11
null
Uma faculdade Waldorfnestas fotos, detalhes do dia a dia da Escola Waldorf Rudolf Steiner, em São Paulo. Nela, correr, pular, brincar e fantasiar são prioridades para as crianças. Incentivam- -se os trabalhos manuais, o contato com a natureza e o estímulo à criatividade. O uso da tecnologia só acontece a partir do Ensino Médio.Tempo de ser criançaTempo de ser criança: nestas fotos, detalhes do dia a dia da Escola Waldorf Rudolf Steiner, em São Paulo. Nela, correr, pular, brincar e fantasiar são prioridades para as crianças. Incentivam- -se os trabalhos manuais, o contato com a natureza e o estímulo à criatividade. O uso da tecnologia só acontece a partir do Ensino MédioTuane FernandesNas fotos detalhes do dia a dia da Escola Waldorf Rudolf Steiner, em São Paulo. Nela, correr, pular, brincar e fantasiar são prioridades para as crianças. Incentivam-se os trabalhos manuais, o contato com a natureza e o estímulo à criatividade. O uso da tecnologia só acontece a partir do Ensino Médio.Tempo de ser criançaNas fotos detalhes do dia a dia da Escola Waldorf Rudolf Steiner, em São Paulo. Nela, correr, pular, brincar e fantasiar são prioridades para as crianças. Incentivam-se os trabalhos manuais, o contato com a natureza e o estímulo à criatividade. O uso da tecnologia só acontece a partir do Ensino Médio.Tuane FernandesNas fotos detalhes do dia a dia da Escola Waldorf Rudolf Steiner, em São Paulo. Nela, correr, pular, brincar e fantasiar são prioridades para as crianças. Incentivam-se os trabalhos manuais, o contato com a natureza e o estímulo à criatividade. O uso da tecnologia só acontece a partir do Ensino Médio. Crédito: Tuane FernandesTempo de ser criançaNas fotos detalhes do dia a dia da Escola Waldorf Rudolf Steiner, em São Paulo. Nela, correr, pular, brincar e fantasiar são prioridades para as crianças. Incentivam-se os trabalhos manuais, o contato com a natureza e o estímulo à criatividade. O uso da tecnologia só acontece a partir do Ensino MédioTuane FernandesNas fotos, detalhes do dia a dia da Escola Waldorf Rudolf Steiner, em São Paulo. Nela, correr, pular, brincar e fantasiar são prioridades para as crianças. Incentivam-se os trabalhos manuais, o contato com a natureza e o estímulo à criatividade. O uso da tecnologia só acontece a partir do Ensino Médio.Tempo de ser criançaNas fotos, detalhes do dia a dia da Escola Waldorf Rudolf Steiner, em São Paulo. Nela, correr, pular, brincar e fantasiar são prioridades para as crianças. Incentivam-se os trabalhos manuais, o contato com a natureza e o estímulo à criatividade. O uso da tecnologia só acontece a partir do Ensino Médio.Tuane FernandesNas fotos, detalhes do dia a dia da Escola Waldorf Rudolf Steiner, em São Paulo. Nela, correr, pular, brincar e fantasiar são prioridades para as crianças. Incentivam-se os trabalhos manuais, o contato com a natureza e o estímulo à criatividade. O uso da tecnologia só acontece a partir do Ensino Médio.Tempo de ser criançaNas fotos, detalhes do dia a dia da Escola Waldorf Rudolf Steiner, em São Paulo. Nela, correr, pular, brincar e fantasiar são prioridades para as crianças. Incentivam-se os trabalhos manuais, o contato com a natureza e o estímulo à criatividade. O uso da tecnologia só acontece a partir do Ensino Médio.Tuane FernandesNas fotos, detalhes do dia a dia da Escola Waldorf Rudolf Steiner, em São Paulo. Nela, correr, pular, brincar e fantasiar são prioridades para as crianças. Incentivam-se os trabalhos manuais, o contato com a natureza e o estímulo à criatividade. O uso da tecnologia só acontece a partir do Ensino Médio.Tempo de ser criançaNas fotos, detalhes do dia a dia da Escola Waldorf Rudolf Steiner, em São Paulo. Nela, correr, pular, brincar e fantasiar são prioridades para as crianças. Incentivam-se os trabalhos manuais, o contato com a natureza e o estímulo à criatividade. O uso da tecnologia só acontece a partir do Ensino Médio.Tuane FernandesNas fotos, detalhes do dia a dia da Escola Waldorf Rudolf Steiner, em São Paulo. Nela, correr, pular, brincar e fantasiar são prioridades para as crianças. Incentivam-se os trabalhos manuais, o contato com a natureza e o estímulo à criatividade. O uso da tecnologia só acontece a partir do Ensino Médio.Tempo de ser criançaNas fotos, detalhes do dia a dia da Escola Waldorf Rudolf Steiner, em São Paulo. Nela, correr, pular, brincar e fantasiar são prioridades para as crianças. Incentivam-se os trabalhos manuais, o contato com a natureza e o estímulo à criatividade. O uso da tecnologia só acontece a partir do Ensino Médio.Tuane FernandesNas fotos, detalhes do dia a dia da Escola Waldorf Rudolf Steiner, em São Paulo. Nela, correr, pular, brincar e fantasiar são prioridades para as crianças. Incentivam-se os trabalhos manuais, o contato com a natureza e o estímulo à criatividade. O uso da tecnologia só acontece a partir do Ensino Médio.Tempo de ser criançaNas fotos, detalhes do dia a dia da Escola Waldorf Rudolf Steiner, em São Paulo. Nela, correr, pular, brincar e fantasiar são prioridades para as crianças. Incentivam-se os trabalhos manuais, o contato com a natureza e o estímulo à criatividade. O uso da tecnologia só acontece a partir do Ensino Médio.Tuane FernandesNas fotos, detalhes do dia a dia da Escola Waldorf Rudolf Steiner, em São Paulo. Nela, correr, pular, brincar e fantasiar são prioridades para as crianças. Incentivam-se os trabalhos manuais, o contato com a natureza e o estímulo à criatividade. O uso da tecnologia só acontece a partir do Ensino Médio.Tempo de ser criançaNas fotos, detalhes do dia a dia da Escola Waldorf Rudolf Steiner, em São Paulo. Nela, correr, pular, brincar e fantasiar são prioridades para as crianças. Incentivam-se os trabalhos manuais, o contato com a natureza e o estímulo à criatividade. O uso da tecnologia só acontece a partir do Ensino Médio.Tuane FernandesNas fotos, detalhes do dia a dia da Escola Waldorf Rudolf Steiner, em São Paulo. Nela, correr, pular, brincar e fantasiar são prioridades para as crianças. Incentivam-se os trabalhos manuais, o contato com a natureza e o estímulo à criatividade. O uso da tecnologia só acontece a partir do Ensino Médio.Tempo de ser criançaNas fotos, detalhes do dia a dia da Escola Waldorf Rudolf Steiner, em São Paulo. Nela, correr, pular, brincar e fantasiar são prioridades para as crianças. Incentivam-se os trabalhos manuais, o contato com a natureza e o estímulo à criatividade. O uso da tecnologia só acontece a partir do Ensino Médio.Tuane Fernandes