantidade.

Discuta com a turma:

  • A quantidade de 20 quadradinhos pôde ser distribuída nas três formas de sequências?
  • O valor exato foi alcançado ao final dessa distribuição?
  • Qual das três sequências, obteve maior número de distribuições? Por quê?
  • Qual teve menos distribuições? Por quê?

Materiais complementares:

Raio X

Resolução do raio x

Atividade complementar

Resolução da atividade complementar

Este plano de aula foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor: Érika Christian Fernandes Pettersen

Mentor: Maria Lydia Mello

Especialista de área: Luciana Tenuta

Habilidade da BNCC

(EF01MA05) - Comparar números naturais de até duas ordens em situações cotidianas, com e sem suporte da reta numérica.

Objetivos específicos

  • Estabelecer relações entre diversas sequências numéricas (2 em 2, 5 em 5, 10 em 10).
  • Perceber que uma quantidade pode estar relacionada com  diversas formas de sequenciação.

Conceito-chave

Ordenação e sequências numéricas.

Recursos necessários:

  • Atividades impressas em folha A4 na quantidade suficiente para cada grupo formado por 4 alunos de sua turma, para as atividades de : retomada e atividade principal.
  • Atividades impressas em folha A4 na quantidade total de alunos da turma, para as atividades de  raio x.
  • Materiais para a confecção do fio de contas para os alunos: poderão ser utilizados para a montagem do fio barbantes ou fio de nylon em tamanho suficiente para enfiar as contas (mais ou menos de 50 cm até 1 metro), no total de pelo menos 50 contas para cada fio. As contas poderão ser de tampinhas plásticas de refrigerantes, miçangas grandes ou mesmo canudinhos de plástico, sendo que deverão ser distribuídas em 2 cores diferentes contadas de 5 em 5.

Obs.: um pacote de miçangão nº 10, com 250gr contém cerca de 650 unidades, sendo divididas por 50 contas, darão em média 13 fios de contas.

  • Fio de contas do professor: poderá ser feito com bolinhas do brinquedo “piscina de bolinhas”, pois é um tamanho maior que facilitará a visualização por toda a turma. Utilizar barbante ou fio de nylon furando as bolinhas e passando o fio por dentro de cada uma delas. Fazer a mesma disposição das duas cores contadas de 5 em 5 do fio de contas dos alunos.
  • Diversos pregadores de roupa ou clipes para fazer marcações/separações das contas no fio.



Informações adicionais:

Origem do fio de contas:

O colar de contas é um material didático introduzido em 1974 pelo famoso matemático americano Hassier Whitney, do Instituto para Estudos Avançados de Princeton, Nova Jersey, EUA.

Após ter sido reconhecido como um dos maiores matemáticos deste século, o Professor Whitney passou a dedicar-se exclusivamente ao trabalho com crianças, em especial as da pré-escola e dos anos iniciais do Ensino Fundamental.

Funcionalidade:

O FIO DE CONTAS é um material de apoio à Matemática. Através dele os alunos podem fazer contagens simples, de 2 em 2, de 3 em 3 (…), somar, subtrair e resolver situações problemas. Este material didático é extremamente útil para trabalhar a ideia de quantidade, para a construção de conceito de número e para contagem e pequenos cálculos, tornando as quantidades e suas representações simbólicas bastante familiares às crianças.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

OUTRAS AULAS DESSA UNIDADE:

AULAS DESSA DISCIPLINA:

AULAS RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Resolução de Problemas em Matemática com Esforço Produtivo

Neste curso, Kátia Smole ensina como estimular o raciocínio matemático dos alunos, por meio de sugestões de atividade, textos com dicas e a realização de uma prática de sala de aula.

Ver mais detalhes