Startup finlandesa traz jogos educativos ao Brasil

Plataforma Seppo tem jogos de Matemática, Geografia, Biologia, Filosofia, Artes, Inglês e Língua Portuguesa

POR:
NOVA ESCOLA

Maior startup especializada em Educação da Finlândia, a plataforma de criação de jogos Seppo tem uma ferramenta permite a qualquer professor, sem nenhum conhecimento de programação, criar jogos interativos para usar com os alunos dentro ou fora da sala de aula. Ela serve para qualquer disciplina e etapa e pode ser acessada por desktops, tablets ou celulares. 

Mas além de permitir a criação de jogos, a Seppo já tem uma biblioteca com mais de mil jogos disponíveis em diferentes línguas desenvolvidos por professores dos mais de 20 países em que a empresa está presente. Em português, já são 27 jogos prontos para uso em disciplinas como Matemática, Geografia, Biologia, Filosofia, Artes, Inglês, Língua Portuguesa e outras.

Veja abaixo alguns dos jogos disponíveis em português, acesse agora e faça uma atividade diferente com seus alunos:  

O jogo Professor triste/feliz traz conceitos Filosofia e Ética aplicada: o que faz uma pessoa feliz? O que os filósofos famosos como Sêneca nos ensinam sobre o assunto? As tarefas incluem perguntas de múltipla escolha, mas também há atividades criativas em que os alunos têm que debater assuntos ligados a ética e gravar vídeos curtos com seus celulares ou tablets.

O jogo Boneco perdido - Cat and Doll é voltado para o ensino de Inglês para alunos de 7-8 anos. Ele pode ser jogado na sala de aula ou passado como tarefa de casa. Ele testa o vocabulário dos alunos sobre cores, números e partes do corpo humano em inglês. O jogo pode até substituir uma prova. 

O jogo Pouso de emergência no Ibirapuera, é voltado para alunos na faixa dos 11 anos. Nele, eles fingem ser alienígenas que fizeram um pouso de emergência na Terra e começaram a estudar as plantas, sementes e animais que encontram nesse planeta. O cenário usado é o Parque do Ibirapuera, em São Paulo, mas trocando o mapa, o jogo pode facilmente ser adaptado para qualquer parque ou área livre.

O jogo Viagem no tempo no museu foi criado especialmente para visitas ao Museu de Arte de São Paulo (MASP), mas pode servir como inspiração para os professores de Artes em outras cidades para criar jogos similares em museus locais ou até na sala de aula.

Já o jogo Pai na escola!, foi desenhado para gamificar um encontro de pais e responsáveis na escola. Você pode inserir o mapa da sua escola e fazer modificações nas tarefas e perguntas e transformar esses momentos em uma atividade divertida de integração com a comunidade. 

Dentre os jogos de Matemática, Pilotos Desesperados traz uma corrida de carros ameaçada por uma colisão. Em sua busca por peças, os participantes (crianças de 7 a 9 anos) realizam tarefas criativas e de múltipla escolha realizando problemas a partir de questões propostas e imagens.

Similarmente, em Geometria!, alunos de 13 a 15 anos estudam as figuras planas com tarefas envolvendo o seu próprio ambiente, resolvendo as questões a partir de sua observação.

Acesse a Seppo agora clicando na imagem abaixo:

Tags

Tags

Guias