6 práticas para discutir racismo e identidade na sala de aula

Atividades para o Fundamental I e II que podem ser aplicadas em qualquer época do ano

POR:
Larissa Teixeira
Foto: Getty Images

O Dia da Consciência Negra foi celebrado na última semana, mas o debate sobre os direitos da população afrodescendente brasileira não deve se limitar a um dia, ou a uma semana. As próprias redes sociais nos ajudaram a lembrar disso, com ataques racistas contra crianças negras dias após o Brasil relembrar a luta por igualdade de um grupo que representa mais de metade de nossa população.

Como um espaço de reflexão e construção de conhecimento, a escola não pode ficar de fora. Por isso, NOVA ESCOLA selecionou seis atividades que abordaram temas como racismo, identidade, história e cultura. Inspire-se pelos bons exemplos e convide a turma a refletir:

Tour cultural com foco na igualdade

Na EMEB Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon, em Cuiabá, a turma foi impulsionada a refletir criticamente sobre a igualdade de oportunidades para negros, indígenas e mulheres a partir de figuras históricas do entorno. O projeto criado pela professora Sueli Xavier Ribeiro envolveu as turmas do 1º ao 4º ano, incluindo 11 estudantes com deficiências intelectual, múltipla e física.

Cultura afro-brasileira em foco

Neste projeto sobre gêneros textuais em Língua Portuguesa e em Libras, os alunos do 6º ano da EE Roldão Lopes de Barros, em São Paulo, estudaram sobre a cultura afro-brasileira nas disciplinas de História, Artes, Geografia e Ciências. Entre os 35 estudantes, oito eram surdos ou possuíam algum grau de deficiência auditiva.

A identidade brasileira de cada um

Realizado na CMEI Cid Passos, em Salvador, esse projeto de arte estimulou os pequenos a pensar sobre a questão indígena e africana. Nas atividades, as crianças passaram a se reconhecer nos personagens estudados e, assim, construíram e assumiram a própria identidade.

A realidade afro do Brasil

Para discutir a respeito da cultura e arte africana e afro-brasileira, as crianças do CMEI Darcy Castello Mendonça, em Vitória, entraram em contato com releituras de obras artísticas, capoeira, música, dança, culinária, jogos e brincadeiras da cultura negra. Assim, elas aprenderam a respeitar e valorizar a contribuição dos negros na formação da cultura brasileira.

Quilombos e cultura, uma relação estreita

Esta sequência didática com alunos do 8º e 9º ano do Ensino Fundamental propõe um estudo sobre os quilombos e sua importância para o Brasil. O projeto fará os alunos discutirem sobre mudanças e permanências nas relações sociais locais, além de compreenderem e valorizarem elementos das culturas afrodescendentes e da resistência negra no país.

Preconceito e racismo: raízes escravagistas

O projeto estimula a turma a debater sobre o racismo e o preconceito étnico-racial no Brasil. Ao perceber as marcas da presença da cultura africana na sociedade brasileira, as crianças se reconhecem como fruto de um processo de miscigenação e compreendem o racismo como uma herança do período escravagista.

Tags

Guias