Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

CARTA: Um sonho partilhado é um sonho realizado

Denise Rodrigues de Oliveira, uma das vencedoras do Prêmio Educadora Nota 10 deste ano, faz um balanço de 2017 e conta o que espera de 2018

POR:
Denise Rodrigues de Oliveira
A professora Denise na  EMEI Floresta Encantada, em Novo Hamburgo (RS). (Foto: Marcelo Curia)

Queridos colegas,

Neste ano de 2017, tive o privilégio ver meu trabalho, entre muitos outros trabalhos maravilhosos, reconhecido pelo Prêmio Educador Nota 10. Poder compartilhar o que fiz com outros professores e profissionais da Educação trouxe, além de muito orgulho, o sentimento de que estou no caminho certo nesta linda profissão que escolhi.

Não sabia como a tão esperada ligação da Fundação Victor Civita iria mudar minha vida e dar novos rumos ao exercício da minha prática.

Tornar-me Educadora Nota 10 proporcionou-me a chance de falar dessas coisas. As trocas de experiências e novas aprendizagens, especialmente durante os seis dias que estive em São Paulo, junto com os outros vencedores, me marcaram. Foram debates, conversas, discussões… Conviver com pessoas comprometidas com a Educação me deu mais energia para continuar.

Denise, professora: "Fiz um  trabalho mais qualificado não apenas para os bebês, mas com os bebês". (Foto: Marcelo Curia)

A própria oportunidade de conhecer projetos inspiradores dos Educadores Nota 10 me fez renovar a crença na Educação pública, que, a meu ver, está cada vez mais carente de ideias e inovações nos métodos e na interação entre educadores, alunos e ambiente. Sem o olhar atento do professor, não é possível avançar.

O projeto “Promovendo a autonomia por meio do espaço” surgiu da ideia de fazer um trabalho mais qualificado não apenas para os bebês, mas com os bebês. Ele partiu de uma escuta atenta e de muitas observações que tornaram possível e visível a reorganização dos espaços, proporcionaram vez e voz às crianças pequenas e favoreceram a autonomia e o respeito à individualidade. Respeitar o bebê também quer dizer ouvi-lo, vê-lo, tocá-lo, percebê-lo como sujeito cujas necessidades e desejos têm significado.

Difícil? Sim, foi. Ninguém disse que seria fácil. Mas ver que é possível fazer melhor dá força para não desistir jamais.

Em 2018, espero compartilhar meu projeto com mais e mais educadores e instituições, para que os bebês possam ser ouvidos e respeitados. Apresentações, debates e propostas já estão sendo idealizadas, tais como projetos-piloto em algumas escolas da rede de Novo Hamburgo. Vamos torcer para que dê tudo certo!

Também quero continuar pesquisando e estudando para enriquecer o dia-a-dia das crianças na escola infantil está marcado como meta para o próximo ano.

Por fim, desejo que todos nós educadores nos deixemos desafiar pelo olhar e a voz de nossos alunos, para que, através deles, nosso trabalho se torne cada vez mais qualificado e planejado. Com eles e para eles.

Um feliz 2018,

Denise Rodrigues de Oliveira

Professora da EMEI Floresta Encantada, em Novo Hamburgo (RS) e Educadora Nota 10 de 2017

Tags

Guias