Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
Notícias

7 benefícios para trabalhar com a robótica com sucata

Não é preciso ter um kit estruturado para realizar as atividades

POR:
Débora Garofalo
Foto: Débora Garofalo

O trabalho com robótica traz muitas vantagens ao processo de aprendizagem. A partir dele é possível vivenciar o aprendizado em forma de experimentação e com muita mão na massa, ao criar contextos de aprendizagens, baseados em resolução de problemas. Mas como fazer quando não temos um kit especializado estruturado?

A resposta pode vir da própria realidade dos alunos. Foi o que aconteceu comigo. Ao olhar para a comunidade ao entorno, resolvi colocar essa questão para os alunos refletirem, sentissem, se sensibilizassem e pensassem em uma solução. O resultado foi transformar o lixo reciclável em robótica com sucata, praticando sustentabilidade ao transformá-lo em protótipos com funcionalidades específicas.

A atividade promovia a interdisciplinaridade entre várias áreas, como Matemática, Ciências, Geografia, História e Língua Portuguesa. Ao longo do trabalho realizado com os alunos do 5ª ao 9º ano, fui percebendo uma série de benefícios que transformaram o aprendizado dos discentes:

1) Estimula o raciocínio lógico

Ao estarem em contato com a linguagem de programação, os alunos são estimulados a pensar de forma estruturada, organizando ações para fazer o seu protótipo funcionar. A criação de um espaço de experimentação faz com o que os alunos possam experienciar e vivenciar o erro.

2) Colabora com a resolução de problemas

A robótica com sucata é responsável por solucionar problemas de forma natural, permitindo aos alunos desenvolver concentração e cooperação, exercitar a capacidade de resolver problemas na prática, mobilizando os conhecimentos e compreendendo-os antes de utilizá-los.

3) Protagonismo juvenil

Por meio do envolvimento, os alunos vão se tornando protagonistas ao participarem ativamente da construção de sua aprendizagem, extrapolando o conteúdo adquirido para além dos muros da escola.

Foto: Débora Garofalo

4) Incentiva e torna o currículo atrativo

A robótica permite que todas as áreas do conhecimento possam de se conversar em torno da construção de um protótipo, fazendo o aluno experimentar de forma prática e exercitar todo o conhecimento adquirido, despertando para o pensamento científico, ao investigar as etapas de ensino.

5) Desperta a aprendizagem dos alunos mais indisciplinados

Os alunos com sérios problemas de indisciplina foram que os mais se envolveram com a aprendizagem, incentivando os demais alunos a participarem.

6) Estimula a criatividade

Os discentes ficam estimulados a criar de diversas formas e a produzir protótipos incríveis, respeitando e exercendo diferentes papéis, desenvolvendo habilidade de raciocínio independente na construção de conhecimento lógico. Desse modo, motiva os alunos de forma lúdica e dinâmica a passarem por desafios e etapas, promovendo interação social, colaboração e cooperação.

7) Integra a escola e a comunidade

Pelo entusiasmo dos alunos, eles acabam trazendo os pais para a escola e que participam ativamente da aprendizagem dos discentes e colaboram com o processo.

Produtos descartados que podem ser utilizados para produzir máquinas em sala de aula (Débora Garofalo)

E por onde começar?

  • Apresente um problema;
  • Proporcione pesquisas e rodas de conversa;
  • Dê asas à imaginação;
  • Monte fichas de investigação e observação para anotações;
  • Leve materiais recicláveis para a sala de aula, como tampinha, papelão, rolinho, caixas, garrafa pets, canudos, palito de sorvete, palito de churrasco, entre outros;
  • Explique conceitos de circuito aberto, circuito fechado, funcionamento de led, funcionamento de motores e apresente sucatas de eletrônicos, como fios, ventoinhas, bateria 9V, motores de DVD player e também do HD, placa de arduíno e outros;
  • Oriente os alunos durante a criação dos protótipos e faça questões provocadoras;
  • Trabalhe a linguagem de programação. Recomendo  Scratch S4 e Ardublock, dois programas que utilizo com os alunos. Ambos são softwares livres gratuitos e são bastante intuitivos;
  • Envolva a comunidade escolar e dê aos alunos a oportunidade de apresentar os seus trabalhos dentro da escola e fora dela também, como feiras e exposições.

E você, querido (a) professor (a), tem alguma dica de como iniciar o trabalho de robótica? Conte aqui nos comentários! Compartilhe conosco as suas experiências.

Um grande abraço e até a próxima!

Tags

Guias

Assuntos Relacionados